9 de fevereiro de 2016

Rússia pode ter tanque feito em impressora 3D

Rússia pode ter tanque Armata feito em impressora 3D
O setor de Defesa da Rússia vem usando amplamente o método de criação de objetos em modelos digitais 3D.
O desenvolvimento de objetos sólidos feitos de materiais poliméricos vem sendo realizado há algum tempo na empresa Electromashina, que faz parte da corporação Uralvagonzavod. No verão de 2015, a impressora 3D industrial foi introduzida para criar protótipos e peças em pequeno volume.
“A impressora 3D ajuda a acelerar a produção de teste. Quando o projetista desenvolve um novo produto, ele trabalha primeiro com um modelo 3D computadorizado. Logo, a impressora 3D permite o desenho de protótipos de peças”, afirma o chefe do laboratório de protótipos rápidos da Electromashina, Anton Ulrich.
Segundo ele, o projetista pode receber a peça rapidamente e levar em consideração qualquer falha durante a produção de um pequeno lote. O especialista apontou também que a tecnologia permite eliminar as maneiras clássicas de lidar com problemas durante a produção.
Ao mesmo tempo, segundo o especialista, o protótipo pode ser usado como modelo para a fabricação de ferramentas para a construção de pecas de metal e plástico. Em outras palavras, protótipos de peças para o tanque Armata e outros veículos podem ser feitos em impressoras 3D.
SPUTNIK/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Os manifestantes dançando quadrilha ao redor do Deputado, foi uma abordagem genial.

https://www.youtube.com/watch?v=qAnwYv6iZm8

Anônimo disse...

Calma, entendi errado? Tanques feitos em impressora 3D? O PT vai lançar o tanque de LEGO, que é mais fácil de fazer.

Anônimo disse...

Aqui no Brasil, nós já estamos bem avançados em tecnologia da construção. Já tem um monte de pontes construídas com a tecnologia anti-terrorista. Ela é feita como se fossem peças de DOMINÓ. Não precisa nem dinamite para derrubar.Basta um empurrão e vai caindo em sequência. O terrorista fica decepcionado e desiste de querer aparecer.Para reconstruir? É fácil, chama os "SEVERINOS", que são conhecidos por fazerem um trabalho "ruim". As obras duram muitos anos, não caem e custam a metade do preço e, por isso, não dá lucro aos políticos.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics