22 de março de 2016

Imagem do dia

10 comentários:

Diego H disse...

Vou comentar minha teoria, pensando cientificamente:

O ser humano é classificado no planeta terra como mamífero, mas se comparar a todos outros animais mamíferos da terra, verá que nem um se comporta como o ser humano. Nem um mamífero destrói o local onde vive, apenas o ser humano.

O que quero dizer com isso é que a "criatura" na terra que mais pode se aproximar do ser humano é o vírus, o vírus não tem cura, alguns vírus ficam contigo para sempre, mas a maioria dos vírus, onde ele se instala ele destrói alguma coisa, exemplos: hepatite, HIV, Zica, Etc.....

Abr a todos

Anônimo disse...

Não concordo. Comparar o ser humano com um vírus abre caminho para a barbárie contra aqueles de quem discordamos. A humanidade é maravilhosa mesmo com seus erros. A humanidade é parte integrante deste nosso planeta, estamos evoluindo, adquirindo consciências que antes não tínhamos, estamos crescendo. E finalmente amar o próximo não permite reduzir tanto o ser humano.

Anônimo disse...

Não tem nada de científico em comparar a humanidade com vírus, isto é pura opinião. Acho que devemos tomar cuidado e não retirar a humanidade dos humanos. Temos condições de sermos grandes e de sermos pequenos, podemos ser contraditórios, podemos dar nossa vida conscientemente por aqueles que amamos ou por uma ideia. Para eu não sou um vírus! Não acho que o companheiro também o seja.

Anônimo disse...

Paulo Cezar.

O Diego H usou de metáfora para falar da situação, e eu concordo com ele, só discordando de, às vezes, ele ter usado também de eufemismos quando deveria "jogar a realidade" na cara, "doa a quem doer". Os animais já protegem os seus pares, coisa que os ditos humanos nem sempre o fazem, apesar de se dizerem racionais. Sei que é triste, porém é esta a realidade atual. Até quando vamos estar evoluindo? Pelo contrário, só vejo, pelo menos aqui no Brasil, as pessoas regredirem cada vez mais, tanto culturalmente quanto espiritualmente.

Anônimo disse...

Às vezes eu penso que o sinal mais forte da existência de vida inteligente em outra parte do universo, é que eles nunca entraram em contato conosco."Calvin e Haroldo

Anônimo disse...

Se não houvessem pessoas que acreditam que ter um objeto feito de marfim é sinal de status ou tomar sopa de barbatana de tubarão ou chá de pó de chifre de rinoceronte é afrodisíaco, os animais não estariam na lista de quase-extintos.O homem tem inteligência mas, muitos, se deixam levar pelas propagandas e sugestões enganosas de mafiosos, principalmente os endinheirados que querem aparecer.Quantas vezes vemos fotos de ricaços ao lado de um animal abatido por ele? O cara paga um bando de bandidos que localiza o animal e coloca o "caçador" no melhor lugar e, ainda, usando rifles com mira telescópica. Depois bate a foto ou leva a cabeça do animal para exibir e ser bajulado pelos amigos.

Anônimo disse...

Não dá para entender o ser humano capaz de uma atrocidade dessas.Quer matar todos e depois fica fazendo pesquisas para tentar "salvar" a espécie. Isso acontece de modo oficial no ramo da pesca. Quantas espécies de peixes estão ameaçadas de extinção por causa da pesca predatória. Navios saem para pescar quarenta ou mais toneladas de uma só espécie, isso sem contar as outras embarcações. Os peixes não existem em quantidade inesgotável, dependem de rios, mangues saudáveis e tempo para se reproduzirem e crescerem. O oceano é gigantesco mas as espécies não se reproduzem no mar aberto e também servem de alimento para outros peixes e mamíferos.A ganância pelo dinheiro faz o homem perder a noção das coisas. Depois de ficar bilionários e acabar com as espécies vão viver aonde?

Anônimo disse...

O planeta Terra é um ser moribundo contaminado por um vírus mortal chamado SER HUMANO!

Anônimo disse...

E você é um ser humano. Já pensou se você fosse Deus?

Anônimo disse...

Onde fica a livre interpretação? Deixem esse papo de humanos e vírus para lá. Essa é uma foto de trombas de elefantes apreendidas de caçadores de marfim, e um guarda as protege. Entenderam?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics