23 de dezembro de 2015

PM mata sargento do Exército em festa de final de ano na Baixada Fluminense

SOLDADO SE ENTREGA APÓS MATAR SARGENTO DO EXÉRCITO EM NOVA IGUAÇU
Nova Iguaçu (RJ) - O soldado da Polícia Militar, Edmilson Gomes da Silva, do 4º BPM (São Cristóvão) e lotado na UPP da Mangueira se entregou ontem na Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), em Belford Roxo. Ele é acusado de matar o sargento do Exército, César Ferreira Dias Neto, assassinado no último dia 17 em seu próprio sítio, no bairro Marambaia, em Nova Iguaçu. De acordo com a polícia o crime ocorreu após uma discussão entre os dois homens por causa de uma mulher.
Segundo informações do Sargento Vieira, que estava no local do homicídio e socorreu a vítima, a motivação do desentendimento foi uma mulher, om a qual o acusado se envolveu, mas não quis ficar com ele durante uma festa realizada no sítio em Marambaia. Conforme a polícia, a vítima teria discutido com Edmilson e o expulsado de sua propriedade, chamando-o repetidamente de “merda”.
Ainda segundo a polícia, após a discussão, César teria ido ao automóvel de Edmilson e batido com uma arma no carro. Com raiva, Edmilson retornou ao sítio, ainda durante a festa, e disparou diversas vezes contra a vítima.
Testemunhas declararam que Edmilson roubou duas armas de César e quase matou outro homem, que tentava impedir a briga. César foi socorrido e levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu,no bairro da Posse, mas não resistiu aos ferimentos.
JBFNews/montedo.com

6 comentários:

Anônimo disse...

Tudo estupidez. Imbecilidade.

Anônimo disse...

Está virando moda, militares das Forças Armadas estão sendo assassinados como nunca se viu! Era raro isso, agora é quase todo dia!

Anônimo disse...

Simples: bebida x carro=errado; bebida x arma=errado; bebida x piscina/praia/lago=errado, etc. Muitas tragédias teriam sido evitadas se as pessoas soubessem se comportar comedidamente.

Anônimo disse...

Montedo, da Ativa: 2º Sargento QEzão do Pq R Mnt / 1ª RM - RJ (DGP), lá no bairro Magalhães Bastos, próximo a EsIE. Fatalidade. Fiquem espertos: "olho vivo e faro fino" ...

1º Ten QAO CordeirEx.

MARI REPRESENTANTE DA CEDDRUS disse...

Virou moda matar militar. Não tem uma instituição e comando que lute pelo interesse da classe. Infelizmente só mais um. Virou estatística. Que vergonha e que saudade dos tempos em que a instituição era forte e tinha homens honrados e comprometido com a tropa.

monteironei disse...

Isto é resultado de uma seleção descabidda, má formação de policiais que geralmente não conhece a legislação como: O código penal brasileiro, código de processo penal, a Constituição, além de não saber manusear seu proprio armamento. Essa PM que tem a função de proteger o cidadão, acaba em nome do Estado tirando a vida da população. Não sabem que o poder de Polícia deve ser limitado, que tirar a vida de uma pessoa os tornam também um criminosos. Não sabem o que é legitima defesa e nem excesso de legitima defesa. Enfim, uma tropa despreparada e sem comando. Qdo a PM era comandada por Coronel do Exercito Brasileiro e os batalhões eram comandados por Major do Exercito havia mais respeito e disciplina. Quando passou a ser designado pelo Governador do Estado o comandante oriundo da tropa da PM virou esse caus que estamos acostumados a assistir.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics