28 de março de 2016

Que crise!


9 comentários:

Anônimo disse...

so espero que as autoridades competentes queimem a moita de mais de 85% dos sgt que estão fora da escala aq na minha unidade...os valores estão invertidos, o pessoal fora da escala fica olhado de cara feia o pessoal que tira serviço kkkkk

Anônimo disse...

-nunca teve esse negocio de pagar serviço. ha apenas trocas entre os interessados devidamente autorizados pelos cmts das cias e aval ddo scmt das oms.

Anônimo disse...

Observo que há uma crise no regime especial de aposentadoria dos militares, os altos escalões das FA não enxergam que há um nicho de mercado dentro de todas as Organizações Militares da força para reforma de militares, os militares não estabilizados estão se valendo das brechas da legislação para se reformarem por motivo de saúde. Alegam incapacidade temporária para exercer atividades laborais civis e entram com ação judicial para reintegrarem a força e mesmo o militar em prestação de serviço militar inicial sabe que se essa situação se mantiver por dois anos, ele é incapacitado definitivamente e consequentemente é reformado. Configurando essa situação, esse militar reformado consegue um salário para o resto da vida (mamando nas tetas do governo) e continua trabalhando lá fora, com certeza é um subterfúgio ganhar um salário ilegalmente.
O pensamento do governo é de que os Militares, que provém recursos para suas próprias aposentadorias e pensões, são onerosos para a nação. Ninguém sabe para onde vai esse recolhimento do regime especial de aposentadoria, juntada o crescimento exponencial de reformas de militares por motivo de saúde, há propostas iminentes em discussão no governo de ampliar de 30 anos para 35 anos o tempo mínimo de contribuição para aposentadoria, igualando o militar ao servidor civil nesse aspecto , haja em vista, o inchaço do sistema, por isso a dificuldade de aumento salarial.
Se nada for feito para mudar essa realidade, a viabilidade financeira do sistema de aposentadoria dos militares se tornará inviável, daí o caminho será integrar o regime único do INSS.

Anônimo disse...

Nota da Rádio Praça:

A Ordem dos Leõs de Alojamento emitiu uma nota se posicionando favorável a causa dos Tiradores de Serviço, informando que irá ponderar o general a respeito do assunto.

O assessoria dos Babões e Carreristas do EB informou ser um exagero da parte do sindicato e disse que o serviço faz parte da vida do militar e que é proibido o serviço remunerado.

A nossa equipe procurou a DIVA (Divisão de Investigação da Vida Alheia) porém ninguém se manifestou sobre o assunto.

Anônimo disse...

"(...) 85% dos sgt que estão fora da escala aq na minha unidade (...)".

Poxa, nesse quartel não tem comandante não é?

Anônimo disse...

Diga qual OM anônimo mentiroso

Anônimo disse...

Isso mesmo idiotas, briguem por pouca coisa, isso mesmo que o governo quer, militares também desunidos...boa...

Amauri disse...

85% dos sgt que estão fora da escala?!?!?!!?!?!?!?!!? Isso é absurdo!!!!! Ñ existe tal situação!!!! Então q tira os serviços dos Sgt são os Cabos?!?!?!??!?

Anônimo disse...

Amauri Você tem alguma dúvida que os cabos tiram sgt de dia?Em que quartel dos sonhos vc vive?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics