19 de março de 2016

Comandante do Exército Brasileiro chama de 'lamentável' clamor por intervenção militar

Segundo o general, a situação política e social atual não se relaciona com o clima instável que levou ao regime ditatorial militar na década de 60

General esteve em Manaus durante a visita do presidente do STFLUCAS JARDIM
Manaus (AM) - O Comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Villas Bôas, chamou de lamentável o clamor por intervenção militar que vem de parte dos manifestantes presentes nos atos antigovernistas das últimas semanas.
O general comentou o assunto durante um simpósio jurídico realizado no Comando Militar da Amazônia (CMA), em Manaus, na manhã desta sexta-feira (18).
"Eu acho lamentável que, num país democrático como o Brasil, as pessoas só encontrem nas Forças Armadas uma possibilidade de solução da crise, mas isto não é extensivo nem generalizado e, felizmente, está diminuindo bastante a demanda por intervenção militar", declarou o general.
A autoridade militar ponderou, no entanto, que esse pedido demonstra certas necessidades do país. "[Ele indica] que as Forças Armadas são a referência de valores éticos e morais e de padrão de eficiência [de] que a sociedade se sente tão carente", disse Villas Bôas.

Sem paralelo
Segundo o comandante, a situação política e social atual não se relaciona com o clima instável que levou ao regime ditatorial militar na década de 60.
"Não há paralelo com 1964, primeiro porque hoje nós não temos o fator ideológico. Naquela época, nós vivíamos a situação de Guerra Fria e a sociedade brasileira cometeu o erro de permitir que a linha de fratura da Guerra Fria [a] dividisse. Isso não existe mais. O segundo aspecto é que hoje o Brasil tem instituições sólidas e amadurecidas, com capacidade de encontrar os caminhos para a saída dessa crise", comentou Villa Bôas.

Rotina inalterada
Villas Bôas destacou que a rotina dentro da instituição não se alterou. "Os quarteis estão prosseguindo naturalmente nas suas atividades e o Exército está profundamente empenhado em contribuir para a manutenção da estabilidade", explicou.
Para ele, a atual crise é de natureza política, econômica e ética. "Os três aspectos se interrelacionam e, em consequência, é uma crise para ser solucionada dentro desses ambientes, principalmente o ambiente político e jurídico", concluiu a autoridade militar.

Ministro rebate
O simpósio jurídico organizado pelo CMA também contou com a presença do ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).
Na ocasião, ele defendeu a instituição, que foi recentemente descreditada pelo ex-presidente Lula em uma conversa telefônica com a presidenta Dilma Rousseff, grampeada pela Polícia Federal (PF) e divulgada nesta quarta-feira (16).
A Crítica/montedo.com

84 comentários:

Anônimo disse...

Lamentavel é a subserviencia. A incapacidade? falta de vontade? para ser educado, para tomar um posicionamento sobre os fatos é uma atitude muito confortavel mas lhe falta aquilo para q cumpra a lei q propaga tanto defender.
Sua fala em afirmar q não existe fator ideologico e no minimo uma miopia profunda.
Tudo indica um aprofundamento e embate e quando isso acontecer qual sera sua atitude?
Este senhor pensa q militar não é cidadão? Q vive em outro universo, não tem familia, não come, bebe e nada nos atinge.

Anônimo disse...

"(...) referência de valores éticos e morais (...)"

Padrão de valor ético e moral? Nessas horas dá uma vontade muito grande de me expor e me sujeitar a ser perseguido, somente para dar "nomes aos bois" e descrever aqui o que vi e presenciei em 21 anos de serviço em diversas OM do que o EB entende por "ética e moral".

É muito surreal mesmo!!


P.S.: tenho família que depende de mim, e se me expuser aqui, como muitos colegas, serei perseguido com punições, movimentação não solicitada, assédio moral de superiores, etc. Por isso o uso do anonimato.

Anônimo disse...

O judiciário já afirmou que existe um plano para enfraquecer as instituições e fortalecer o PT. Sr general todos nós sabemos as verdadeiras intenções deste governo,mas o CMT que se opor perde o Cmdo e ganhará a confiança,o respeito e admiração de todos nós que juramos defender este torrão o sacrifício da própria vida. Q É.

roberto da silva barros disse...

Lamentável...esse cidadão é da mesma facção do sr lula e da dona dilma, verde por fora e vermelho por dentro...

Anônimo disse...

Este nosso comandante de Exercito é um comediante né...
Tem a capacidade de falar que acha lamentavel as pessoas quererem recorrer as FFAA para a solução da crise. Afinal das contas nós já somos severinos para campanhas de dengue, tapa buraco entre outras mil e ainda fala que pessoas querem recorrer as FFAA para este problema.
Lamentavel é estarmos fazendo função que não são as nossas e deixar o Brasil da maneira que esta, este general é mais um politico que um comandante, isso é lamentavel.

joao carlos stangarlin disse...

Infelizmente eles não querem tomar uma atitude para não perder as vantagens do cargo, como diárias, viagens ao exterior e as muitas mordomias que possuem ao longo da carreira...vergonha nacional esse cidadão.

Anônimo disse...

O Exército teve ter um "ÁS" na manga. Deve estar dando todo apoio ao nobre Juiz Sérgio Moro pois se isso não acontece e ainda convida Ricardo Lewandowski para participar de um Simpósio......

Anônimo disse...

huuuummmmm .....

Anônimo disse...

Tá bom.

Anônimo disse...

Hã raaammm ....

MESSIAS DIAS disse...

Parabéns Comandante do Exército.
Respeito ao Estado Democrático de Direito e as missões Constitucionais das Forças Armadas.

Eduardo Alves disse...

Seria o Foro de Sao Paulo um fator de natureza política, ética ou econômica ? ou seria uma conspiração internacional comandada e engendrada por ditaduras assassinas e grupos terroristas, com a cumplicidade e auxilio de lideres nacionais, visando a tomada de poder no Brasil via corrupção e brechas em nossa democracia ? Não seria esse fator de responsabilidade dos defensores da Pátria ?

Anônimo disse...

Nosso comandante do Exercito esta do lado da politica e não da nação, visto que nosso juramento é defender a patria se preciso com a propria vida, garantir a lei e a ordem, coisa que esta logicamente nada normal.
Para de ser general almofadinha, politico e honre a farda verde oliva que veste. Afinal as FFAA é do país e não da politica do país.

Anônimo disse...

O que esperar do gen Vilas Boas, ele claramente expôs seu apoio e amizade incondicional a Aldo Rebelo, comunista roxo. O outro aspecto é que não há nenhum general ou coronel com capacidade de gerir um país. Mal conseguem gerir suas OM. Se preocupam em ler Maquiavel para lidarem com o subordinado, mas se esquecem de ler Platão, que diz "o castigo para aquele que não se envolve em política, é ser governado por quem é inferior". Essa letargia e apatia, pode custar muito caro à classe militar...logo surgirá no horizonte uma nova MP 22.15, para agradar a políticos e mais uma vez injuriando e massacrando principalmente às praças das FA. Fico me perguntando se o nobre CMT do EB, ganhando seus 30 mil, está preocupado com o 3 Sgt recém formado que ganha menos que SD PM? A resposta é óbvia. E o famoso caldeirão verde, não está cheio de praças apenas...e sim com generais às bordas puxando de volta aquele que deseja sair. O último a sair apague à luz.

Anônimo disse...

O contexto político era outro naquela época. Infelizmente lemos muitos textos carregados de palavras de ordem, ofensas e ideias totalmente fora de contexto e não merecedoras de qualquer atenção. As forças armadas têm o seu papel previsto na constituição e temos que agir sempre, na conformidade da lei. Intervenção militar sem qualquer critério ou extrema necessidade é usurpação do poder do Estado, um ato repugnante , típico de uma "republiqueta de bananas" com aqueles caricatos generais de óculos ray-ban e quepes gigantes. Ninguém está acima da lei , nem presidentes, nem juízes, nem generais. Temos que agir com sabedoria e na conformidade da lei , como bem diz o Comandante ! Se for necessário e no estrito cumprimento da lei , iremos agir!

Gen Anibal disse...

Eu quero que me respondam somente a minha preocupação: e se o MST, o PC do B e outros movimentos anti-democráticos começarem a ir para a rua testar a capacidade de reação do Brasileiro, será que o Exército ainda vai ficar no discurso que a sua preocupação é somente com a imagem perante a população? Com o tempo essa imagem pode ser trocada por um "Exército fraco, omisso e covarde".

Anônimo disse...

Tenho Profundo Respeito Vilas Bôas, mas ao mesmo tempo fico triste o Brasil está em fase de falência de todo os orgãos publicos, e parece que as forças armadas não estão nem ai pelo povo Brasileiro, ou estão com o rabo prezo pela corrupção ou são frouxos mesmo.
aqui quem está falando é um cidadão Patrióta Manolito de Santa Catarina
as forças armadas tem todas as condições de mudar o rumo de nosso País para melhor mas infelismente não o fazem por algum motivo muito forte.
Então estamos a Deus dará.

Anônimo disse...

É lamentável, realmente, a situação das Forças Armadas, subjugadas pelos ex-guerrilheiros não pode se manifestar a favor do povo brasileiro que saiu às ruas para dar um basta no bando que se instalou no poder e, que tem dentro das FA, alguns de seus simpatizantes.Depois da MP do Mal que só prejudicou e da venda de MP pelo Lula, quem duvida? Felizmente, surgiu um juiz de caráter para colocar os calhordas na cadeia. A cada puxada do fio da meada da Lava Jato aparecem mais personagens insuspeitos. O Lula, garantido pela sua arrogância, fez o que os brasileiros queriam: tirou a máscara e se mostrou à nação.

Anônimo disse...

Não entendo mesmo, foram todos os "grandes" parar na Comissão da Verdade, e, ainda ficam a defender os guerrilheiros que sobreviveram. Parem de ser "melancias". Toma jeito e ajudem logo a PF a cumprir a Constituição. Pão e mortadela já estamos cansados e recebendo um tapa na cara a cada dia, mês ou reajuste concedido que não cobre nem a inflação. Aumento para milico só se for de AÇÕES SUBSIDIÁRIAS", estamos muito subservientes a esses desmandos, e agora pelo menos estão surgindo os verdadeiros inimigos internos...............Boa Páscoa a todos e ovo para esse governo corrupto, que só soube dividir a pátria.

Anônimo disse...

Tá certo. Não foi os políticos que fizeram o angu? Pois agora que comam!

Anônimo disse...

A intervenção militar talvez não, mas a "luta patrótica" está cada dia mais próxima ...

Unknown disse...

Quando a população fala de Intervenção Militar, não é que queremos a Ditadura e sim a retirada desse governo corrupto dando a oportunidade de uma nova eleição para presidente, pois o que irá assumir caso Dilma saia, será o Michel Temer que também não é ficha limpa... É trocar 6 por meia dúzia!

Anônimo disse...

A ideia central é manter, a qualquer custo, o empreguinho.

Cilene maia disse...

Interessante que somente o general do comando do exército brasileiro fala com uma convicção que está no país das maravilhas.Não creio que seja essa a opinião da maioria nas FFAAS.É o general formou um escudo para a politicagem corrupta e comunista adentrar com suas falácias descabida.Faço votos que fique somente nas palavras e não nos seus pensamentos.

Anônimo disse...

Ao meu juízo,as palavras do general,são comedidas e com serenidade.Ora,um homem com atribuições de tão grande monta não deve ser subestimado por conta dessa entrevista.É óbvio que ele ver o perigo vindo de "vermelho" mas díz ao contrário, ao dizer que hoje é diferente de 1964 e, "...porque hoje nós não temos o fator ideológico...." e blá blá blá...,faz parte da serenidade que deve ter um general do mais alto escalão das FFAA.Me atrevo a usar a gíria um tanto jocosa:O general, "finge-se de morto,para roubar o coveiro".É minha opinião, respeitando as demais deste blog.

Anônimo disse...

sem ao menos espernear, ou repudiar, o comando maior aceitou ter como chefe um comunista, o que podemos esperar?

Anônimo disse...

?????Ministro da Defesa: José Aldo Rebelo Figueiredo (Viçosa, 23 de fevereiro de 1956) é um jornalista e político brasileiro, membro do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) desde 1979 e deputado federal eleito diversas vezes pelo mesmo partido, Seus projetos: limitação de estrangeirismos, criação do Dia Nacional do Saci-pererê e o Pró-Mandioca?????

Anônimo disse...

Acho também lamentável o ministro da defesa comparecer ao evento de posse de um indivíduo sabiamente corrupto e na mesma cerimônia ou comício gritos de guerra, ameaças veladas e pouco verde amarelo e vermelho de sobra
Sten Marcos Pinto RJ

Anônimo disse...

Lembrem-se de que o antigo cmt do EB Gen Albuquerque fazia parte do conselho da petrobras.

Anônimo disse...

Lamentável é esse posicionamento do Cmt. Era preferível não falar nada. Chega de ser capacho, subserviente, omisso, conivente. Lembre- se Comandante, a história não perdoa gente do seu tipo, com esse discurso politicamente correto. O Comandante ja mostrou a que veio e porque está no cargo. Há muito já deveria ter se posicionado, com franqueza e na defesa dos nossos valores. No episódio do General Mourão, o Comandante simplesmente o abandonou e prontamente procurou agradar a Chefona, e se manter no cargo. Acorde! Na hora do vamos ver, será que a tropa irá seguir a sua liderança?! Sei não....A hora de mostrar a cara está chegando, logo, logo, vai sim ter que mostrar de que lado está. Seu cargo não vale a sua dignidade. Não se pode ignorar a situação gravíssima que estamos passando, isso nos diz respeito sim e muito. Temos filhos, temos vida, um País, um amanhã, que dependem de nós hoje. Chega de roubalheira, safadeza, canalhice, chega, basta! A instituição precisa de líderes, que tenham coragem moral para defender nossos valores, para que nos momentos de crise, sejam capazes de nos manter unidos, fortes e coesos para vencermos os momentos difíceis que virão. Alguém duvida disso?!

Anônimo disse...

Quase metade dos eleitores votaram em Aécio, a outra metade mais 1 elegeu Dilma para o comando do país e comandante suprema das FFAA.

Hoje, Dilma tem apoio de 5% da população. As FFAA, em respeito à constituição, defenderão o governo caso a população se levante contra Dilma, Lula e o PT. É o que se viu em Brasília, soldados da guarda nacional protegendo o palácio. Estou certo na minha análise?

Anônimo disse...

Verdade! Eu li a entrevista desse gen. No correio braziliense. Cada resposta dele na entrevista era um elogio a esse bando de vagabundo do PT. Nessa entrevista dele, tive certeza de que o Exército não tem CMT preocupado com a instituição, mas sim, preocupado com o status de ser o CMT do exército e garantir suas mordomias.

Anônimo disse...

Isso mesmo general.

MESSIAS DIAS disse...

Os militares podem até criticar a aproximação do Cmt Ex, com o Min Def, do PC do B, Aldo Rabelo.
Agora falar no que não existe. Luta Patriótica?
Vamos respeitar a Democracia.
A Presidente cai pelos mecanismos constitucionais.
Os corruptos são presos pela Justiça.
O Congresso muda pela participação popular.

Entao, entendamos que pelo voto é que teremos representantes e mudanças.

Iniciem votando na Kelma Costa, como vereadora em Juiz de Fora.

Repito,

Cmt Ex, parabéns pelo respeito às 3 funções do poder do estado.

Maj QCO, apedeuto Leonardo, não sou candidato. Ficou triste e perdeu seus assuntos.

Votemos na Kelma Costa e iniciemos nosso processo de termos representantes no legislativo.



Anônimo disse...

Comandante, se eu fosse o Sr, botava a tropa na rua, tirava do poder esses corruptos, e formava uma nova equipe para governar o Brasil, mais ou menos assim: para presidente, Tiririca, vice Romário, ministro da casa civil, Jean Willis, e assim vai, somos todos palhaços mesmo!

Anônimo disse...

"Não há paralelo com 1964, primeiro porque hoje nós não temos o fator ideológico" ??????
Alguém por favor fale para esse senhor sobre o Foro de São Paulo. Alguém por favor explique a ele o que esse foro significa, quais as metas estabelecidas pela esquerda.
Cada vez mais eu entendo os motivos que levam o governo a escolher os comandantes militares. Obviamente que ele não é tão ingênuo como o seu discurso. Pensando bem, não falem nada, não expliquem nada a ele, ele certamente sabe muito bem e justamente por isso assume essa postura. Estamos nas mãos das traças.

Anônimo disse...

Soldados obedecem ordens, amigo! E a ordem em vigor ao BGP era defender o palácio do planalto, simplesmente.

Anônimo disse...

Tem militar que parece que "colou" no seu curso de formação, ou esqueceu o que significa a "Hierarquia e disciplina". A porta é a serventia da casa. Só para recordar: do Código Penal Militar (CPM), especialmente o final do Art 166:

CAPÍTULO V
DA INSUBORDINAÇÃO

Recusa de obediência

Art. 163. Recusar obedecer a ordem do superior sôbre assunto ou matéria de serviço, ou relativamente a dever impôsto em lei, regulamento ou instrução:

Pena - detenção, de um a dois anos, se o fato não constitui crime mais grave.

Oposição a ordem de sentinela

Art. 164. Opor-se às ordens da sentinela:

Pena - detenção, de seis meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave.

Reunião ilícita

Art. 165. Promover a reunião de militares, ou nela tomar parte, para discussão de ato de superior ou assunto atinente à disciplina militar:

Pena - detenção, de seis meses a um ano a quem promove a reunião; de dois a seis meses a quem dela participa, se o fato não constitui crime mais grave.

Publicação ou crítica indevida

Art. 166. Publicar o militar ou assemelhado, sem licença, ato ou documento oficial, ou criticar públicamente ato de seu superior ou assunto atinente à disciplina militar, ou a qualquer resolução do Govêrno:

Pena - detenção, de dois meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave.

Anônimo disse...

Bando de ignorantes, a situação hoje é outra, Art 142 da constituição.

Anônimo disse...

Boa noite, comandante!


Que padrão de eficiência? V Exa conhece sua tropa a partir de gráficos de indicadores do Programa de Excelência Gerencial, que aliás são furados.

De acordo com V Exa, só existe um único motivo que levaria a uma intervenção? Mais nenhum outro?

Concordo em não haver paralelo com 1964, naquela época os Comandantes não tinham postos e cargos políticos, os comandantes de hoje se preocupam apenas com um lugar na diretoria de uma grande estatal brasileira, assim como seus antecessores.

Brasil acima de tudo!

Anônimo disse...

Complementando o Anônimo das 11h13 do dia 19Mar.

Uma prova que os generais não conhecem sua tropa e que estão preocupados com o próprio umbigo e nunca com o país é a seguinte: estive numa reunião de quadros com o comandante da brigada de infantaria onde sirvo, ele teve a infelicidade de dizer que ele (general de divisão) ganha duas vezes o que recebe um 3º sargento.

Anônimo disse...

Lamentavel é ter um comandante que somente pensa em si mesmo e esqueceu os pilares e a verdadeira função das FFAA, que são defender a patria se preciso com a propria vida, garantindo a leia e a ordem. Pois em suas palavras se mostrou um politico e não comandante frente a uma tropa, mostrou-se ametrontado em perder o seu cargo.
Lamentavel é termos vossa excelencia como comandante do EB.

LUIZEDZ disse...

Lamentável ver os PTralhas roubando o país e ninguém faz nada....

Anônimo disse...

Entendo que o General espera que a sociedade tenha maturidade na hora de votar, por isso disse que a sociedade "não precisa ser tutelada".

Certamente o eleitor vota nas promessas de campanha de um candidato incluindo aí a pessoa, o carisma, a capacidade de comunicação. Ninguém pode negar que a campanha vencedora mentiu e omitiu a situação real do país. Ninguém pode negar que as urnas eletrônicas são inauditáveis.

De acordo com Carlos Sampaio, que foi o coordenador jurídico da campanha de Aécio Neves, o sistema das urnas é "inauditável". O TSE se recusou a disponibilizar dados eleitorais essenciais para a auditoria sob o argumento de que eles eram sigilosos.

O patrimonialismo e o sequestro dos bens públicos parece tomar conta de todas as esferas do governo, inclusive das FFAA pois vejam o caso de corrupção do submarino atômico e dos caças Gripen que estão sob suspeita, pois houve um reajuste de U$ 1 bilhão sem motivo aparente.

A ideologia gramcista não terminou sua atuação em 1964, razão pela qual os militares foram demonizados durante o governo militar e recentemente na comissão da verdade. É uma encruzilhada!

Pessoalmente prefiro uma resposta política para tudo o que está acontecendo. O que me preocupa é a existência de MST, MTST, Via Campesina e outros movimentos CLANDESTINOS agindo LIVREMENTE e ameaçando resistir com armas e nenhuma dessas lideranças estão sob investigação criminal.

E é certo que as FFAA irão defender o atual governo caso haja um levante popular mas não defendem os produtores rurais das invasões do MST. Cumprem ordens, como a destruição de Suiá Missú. Isso foi VERGONHOSO! pois os índios não reivindicavam aquelas terras. Logo, se as FFAA receberem ordens de invadir a Av Paulista e dissipar toda a multidão contra o atual governo, assim será.

Anônimo disse...

Você disse tudo 19:33.

Anônimo disse...

Será que existe ainda algum general com espirito do Sylvio Forta?

Anônimo disse...

Ao anônimo de 19 de março de 2016 17:33 que veio "recitar" o CPM:

Embora eu tenha grande dedicação ao Exército, o Exército não é a totalidade da minha vida. Acima do EB, está meu PAÍS.

Servirei ao EB enquanto o EB servir ao BRASIL.

JORGE disse...

esse general Villas Boas tá fora da casinha, acredita em papai noel, coelhinho da páscoa e saci-pererê, aliás esse ultimo personagem é o simbolo do time VERMELHO DO INTERNACIONAL De PORTO ALEGRE- seu clube predileto. portanto nunca que ele vai atacar os vermelhos do PT.

SERA?

GENERAL FAÇA UMA PESQUISA SERIA NO ÂMBITO DO EXERCITO BRASILEIRO E VERA QUE NOVENTA POR CENTO DA TROPA E CONTRA A QUADRILHA QUE TOMOU CONTA DO BRASIL
ACREDITAR EM INSTITUIÇÕES SOLIDAS, SÓ SE FOR SOLIDAS DE CORRUPÇÃO

AD SUMUS

Anônimo disse...

Esse messias eh melancia pura!
SGT 98

Anônimo disse...

Quando o povo de bem tirar esses PTralhas corruptos do governo, chamem os principais líderes religiosos desse país, para fazer um grande despacho espiritual nos bastidores do palácio do planalto, pois o que eles tramam de esquemas inescrupulosos contra a nação.
O mais enojável, é que eles negam até a morte essa corrupção sistêmica que instalaram para assaltar os órgãos públicos e se utilizar da AGU (órgão da nação) para defender chefe bandido.
A sensação que tenho é de que quando eles saírem, vou nascer de novo.

Anônimo disse...

Existem consequências diretas em uma intervenção militar que a grande maioria das pessoas que estão comentando no blog não se deram conta... O que aconteceria com os investimentos estrangeiros na economia do país a partir da intervenção? o que aconteceria com o valor do dólar no país e quais seriam as consequências se houvesse uma alta? o que aconteceria com a economia caso houvesse uma intervenção militar? quanto tempo levaríamos para estabilizar a economia depois da intervenção? será que iria gerar desemprego e miséria a população as consequências desse ato? Será que essa geração esta preparada para mudanças e suas consequências? quais países apoiariam a intervenção? Devemos respeitar a Constituição e as Instituições, um bom comandante sabe o momento certo de agir, se as instituições são sólidas e funcionam, se a crise é política e existem pessoas comprometidas com a moralidade e em fazer que a lei seja respeitada, elas cumprirão o seu dever, é um momento de serenidade, devemos respeitar e cumprir as decisões de nossos Chefes, afinal, seguimos princípios que sabemos bem o seu valor e que mantém a Instituição com a credibilidade e respeito que tem, e são os seus pilares de sustentação, chama-se "Hierarquia e Disciplina", e isso sabemos que é inegociável, assim como a lealdade, que é um dos atributos da área afetiva que desenvolvemos muito durante a carreira militar e durante a vida. "É fácil comandar homens livres, basta mostrar-lhes o caminho do dever"

Anônimo disse...

Se não tem Capacidade de Intervir, que Passe o Comando para a PM, Corpo de Bombeiros e a Guarda Municipal.

Anônimo disse...

Como tem graduado reclamando aqui..

Anônimo disse...

Senhores militares: os senhores estão apoiando a saida do PT, estão sendo peças de manobra do PSDB. Não se iludam acreditando que Jair Bolsonaro será eleito presidente em 2018. Os mais novos não viveram,então eu vou dizer como era o Brasil: a inflação durante os anos 80 girava em torno dos 10% ao mês; depois da "redemocrarização" ficou em torno de 80% ao mês;FHC conseguiu baixar a inflação,porém deixou os militares com os salários congelados por 8 anos,isso mesmo 0% de reajuste por 8 anos;além disso FHC (PSDB) retirou a reserva com posto a cima,retirou anuidade e retirou a licença especial.Além disso deu aumento de 28,86% para os funcionários públicos civis e oficiais superiores das forças armadas,deixando os praças e oficiais de baixa patente a ver navios e ainda entregou o governo com uma taxa enorme de desempregados. O PT deu aumento parcelado,mas não esqueceu dos senhores. Lembrem-se, também,que seus comandandantes não se prrocupam nem um pouquinho com os senhores,pois acreditam que praças e oficiais de baixa patente não servem para nada. Pensem bem e estudem o passado antes de serem bonecos de espertalhões oportunistas.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 21:14 do dia 19 de março. Parabéns pela maneira clara e precisa com que se expressou. Penso exatamente desta maneira. "Servirei ao EB enquanto o EB servir ao BRASIL." . De minha parte registro o orgulho de encontrar irmãos de farda que pensem assim.

Anônimo disse...

anonimo disse... e lamentavel

Aparecida Donizeti de Oliveira disse...

Grata por seu comentário.Quem lamenta, neste momento sou eu, por confirmar aqui que realmente foram pronunciadas por ele essas palavras."A sociedade de 1964 foi que se deixou "dividir"? Então, na sua visão, o problemas não foi a intentona comunista? Claro: Passou 20 anos na China comunista e tem estreitas relações com Aldo Rebelo! Acha os valores morais desse comunista iguais aos do Exército.(palavras dele) .So uma Intervenção Divina hoje! :(

Anônimo disse...

VERGONHA. É MUITA MIOPIA EM UMA PESSOA SÓ.
AQUELE QUE NÃO USA OS OLHOS PARA VER, USARÁ PARA CHORAR.

Anônimo disse...

Preparem - se !!!! A luta patriótica está prestes a começar !!! Cada um deve tomar a sua posição. De que lado vc está se houver uma guerra civil ?

Anônimo disse...

Estranho é perceber que há uma quadrilha de BUCANEIROS, SAQUEADORES e PIRATAS, eleitos pelo povo, empregando seus sequazes em todas as instituições e comandando as FFAA.

Anônimo disse...

Ao anônimo de 20 de março de 2016 00:43

Hoje, quem são os espertalhões oportunistas há 13 anos no poder? Porca miséria teu comentário, hem!
FHC estabilizou a economia do país e os espertalhões nadaram de braçada em cima da estabilidade do país. Foi como receber uma grande herança do pai rico. Gastaram tudo com farras, bebidas e orgias e amiguinhos internacionais. E agora? Nenhum remédio amargo ou intervenção profunda deixa de produzir sequelas.

Fardado Indignado disse...

Minha indignação não é apenas pelo momento político do país! A violência urbana deve ser levada em consideração! Cada vez mais criminosos desafiam o poder do Estado, usam armamento e explosivos de uso restrito que deveriam ser controlados por nós, matam agentes da Leis em assaltos fortuitos apenas por pura maldade e aquisição de statos entre seus pares, utilizam a figura do menor (protegido pela canalha esquerdista) para engrossar suas fileiras do crime, aumentam cada vez mais seu poder de fogo já utilizando a .50 (armamento anti-aéreo e blindagem leve) e todo mundo acha totalmente normal e democrático que facções (mini guerrilhas urbanas de narcotraficantes) se apoderem do subúrbio de grandes cidades brasileiras, deixando apenas a cargo da polícia a obrigação de combater esse mal! O jogo político atual não está apenas detonando a economia do Brasil, mas suas instituições se deparam cada vez mais com a ousadia do enfrentamento escalado de forças paralelas. A polícia Federal, que como nós também está sucateada, resolveu, com a ajuda do Ministério público, voltar suas forças para a origem do desse mal e olha o que tá dando. É preciso sim um posicionamento mais enérgico de nossos Contes para cobrar mudanças nas Leis de execução penal, Estatuto do Menor e adolescente, e aplicação da Lei de segurança nacional para quem utiliza armamento de guerra e prisão perpétua para quem, em decorrência de sua utilização, vitima alguém com a morte. Já alertei aqui que será tarde demais quando se quiser combater essa violência toda, viraremos um México, quando derrubarem a botinadas as portas dos gabinetes refrigerados de V.Exªs não mais será possível a reação!!

Adailton SG. disse...

Anônimo,acho que vc tem visão aguçada.
Lewandowski tem o cargo de presidente do STF. AS honras à êle, são funcionais. A presidente recebe todas as honras militares regulamentares.Não é por amor à pessoa dela, mas pela autoridade do cargo que ela ocupa.
Quanto a atuação das Forças Armadas, atentos aos fatos, sabem o que estão fazendo. Conhecem seu dever.
A indignação está presente, mas a pura adrenalina não pode ser a essência do nosso raciocínio.

Adailton SG. disse...

Anônimo,acho que vc tem visão aguçada.
Lewandowski tem o cargo de presidente do STF. AS honras à êle, são funcionais. A presidente recebe todas as honras militares regulamentares.Não é por amor à pessoa dela, mas pela autoridade do cargo que ela ocupa.
Quanto a atuação das Forças Armadas, atentos aos fatos, sabem o que estão fazendo. Conhecem seu dever.
A indignação está presente, mas a pura adrenalina não pode ser a essência do nosso raciocínio.

Anônimo disse...

CREDITAR QUE AS FIGURAS políticas agindo para o impeachment de Dilma estão sendo motivadas por uma autêntica cruzada anti-corrupção requer extrema ingenuidade ou ignorância. Para começar, as partes que seriam favorecidas pelo impeachment da Dilma estão pelo menos tão envolvidas quanto ela por escândalos de corrupção. Na maioria dos casos, até mais.

Anônimo disse...

Parabéns pela resposta !!! Servimos ao país, não a um pensamento ou a uma pessoa. Servimos a vontade do povo, de sua maioria.

Anônimo disse...

Ao anonimo que fala que tem muito graduado reclamando aqui saiba que sou oficial e reclamo como todos, pois servimos a um exercito e a uma pátria e não ao um partido politico, até porque é proibido pelo CPM militar se envolver em temas politicos partidarios.
Até hoje não sei porque os militares generais tem estatus de ministros ou seja politicos, já que contratis as regras...
Como o colega disse serviremos exercito, enquanto exercito servir o Brasil.

Anônimo disse...

As opções após a queda de Dilma, prisão de Lula e afastamento do vice-presidente? Assume o presidente do Senado, que deve ser afastado, e talvez preso, ou o da Câmara dos Deputados que vai ser cassado?
Já estão aparecendo as figurinhas carimbadas e falsas como Marina Silva, cria do PT e faz discurso de ET, ficando sempre em cima do muro.

Anônimo disse...

Acho que devem começar a escalar OF Gen para chefiarem equipes de exame de pgto, pois não sabem como sua tropa é mal remunerada, ou então ele se referia a um 3Sgt da PM (de MG, SC, BSB, PR, SP, RJ, AM, TO, MS, MT...mais estados...).

Amauri disse...

Intervenção Militar?!?!? Para q?!?!? Tanto a Oposição qto os independentes têm "rabo preso"!!! 1/3 do Congresso são investigados pelos mais diversos delitos!!!!

Anônimo disse...

É incrível, o país está mergulhado num lamaçal e tem gente aqui reclamando do praça que tá reclamando. São leões dentro do quartel, mas fora são gatinhos. ...ao invés de ficar aqui tomado conta de praça, faça algo pelo seu país, conforme prevê o seu juramento.

Anônimo disse...

Dizer que as Forças Armadas são o padrão de eficiência, deve está brincando, pelo não vejo isso no Exército.

O militar não tem direito à uma carga horária de trabalho semanal determinada, hora extra, associação, sindicato, liberdade de manifestação, e, tudo isso, nos dá uma característica diferente das demais categorias, ou seja, pode-se exigir mais sem a necessidade de uma contrapartida, somos cumpridores de missão.

Todavia, isso não traduz em eficiência. Haveria eficiência se fechasse pelo menos 30% dos quartéis.

SOMOS AMADORES. FAXINA, FORMATURA, ESCALA DE SERVIÇO, TFM e REUNIÕES TRADUZEM 99, 5% DO QUE OS MILITARES FAZEM DURANTE O ANO.

Anônimo disse...

Melhor comentário desse tema. Concordo. O Cmt precisa ser franco e objetivo. Esse discurso difuso não ajuda em nada. Poderia, pelo menos, divulgar uma nota de repúdio a esses comentários do cocaleiro da Bolívia e da Venezuela. Mesmo indiretamente. Alguma resposta subliminar. Cadê esse BOAI? Agora é a hora de colocar esse Batalhão prá funcionar. Tenho dito.

Anônimo disse...

Excelente comentário, camarada.
Prá os Cmt tá tranquilo, tá favorável. O povo não pode nem sair a rua depois das 22:00, maloqueiro e vagabundo em toda parte. Vamos sair de cima do murooooo!

Anônimo disse...

Alguns comentários demonstram despreparo de ontem hoje e sempre!!!!!

ALMANAKUT BRASIL disse...

Caindo o PT, cairão todos os comandantes militares!


E virão comandantes anticomunistas!


Aí, a COBRA irá fumar para os vermelhos!

Diego H disse...

Lamentáveis generais de hoje.......falta caráter...

Anônimo disse...

O MELHOR COMENTÁRIO, até agora! São pessoas assim que dão consistência e respeitabilidade às nossas FFAA. Parabéns pela inteligência, adequação e lucidez.

SGT ESSA / INF disse...

muito bom o discurso do COMANDANTE DO EXÉRCITO, CONCORDO que estamos em momento diferente.

E nosso exército realente está ocioso, devemos reduzir para maior eficácia.

Anônimo disse...

Discordo. Lamentável o clamor por intervenção? Lamentável está a economia do país, a situação das Forças Armadas, da segurança pública, da saúde pública, dos desvios das empresas publicas, do desemprego,da infraestrutura de transportes, das rodovias federais, do desemprego crescente, da inflação, da pouca vergonha dos políticos e do cinismo da presidenTA e do ex. Não querer intervir para não agravar a situação e beneficiar os meliantes, tudo bem, mas tem que dizer ou fazer algo para que eles saibam que as Forças Armadas estão ao lado do clamor do povo brasileiro e não pertencem ao Dom Lulone ou "general" Stédile.O povo não quer ditadura, quer governantes governando para o Brasil.

Anônimo disse...

Anônimo vai trabalhar!!!! o Brasil precisa de trabalhador não de falador...que cara insuportável

Anônimo disse...

Aos petistas, parabéns! trocaram as cores da bandeira pelo vermelho; a maioria só foi porque pegaram carona sem saber para que era aquilo; estavam com fome pois o bolsa família não dá para sustentar a família e ganharam sanduíche de mortadela; usam símbolos comunistas e socialistas e só falam em democracia; o chefão rouba o povo e se diz pobre e, os idotas zumbis petistas acreditam. Muito hilário!

Anônimo disse...

O povo fez a caca, o povo que limpe a caca...
Intervenção militar nem pensar....

BRAÇO FORTE disse...

Com o intuito de enriquecer o debate, sem contudo fazer juízo de valor, transcrevo abaixo mais um ponto de vista sobre o emprego do Exército em situações de crises políticas profundas:

"Convidado pelo Dr. Borges de Medeiros para comandar a Revolução de 1922, Rondon o recusou sob o argumento: Somos positivistas e não podemos tomar parte em movimento subversivo, pois o positivismo nos ensina que é preferível um governo retrógrado do que a mais progressista revolução. Aderir à Revolução é ir de encontro aos princípios que abraçamos que só visam ao bem da pátria e da humanidade. O Exército como o concebem os franceses deve ser o grande mudo, pronto a se sacrificar pelo bem da nação, sem intervir em mesquinhas questões de politicagem." (Fonte: Doutrina Militar Terrestre em Revista, Julho a Dezembro/2015, pg13)

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics