4 de março de 2016

Justiça condena Marinha a pagar R$ 25 mil por rejeitar candidato soro positivo

ANCELMO GOIS

Diário de Justiça A juíza Luciana Villar, da 23ª Vara Federal do Rio, determinou que a Marinha aceite um candidato aprovado para técnico em Radiologia médica, que havia sido excluído por... ser portador do HIV. Também terá de pagar a ele R$ 25 mil por danos morais. A ação é do Núcleo de Prática Jurídica da Facha.

O Globo/montedo.com

12 comentários:

Anônimo disse...

Se for para ser militar, ele entrará e logo será reformado. Que lei é esta? É gente que não entende nada de militarismo, metendo o focinho onde não foi chamado! Aqui não ficou esclarecido se o cargo será civil ou militar.

Anônimo disse...

Exército fiscaliza sede da Guarda de Mairinque e encontra irregularidades

http://www.jornalfloripa.com.br/noticia.php?id=2548519

Anônimo disse...

Hein? A AGU tem de recorrer para o Tribunal...decisão equivocada, para não dizer ridícula.

Anônimo disse...

Ta faltando rumo pra este país,nāo existe mais o ponto final quem manda e o ......

Anônimo disse...

Pior, meu amigo, uma juíza que não entende nada de Direito!

Anônimo disse...

Deixa o candidato soro positivo trabalhar, depois quando não der mais ele vai a reserva. Isso aconteceria ele trabalhando ou não na vida civil, quando não desse mais aposentaria só que seria pelo INSS.
Pelo menos esta trabalhando e contribuindo e não só encostado e ganhando do INSS. Vamos ser humanos e realistas.

Anônimo disse...

Doença pre-existente, não reforma

Anônimo disse...

Vai nessa que não dá reforma...

Anônimo disse...

Militar, será que não se aplicaria uma ação contrao FUSEx ?

Veja essa ....

Suspensa cobrança para o Fundo de Saúde

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/2016/03/03/suspensa-cobranca-para-o-fundo-de-saude/

Anônimo disse...

Doença pré existente não dá direito a reforma, logicamente somente quando este apresentar quadros de doenças secundarias que o debilitariam e o poderiam o levar a morte que é o caso da AIDS. Pois HIV não mata e sim doenças secundarias. Enquanto este candidato ou futuro militar estiver em condições saudaveis ele não ira para a reserva e ficara trabalhando e contribuindo. Muito melhor que aposentar lá fora pelo INSS sem contribuir com nada. Este é um exemplo de pessoa que quer fazer algo e romper barreiras contra o pre conceito, trabalhando.

Anônimo disse...

Pois eh. Dai um belo dia vem o senhor, em uma maca, acidentado, vai fazer uma radiografia de fratura, e lah vai estar o soro positivo esperando para te atender... e o senhor vai deixar, claro. Afinal, precisamos deixar o cara trabalhar...

Anônimo disse...

Hahaha...vamos falar sério?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics