5 de setembro de 2015

"É pá cabá!" Canetada de Dilma retira poderes dos Comandantes Militares

Numa só canetada, Dilma Vana Rousseff conseguiu fazer o que PSDB e  PT não conseguiram em 21 anos no poder: reduziu à pó a autonomia dos Comandantes Militares sobre seus subordinados. Confira a íntegra do decreto publicado no DOU de ontem. Volto depois.
DECRETO Nº 8.515, DE 3 DE SETEMBRO DE 2015
Vigência
Delega competência ao Ministro de Estado da Defesa para a edição de atos relativos a pessoal militar.
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso VI, alínea “a”, da Constituição,
DECRETA:Art. 1º Fica delegada competência ao Ministro de Estado da Defesa para editar os seguintes atos relativos a militares:
I - transferência para a reserva remunerada de oficiais superiores, intermediários e subalternos;
II - reforma de oficiais da ativa e da reserva e de oficial-general da ativa, após sua exoneração ou dispensa de cargo ou comissão pelo Presidente da República;
III - demissão a pedido, ex officio ou em virtude de sentença transitada em julgado de oficiais superiores, intermediários e subalternos;
IV - promoção aos postos de oficiais superiores;
V - promoção post mortem de oficiais superiores, intermediários e subalternos;
VI - agregação ou reversão de militares;
VII - designação e dispensa de militares para missão de caráter eventual ou transitória no exterior;
VIII - nomeação e exoneração de militares, exceto oficiais-generais, para cargos e comissões no exterior criados por ato do Presidente da República;
IX - nomeação e exoneração de membros efetivos e suplentes de comissões de promoções de oficiais;
X - nomeação ao primeiro posto de oficiais dos diversos corpos, quadros, armas e serviços;
XI - nomeação de capelães militares;
XII - melhoria ou retificação de remuneração de militares na inatividade, inclusive auxílio invalidez, quando a concessão não houver ocorrido por ato do Presidente da República;
XIII - concessão de condecorações destinadas a militares, observada a ordem contida no Decreto nº 40.556, de 17 de dezembro de 1956, destinadas a:
a) recompensar os bons serviços militares;
b) recompensar a contribuição ao esforço nacional de guerra;
c) reconhecer os serviços prestados às Forças Armadas;
d) reconhecer a dedicação à profissão e o interesse pelo seu aprimoramento; e
e) premiar a aplicação aos estudos militares ou à instrução militar;
XIV - concessão de pensão a beneficiários de oficiais, conforme disposto no Decreto nº 79.917, de 8 de julho de 1977;
XV - execução do disposto no art. 8º do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias;
XVI - exclusão de praças do serviço ativo; e
XVII - autorização de oficial para ser nomeado ou admitido em cargo, emprego ou função pública civil temporária, não eletiva, inclusive da administração indireta.
Art. 2º O Ministro de Estado da Defesa editará:
I - os atos normativos sobre organização, permanência, exclusão e transferência de corpos, quadros, armas, serviços e categorias de oficiais superiores, intermediários e subalternos; e
II - os atos complementares necessários para a execução deste Decreto.
Parágrafo único. A competência prevista nos incisos I e II poderá ser subdelegada aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.
Art. 3º Este Decreto entra em vigor quatorze dias após a data de sua publicação.
Art. 4º Ficam revogados:
I - o Decreto nº 62.104, de 11 de janeiro de 1968; e
II - o Decreto nº 2.790, de 29 de setembro de 1998.
Brasília, 3 de setembro de 2015; 194º da Independência e 127º da República.
DILMA ROUSSEFFEduardo Bacellar Leal Ferreira


76 comentários:

Militar EB disse...

Rumores na corte afirmam que esta muito perto a separaçao das remuneraçoes entre militares da ativa e pensionistas / inativos.
Fica claro no artigo XII, que ira acontecer! é um tapa na cara dos militares inativos que estavam na ativa na época da VAR-Palmares!

Anônimo disse...

Essa foi cruel !

Anônimo disse...

Quem sabe os atos referentes ao pessoal na mão dos civis não o torna bem mais transparente e menos "paneleiro".

Jair Sá de Alencar disse...

Acredito não ser uma coisa de 7 cabeças, desde que o MD subdelegue algumas dessas funções aos Comandantes Militares de cada força, em casos que já eram de suas atribuições. O que o Governo fez foi editar um Decreto com termos atualizados, ou seja, onde se lê Ministérios da Marinha, Exército e Aeronáutica.........., Leia-se Ministério da Defesa, em face dos decretos revogados, apesar de estarem vigor, são anteriores a criação do Ministério da Defesa. Calma que ainda não é cajadada final.

keko marques disse...

Então nossos vencimentos estão nas mãos do min da defesa. Vamos apertá-lo.

Anônimo disse...

Mais uma escarrada na cara.

AMIGO DO R.A disse...

Isso tem um nome: Subserviência dos Cmt FFAA...

Anônimo disse...

Cada passo de uma vez. E assim vão tomando conta de tudo até acabar. O próximo Ministro da Defesa será o Jean Willis.

Anônimo disse...

Servi no MD por cinco anos e este decreto só oficializa o que já vinha acontecendo.

Anônimo disse...

isso é muito bom para que os que não compactuem com os ideais do governo, no caso os generais, sejam enviados para reserva de bate pronto.

DV

patricia meireles disse...

Não é ruim não pelo menos os comandantes das forças armadas vão ficar livres de responder criminalmente quando o ministro da defesa der uma ordem absurda ou assinar alguns documentos pois os ministros são civis mesmo. E são muito inteligente deixa eles se ferrarem . A Dilma Rousseff é muito burra mesmo.

Anônimo disse...

Enquanto os altos coturnos forem bonzinhos, os comunistas usam e abusam.
Montedo, estamos sendo governados por terroristas, guerrilheiros, traficantes, corrúptos e comunistas da pior safra de todo período republicano.
Há de se tomar alguma medida ou em breve seremos escravizados pela gangue. Será que as autoridades que podem moralizar essa baderna estão com medo??? Francamente, é revoltante. Em tempos passados a coisa não chegou nesse limite extremo, e houve o contra-ataque.
Agora os criminosos do poder estão deitando e rolando da maneira que querem.

Anônimo disse...

TÁ COM MEDO...
Esta ai o medo dela, quer tirar tudo dos militares, ate a hierarquia e disciplina logo estara retirando.
Só falta fechar as FFAA.
Comandante não mada mais nada pelo visto desta nova regra...
VERGONHOSO ISSO...

Anônimo disse...

eu queria entender que diábeisso?

Anônimo disse...

Impossível comentar, o Exército acabou, VERGONHA!!!!!, e ninguém faz nada para acabar com essa vergonha. Desculpem as palavras senhores, mas o Comando do Exército hoje é permeado de vendidos.

Anônimo disse...

Nós merecemos esse tipo de tratamento, afinal de contas quem se abaixa muito aparece o que não deve essa e a nossa realidade.

Ai montedo sera que a gente sera em 4 anos ou 2 anos?

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/2015/09/05/governo-federal-cede-e-faz-nova-proposta-de-aumento-novo-indice-e-de-108-em-dois-anos/

Cav ESA 2009

Anônimo disse...

Benfeito! Aí está o que deu a omissão dos comandantes.

Anônimo disse...

Será como foi na Venezuela.
Haverá onda de promoções de todos que se curvarem ao PT.
Teremos primeiros sargentos promovidos a Coronel , desde que jurem fidelidade ao partido.

Anônimo disse...

Quem sabe agora a MP 2215, será votada. Agora não tem necessidade de receberem como Ministro. Vamos ver como eles se comportam com o novo decreto.

Anônimo disse...

Apesar que ja estava assim só faltava assinar estou errado? Desde de quando os cmts de Força tem alguma influencia na vida da tropa apenas só pra f... a vida do praça, estava numa palestra com o general da daprom na ESAO e não estava na força mas o 3 sgt era promovido em 5 anos o General Ramos cmt da 1DE nem sabia que um sgt demorava 8 anos pra ser promovido,ficou com a cara de cachorro que caiu da mudança, então o Cmt da DAPROM disse que estava em estudo. e deu um sorriso sem graça sabe pq? ele não manda em manda e com uma canetada destruiu o plano de carreira dos sgts, com uma canetada a MP 2215-01 esta parada ha 15 anos sou praça de 2005 e vi realmente nada vai mudar nas Forças Armadas.

So o papiro liberta!

Ten Reis disse...

Acabou de vez...o ultimo a sair não apague a luz, apenas feche a porta porque a Dilma acabou de apagar a luz...

Anônimo disse...

Fernando Henrique Cardoso crio o MD para enfraquecer os Cmt Militares, subordinando todos a um civil. Diversos foram os ilustres desconhecidos q assumiram a pasta, até que nas últimas gestões foram políticos pelo menos com algum transito nas altas esferas do governo, e se não fosse a criação em 2010 do cargo de chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), não daríamos nem palpite no que se refere a Defesa Nacional e emprego das FFAA. Nessa portaria a Presid-anta só formalizou na teoria a pratica, ou alguém acha que o que ela assinava era ela que redigia? Só passou a bola da assinatura de rotinas administrativas, mas claro, algum iluminatti sem mais o que fazer, vai enxergar conspirações e golpes, comunistas escondidos planejanto comer criançinhas, etc. Faz o favor, vamos usar o tico e teco de vez em quando.
STen Honório.

Anônimo disse...

Depois, quando falei que as reuniões do Alto Comando são iguais as da Academia Brasileira de Letras, onde o chá das cinco é substituído pelo chá broxante, ainda tem quem acha que sou idiota. O certo seria substituir os antigos ministérios da Marinha, do Exército e da Aeronáutica pelos atuais Comandos

Anônimo disse...

Pelo que entendi isso é só uma correção da antiga lei, onde ainda existiam os Ministérios do Exército, Aeronáutica e Marinha. Nada mais é que atualizar a documentação. Coisa que deveria ter sido feita quando da criação do Ministério da Defesa, pois a competência para execução dos atos descritos na lei é de Ministro. O parágrafo único do Art.2 define a subdelegação aos Cmt Mil, como na antiga lei. Nada vai mudar.

Anônimo disse...

Tá bom. Daqui a pouco ela colocará os comandantes para serem motoristas da presidência.

Anônimo disse...

Na verdade, o milico brasileiro, manda um pouco dentro dos quartéis. Prova disso, q nem a cédula de identidade fornecida pelas Forças Armadas servem pra nada, não é reconhecida como documento oficial. O q a Dilma tá fazendo é simplesmente oficializando o q muitos já sabem, q os milicos não tem mais poder.

Anônimo disse...

General, Almirante e Brigadeiro depois desta não mandam mais nada mesmo...
Tiraram o pouquinho que mandavam e faziam agora que não fazem mais nada.
Sobrara mais tempo para os oficiais generais passear visitando OMs e ganhando mais diarias e fazendo a tropa ficar arrumando faxinando a OM...
Tá ficando vergonhoso ser militar no Brasil.

Anônimo disse...

Muito correto o ato da Presidenta Dilma. Os Ministérios Militares não existem mais. A legislação deve ser atualizada. Para aqueles que acham que o ato significa a interferência política do MD nas Forças Armadas, daí resultando em prejuízos para os militares, acredito que tais prejuízos já são sentidos no meio militar, podendo ser citado como exemplo a atual política de promoções do EB que vem descumprindo critérios objetivos de promoções, privilegiando e também prejudicando a bel prazer como no caso do QAO e até mesmo dos oficiais de carreira.

Marco Balbi disse...

Acho que os amigos, a começar do Montedo, não entendeu o espírito da coisa. É um mero ato administrativo que posteriormente será subdelegado aos Comandantes. Não alterou em nada os procedimentos.

Anônimo disse...

Presentão de 7 de setembro.....

É chefes militares.....agora oficializado e literalmente estamos na mão ou melhor, de quatro, perante os políticos da "melhor estirpe" da nação.

Será que não é hora de rever alguns "dogmas", "paradigmas" ou "conceitos" da carreira militar:

_ Falta de representação politica, falta de uma "bancada" que realmente represente e lute por melhorias para a carreira militar.

_ Falta de união, de representação para os anseios coletivos do pessoal militar, com poder de pressão (Principio da Massa, não é mesmo) para levar as reais necessidades do pessoal militar ao ministro da defesa.....já que é ele quem representa e responde pelos militares perante a presidente.

- Será que com todas as amarras do decreto acima (DECRETO Nº 8.515, DE 3 DE SETEMBRO DE 2015) algum militar, individualmente, vai ter poder ou força para defender e contrariar quem estiver no cargo de ministro da defesa....

- A classe militar sempre foi propositalmente desunida, dividida e dominada.

Fica a reflexão .....

Anônimo disse...

"Marco Balbi disse...
Acho que os amigos, a começar do Montedo, não entendeu o espírito da coisa. É um mero ato administrativo que posteriormente será subdelegado aos Comandantes. Não alterou em nada os procedimentos."

Quanta ingenuidade......
A edição desta lei, para mim, significa que a presidenta quer reforçar a "submissão" dos militares aos nossos "maravilhosos" e "probos" políticos.....,ou seja, eles estão dando um claro recado, ante ao medo que eles tem de uma possível "intervenção militar".

Vamos acreditar que papai noel existe também....
De "bobinho" nesse mundo brasilis só nós mesmo.

ESTA É A HORA, CONCORDAS? disse...

Sim

Anônimo disse...

Adoro essa MULHER.

Anônimo disse...

A Dilma só esqueceu de tirar o poder dos Cmts as promoções dos praças, quem sabe ficaria melhor e acabasse com essa palhaçada que vem acontecendo com nós.

Amauri disse...

Concordo com o Sr Jair Sá de Alencar. Mesmo pq com a criação do MD e extinção dos Ministérios Militares tais prerrogativas já eram, de fato, do Ministro da Defesa!!! Além do mais, desde o comando do Gen Albuquerque já deveria ter sido promulgado tal decreto, pois o último Ministro do Exército o Gen Gleuber Vieira!!!! É a minha opinião.

Anônimo disse...

Quanta ignorância em muitos comentários postados aqui. Senhores, o que houve foi somente a atualização de um Decreto anterior que delegava competência aos Ministros de Estado da Marinha, Exército e Aeronáutica, cargos esses que não subsistem mais , ou seja, substuiu Ministros Militares por Ministro da Defesa. Se os senhores observarem o restante do Decreto permanece com o mesmo teor do Decreto antigo. Portanto, nada mudou. Apenas atualização de um Decreto.

Observação: sou praça!

Anônimo disse...

Negativo. No estatuto dos militares está previsto que o militar ao receber uma ordem absurda deverá solicitar por escrito, caso contrário responde pelo mesmo ato.

Anônimo disse...

Os Chefes Militares apertaram tanto a tropa que não têm como ser mais subserviente ao governo tirou tanto das praças que agora não têm o que fazer esta entregando a própria carne.
O nosso chefe de fato e direito agora e um politico.
Vamos nos filiar ao PT e bolivariar as FFAA.
Pessoal da reserva preparem-se para fazer concurso público e voltar a trabalhar como civil.
E ainda existe Sgt e oficial brigando acorda pessoal. O inimigo e genera..outro.

Anônimo disse...

Não muda nada. Os estrelados já não tinham poder, mesmo. só balançavam as cabeças afirmativamente concordando com tudo. Agora, oficialmente, se espernear perde a indicação após a ativa. Se alguém for prejudicado, justiça neles. Lembrem-se que a desgovernança ainda não atingiu sua META.

Anônimo disse...

Se algum estrelado do andar superior ainda pensava ser sangue azul pode mudar de ideia, pois, agora com essa descida ladeira abaixo vai ser muito difícil ser pelo menos sangue de barata. É como diz o ditado: se não estás satisfeito pede para ir embora, de cabeça baixa e sem ao menos ser notado pelos do andar superior e esqueça que um dia foi diferente. Vá curtir a reserva com as polpudas diárias que recebeu ao longo de sua permanência no andar superior. E por favor caia no ostracismo e não fique tentando resolver algo para nós, pois, durante sua permanência lá em cima nada fizestes.

Anônimo disse...

Não consigo enxergar nada demais nisso. Quem assinava era Dilma, agora o Ministro. Todos sabemos que promoções, exonerações, nomeações, transferências para a Reserva etc, sempre foram feitas pela Força e o Presidente só faz assinar para sair em DOU. Quem assinou a minha passagem para reserva e posterior reforma, foi Lula e não qualquer Cmt Mil A. Hoje, seria o Ministro. Não vejo perda de poderes que justifique tanto barulho.

Anônimo disse...

A cédulas de identidade militar é um documento oficial amparado pela mesma lei que ampara a identidade civil.

Anônimo disse...

Acabou de vez com as FAs, podem esperar CB saindo cel, sgt general etc...haverá uma interferência política muito grande, até acabar com a instituição!

Anônimo disse...

Esqueci de explicar porque a promoção dos praças são uma palhaçada.
Verifiquem que a Port nº 006,trata as promoções por TURMA DE FORMAÇÃO e tenho acompanhado algumas conclusões dadas a quem solicitou promoção em ressarcimento de preterição e verifiquei o seguinte:
A DAProm tem a cara de pau de dizer que o Sgt de uma turma de formação por ter sido ultrapassado passou a pertencer ao UNIVERSO DE PROMOÇÃO da turma ultrapassante, tem a coragem de dizer que a turma de formação que foi dividida em 3 etapas é constituida pelos Sgts que não foram ultrapassados.
Mas vejamos que a própria Portaria é bem clara diz apenas TURMA DE FORMAÇÃO e não UNIVERSO DE PROMOÇÃO ou TURMA DE PROMOÇÃO, se estivesse escrito que os Sgts ultrapassados passaram a pertencer ao universo da turma de formação ultrapassante eles estariam amparados, mas como esta definido na Portaria a Administração Militar não tem amparo legal.
Então Sgts de todas as turma de formação que deveriam terem sido promovidos nesta ultima promoção por ser a ultima leva de sua turma, ainda há tempo de entrar com requerimento, pois o prazo se encerra com 120 dias após 1º JUN 15.
Não se acovardem e fiquem achando que na próxima promoção serão promovidos na 1ª etapa, façam valer seus direitos.
Temos que acabar com essa Comissão de Promoção de Sargentos, pois ela não faz um trabalho serio, se fizessem os graduados remanescentes da Prom DEZ 14, também seriam promovidos por merecimento, mas só foram por antiguidade. Será que nenhum Sgt remanescente da Prom dez 14 teria mérito suficiente para ser promovido por merecimento?
Fica claro que a CPS manipulou os pontos desses Sgts para que fossem promovidos apenas por antiguidade.
Por isso que a Dilma deveria também tirar a promoção dos praças das mãos dos Cmts das Forças, principalmente do EXÉRCITO, pois pelo que vejo a Marinha e Aeronáutica a promoção dos Sgts é mais justa, não há ultrapassagem de uma turma sobre a outra.
Com certeza se os Sgts do EB prejudicados nessa ultima promoção entrarem na justiça o Juiz irá julgar em cima do que esta escrito e a vitória será nossa.

Lembre-se que, QUEM NÃO CORRE ATRÁS DE SEUS DIREITOS, NÃO É DIGNO DE TE-LOS!

Pablo disse...

Só fiquei com uma dúvida. Que PODER foi retirado dos militares? Como alguém pode tirar do outro aquilo que o outro não tem?

Anônimo disse...

Milico é muito ignorante. Arrego! Isso é previsto na constituição! Parem de procurar pêlo em casca de ovo!

Anônimo disse...

Não existe obediência cega no Direito Penal Militar. Esse papo de ordem por escrito é MITO! Fiquem ligados!

Anônimo disse...

Só existe duas formas de melhoria para as praças:
AÇÃO JUDICIAL:
Publicidade- não existe no EB, lealdade e conversa fiada, cadê a lealdade com o subordinado. Promoção, transferência, conceito, curso, tudo, não possui publicidade, quem defende este modelo atual e porque esta sendo beneficiado pelo esquema.
Quem acreditou no Cmdo e não entrou na justiça em várias ações, 28%, seguro do Fusex etc, estão a ver navios.

PARTICIPAÇÃO POLITICA:votar e apoiar quem luta por nós.Exemplo as PM e BM, o que conseguiram nos últimos anos, outro QE do EB deu uma aula para os carreiristas.

O militar carreirista fica correndo para passar a frente da turma, existe aqueles que merecem mesmo eu conheço vários, só que esquece que todos chegarão a Subtenente após 20 anos de serviço. O concurso e para sargento do EB então na pratica promoção a 2Sgt e 1 Sgt em 20 anos.

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Negativo. No estatuto dos militares está previsto que o militar ao receber uma ordem absurda deverá solicitar por escrito, caso contrário responde pelo mesmo ato.

5 de setembro de 2015 18:31

Companheiro acorda em alguns casos se V.Sra receber por escrito e executar a ordem isto entra como agravante, ou qualificação do crime.
Acorda foi contado algumas mentiras ao colega na EsSA e CAS, leia jornal, e preste atenção nos casos que o colega já vivenciou qual o desfecho que teve.

Anônimo disse...

Ao anônimo de 5 de setembro de 2015 20:12 Promoção dos Sgt
A maioria dos militares deixam de pleitear direitos devido o medo de perder algo que acham que irão receber no futuro.
Moral jogam a culpa nos Cmts e não correm atrás dos seus direitos, e ficam com raiva daqueles que o fazem. E pura covardia e inveja, perseguir quem esta correndo pelos seus direitos, porque os mesmos não o fazem.
Fomos doutrinados que o Cmdo nunca erra e que reclama esta errado. Falta consciência politica e lealdade se um companheiro reclama vamos ouvi-lo para saber se tem mesmo um erro, que corrigido pode beneficiar a todos.

Anônimo disse...

A Comissão de Promoção de Praças e caixinha de surpresas.
Quem sente-se prejudicado justiça neles olhe o site

http://www.prdf.mpf.mp.br/imprensa/08-07-15-mpf-df-pede-que-justica-suspenda-andamento-depromocoes-ao-cargo-de-2o-tenente-do-exercito

Pegue o mesmo modelo de ação o MP não pode entrar mas pode-se entrar individualmente.
Essa reportagem foi mostrada aqui no site do tio Montedo.

Anônimo disse...

Pessoal, esse decreto é de 98, só que naquela época os Comandantes Militares eram Ministros. Posteriormente, com a criação do MD, todos os poderes passaram a ser do Ministro da Defesa. Simples assim, nada mudou, apenas atualização para que o decreto esteja atualizado, nada demais.

Anônimo disse...

Não fala bobagem militar sem conhecimento de causa! Procure obter conhecimento a respeito do assunto depois venha comentar, senão vai ficar pagando mico por aí com esse comentário.

Anônimo disse...

Não vejo nenhuma novidade. Senhores, me digam quais foram as melhorias que nossos Comandantes proporcionaram para a tropa nos últimos 15 anos com esses "poderes" em suas mãos??? Essa semana o Cmt EB visitou minha OM e se quer falou com as praças. Dai vem o Cmt da Bda falar que PODEREMOS ter algum aumento de 25,5% em 4 anos e que devemos agradecer porque de 1993 a 2000 não tivemos nenhum aumento e ainda falando que devemos agradecer porque no Exército Americano o oficial vai pra reserva com 20 anos e com metade do salário. Acho que ninguém disse a ele quanto ganha um oficial lá, que muitos militares são isentos de taxas nos EUA, que o valor das coisas lá são bem menores em relação a Brasil. Porque será que não abre reserva proporcional para STen e Sgt aqui? A debandada seria tanta que a administração iria paralisar. Infelizmente, estamos vivendo em uma Instituição conduzida por omissos, por interesse, por pessoas despreparadas, por incompetentes, ...

Altevir Stall disse...

Eu interpretei um pouco diferente esse decreto. O antigo dava prerrogativas aos MINISTROS MILITARES. Como os Ministérios Militares foram extintos e criado o Ministério da Defesa, é simples o entendimento. Todas as prerrogativas passaram para o Ministro da Defesa, é fato. Estão atualizando com um certo atraso, o que devia ter sido feito naquela oportunidade. Estão fazendo tempestade em copo d'água, o decreto é apenas a troca de seis, por meia dúzia. Eu vejo dessa forma, posso estar errado. Simplificando em poucas palavras, é isso aí.

Anônimo disse...

Ordem ilegal não se cumpre, os PMs sabem muito bem disso, se a formação dos militares desse um mínimo de noções de direito, ao menos constitucional, evitaria muitos problemas. Mas pensando bem, acredito que os chefes não iriam gostar dos seus subordinados conhecendo seus direitos, subordinado ter direitos é um absurdo para os militares brasileiros.

Anônimo disse...

Agora sim! Todos no mesmo barco. Oficiais e praças(QAO) terão que mostrar serviço ao MD. Agora tem que mudar o RDE para abarcar a todos. Todos tem que ser mencionados no comportamento. bom , o, e.

Anônimo disse...

Lembram do recado do EVo morales, tai a resposta do governo!

Anônimo disse...

Não esta tudo bem

Anônimo disse...

Ao meu amigo q comentou sobre a cédula de identidade, que é amparada pela mesma lei q ampara a identidade civil, respondo com conhecimento de causa: instituições estaduais, tais como: Detran-RJ, BB, e até mesmo algumas lojas comerciais, não aceitam a cédula de identidade militar das Forças Armadas do Brasil como documento oficial. Um exemplo: quando se passa para a reserva e quem tem o direito ao extinto PASEP, e precisa pegar essa merreca, o BB não libera se o interessado não apresentar um documento válido. Experimenta apresentar a cédula militar, vai passar vergonha. Sem falar dos policiais militares, que dizem q ela não vale nada. Conselho, tire uma identificação civil se você não tiver, assim você não passará vergonha.

Anônimo disse...

Fiquem tranquilos, pois o próximo ministro da defesa será o general Stédile. Indicado, é claro , por Lula. Aí tudo vai melhorar.

Anônimo disse...

Kkkkkk.... É u documentos oficial que nem o próprio governo reconhece.....
Tenta abrir uma conta no Bando do Brasil (que é público) pra ver se você consegue!!!!!!!!!
Só serve pra pagar embuste.....
2° Sgt 2002

Anônimo disse...

Devi ter corrido atrás era do papiro na ESA..
Agora fica correndo atrás do direito que acha que tem.... Não papirou.... Mantém guerreiro.... Kkkkk

Anônimo disse...

o numero de comentarios impressiona.

Anônimo disse...

Os militares demoraram muito para se organizar e "ENTRAR NA POLITICA" eleger seus representantes "REPRESENTANTES NA CÂMARA E NO SENADO"...
enfim... o fim será as trevas como já estava anunciado desde a criação do Ministério de Defesa e seus cabides de emprego para partidos políticos.
ACORDA MILICADA !! PELO AMOR DE DEUS ACORDEM !! BANDO DE DESUNIDOS !

Anônimo disse...

Infelizmente o povo brasileiro esta ficando sem saída, o PT estão fechando todas as portas e dominando o País.O cabeças das Forças Armadas estão preocupados com suas carreiras, por isso a Presidentaaaa, deixou qualquer tipo de promoção ou benefício nas mãos do Ministro da Defesa, que é do Partido dos Petralhas. Jesus volta logo, estamos ficando num beco sem saída.

Anônimo disse...

Respondendo ao camarada conhecedor da causa de identidade militar. Sou militar (praça) há aproximadamente 25 anos e por todos os lugares onde servi sempre utilizei minha identidade militar e em todos os lugares que a apresentei a mesma nunca foi recusada, seja em bancos, comércios, ou em qualquer lugar que eu a utilizei. Acredito que algumas instituições não aceitam a identidade militar por pura falta de conhecimento sobre o assunto, já que na própria cédula tem o amparo legal. Portanto, meus caros acho que generalizar essa situação de não aceitação da identidade militar não procede.

Agora falando sobre o assunto principal que é o Decreto parem de ser ignorantes, pois nada mudou. A única coisa que aconteceu foi uma atualização de um Decreto que continham cargos que já foram extintos, ou seja, substituíram o termo Ministro de Estado da Marinha, Exército e Aeronáutica por Ministro da Defesa. O restante do Decreto permanece com o mesmo teor do antigo. Parem de querer achar pelo em ovo. Arrego!

Anônimo disse...

Lei foi feita pra ser cumprida, companheiro e é preciso disposição de quem observa o descumprimento dela, para exigir que seja cumprida. Em relação aos PMs, pelo menos em SP nunca tive problemas em relação a identidade militar.

keko marques disse...

Ao "conhecedor de causa" sobre identidade militar: tenho conta em 2 bancos, minha cnh consta o nr idt mil, fiz matrícula em faculdade estadual, tudo com idt mil. A pm rodv qdo me parou nunca questionou; então não sei que conhecimento de causa é esse seu.

Anônimo disse...

Rapaziada.

Prá começo de conversa nada é permanente, somente DEUS, se não vejamos qualquer: Órgão, força, empresa, etc... que faz separação profunda de seus integrantes, onde existe uma classe que se acha acima de tudo e de todos, que não defende o direito dos que estão "em baixo", ama a soberba, divide para conquistar, etc.... Esses estão fadados ao insucesso e, o nosso inimigo somos nós mesmos. Num mundo do perfeito arco-íris, os chefes teriam que deixar a força mais democrática, fazer com que os militares de baixa hierarquia sintam o prazer de trabalhar; pois os próprios chefes são pegos pela reserva e acostumado com casa, carro, mucamo, puxa saco etc.. e que na reserva perde tudo passam a viver do soldo; quando isso acontece botam a boca no trombone dizendo que o governo é injusto. Aqui se faz e aqui se paga e o melhor de tudo: (DEUS TAMBÉM JULGARÁ OS PÉSSIMOS CHEFES E OS PÉSSIMOS SUBORDINADOS), Amém.

Robson A.DSilva disse...

Sobre a identidade MILITAR. Acima disseram que não serve nem pra receber o PASEP ou para ABRIR CONTAS. Eu fui para a reserva ha três meses. já recebi o PASEP, uma migalha por sinal, usando a identidade de MILITAR e esse mês abri duas contas, uma delas é empresarial, usando a mesma identidade.

Hermes disse...

O problema será quando companheiros forem colocados dentro das escolas militares, como comissários ou seja lá o que for... "Professores" de Direitos Humanos para ensinar aos futuros militares o "ideal" a ser seguido...
Aí podemos começar a ver nosso País se tornar uma Venezuela...
Lá, nos anos 80 era uma coisa... Após a tentativa de golpe do Chaves, ele foi preso e em seguida eleito democraticamente...
As Forças Armadas ficaram assistindo... Primeiro vieram os comissários... Depois mudaram as disciplinas das Escolas... Uma nova história bolivariana... Trocaram Comandos. Hoje as FFAA venezuelanas são politizadas... E criaram as milícias!!!
Se ninguém acordar (e tem que ser meio UU) em breve teremos um modelo novo de FFAA... Se será bom ou ruim, não sei...
Mas é devagar, devagar, que se chega no objetivo vermelho... Não esperem uma revolução do tipo russa, com derramamento de sangue... Será minando os valores caros às FFAA nas Escolas Militares e Colégios, que prepararão os líderes do futuro para serem "vaquinhas de presépio" e acatando na íntegra as determinações do Partido que nos desgoverna atualmente...
Com esse Decreto o MD, que tem aquela Sra como Secretária, pode começar, não agora, a mudar os regulamentos dos Colégios Militares e das Escolas... Podem promover os subalternos que fazem o trabalho de "formiguinha" conquistando corações e mentes dos mais jovens... Ter Generais simpáticos ao desgoverno... E como foi com Jango, inverter a hierarquia e promover o inaceitável em uma FFAA... Uma quebra de valores...
Outra hipótese é de que fizeram isto como teste...
Mais uma possibilidade é: vamos dar a isca para ver se os militares são fisgados e se animam a intervir (Estamos f... mesmo e se eles intervirem, a m... da economia do jeito que está eles não vão arrumar e depois voltamos novamente como "salvadores" pois o povo brasileiro esquece rápido... De lambuja fazemos umas limpa nas FFAA, para que rompimentos da Democracia jamais ocorram...)
Senhores, todo cuidado é pouco com os iluminados que "sabem" o que é bom para o povo!!!! Temos que ser prudentes com essa minoria vermelha que parecem ser mais inteligentes que todos... Afinal, enriquecem sem produzir nada...
E o desejo do povo????... O povo vai para onde os líderes coesos apontam. E o partido do desgoverno não lidera... Ele compra com seu assistencialismo barato e seu terrorismo de "quinta" (de que se saírem, o social deixará de ser prioridade) os simplórios desse País e os intelectuais oportunistas de 2ªs e 3ªs intenções do qual o partido, tem em seus integrantes número expressivo, aderem a essas ideias por motivos escusos.
Penso que o povo está carente de líderes... E o País de Governo... E infelizmente não existem Líderes ou Governo prontos para a tarefa hercúlea de colocar o País no rumo.

Anônimo disse...

Penso que o (acho que é item XII) vai mandar quem recebe auxilio invalidez mais rápido para o buraco.

Anônimo disse...

"Ao meu amigo q comentou sobre a cédula de identidade, que é amparada pela mesma lei q ampara a identidade civil, respondo com conhecimento de causa: instituições estaduais, tais como: Detran-RJ, BB, e até mesmo algumas lojas comerciais, não aceitam a cédula de identidade militar das Forças Armadas do Brasil como documento oficial. (...) Sem falar dos policiais militares, que dizem q ela não vale nada."
Esse espírito de vira-latas é impressionante, nunca abandona certas pessoas, incrível. Sou milico há 24 anos. Do período q estive sargento até qdo cheguei ao oficialato de carreira, JAMAIS tive prob ao apresentar minha cart ident militar - seja à PRF, PM, bancos, órgãos, qq lugar ou situação. Pior, querem ir, nessa insignificância, até mesmo, de encontro ao amparo legal q determina a legalidade do uso do documento.
Se esses sujeitos se veem assim, tão "envergonhados", pergunto-me por que permanecem na instituição. Não precisa, já sei a resposta.

Anônimo disse...

Já inverteram a hierarquia, algo nao repercutido porque sucedeu-se no universo das praças, na raia miúda, não afetou nem impactou negativamente nas preciosas carreiras dos oficiais...mas o primeiro exemplo, o que "abriu a caixa de Pandora" está no canetaço que promoveu os Sgt do QE. Esse fato foi uma inversão na hierarquia. Porque um 3sgt de escola fica 8 anos na graduação e um Sgt QE fica 4? E se tal inversão na hierarquia ocorresse no círculo dos oficiais? Será que o trabalho das praças que prestaram concurso não tem valor? Logo poderemos estar vendo algo similar também no universo dos of, aí, creio, os leões irão rugir em defesa da hierarquia, pilar da força.

Anônimo disse...

Caveira!!!
Achavam mesmo que uma Ex-guerrilheira ia deixar barato?
Ser presidente tomando o poder é fácil quero ver ser eleito pelo povo.
Não se prepararam, acharam que inimigo era burro.
Baixou a guarda leva soco na cara.
Mais um pra aqueles que acharam que tudo ia ficar como "dantes no quartel de abrantes.
Ou os militares se unem,e elegem Deputados, Senadores e Presidência da República, ou acho melhor começar a estudar pra concurso público de novo.
Perdemos mais uma batalha.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics