19 de dezembro de 2015

Profissão: Militar. Porque vale a pena.

28 comentários:

Anônimo disse...

Ilusão, desvalorização.

Anônimo disse...

Com esse salário a gente tem que ser herói mermo.

Anônimo disse...

Por falar nisso, alguém sabe infotmar se enviaram o projeto de resjuste dos militares, que o prazo era até ontem?

Garivaldino Ferraz - Brasília disse...

Lindo o profissionalismo de quem ama o que faz, apesar das dificuldades.

Anônimo disse...

Tá louco! No consultório paga mais!

Mauro sgt QE disse...

"Impressionível" como tem gente que tenta baixar a moral da tropa com seus comentários ridículos deixem a moça vibrar com sua carreira, pois nem sempre o salário é tudo e sim a satisfação profissional.

Anônimo disse...

Depois que eu vi o pessoal vendendo o Boot e a boina logo após a baixa, fiquei mais triste do que desiludido.

Ubirajara Felix disse...

Quem tem quer assistir esse vídeo são os petralha, pra morrer de inveja,parabéns ten a sr ama o que faz

Anônimo disse...

Bando de chorões. Frustrados. Tem gente que gosta do que faz. Vocês vão chegar no fim da vida FRUSTRADOS. a COVARDIA de vocês é algo vergonhoso. Saiam! Muita gente gosta do que faz.

Anônimo disse...

"Satisfação profissional" passa, obrigatoriamente, por perceber boa remuneração. Caso contrário o trabalhador começará a se preocupar com coisas "comezinhas" e acabará por refletir negativamente em sua "satisfação profissional".

Não devemos generalizar com o exemplo da médica. Ela está aproveitando o tempo em que ainda está na ativa para experimentar novas sensações, como saltar de pára-quedas. Porém, logo, logo, vai dar baixa e voltar exclusivamente para a iniciativa privada. É só acompanhar toda sexta-feira o Boletim do Exército e contabilizar os colegas dela que vão embora em todo o ano.

Simples assim.

P.S.: quem é contra que se comente sobre a questão salarial, quando for publicada a saída, a pedido, dessa médica pergunta a ela qual foi o motivo principal.

Anônimo disse...

Deixa a moça viver a sua carreira....
Ela está vivendo um momento apenas.
Ela estudou bastante e e pra ela está fácil agora,
Quando a corda apertar, como ocorreu no quartel, pedindo médicos para o Morro da Maré,
ai ela sai do EB e vai ser Médica em qualquer lugar.
Parabéns para ela que estudou.

Anônimo disse...

Qq consultório paga mais... É verdade, mas não paga a satisfação da realização profissional....
Parabéns Pqd!!!!

2° Sgt feliz e satisfeito!!!!

Anônimo disse...

Vivemos nos quartéis uma eterna hipocrisia. Vejo nesse caso especifico dessa Tenente médica PQDT. Primeiro, os oficiais de AMAN detestam médicos militares, tanto os da escola da saúde, quanto os temporários. Isso é sabido e notado por todos. A grande maioria dos Cmt de OM, acham todos vagabundos pelo fato de cumprirem meio expediente e os achar muito paisanos, mesmo sabendo que para um médico estar na ativa, é por pura vocação e satisfação profissional. Pq os salários pagos beiram o ridículo se comparados aos praticados na iniciativa privada. Então senhores, deixemos a hipocrisia de lado e encaremos a realidade atual, eles estão no EB quebrando o galho da família militar. Para reflexão dos nossos exigentes, bons cobradores mas mau pagadores, "Chefes".

Anônimo disse...

Admiro quem ama o que faz independente do ganho financeiro, principalmente quando é da iniciativa privada, profissional liberal. Entretanto, uma profissão de Estado quando não é valorizada financeiramente só demonstra que esse mesmo Estado não valoriza seus servidores. Porque há milhares de cargos comissionados, na maioria das vezes cabos eleitorais ganhando fortunas. Recentemente funcionários da Petrobras fizeram retirada de distribuição de ganhos de até 152 mil reais. Há severas distorções quanto ao aspecto financeiro entre os operacionais do Estado.

Anônimo disse...

Caro colega Mauro Sgt QE, vou rebater seu comentário, sem levar em consideração o fato de que você deve ter passado sua carreira inteira atendendo telefone em um PABX da sua unidade ou dirigindo para o CMT da mesma...o que motiva um ser humano, um profissional pai de família, não é correr em forma puxando canções, nem saltando de aviões, ou respondendo "sim senhor", "não senhor" a toda e qualquer oportunidade, e sim, ter um salário digno para prover as mínimas condições de conforto para seus entes queridos, sua família. Ninguém no exército fica rico, fato. Mas estamos tornando-nos a força auxiliar, haja vista que qualquer PM de qualquer estado, nos está ultrapassando em vencimentos. Aos mais novos, que estudem e procurem outra alternativa para garantir a dignidade de vossas famílias, aos de mais idade, resta passar para a reserva e buscar outra fonte de renda.

Anônimo disse...

Satisfação profissional? Fala sério Mauro Sgt QE...saltando de aviões sucateados, correndo em forma, servindo aos caprichos de um sistema feudal e arcaico que viola os direitos de um cidadão (praça) para manter a realeza e pompa de outro (oficiais de AMAN). Procure um psiquiatra. Se quer vibrar, entre para a PF, PRF, PM de qualquer estado.

Anônimo disse...

Olá, tudo bem.
Alguem sabe dizer se para este ano vão chamar para o básico Pqdt, os Sten e 1 Sgt?
velame!

Anônimo disse...

É verdade, dinheiro não é tudo. Tem coisas que o dinheiro não paga. Poucos como eu terão o privilégio de estar na guarda no dia 31 de dezembro.Isso não há dinheiro que pague!!!

Anônimo disse...

Essa história de amar o que se faz, pois dinheiro não importa não engana ninguém mais. Façam-me o favor. A maior motivação que pode existir em uma profissão é o salário. Quem não concorda tem que trabalhar em ONG, e que doe todo o salário, se o que importa é vibração e cumprir missões. Quanta hipocrisia.

Anônimo disse...

O mais engraçado é que o PQD feminino não é o mesmo que o masculino.
Curso já é rolha para o quadro de saude e se é feminino é dado o breve...
Conheço pessoal do quadro de saude que faz dois salto e se vangloria usando o Breve de PQD e conheço militares que tem mais de 1000 saltos civis e não podem utilizar o breve.
Mulheres na minha opinião jamais serão PQD, não aguentam um velame e uma mochila, puro embuste...

Felipe disse...

Pois é, Mauro. É duro ler os comentários. Tem gente que entrou no EB em busca de riqueza e se decepcionou. Foram iludidos!

Anônimo disse...

Deixa ela vibrar, mas no consultório é muito mai$$$ bizu...

Anônimo disse...

Valeu pela contrainteligência!

Anônimo disse...

mi mi mi

Anônimo disse...

Cadê os 28%. Já foi dada a Ordem Judicial, será que vamos ter que prisão de alguem para esse dinheiro sair?

Anônimo disse...

"Satisfação pessoal"? Excelente! Imaginem minha satisfação pessoal ao saber que meus colegas que ingressaram na PMMG como Soldado dois anos depois de eu já ter me formado como 3º Sargento hoje são 1º Sargentos, quase saindo Sub (pra mim ainda faltam 3 anos) e ganhando MUITO mais do que eu... "satisfação pessoal"... ok... Quando vejo a foto do 01 do CFS 2015 todo feliz e orgulhoso por ter se formado e imagino que um Soldado da PMMG que se formar ano que vem já entra ganhando mais do que ele e, se ambos persistirem nas suas carreiras, o PM será Subtenente bem antes dele. "Satisfação pessoal"...ok...

Anônimo disse...

Alguém tem que defender as fronteiras, se não o inimigo invade.

Anônimo disse...

Pra ela é fácil vibrar, faz meio expediente e é médica, têm vários empregos e não precisa viver do pouco que ganhamos!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics