23 de fevereiro de 2016

Exército estuda estender carreira dos sargentos até o posto de Major

Não andou

Perdeu força a ideia de reestruturar a carreira dos sargentos aos moldes do exército americano, que tem como ápice a graduação de Sargento Maior. A reestruturação passaria pela extinção do Quadro Auxiliar de Oficiais e a criação de graduações intermediárias. A necessidade de alinhamento com a carreira das praças nas demais Forças fez com que, momentaneamente, o projeto fosse deixado de lado.

QAO por merecimento

Concretamente, o Estado Maior do Exército trabalha com a possibilidade de alterar a atual forma de promoção dos integrantes do QAO. O acesso a primeiro tenente e capitão passaria a ser feito por merecimento e não por antiguidade, como ocorre atualmente.

Major por escolha

O EME aguarda o resultado de um estudo encomendado à Fundação Getúlio Vargas para estender ou não as promoções no QAO até o posto de Major. O acesso a oficial superior se daria por escolha, nos mesmos moldes do que ocorre com os coronéis promovidos ao generalato.


Divisor de águas

O EME vê o ano de 2022 como um verdadeiro divisor de águas. É quando deve ser implantada a nova política de pessoal do Exército.

154 comentários:

Anônimo disse...

Absurdo esta metodologia !!! Do S ten a QAO (somente por merecimento), e agora também para promover a 1º Ten QAO e Cap QAO por merecimento ?!.
O QAO vai ter que ter 40 anos de serviço pra sair Cap. Extingue logo este Quadro de uma vez, já que idéia é sacanear mesmo !!!

Anônimo disse...

Deveriam permitir que sargentos comandem, de direito, ao menos um pel por Cia Fzo e a mesma proporção nas outras armas e serviços.

Anônimo disse...

Sou 2º Tenente QAO, no QA de junho/16.
Em dezembro poderei solicitar a reserva remunerada, mas não decidi ainda se ficarei até a promoção a capitão, pois terei que trabalhar dois anos e meio "de graça" para ser promovido.
Se a promoção passar a ser por merecimento, não esperarei.
Não trabalharei de graça para que um comandante descompensado diga à DAProm que não tenho conceito para ser promovido.
Não sou melhor do que ninguém, mas sou dedicado e tenho a consciência tranquila de que cumpro minhas obrigações com louvor.

Anônimo disse...

sei

Anônimo disse...

De graça? Não vai receber salário?
É simples: se trabalha, recebe... 30 anos de serviço e ainda choramingando?!?

Anônimo disse...

GOVERNO FIGUEIREDO – AÍ COMEÇOU A DERROCADA (com Medeiros e Newton Cruz) – LEIA A CPI ANEXA

https://liciomaciel.wordpress.com/2016/02/20/governo-figueiredo-ai-comecou-a-derrocada-com-medeiros-e-newton-cruz-leia-a-cpi-anexa/

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Sou 2º Tenente QAO, no QA de junho/16.


sei, trabalhar de graça. não existe almoço gratis macho.

Fica logo, saia cap que é um acréscimo e ainda tem o adicional de permanência. Cada uma que temos que ouvir.

Anônimo disse...

O que tem a ver a Fundação Getúlio Vargas com a promoção do QAO ?
O S Ten quando sair QAO vai ganhar uma bengala em vez de espada de tão "sugado" que vai estar !!!

Sgt/Com 2002

Anônimo disse...

Militar das FFAA, Vc ta ferrado ...

Leia ..

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1713399155581288&set=gm.792140767583196&type=3&theater

Anônimo disse...

http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2016/02/1741518-medalhista-de-matematica-gaucha-de-14-anos-estuda-para-mundial.shtml

Anônimo disse...

Tem que peneirar ou seja merecimento sim. Mais da metade da turma não merecem sair. Falta iniciativa, vontade, dedicação, o sujeito chega a ST, não age como mais antigo das praças, não orienta o mais moderno, não interdece, faz um DIEx e acha que ganhou o dia, não se incomoda com nada, não apaga uma lâmpada e só pensa nele, não se expõe, não briga por ninguem, cheio de medinho, etc... O que fazem de melhor é reclamar de quanquer representação, missão, etc ... um boa parte.

Anônimo disse...

Não quero ser oficial! Fiz concurso para ser SARGENTO! O problema é o baixo salário! O soldado da PMDF sabe o que estou falando!

Anônimo disse...

tenham certeza que isso é piruação de SARGENTO e vou mais longe ainda SARGENTO que tem curso no exterior e os sargentos comuns que carregam a mochila.

Anônimo disse...

E a transparência vai ficando a desejar. Indicação e não capacidade não é mérito.

Edi Mor Gmail disse...

O que um militar sem saco vai fazer como MAJOR??? Já vai tá velho e cansado...arrastando a bombacha. Nem deveria existir O QAO, todos sem exceção ficam só pelos proventos e pra ostentar sua estrelinha pelos corredores...Alguns até pensam que nunca foram praças. Qual a função que um QAO pode fazer que um ST não faça??

Anônimo disse...

Enquanto os babões sobem, a galera sustenta a pirâmide nas costas. De vez em quando, principalmente quando as coisas estão péssimas, aparece esse tipo de assunto. É uma confusão, uma indecisão e bagunça tudo. Uma hora cria-se um quadro, depois extingue-se e cria outro. Como no resultado da MP do MAL, as escolhas geralmente prejudicam.

Anônimo disse...

Engana-se quem acha que o QAO é um militar sem expressão. Ele leva mais de 25 anos para alcançar o posto, enquanto muitos levam 8 meses de meio expediente para se dizer formado, isso mesmo, o Exercito só precisa de 8 meses para formar um tenente (CPOR/NPOR). O que se ver nos quartéis é uma política de fuxico cujo objetivo é desprezar o QAO. Sejamos fortes porque são 25 anos não só fazendo,mas, também planejando. Quem é da força sabe muito bem disso. Foi-se o tempo em que o Praça era apenas um fazedor de coisas, hoje ele também planeja. E é nesse campo do planejamento que o Praça representa um inimigo interno para muitos oficiais que tem o Exercito apenas como cabide de emprego.

Anônimo disse...

Os aspirantes da AMAN tbm passariam a serem promovidos por merecimento? Ia ter 2º tenente QE de academia, pois, muitos demorariam para serem promovidos, ou a sacanagem é só com os QAO?

Anônimo disse...

Para promoção do QAO ao posto de Major, seria por escolha? Isso é uma piada de mau gosto. O EME não tem nada mais importante para fazer? Exército Brasileiro, socorro!

Bruno Campelo disse...

Absurdo que no caso dos gen ja é uma politica e não merecimento isso iria acontecer tbm com os qao o melhor seria encerrar de vez mesmo. Uma vez que o grade sgt o ultimo ppsto seria teoricamente sub. Manda logo o cara pra casa pois ja se ferrou tirando escala mesmo e se ferrando a vida toda.

Anônimo disse...

Melhor coisa, seria terminar com o QAO, eu fiz concurso para praça, mas os oficiais que comecem a trabalhar e fazer o que é obrigação deles, hj na maioria das OM os praças que pensam e executam, pq a maioria dos oficiais não sabem nada e nem querem saber. As forças armadas só funcionam pq existem os praças, a maioria dos oficiais incompetentes esconde-se na hierarquia, sou estabilizado fiz concurso para praça e vou sair Sub, então vagabundo algum me ameaça com conceito o com mais trabalho, pq medo de trabalhar não tenho.

Anônimo disse...

Bom momento para pensar bem, depois de muitos comentários e protestos vejo que nada está bem, aliás pode piorar. Contudo depois de muitas perdas de toda ordem desde a última constituição (toda remendada e com prazo de validade já expirado em relação as anteriores) e que todo brasileiro da alta só burla ou a desconhece. Só vejo como luz no fim do túnel, também desta forma, criar uma nova PROMOÇÃO por ato do órgão máximo de Pessoal no momento do pedido para a RESERVA, é claro nada mais justo para quem perdeu-a na MP do MAL o posto acima e outras coisas mais. Minha singela opinião é de quem deveria pensar e planejar fica a proposta e o poder do canetaço para "burlar" também. Chega de pedir esmola para quem nos despreza. A hora esta chegando e felicidades a todos nestes momentos difíceis. Acorda alta cúpula das FFAA.

Anônimo disse...

O mais interessante de tudo é que os projetos ora apresentados são para 2022. Totalmente um absurdo para a tropa que tem fome. Já perceberam que com a troca de peças do uniforme de passeio foi uma mudança só para os praças?? Aí Eu te pergunto: O auxílio fardamento é maior para os praças??? estipularam-se até data pra adquirir tudo dourado e tirar fotografia atualizada, mudar divisas no braço das fardas e dinheiro que é bom mesmo nada. Comandar assim é fácil, enquanto o mundo gira o praça se vira. L A M E N T Á V E L.
E pra finalizar, deram um aumento pra quem é mais moderno como incentivo para a carreira; auxílio pré escolar agora é R$321,00, e meus filhos agora precisando de um apoio não tem mais esse direito.

Anônimo disse...

Sou S Ten do EB com 26 ano de serviço.

O que tenho visto e percebido sobre o Exército é que o futuro de sustentação do Exército será os PTTC (praças e oficiais), os militares Técnicos Temporários (Ten, Sgt e CB) e os praças de carreira .

Explico: com o nível de nossa atual remuneração, que deve continuar assim e até piorar, o Exército não vai conseguir manter o atual número de Oficiais de Carreira formados pela AMAN até os postos de Oficiais Superiores e dos Sargentos formados pela ESA (a ESA passará para curso técnico 2 anos de duração), que serão atraídos por outros concursos que pagam melhor e até mesmo dando baixa para ingressar na iniciativa privada, já vem acontecendo. É só ver a grande quantidade de Oficiais Ten Cel até mesmo com QEMA pedindo reserva antes mesmo de sair Coronel e Oficiais Superiores brigando para serem incluídos nas cotas compulsórias, fenômeno que passou a ocorrer principalmente após a MP do Mal e os anos de 2010.

Resultado disso é que para manter a parte Administrativa será necessário o incremento de PTTC (o atual Cmt do EB dobrou o número de 2 para 4 mil), os Técnicos Temporários (Ten, Sgt, Cb) e os praças (S Ten e QAO).

Criticam-se muito os PTTC's, mais para o Exército é um excelente negócio: pega-se um militar que já está no FuSEx, paga a Pensão Militar (7,5% e 1,5% em alguns casos), para trabalhas por 1 (um) militar e recebendo 30% (trinta por cento) de 1 (um) militar. Lembrem-se: se não tiver o PTTC terá um TT no lugar.

Os Técnicos Temporários (Ten, Sgt e Cb) mais vantagem ainda, são militares em sua maioria jovens, passam a contribuir com o FuSEx, Pensão Militar e quando vão ficando mais velhos são licenciados, mesmo pagando a Compensação Pecuniária ainda é grande a vantagem, ainda que um ou outro seja reformado, no fim o saldo é amplamente positivo.

Já em relação aos Praças de Carreira (aqui com maior enfase para os QAO's) serão os que vão assumir as funções de Chefia naquelas Seções tipo (S/1, Div Pes, SPP, Cia em B Adm, etc) e estendendo a carreira até Major terá um Oficial Superior para assumir aquelas funções tipicas de Oficial Superior e melhor ainda, os Oficiais Superiores de Carreira (AMAN, etc) ficarão livres para serem empregados na atividade fim.

Com isso para o Sistema quanto maior for o numero de promoção por merecimento melhor, mais gente na mão para manobrar, hoje o praça quando sai 2º Ten sabe que em 5 anos sairá Cap, com a nova sistemática não haverá mais certeza. Criando o posto de Major imagina a quantidade de Cap que ficarão esperando a oportunidade de sair Maj?

Devemos lembrar que o Exército a alguns anos começou a possibilitar os Oficiais sem QEMA comandar OM's, não por bondade e sim por necessidade quando começou a ver que não tinha QEMA's suficientes e ainda que muitos passaram a não ser voluntários. Trata-se de mais um comando para “cobrir” e “alinhar”, nada mais que isso.

A nossa atual condição de salário, carreira, etc, é muito conveniente da o governo e para o Exército. Militares passando dificuldades de todas as espécies são fáceis de controlar, oferece uma diária, uma ajuda de custo para curso, uma missão no exterior, uma transferência e caímos matando para tentar dar uma respirada.

Brasil!

Kelma Costa disse...

A luta agora é que a promoção deixe de ser por esse maldito merecimento e passe a ser por ANTIGUIDADE. Fé na missão!!

Anônimo disse...

kkkk....major por merecimento, os baba ovo pira...kkkkkk

Anônimo disse...

Não se enganem....
Vai vir várias mudanças para piorar e dificultar a carreira e as promoções...
E então criaram essa possível promoção a major para os praças, que nada mais é do que aquele recurso de pendurar uma cenoura numa vara a frente de um cavalo, para que ele tenha uma motivação pra continuar seguindo em frente.
Só uma minoria vai chegar a ser promovido.

Anônimo disse...

Djalmão diz:

Estou pensando em fazer psicologia para entender a cabeça dos STen. Um médico, que não sabe nem o que é, vem para o Exécito e quando ainda aspirante, é chamado de Tenente, de senhor e recebe apresentação e continência do subão...mas querem chamar o 1º Tenente QAO pelo nome, de vc, quando não fazem comentários depreciativo do QAO...tipo, "se acha, esqueceu que foi praça"..."pensa que é de AMAN"...esquecem que depreciando o QAO, depreciam a si mesmo...
sou QAO e me orgulho disso...nunca babei ninguém, sempre trabalhei e fiz o melhor que pude...sempre fui promovido por merecimento...se dei sorte? acho que sim, de não ter sido perseguido como vi alguns companheiros serem...

Anônimo disse...

Sou QAO, acho o seguinte, estou Oficial, não Sou Oficial, Oficial é quem cursa academia.... Deveriam extiguir o QAO, Valorizar mais o Sargento, O ST...com salarios, funções, promoções etc.. Quem quiser ser Oficial vai cursar a academia Militar..

Anônimo disse...

Sem querer começar um bate boca, porque nem é o caso, nem aqui seria o local.

Mas entendam. Se trabalhando ou aposentado, recebo basicamente a mesma coisa, então, ao adiar minha aposentadoria, estarei trabalhando de graça. Óbvio, e todos nós sabemos, que a recompensa por estes anos a mais de serviço será a promoção a capitão. Mas enquanto ela não vem, momentaneamente, é trabalho grátis. E se a promoção não vir, o será definitivamente.

Quanto a esse “30 anos de serviço e ainda choramingando?!?”, não entendi o sentido dessas palavras, pois podem ter mais de um significado. Mas não reclamei de nada. Apenas expus uma situação e um posicionamento. Inclusive, não reclamo das coisas do Exército que já eram assim quando entrei.

Tem coisas no Exército que já vêm desde Guararapes. Se não tive competência, e/ou sorte, para ser oficial ou arrumar um emprego melhor, a culpa não é dos outros. Ninguém tem que ouvir meus lamentos. Todavia, tenho toda paciência do mundo para ouvir, calado, os lamentos dos outros. Afinal, quem sou eu para me considerar o dono da verdade.

E para terminar, não sou oficial, sou tenente QAO. Rsrsrrss.

Anônimo disse...

Não, não. Isso ja ocorre com a promoção a general. Pra ser o q vc comparou, o lobinho só deveria sair 2o, por merecimento...

Anônimo disse...

Pessoal do exército é privilegiado, sou sub da aeronáutica e prá nós não tem promoção nenhuma para oficial. É só via concurso, dependendo da especialidade é praticamente impossível ascender ao oficialato. Tenho curso superior e não adianta nada.

Anônimo disse...

kkkkk.... Major QAO ???? Deus me livre....se o sujeito tem chegado a 2º Ten QAO um verdadeiro bagaço, um vovozinho ?!?! Imaginem Major QAO ?!?!

Anônimo disse...

Qual é o conhecimento e o respaldo que os doutores engomadinhos e altamente teóricos da Fundação Getúlio Vargas tem a respeito da vida na caserna, do dia-a-dia das praças dentro dos quartéis para realizar um estudo desses e propor um projeto para a carreira dos graduados e Of QAO ???? Esse EME tem cada uma !!!!!

anônimo disse...

A solução mais justa deveria ser a extinção total do praça chegar ao oficialato e desverticalizar a folha salarial ou seja valorizar a carrreira do praça e não enterra lá mais ainda como uma sub carreira do oficial. E outra precisam ouvir os praças e parar de decidir a esmo sobre a carreira de quem faz esse motor chamado exército girar.

Anônimo disse...

Verdade nua e crua, para nossa grande vergonha...

Anônimo disse...

Na MB o QOAA é diferente. Para o militar fazer o CFO que dura 09 meses VC precisa passar em um concurso interno.VC precisa ter 03 anos como SGT e possuir nível superior de interesse da Força ou ser SGT com 18 anos de Serviço. O EB poderia seguir os mesmos moldes da MB. Muitos na MB conseguem chegar ao Posto de Capitão-de-Corveta (Major) dentro dos 30 anos.

Anônimo disse...

Bem se sabe que o critério de promoção por escolha não privilegia os mais capacitados, mas, sim, os mais apadrinhados. Assim, violando o princípio constitucional da eficiência que prega que os cargos públicos devem ser ocupados por aqueles servidores mais capacitados, segundo critérios técnicos e objetivos. Se bem que não é novidade para ninguém que os critérios de promoção por escolha tem suas raízes no Brasil Colônia e no Império em que vigorava o sistema patrimonialista cujos cargos públicos eram preenchidos não por critérios técnicos mas sim por políticos, de amizade e de outros interesses. PROMOÇÃO DE CAPITÃO A MAJOR QAO POR ESCOLHA: UMA VERGONHA!!!!

Anônimo disse...

O QAO jamais será extinto, do contrário quem fará o trabalho pesado de Fisc Adm, 1ª e 4ª Seções nas OM,s ? Pelo visto querem é aumentar o peso do fardo dos velhos QAO's atribuindo-lhes as funções de Ajudante Geral, Fiscal Administrativo e quem sabe até de Ordenador de Despesas !

Anônimo disse...

Militares reserva e pensionistas.Tribunal de CONTAS obriga GOVERNO a especificar gastos.

http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2016/02/militares-reserva-e-pensionistas-tribunal-de-contas-obriga-governo-especificar-gastos.html

João Luiz disse...

Se para sair Ten QAO o DGP está sacaneando um monte de subtenentes, imaginem para sair major...

Anônimo disse...

KKKK Depois que os generais deixaram de sair ministro, perderam boa parte do poder para o Ministro da Defesa, eles não tem mais nada que fazer.

Ficam batendo cabeça, são 154, querendo achar justificativa para seu posto, inventam portarias que logo são revogadas, ou alguns dos seus artigos, não sabem o que fazem.

Inventam o CHQAO e promovem o pessoal sem o curso, esqueceram que o CAS anteriormente habilitava até QAO....E em 2000, não habilitava mais. E estão passando a perna nos militares habilitados a QAO e promovando que não é habilitado.

O pessoal que fez o CAS até 1999, já são qualificados para exercerem a função de QAO e não precisam se qualificar de novamente para ocuparem o mesmo cargo, e o pior sem serem promovidos. Isto acontece aqui e não é brincadeira.

Agora querem criar critérios para promoção de merecimento para QAO.....até MAJOR, este cargo ele irá fazer o quê, com 70 anos de idade????.......Ainda com a ajuda da Fundação Getúlio Vargas....sem curso superior????


Santa incompetência Batman.

Anônimo disse...

Quanto comentário recalcado , entro aqui no Montedo e sempre saio triste , na minha OM o S4 e o S1 são QAO , isso deveria ser motivo de orgulho mas aqui na mentalidade latina/brasileira/ lei de Gerson é motivo de chacota.
Sten Eng Marcos Pinto - RJ
Caro Capitão Montedo , fui eu que escrevi o comentário sobre o " dois ipês " que o Sr. não publicou , servi com ele na amazônia . um forte abraço .

Anônimo disse...

"Deram um aumento para o mais moderno." Esse raciocínio revela a mentalidade de grande parte dos militares, inclusive graduados, por isso o que estamos na situação moral e salarial atual. Lamentável, companheiro! Esse seu posicionamento.

Anônimo disse...

Tomara que os concursos públicos voltem logo..........

Anônimo disse...

Merecimento ? Basta um cara puxar o saco dos superiores que com certeza será promovido ! Qual foi o idiota que inventou isso ?

Anônimo disse...

Srs, já existem muitos QAOs exercendo, com muita competência, funções de: Fisc Adm, Ch SPP, Ajudante Geral, Almoxarife, etc... Acredito que esse é um caminho sem volta. Sou a favor sim do Sgt chegar a Major, qual o problema?

Sgt disse...

Logo saio 1 sgt e termino meu nivel superior. ... mesmo assim vou tentar sair.... ser praça não é vida.... mendigar promoção não é pra mim... o EB ta cada vez pior

disse...

Sou Primeiro tentente QAO, da turma de 88, 46 anos de idade, completei 30 anos de serviço junto com a promoção, ficar 3 anos pra sair capitão? nunca neném! e um detalhe, estava numa CSM, sem marcha, sem serviço, sem formatura, sem frescura.......Prefiro a liberdade....agora vou viver! dono do meu próprio negócio...Agradeço ao EB e lamento a vida de pobreza dos militares...

Anônimo disse...

Essa promoção é igual aquela cena da do homem montado em um cavalo e segurando uma vara com uma cenoura pendurada na frente....

É mesma coisa da promoção a general para os coronéis...
É a ideia de dar uma esperança....um "algo a perder..." para os coronéis continuarem a "f...er" e massacrar uns aos outros e aos de baixo na "esperança" de, quem sabe, alcançar o generalato...
Vai acontecer a mesma coisa entre os St/ Sgt...pra continuar na "esperança" de sair QAO...e em sabe...um dia , talvez...sair major....
Vao se matar uns aos outros por causa de conceito e promoção...
quem viver verá...

Anônimo disse...

Lendo essa matéria e comparando com o que passei hoje, acho que os graduados do quadro de saúde vão atender no lugar dos médicos. Depois de muito esperar a abertura da famosa agenda de consultas do Hospital da FAB em Belém, fui até lá e tomei um susto. Uma multidão. Tinha umas setenta pessoas na minha frente, fora a fila dos idosos e militares fardados.Comunicaram que só havia um(01)médico ginecologista e que vinte(20)médicos tinham pedido as contas. Comecei meu tratamento cardíaco com um médico,a consulta da volta foi outro e agora para levar resultados de outros exames deve ser um outro novinho.Próxima abertura da agenda só daqui a quinze dias.Estamos eu e a mulher, tentando levar os resultados dos exames para os nossos médicos e não conseguimos. Para caçar mosquito...

Anônimo disse...

...esse EB está cada vez pior. Se a questão é salarial briguem por eleger os representantes da causa lá no Congresso Nacional.
Ficar criando ilusões e artifícios para privilegiar uns e outros é hipocrisia e mediocridade.
em 2022 Lula estará de volta para alegria de muitos no EB e a coisa deve melhorar...rsrsr

Anônimo disse...

Ô terceiro pica-fumo, vc vai chegar lá e garanto que não vai ter essa brabeza toda aí... Leão de Alojamento!

Anônimo disse...

Para contribuir: eu concordo plenamente com essas futuras inovações na "carreira" das praças, contanto que somente os militares merecedores (profissionais verdadeiros, que trabalham sem procurar aparecer, que não são bajuladores) sejam promovidos até o último posto. Senhores, convenhamos, nem todo sargento tem mérito e capacidade sequer para ser subtenente (o "general" das praças), imaginem oficial. Quem nunca viu um oficial QAO redigir um ofício com idioma indecifrável que atire a primeira pedra.

Sem essa de "quando entrei, o edital falava que a carreira ia até capitão", pois o oficial também tem a previsão de ser general, porém nem todos chegam lá. O EME deve estudar, na verdade, é como promover por mérito e capacidade, fazer um "peneirão".

Porém, todos nós sabemos que a própria instituição fomenta o "puxa-saquismo", promovendo apenas os áulicos, que em sua maioria são incompetentes.

Desculpem-me a franqueza.

Anônimo disse...

Tô batalhado para ser promovido a QAO e vcs vem mim falar de major! Vamos primeiro promover os coitadinhos.

Anônimo disse...

Anonimo das 18:46, ST general das praças? É ruim hein, papo de quem fomenta ódio de classe. Coisa de oficial em zona de conforto. Não tem nada de franqueza em suas palavras. E vi sim, de fato, Ten de AMAN redigir DIEX indecifrável, que foi corrigido por um QAO que ocupava competentemente o cargo de S4.

Anônimo disse...

O kelma vai racha uma lenha! O q vc sabe de antiguidade e merecimento?

Anônimo disse...

Caro colega do comentário do dia 23 de fevereiro de 2016 19:46, gostaria de lhe informar que o Sr esqueceu que nem todo cidadão que ingressa, através de concurso nas Forças Armadas, tem condições de ser militar, seja SARGENTO OU OFICIAL, não importa e que redações indecifráveis não são realizadas só por QAO mas também por oriundos da AMAN

Anônimo disse...

O amigo da Marinha falou tudo no que diz respeito à ascensão dos praças ao oficialato comparando-se as Forças. Lembro que, depois de 5 anos na briosa, passei na EsSA e me dirigi a um amigo de turma, esnobando, e disse-lhe: "tchau, daqui a poucos meses sairei Sgt e vc ainda demorará para ser promovido a cabo."

Depois de mais de 20 anos ele me encontrou no tal do facebook e se assustou: "ué, o que houve, teve preso? vc ainda é Sgt!!!??" O dito companheiro é 1º Ten seguindo a passos firmes rumo a Corveta.

Pode isso Arnaldo?

Anônimo disse...

Só os BO serão promovidos a Maj. Exércitos precisam de guerra para evoluírem.

Anônimo disse...

Sou Subtenente, sempre fui e sempre serei contra o quadro do QAO. Essa promoção apenas pelo critério de merecimento é uma forma covarde de manter a praça na linha por 30, em alguns casos 40 anos, além de criar a desconfiança e o descrédito dentro da classe. É lamentável o tratamento dado as praças pela Força, não existem critérios de avaliação justa pela capacidade de trabalho, pq todas as avaliações são subjetivas e parciais. O EB deveria estudar maneiras de valorizar o sargento com tratamento mais digno e salários equivalentes ao de oficiais, sem que para isso tenha que desrespeitar as carreiras especificas e diga-se de passagem, paralelas, como é feito nos EUA.

Anônimo disse...

http://www.ambito-juridico.com.br/site/?n_link=visualiza_noticia&id_caderno=20&id_noticia=138401

Anônimo disse...

Por que os QAOs nunca admitem a babação?

Jorge disse...

O nível intelectual dos militares (oficiais e Praças) caiu muito devido à baixa atratividade financeira, então não adianta ficar procurando doutores oriundos das nossas escolas de formação. ´Ressalto, ainda, que a carreira militar requer muito mais que conhecimento intelectual. Não podemos nos esquecer que acima de tudo está a Atividade-Fim. Um bom militar deve ter conhecimento intelectual, rusticidade, rigidez moral e etc...
Existem muitos militares que estariam melhor na CEF ou no BB. Infelizmente, no atual sistema, esse são privilegiados. Do meu humilde PO de (1 Ten QAO R1) acho que deveriam ser feitos estudos para aprimorar o processo de progressão visando o que for melhor para o EB e o BR. E não esquecer de buscar melhores condições material e financeira da totalidade dos militares

Anônimo disse...

Chefes incompetentes e merecimento na promoção dos subordinados são forças complementares. Um só existe em função do outro.

Anônimo disse...

Acredito q vc nk tenha tido acesso a reais estatísticas relativas a nosso tempo total no final de carreira...tiramos serviço..fazemos campo...ficamos ate alem do horario...... TEMPO REAL: Media de 45 anos!!!

Anônimo disse...

Será que vão obrigar os Cap QAO a fazer EsAO para serem promovidos ao posto de major?

Anônimo disse...

Comentário verdadeiro e sensato.
Parabéns... A mais pura verdade!
2° Sgt 2002

Anônimo disse...

Amigo de Brasília informou que tá saindo do forno os 35 anos de sv. Só questão de tempo. Para igualar aos civis. E estaremos bem ainda pois eles tem tbm idade mínima. Se for só os 35 já tá bom demais.

Anônimo disse...

Tbm o tempo de escola não contará mais. Tempo fictício. Sem contribuição para pensão. Ou seja a contagem dos 35 será após a formação.

Anônimo disse...

Mas o que vale mesmo eh a vocação. Dinheiro não traz felicidade........

Anônimo disse...

Já vai entrar na última graduação de Sgt e ainda acha que não é pra VC????
Cai na real!!!!

Anônimo disse...

Creio que se por acaso o referido anônimo for uma pessoa que encarasse o fato de tirar serviço a mais de 20 anos, em certos casos praticamente os 30 anos, tendo por muitas das vezes de dormir por menos de 4 horas numa noite ou as vezes nem dormir e ainda ter de encarar um dia ainda de serviço normal, como se tivesse inteiro, creio que pensaria bem mais na hora de balbuciar sobre os 30 anos que o praça tem de serviço, que aliais, não tem hora extra, nem outras regalias e sim o faz por amor a farda.

Anônimo disse...

Lendo a maioria dos comentários percebe-se uma grande mágoa dos colegas militares, mas gostaria de dizer o seguinte:

Todos nós gostaríamos de receber um salário melhor, de ser tratado melhor, de ser mais valorizado e assim por diante, no entanto, o que não tem mudança mudado está.

A maioria só reclama e muitos estão com quase 30 anos e desde o 1° dia de serviço estão reclamando.

Entendam uma coisa, se não estiver contente vá estudar e fazer outra coisa da vida, existem milhares de oportunidades mas é preciso batalhar.

O grande problema da maioria é que depositaram todas as fichas e seu futuro em um concurso onde as regras do jogo não nos pertence.

Não existe estabilidade e nem almoço grátis, quem quer ganhar mais ou melhor tem que mudar de vida porque nas forças armadas a realidade é essa.

Não adianta ficar revoltadinho, porque não estudaram durante os 30 anos de serviço.

Nós construímos nosso próprio universo enquanto caminhamos, simples assim.

Anônimo disse...

É mesmo impossível agradar esse bando. Estão, ESTUDANDO, a possibilidade de criar mais um posto e tem gente reclamando... como pode isso. Com toda certeza são aqueles que sabem que dificilmente serão promovidos além de ST. E essa história de reclamar do critério merecimento é coisa de quem é ignorante ou incompetente. Quem fez, faz e continua fazendo não vê problema nenhum, pelo contrário tem é mais motivação. Outra, que diz que quem é promovido é puxa-saco, é baba-ovo e outras coisas mais é vagabundo. Esses sim são os verdadeiros lambe-botas e covardes, que riem feito hienas na frente do chefe e falam mal dos mesmo por trás.
Sou ST TU 92, com muito orgulho de ser Praça e afirmo: Tenho nojo de pessoas como vocês.

Anônimo disse...

Coitadinhos! Que seja o tempo que você falou... mas vocês não recebem não??
Então não venha um QAO dizer que vai ter que trabalhar de graça.
É simples: complete seu tempo necessário e vai pra reserva.
Agora, se ficar além do necessário, está sujeito a legislação que vier pela frente.
O problema é que esses reclamões só querem o bônus. Quer ser promovido e nem o tempo de interstício quer esperar?

Anônimo disse...

Você também deve ter sido obrigado a ficar a sua carreira aí né?
Só o recruta está aí obrigado.
Você já sabia que tira serviços, dorme mal etc... vivem assim porque querem. Existe um mundo além dos quartéis sabiam? Agora, se você não tem competência para encará-lo, sofra as consequências da sua inércia. Frustrado!!

Anônimo disse...

Acho que não há necessidade do praça ser promovido ao QAO. Mas acredito que deveria haver uma política de valorização do mesmo, com reajuste digno de salário e que o ST fosse de fato um general das praças, digno de admiração e respeito. Que seu salário fosse compatível a de um cargo público de nível médio em fim de carreira, hoje, algo em torno de R$ 12 mil.

Militar atento disse...

Muito me surpreende os comentários dos companheiros, ativa e reserva, pessoal o exército a tempo está tentando encontrar motivos para incentivar a falta de motivação da classe praça e também alguns oficiais, que ao longo dos anos sofrem com a falta de reajuste salarial digno da nossa escolha profissional. Lembrem CHQAO seria a partir de 2017, muitos da turma de 89 e anteriores ficariam de fora da promoção, por culpa deles não terem feitos o concurso muito fácil, aí já foi para 2019 e falo aqui pode escrever, passará para o ano de 2021, pois isso será só enrrolacao, trabalhem e tentem a sorte nas loterias da vida.

Anônimo disse...

Você é patético ST TU 92, lê a reportagem e os comentários novamente e veja se consegue compreender a dimensão os assuntos aqui tratados, caso ainda não entenda leia até entender e compreender.

MESSIAS DIAS disse...

Entendo que as promoções ate QAO, todas, deveria existir pelos 2 critérios básicos: antiguidade e merecimento.
Quanto a uma suposta promoção a Maj, não tenho dúvida que nada vem de graça e, sob essa bandeira, o mínimo de praças sairá QAO e raríssimo sairão Maj QAO.

No entanto entendo que a médio prazos nada ocorrerá, uma vez que o centro da questão, dos acadêmicos, é a manutenção do cabresto.

Alguns já apresentaram que seria a extinção do QAO. São muitos boatos.

Eles, os ditos doutores, da Força tem é que buscar mecanismos para a melhoria das condições de trabalho e sobretudo soluções para que nós, os praças, pois QAO é Praça QAO, na imagem dos mandatários, sustentarmos nossas famílias, dando educação, saúde, mobilidade e, principalmente, moradia de qualidade!

Esse papo de pede para ir embora é mesquinho e sem qualquer argumentação.

Anônimo disse...

Impressionante ler alguns comentários, mostra o porque a carreira de praça não progride, pelo contrário só regride, em 20 anos piorou bastante, principalmente os interstícios, lembro de ver Cap QAO no início dos anos 90 com 28 anos de serviço.

É sempre o mesmo papinho "frustrado", "vai embora", "não tem vocação", etc. Sempre mais do mesmo, pessoas que não conseguem acompanhar a evolução da sociedade, acha que se o militar almejar uma carreira melhor é por que "não gosta do Exército", não tem "vocação", é "babão" e coisas desse tipo, por isso ficam esperando que o OUTROS resolvam seus problemas, tipo "nossos chefes estão preocupados".

Tenho contato com militares que estão em Brasília ou que serviram em Brasília, nada do que atualmente afrige a tropa é tratado ou discutido pelas autoridades do Forte Apache. Para quem está na ativa hoje e corre o risco de ser transferido um dos grandes temores é o aluguel pois sabemos que para morarmos em razoáveis condições o salário não da para pagar, por isso cadê o Auxílio Moradia? Conheço um 2º Sargento que mora com a família em uma favela no RJ.

Quando entramos no EB sabemos que o salário não vai deixar ninguém rico, o que acontece que quando entrei em 1990 o poder de compra era muito maior que hoje, de lá para cá caiu muito, só para uma comparação há alguns meses fiz uma pesquisa para um trabalho acadêmico de um colega e cheguei a seguinte conclusão: em 15 dos 26 Estados mais o Distrito Federal um Soldo PM/BM já ganhava mais que um 3º Sargento do EB.

Outra pesquisa interessante é que se pegarmos os Estados como MS, SC, MT, DF, PR, GO, TO, MG, ES, SE e AM, que pagam um bom (conceito meu) salário aos PM/BM um Subtenente ganha em média 10.000,00, no EB arredondando para cima 7.000,00. A credito que se um S Ten estivesse ganhando hoje 10.000,00 seria um bom salário. Só para questão de exemplo a PM de MG que tem hoje um dos melhores salários um S Ten ganha 13.000,00.

Portanto na minha opinião quando entramos em blog como esse e reclamamos seja das condições de trabalho ou salário, são reclamações justas e não quer dizer que quem expõe aqui seus reclames seja "leões de alojamento", "sem vocação", etc.

PM/BM não precisam de blogs para expor suas ideias tem Associações com estrutura inclusive jurídica para defender seus direitos nós não e como sabemos o EB não é uma democracia onde possamos expor nossos pensamentos e reclames, portanto aqui é um importante fórum de debates.

Finalizando só para lembrar com a MP do Mal veio a exigência de se pagar mais 1,5% para a Pensão Militar a fim de se manter os direitos previstos na Lei nº 3.765, de 4 de maio de 1960 (Lei de Pensão Militar), naquela época ninguém sabia explicar para tropa exatamente do que se tratava, ai foi divulgado que o referido desconto era para "manter a pensão para as filhas" e que era bizú para quem não tinha filha renunciar, o que muitos fizeram. Porém aquele desconto além de garantir a pensão para as filhas maiores de 24 anos, garante outros direitos inclusive a acumulação de até duas pensões, exemplo: viúva de militar que também é filha de militar pode acumular a pensão militar do MARIDO+PAI, se não pagar 1,5% não pode.

Vejam a importância de uma Associação com suporte jurídico, fato semelhante ocorreu com uma PM o que foi feito? A Associação estudou caso a caso e orientou seus filiados quela era a melhor solução.

Precisamos nos organizar para defender e melhorar nossa profissão, ficar com aquele velho papinho de que "nossos chefes estão preocupados" já não cola mais e não contribui para melhorar nada, vide a luta política exitosa dos companheiros QE's do EB e similares da FAB.

Abraço a todos!

S Ten Douglas disse...

Meus amigos façam como eu, deu o tempo vão para a reserva. continuo ganhando como ST, tenho minha casa não pago aluguel, meus filhos já estão se encaminhando nas suas vidas, vou arrumar um servicinho só para colocar a gasolina no carro, sem stress. Vai ficar esperando esses pensadores inventarem essas baboseiras e quando estiver para ser implantadas eles inventam outra e outra e vcs vão ficando e sendo iludidos. Aproveitem enquanto tem saúde, força e fé, esperar e só ir para a reserva doentes, stressados e velhos. Pensem bem, compensa? Cada um sabe onde seu calo aperta. A vida continua pós farda, é só se planejar e preparar que tudo dá certo. Venham viver.

Anônimo disse...

Como é complexa a mente humana... se tudo ficar como está, é ruim... se aparece algo que sugere alguma melhoria, lhe parece pior...

Anônimo disse...

Simples, vai embora quando entrar no QA, se entrar... ou faz concurso pra PMDF.

Anônimo disse...

Coitadinho de vc. Sozinho carregando a mochila enquanto outros passeiam na Disney... estou morrendo de pena de vc.

Anônimo disse...

Realmente não há como negar que o ingresso no QAO, por vezes, se mostra uma caixa preta sem a menor transparência. Entretanto, se pegarmos o almanaque das turmas de 85 até 88 podemos verificar que o sistema é sábio. Digo isso porque a maioria esmagadora dos ST que conheço e que pertencem a essas turma é composta de indivíduos impregnados de problemas sociais, morais, disciplinares e alguns até criminais, sem falar daqueles que nem ensino médio possuem. Ou seja, infelizmente sem a menor condição de serem promovidos. Quanto à promoção a Major QAO, acho interessante, desde que o Cap QAO passe pela EsAO na modalidade EAD, nos moldes do QCO, para que possa desempenhar as funções de Oficial Superior. QUER SER OFICIAL SUPERIOR ??? VAI ESTUDAR !!! SIMPLES ASSIM !!!!

S Ten/91

Anônimo disse...

Deitado!

Anônimo disse...

Em 2022 Lula kinda via estar na cadeia!

Anônimo disse...

"(...) Tenho nojo de pessoas como vocês."

Olha só o nível de tratamento entre colegas! Como fazer a união desse jeito?

Anônimo disse...

Ai Messias "consisto" vc a ir pro tribunal de novo e implorar pra sair major, vai que cola outra vez.

Anônimo disse...

Respondendo aos colegas:

1. "ST general das praças? É ruim hein, papo de quem fomenta ódio de classe."

Quando usei a expressão de "general das praças" estava me referindo à necessidade de que os subtenentes fossem as praças que dessem exemplo aos mais modernos; protegessem e orientassem os mais modernos. Além de serem líderes para as praças. Sinceramente, fazendo uma releitura do texto não vi em nenhum lugar algo próximo de "fomentar o ódio de classe". Não vejo a expressão "general das praças" ligar-se a "fomentar o ódio de classe"!?

2. "E vi sim, de fato, Ten de AMAN redigir DIEX indecifrável, que foi corrigido por um QAO que ocupava competentemente o cargo de S4."

"redações indecifráveis não são realizadas só por QAO mas também por oriundos da AMAN "

Caros colegas, exceções existem em qualquer situação. Erros esporádicos no uso do nosso idioma é tolerável. Eu não sou doutor em literatura ou membro da ABL, pelo contrário, também derrapo no português, porém estava falando do básico, do "rame-rame" (sic). E se queremos ser respeitados e termos uma valorização na "carreira" devemos "cortar na própria carne". O que tentei deixar expresso é que existem uma quantidade enorme de colegas de círculo hierárquico que não reúnem condições para prosseguir na carreira. Considerando, é claro a meritocracia, de acordo com o seu significado etimológico.

Termino com algumas perguntas: quem nunca presenciou "subão" dando golpe? inventando inúmeras "idas ao hospital" para fugir do expediente? queimando sargentos para se promover? se esconder "atrás do tempo de serviço" para fugir de funções de maior responsabilidade? etc, etc, etc? Tenho certeza que os caros colegas poderiam dar mais exemplos do "profissionalismo" de nossos "aspirantes" ao QAO.


P.S.: esta é a minha opinião. Respeito as opiniões em contrário, mas peço que também respeitem a minha, desenvolvida em pouco mais de 20 anos de sofrida "carreira" em algumas OM. Talvez eu tenha servido nas OM erradas e, por isso, presenciado exemplos errados.

Anônimo disse...

Caros companheiros. Toda minha vida militar sempre falei, oficial é quem faz AMAN. QAO o próprio nome diz, AUXILIAR DE OFICIAL! Infelizmente é assim. Não podemos nos iludir. Tem companheiro que já sonha ser MAJOR QAO! Vão para casa, descansar, curtir a família, netos e bisnetos. A vida é muito curta. Tenho amigos que antes de sairem QAO tinham a cabeça branca de velho, e ao serem promovidos pintaram o cabelo de preto ou caju, colocaram aparelhos nos dentes, passaram a usar agenda na mão o dia todo, ou aquelas pastas verdes que os os oficiais usam na ESAO e ECEME. Alguns no meio dos aspirantes de AMAN, conversando sobre carros e motos. Acordem caros colegas, somos QAO!! Não chegaremos a Major!! Tem colega falando que o novo quepe terá um ramo na aba, pois será oficial superior. Meu Deus, é difícil entender o ser humano, isto tudo só tem um nome VAIDADE! Velame! 87

Anônimo disse...

"Pede pra ir embora" é assunto de praça puxa-saco que em seu simplório entendimento acha que a força, ou os oficiais o acham importante, ou que estes têm algum apreço ou respeito por seu trabalho. Ou então, de oficial que passou a vida toda de um PNR para outro, ganhando movimentações de uma GU afrodisíaca para outra, fazendo cursos inúteis que nunca aplicará no âmbito da tropa, somente para encher o bolso, e de fato, em zona de conforto...aí é fácil mandar praça pedir pra sair. Patético. Quanto ao futuro e lendário "Maj QAO", a possibilidade de ascenção a esse posto pelo sistema de escolha, gerará dissensão e desunião entre as praças, sendo que beneficiará os mais servis, sem opinião e omissos, pois no universo das praças, aqueles que demonstram interesse pelos problemas atinentes à seu círculo, liderança, ou ousam por em pauta de maneira profissional e amparada a opinião ou determinação de CMT, é tido como subversivo e indisciplinado. Há muitas pessoas vaidosas que não gostam de ser contrariadas na nossa atrasada instituição.

Anônimo disse...

O Negocio é promover os QEs a ST. ai vai ter que adquiri bengalas nos Almoxarifados

Anônimo disse...

Tem muitos QEs ocupando lugar de ST e QAO em muitos quartéis do Brasil....

Anônimo disse...

Vc acha q um mil sem saco chega a major? Somente aqueles com vontade de trabalhar e prosperar... o que nao eh o seu caso.
TUOB

Anônimo disse...

E vcs hienas choram...
TUOB

Anônimo disse...

Amigo, naum adianta explicar. Essas antas do EB simplesmente naum entendem.

Anônimo disse...

Outra hiena risonha. Rindo se sua clara incapacidade...
TUOB

Anônimo disse...

Sacaneando quem? Os realmente competentes sao promovidos, jah o resto...

Anônimo disse...

Marcos Pinto, isso eh tudo o q esses recalcados e frustrados sabem e podem fazer. Eu acredito mesmo que fazem isso pra ser sentirem melhor, mas no fundo eles sabem que sao fruto da propria preguica e incompetencia. Nao sei como dormem a noite...

Anônimo disse...

Tomara q vc passe em um. Dai pode ir encher o saco em outro lugar

Anônimo disse...

Experiencia propria, hein?

Anônimo disse...

"...vem mim falar..." Oia ST, ligua pru Messias i pede o numbro do adevogado dele. Oce vai percizar.
SGT Selva

Hugo Leonardo da Cunha disse...

O melhor comentario de todos aqui... kkkkkkkkk

Anônimo disse...

Melhor ser patetico (na sua opiniao derrotista) que chorao.
Mimimi...

Anônimo disse...

Pessoal, o EB eh feito de voluntarios...

Anônimo disse...

Caro anônimo das 12:56, realmente ao utilizar expressões coloquiais e desprovidas de cultura, ("ST general das praças? É ruim hein, papo de quem fomenta ódio de classe.") não fiz-me entender, e passei-me por favelado, sem ofender os cidadãos residentes nesses conglomerados urbanos. O que acontece, é que esse termo foi recentemente cunhado pelos oficiais para incutir na mentalidade das praças, que os mesmos devem contentar-se e resignar-se com o fato de que a derradeira promoção da carreira de praça é a de ST, ignorando editais e concursos de admissão ou méritos conquistados durante a carreira. Quando entrei na força, o chamado "general das praças" era o cap QAO e não o ST. Daqui uns dias será, quem sabe, se o EME achar conveniente, o 1° Sgt, 2°Sgt...e refiro-me a ódio de classe quando deparo-me com comentários como o seu, questionando capacidade intelectual alheia, julgando incapaz um universo inteiro por conta de um ou outro exemplo negativo que colheste durante a carreira. Isso se chama discriminação e ódio de classe. Quanto à experiência, ela vem acompanhada da idade, mas nem sempre do bom senso e da sabedoria. Por isso nossa instituição decai cada vez mais, e de maneira irreversível. Me perdoem os otimistas.

Anônimo disse...

Pasmém! Tem companheiros já falando em ESAO para o Cap QAO. Pessoal isto é um sonho de ser Major QAO. Vão descansar, dormir até meio dia, passear, curtir os netinhos, plantar para ter uma alimentação saudável. Não percam tempo se iludindo. Viva a vida! Ela é uma só! Deixem estes sonhos para a garotada que esta lá na ESPCEX. Praça é Praça e sempre serão mão de obra. Todos sabemos você pode ser o melhor Sargento a vida toda, mas no momento que tiver um problema de saúde ou familiar e bater contra o sistema passa a ser o pior. Sigam meu conselho comprem um pijama bem macio, chinelinho macio, uma cadeira confortável, um bom tererê e vamos curtir a vida.

Anônimo disse...

Comentarista de 24 de fevereiro de 2016 11:08. Falou tudo ST Douglas. Parabéns! Tenho o mesmo seu pensamento. Eu conheço um colega que optou em estudar em uma Universidade Particular caríssima a mensalidade para tentar se formar, digo tentar, pois já está com 51 anos. Ele tornou-se Universitário e colocou o filho em uma escola Pública que passa de greve. O referido colega fala que quer ter nível superior para ser promovido a Major QAO. Cada um tem um pensamento, porém eu discordo, temos que investir nos filhos, formar eles em uma profissão de futuro. Será que vale a pena fazer esta opção? Eu não faria. Companheiros o "bizú" é completar o tempo e partir para reserva, curtir a vida com saúde, investir nos filhos, eles são o futuro deste Brasil. Esta é minha opinião. Valeu!

Anônimo disse...

Vou começar a babar ovo já !!!!

Anônimo disse...

É muito mais fácil os Sgt QE serem promovidos a Major do que os QAO. kkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Simples, basta pararem de ser frustrados e de quererem ser todos nivelados por baixo...

Anônimo disse...

Naum sei porque essa revolta toda. No fundo, esse pessoal que esta reclamando fica torcendo pra ser verdade, mas saibam que esse estudo, se aprovado, sera implantado em 2022, valendo apenas para quem se formar Sargento a partir daquele ano.

Anônimo disse...

alguem sabe do aumento do tempo de serviço? vai para 35 anos ???idade mínima de 55 ???

Anônimo disse...

Continuemos a agredir uns aos outros, oficiais e praças, assim só temos a ganhar.
Ten AMAN 2012

Anônimo disse...

Faz muito tempo que o QAO, (que já foi QOE - Quadro de Oficiais Especiais, e QOA - Quadro de Oficiais Auxiliares), passa por mudanças que vão além do nome, cujos objetivos, às vezes, são um tanto difíceis de compreender, pelo menos à princípio.
Há cerca de 30 anos passou-se a exigir 2º Grau completo para o acesso dos Subtenentes ao QAO. Pode não parecer muita coisa, mas naquele contexto muitos militares não tinham oportunidade de estudar por diversas razões e este foi um duro golpe em suas carreiras. Não foram poucos os que passaram para inatividade sem a esperada estrela, ainda que naquela época levaram o soldo do posto acima, (tenente de contracheque), o que de certa forma era um prêmio de consolação.
Os anos 90 trouxeram uma nova exigência para acesso ao "queoalato": curso superior completo. Obviamente houve muita resistência, alguns argumentaram que não se exigia curso superior dos oficiais oriundos dos NPOR e CPOR, e além do mais, os cursos da AMAN ainda não eram reconhecidos como de nível superior pelo MEC, o que logo aconteceria. A medida não vingou e manteve-se a exigência de 2º grau apenas. Há quem diga que o advento do QCO teria reduzido as promoções no QAO. Não sei se procede, mas esse é assunto para outro post.
Então veio o famigerado CHQAO, que pretendia o malogrado reconhecimento de curso superior. Este, no entanto, vingou apesar das críticas de todo o tipo, como era de se esperar, mas pelo menos ensejou o robusto acréscimo de 5% no polpudo soldo dos felizes concludentes, agora devidamente habilitados a tão sonhada promoção.
Mas a coisa não parou - nem vai parar - por ai. Cogitou-se a criação das tais graduações intermediárias de Sgt Major, como no Exército americano. Só que lá é diferente. Um Sargento em final de carreira não tem interesse pecuniário em sair tenente. Aqui tem... Ao que parece, a ideia não está vingando e agora é a vez da promoção por merecimento no QAO e ao posto de Major por escolha, como a dos Oficiais Generais.
A ideia de promover por merecimento no QAO não é nova, mas o fato é que esta mudança poderá reduzir drasticamente tanto acesso ao oficialato como a progressão na carreira, uma vez que certamente terão de rever os interstícios. Além do mais, muitos sofrerão nas avaliações e serão preteridos, indo para a reserva como 2º ou 1º Tenentes. Poucos chegarão a Capitão, e menos ainda ao circulo dos Oficiais Superiores, até porquê os critérios de promoção por escolha, são ainda mais subjetivos que os de merecimento.
E por que reduzir a quantidade de Oficiais do QAO? Restrições com a folha de pagamento, inclusive na inatividade? Novas políticas de recursos humanos na Força? Liberar vagas de PNR? Não sei. Só sei que as mudanças no QAO vem de longa data e nem sempre agradam o público alvo. É natural que as coisas mudem, mas numa carreira cuja progressão vertical é disciplinada por regulamento e não por lei, tudo é possível. Faça sua análise e tire suas conclusões.

Anônimo disse...

Somente incompetentes temem o merecimento, dona Kelma. Somente incompetence...

Anônimo disse...

Extinguir o QAO? Comeca por vc. Pede reserva, seu egoista.
Sargento Solimoes.

Anônimo disse...

Tche, nao te preocupa, desse mal tu nao morre. So briga por promocao o gauderio que tem coragem pra peleja. Como eu falei, nao e o teu caso.
3 cao Gaucho sem fronteira

Anônimo disse...

Só babaca ofende os militares, enfia a linguá la sabe onde e promove também os QE a ST KKKKKKKKKKKKK ABRAÇOS AMO VOCÊS VAMOS FAZER UM CHURRASCO.

Anônimo disse...

Que triste!
95% dos comentários só recalques, só lamúrias, expressoes odiosas, cópias de expressões que são recorrentes nos comentários do Blog: "leões de alojamento", "mimimi", e por aí vai... Nada de novo! Parece mais um disco arranhado. Nada ideias, nada de busca por momentos melhores, nada de sugestões.

Pouquíssimos aportes consubstanciados, só chororô, comparações salariais com F Aux, comparações de carreiras e cargos (Sgt QE).
Me parece que esse espaço, acaba por ser a válvula de escape de muitos que querem a todo custo serem ouvidos, mas acabam por não serem ouvidos no dia-a-dia pois, não devem se dar ao respeito, falam demais, reclamam demais, e se perdem em meio a tanto falatório.

Se passam por pessoas pedantes, chatas, desagradáveis, que não agregam, que não sabem ser um bom ouvido, muito menos dar bons conselhos quando necessário aos mais modernos, pares e até mesmo superiores.

Enfim, falam, falam, falam, mas estão muito distante do profissionalismo que tanto bradam.

Observem: Esse tipo de comentarista normalmente não se aguenta, fica a esperar um ou outro comentário para em seguida destilar o seu fraco, empobrecido, lastimável e infeliz comentário, Procurando desacreditar os bons, embora poucos aportes aqui expostos.

São desrespeitosos, não enxergam nada à sua frente que não seja seu próprio umbigo e um pouco mais à frente, o espelho refletindo sua vaidade destruidora.

Disse 95% dos comentários, se você concorda mesmo que parcialmente com o que foi dito agora, ufa!!! Você faz parte dos 5%.
Agora, se se incomodou com o que foi escrito, lamento: És um recalcado! Sim, acredite.
Procure amar mais sua família.

Anônimo disse...

Parabéns ST Tu 92!!!!
90% destes que se dizem insatisfeito, só reclamam e não fazem nada....
A vantagem da promoção por merecimento é que está turma vai estacionar por aí mesmo...
2° Sgt 2002

Anônimo disse...

Não vou entrar no mérito das questões levantadas, só pra lembrar aos colegas, a promoção de 1 ten QAO e Cap QAO é baseada em Lei, somente o congresso pode alterar. Antes da constituição de 88, bastava um decreto-lei, agora não, portanto, é o tipo de alteração que não vai acontecer nem a curto, nem a médio prazo. Quanto a promoção a Major acredito que na próxima encarnação. (dos recém-egressos da ESSA de 2022.....)

Ass. Ten QAO

MESSIAS DIAS disse...

Fico triste em vê como tem praças que difamam a nós mesmos dizendo que não fazemos nada.
As promoções são conquistas trabalhadas e não agrado de superior.
A grande massa dos QAO e Sargentos são excepcionais militares e carregam o dito "piano".
Uma coisa é certa: o que for Lei depende do Congresso para deliberar.
Outra é que a disciplina atual está atrelada ao cabresto. Sendo as promoções moeda de troca.

Anônimo disse...

Muito boa a sua colocação! ! Faço parte dos 5 por cento, infelizmente essa é a grande realidade dos nossos quadros.

Anônimo disse...

Concordo com vc Messias. Pede para sair estah errado. Deveria ser "vai embora vagabundo." Essa tal de estabilidade eh que estraga, naum soh as FA, mas todo o funcionalismo publico. Nao deveria haver concurso, muito menos nas FA e estabilidade apos, no minimo, vinte anos. O efetivo seria renovado, sempre com pessoas dispostas e os preguicosos reclamadores ficariam pelo caminho. Sei que isso eh impossivel no Brasil, uma pena pois assim essa turma naum teria medo do "merecimento" e acho que nem entenderia o significado de "antiguidade", outro grande problema. Mas fazer o que...

Anônimo disse...

Ninguem e obrigado a ficar and FA. Fica quem quer ou precisa. E dos que precisam, muitos tem medo de sair. Ta ruim aqui, medo de ir la fora. Sabem que la fora o bicho pega! Parem de ser covardes!

Militar atento disse...

Vamos trabalhar, quem quiser sair auxiliar de oficial fica e aceita as mudanças, quem não quiser, siga os exemplos dos companheiros, dignos de elogios. Estam passando para a reserva todos os meses, sem ficar em blogs chorando suas conquistas passadas. Subtenente, se orgulhem da missao cumprida como praca e curtam seus familiares na reserva, pois esses sim merecem nossas verdadeiras motivacoes.

Anônimo disse...

Quem quer sair, está papirando silente...faz seu trabalho, honra seu soldo, e quando menos se espera, lá vai mais um excelente militar. Na maioria praças, oficial tem a ilusão que está na melhor profissão do universo, que logo o estará remunerando como a um soldado PM, aí, somente aí, quando a corda apertar no pescoço dos "lords" quero ver o mimimimi...de camarote

Anônimo disse...

Pelo visto a força está cheia de filósofos pensadores, conjunturistas do pensamento e necessidades alheias...deixem de hipocrisia e saíam da zona de conforto antes de dividirem um universo em percentuais e chamar aos outros de frustrados. Acordem pra vida.

Anônimo disse...

Nunca seremos uma classe respeitada, enquanto os comandantes não aprenderem que as forças armadas não são deles, e enquanto os praças não aprenderem, que não se trabalha para o chefe e sim para a instituição. Somos cada um com atribuições definidas, eu não trabalho para CMT algum, trabalho sim para o Exército Brasileiro, para o povo que paga nossos salários. Denuncie para o ministério público todos os abusos cometidos, por esses que se acham dono da instituição, para mim esses são iguais ou até piores que esses políticos ladrões do Brasil.

Anônimo disse...

Verdade seja dita, de tempos em tempos, quando a milicada começa a reclamar nos quartéis, os caras lançam uma histórinha dessas que o Exército está estudando,,,,,,, e pá pá pá, aí a galera se acalma e se atracam a babar ovo adoidado, e no final o tal estudo é só pegadinha do malandro, se liguem.

Anônimo disse...

QAO é babão e ponto final

2º Ten QAO INF 8 disse...

A PROMOÇÃO DEVERIA SER APENAS PELA PONTUAÇÃO DA FICHA DE VALORIZAÇÃO DO MÉRITO.
APENAS A Ficha de VALORIZAÇÃO DO MERITO deveria ser considerada

CONCEITO? Só causa injustiças.
Antiguidade da Escola? Depois de 20a na força vemos que os 01 (primeiros) cagaram pra cursos, estágios, lánguas pois sempre foram promovidos na primeira das 3 levas, 1,5a antes


ENTAO PRA ACABAR COM ISSO DEVE SER CONDIDERADA APENAS A FICHA DE VALORIZAÇÃO DO MÉRITO.
Merecendo quem tem transferencias, cursos, estagios, monito instrutor, linguas e TAF e TAT bons.
o CONCEITO só atrapalha e favorece os "peixes".

tenho amigo de turma que passou a vida toda no PDC de manga lisa e saiu QAO na frente sem curso estagio, sem transferencias, sem corpo de tropa, nada... PEITO LISO

Anônimo disse...

PROMOÇÃO deveria ser apenas pela

---------->> FICHA DE VALORIZAÇÃO DO MÉRITO <--------------

Quem fez cursos, foi transferido, foi instrutor, serviu em corpo de tropa, cadastrou linguas. concluindo quem fez algo na carreira acaba nao sendo promovido

---> APENAS PONTUAÇÃO NA FVM COMO CRITERIO PARA AS PROMOÇÕES. JÁ! <----

Anônimo disse...

O anônimo de 24 de fevereiro de 2016 14:53 disse tudo, parabéns, isso é uma forma de manter as praças sempre um bando de covardes e omissos.

Anônimo disse...

Caríssimo S Ten/91 24 de fevereiro de 2016 12:19, permita-me discordar do seu comentário generalizando as turmas em questão, tomando por base uma coisa que talvez tenha esquecido, como aluno em 1991, possivelmente o sr teve esses companheiros como seus monitores em seu curso de formação, quase certo que também os teve em seu curso de aperfeiçoamento (CAS), só por tal critério, diria que sua formação foi no mínimo auxiliada por elementos que não mereceriam nenhum tipo de consideração e não serviriam para formar ou aperfeiçoar ninguém, transformando aqueles aos quais serviram como monitores e/ou instrutores em pessoas que também não mereceriam nenhum tipo de consideração.(genericamente falando é claro).

Anônimo disse...

Ah que falta faz uma guerra!
Todos iriam perceber que estamos todos do mesmo lado.

Anônimo disse...

ANTIGUIDADE SERIA JUSTO PARA TODOS. SAIRAM TODOS JUNTOS 3 SGT, TODOS SAEM JUNTOS QAO . UMA TURMA POR ANO, METADE EM JUNHO E OUTRA EM DEZEMBRO. COM DATA CERTA E SEM TRAUMAS.

Anônimo disse...

O que me deixa muito triste é ver homens velhos, nem vou dizer militares antigos, se enganando. O militar querer falar em "mérito" na promoção de praças, ou é maluco ou vive o mundo maravilhoso de Bob. Sou da época em que eu na tropa vi muito Chefe de 3ª Seção da Gabarito de prova da EsSA a Cabo e Sargento Temporário, com quase 23 anos de idade, que por "mérito" intelectual, como vários gostam de frisar, jamais passariam na prova e agora estão estão ai levantando a bandeira da meritocracia pq sabem que depois de formados, digo formados pq é meramente impossível um sargento ou um cabo de infantaria não se formar na EsSA, por mais limitado que seja, esses até por uma divida notória, tem a obrigação de mostrar serviço como uma espécie de pagamento pelos favorecimentos outrora fornecidos. Esses mesmos militares por razões óbvias são os favorecidos pelas duvidosas comissões de promoções, comissões essas já criadas com objetivos até hoje desconhecidos pelo mortais que entraram pela porta da frente e por mérito intelectual próprio, que ficam excluídos por critérios até hoje desconhecidos de "merecimento". Esses critérios são uma forma que a Força encontrou de manter o sargento na linha e dividir a classe, pois as menções não são apresentadas a todos os militares interessados. Ai fica um bando de hipócritas defendendo um merecimento que sabemos bem como funciona dentro da Força. Com a palavra nossos QAO, cordinhas de generais rsrsrsrs.

Anônimo disse...

Falou o lobinho frustrado...

Anônimo disse...

Viu o S3 entregando o gabarito e fez nada! OMISSO! Vc eh tao desonesto quanto eles!

Anônimo disse...

Lendo os comentários e chego a conclusão que o próprio militar que é praça ferra o outro praça.

Anônimo disse...

Chorar porque ? Papai não houve o choro do filho mesmo !!!

Anônimo disse...

Valorizar o graduado é valorizá-lo enquanto graduado, não depoiS de promovido. E como ficariam os novos interstícios e idades limites? Ficariam um bando de QAO esperando a promoção e parando a fila?

Anônimo disse...

Se fosse para valorizar deveria ser extinto o QAO e a carreira de praça, nas graduações mais altas, ser paralela à de oficial, aliás o termo "praça" deveria sser extinto, já que é pejorativo.

Unknown disse...

Eu sou ex-militar, e adoraria ser um sgt de carreira, porém acredito Tenente, q o mais difícil o senhor já conquistou (q é o oficialato), as promoções de 1* Tenente e Capitão serão muito mais rápidas (se comparar o 3*, 2*, e 1* sgt), ou seja, por mais difícil que esteja, eu esperaria... Até pq o pior o Sr. já venceu!

Anônimo disse...

Promoção a Major por escolha, isso só pode ser piada, lógico que só seriam promovidos os militares de Brasília, os demais coitados das Unidades dificilmente seriam promovidos, pois como sabemos os militares de Brasília são sempre beneficados.

Sou Laycan não Lacaio disse...

As duas maiores forças do Universo são o pensamento e a palavra; não existe oficial QAO, pois como a própria palavra diz você não vira Oficial auxiliar, mas Auxiliar de Oficial. O praça faz concurso para entrar praça e deve sair praça, ma deve ser valorizado como tal. Depois da guerra do Vietnã os estadunidenses valorizaram os seus quadros, aqui temos subtenente tomando conta de soldado fazendo faxina.

Anônimo disse...

QAO existe devido a necessidade do maior numero de 2º Ten., 1º Ten. e Cap... Isto porque o pessoal de academia tem de ser logo promovido e não pode haver grande numero de oficiais superiores.. Muitas tarefas de oficiais pertencem aos tenentes, como por exemplo a de Oficial de Dia, Oficial Supervisor nas ruias (Policias Militares), etc.. Então o QAO reforça o grupo de tenentes e tambem capitães, de academias.

Júlio Moreira disse...

Moral velhinho! E' missao! Assuma!

Júlio Moreira disse...

FGV arrego!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics