24 de dezembro de 2015

Homem fardado passa atirando em frente ao CMO e atinge dois soldados

Viviane Oliveira
Motociclista passou atirando em frente ao CMO e atingiu dois militares. (Foto: Fernando Antunes) Motociclista com farda do Exército passou atirando em frente ao CMO (Comando Militar do Oeste) e atingiu dois militares. O crime foi na manhã de hoje (24), na Avenida Duque de Caxias, no Bairro Santo Antônio, em Campo Grande. Jean César Alfredo da Silva, 26 anos, foi baleado no pé esquerdo e Jordy de Arruda, 21 anos, na perna, também do lado esquerdo.
Conforme boletim de ocorrência, Jordy contou que havia deixado o plantão e se preparava para ir embora, quando passou um homem em uma moto Titan, de cor roxa, e disparou vários tiros em sua direção. O militar Jean também foi atingido.
Depois da tentativa de homicídio, o homem fugiu pela Rua dos Andradas. À polícia, Jordy relatou que o suspeito pode ser o ex-marido de sua namorada, pois ele já havia o ameaçado antes. Segundo testemunhas, o homem estava com um revólver e atirou pelo menos 6 vezes contra o militar.
Os dois feridos foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhados para o Hospital Geral. O caso foi registrado como homicídio simples na forma tentada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. O Campo Grande News tentou falar na assessoria de comunicação do CMO, mas nenhuma das ligações foram atendidas.

Exército diz que ataque não foi contra o CMO, mas vai investigar o caso

Luana Rodrigues e Viviane Oliveira

Militares chegavam para trabalhar no CMO, quando foram surpreendidos por homem fardado que atirou contra eles. (Foto: Fernando Antunes)
O CMO (Comando Militar do Oeste) divulgou uma nota esclarecendo o tiroteio ocorrido na manhã desta quinta-feira(24), em frente a unidade, em que dois militares ficaram feridos. No documento, o exército ressalta que o ataque ocorreu fora das dependências militares e não foi contra a instituição.
Conforme o documento oficial, Jean César Alfredo da Silva, 26 anos, e Jordy de Arruda, 21 anos, militares lotados na 9ª Companhia de Guardas, chegavam de moto para o expediente e sinalizaram para entrar no estacionamento que fica ao lado da entrada do Comando, quando foram surpreendidos por um homem uma moto Titan 125.
O desconhecido estava trajando roupas que aparentavam ser um uniforme do Exército Brasileiro e provavelmente estava seguindo os militares. Ele efetuou cerca de 5 disparos contra o dois e em seguida fugiu. Jean César foi baleado no pé esquerdo e Jordy acabou atingido na perna, também do lado esquerdo. "O fato não caracterizou ataque contra a instalação militar", esclarece a nota.
Ainda segundo o CMO, foram instalados procedimentos investigatórios para esclarecer as circunstâncias do evento. Os dois feridos foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhados para o Hospital Militar de Área de Campo Grande, mas já receberam alta.
O Campo Grande News conversou com uma das vítimas. Jordy disse que não poderia falar sobre assunto, e só confirmou que ele e o colega não estavam fardados e que chegaram ao local cada um em uma moto.

Crime passional
Conforme boletim de ocorrência, Jordy contou que o suspeito pode ser o ex-marido de sua atual namorada, pois ele já havia o ameaçado antes. Segundo testemunhas, o homem estava com um revólver. O caso foi registrado como tentativa de homicídio simples, na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e será investigado.
CAMPO GRANDE NEWS/montedo.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics