14 de maio de 2016

General assume segurança pública no RN

Natal (RN) - O governador potiguar Robinson Faria (PSD) empossou ontem (13) o general de brigada Ronaldo Lundgren no cargo de Secretario de Estado da Segurança Pública e Defesa Social.
Oriundo da Infantaria, o general comandou o batalhão do Brasil no Haiti e participou de diversas operações de segurança, entre elas a ocupação do Complexo da Maré, no Rio, em 2014. Ele está na reserva desde março de 2015.

13 comentários:

Anônimo disse...

Bela boquinha, nada como ser um Lundgren e de quebra Cavalcanti no Nordeste do Brasil, famílias que dominam o cenário político-econômico pelo menos desde o século XVII.

Anônimo disse...

Essas nomeações dificilmente dão certo, pois causam ciumeira com oficiais da PM, que são mais informados e experientes em segurança pública. Em Rondônia, teve uma época que colocaram um coronel da FAB. Os jornais diziam que ele só vivia "voando" nos assuntos de segurança e durou pouco. No Pará o atual é general também e as críticas das associações de policiais são duras contra ele.A segurança pública não consegue segurar a onda de violência.Acho que cada um tem o seu setor, cada um no seu quadrado.

Anônimo disse...

O Governador poderia ter colocado um Coronel PM, pois esse sim fez sua carreira na PM e no RN.

Anônimo disse...

Mais um querendo pegar uma boquinha na politica.
O grande problema que na maioria dos militares das FFAA, muito pouco entendem de segurança publica de verdade por acharem que as policias são forças auxiliares e não necessitam ter conhecimento com eles. A vaidade de se achar os melhores e não querer aprender com quem realmente sabe pela pratica do dia a dia nas ruas como as policias militares.
Digo isso pois vi em cursos de GLO militares das FFAA menos prezando Policiais militares falando que o GLO era melhor que o choque das PMs.
Porem nunca vi um batalhão ir em presidio, estadios entre outras atividades que as policias diariamente lidam como rotina.
Falta humildade das FFAA em admitir que as policias entendem mais de segurança que as forças armadas até pelo fato de ser funções diferentes.

Anônimo disse...

É mesmo?! Tinham que ter colocado um coronel PM para continuar a mesmíssima porcaria de sempre, a mesma corrupção de sempre, a mesma "vistas grossas" de sempre. "O poste agora mija no cachorro!" Neste novo governo, muitas coisas vão ter que mudar, principalmente a bandidagem tolerada no governo ptista que aumentaram muito.

Anônimo disse...

Para mim essa função é para quem tem anos de experiência na área, podendo ser um delegado ou um oficial da própria polícia. Fora isso, a chance é muito alta de ser um secretário de coquetel e diárias.

Anônimo disse...

Acredito que o governador sentindo a onda de que não vai dar conta do recado, começa a colocar Oficiais do EB, pensando nas consequências futuras. A Segurança esta os frangalhos em todos os estados.

Anônimo disse...

Boa tarde, vamos dar um tempo para o General, acho que pelo menos a corrupção certamente irá diminuir, e isso incomoda aos que estão acostumados a levar suas vantagens, e militarismo para a PM nunca é demais, na atual conjuntura todos estão buscando um pouco de decência e honestidade, quem viver verá.

Anônimo disse...

Reunião e formatura nao faltarão no RN!

Unknown disse...

Eu fico perplexo com as críticas formuladas ao General. Os militares possuem uma formação Cartesiana com uma forte base em ciências exatas. É a mesma formação dos Executivos americanos e europeus. Esta formação permite, em pouco tempo, o entendimento do problema e a escolha da melhor solução. Pensem nisso!

Anônimo disse...

.

acp

Por décadas Oficiais das Forças Armadas comandaram PMs e foram Secretários da Segurança. Cordeiro de Farias, Olympio Falconière, Sérvulo tc foram SSP em SP. Torres de Mello comandou a PMESP e a PMPI. Um CF CFN comandou a PMRO à época Território.

Colocar um Delegado ou um Cel PM como SSP costuma causar problemas com a outra Polícia.

O atual SSP-PI é um Cap PM. Deve ter sido passado para a Reserva pois foi eleito e assumiu por um dia como DepFed. Já era SSP e segue. É um petista dos quatro costados (ou era; muita gente saiu do partido).

acp

.

Anônimo disse...

No CE, 4 generais ocuparam a pasta recentemente e a violência está tomando de conta.

Anônimo disse...

O problema não é o General contra Coronel PM, etc. Os tempos mudaram, os militares largaram a ditadura e se afastaram de comandar tudo do jeito deles. Hoje,o poder se segurança publica, urbana, etc, está a cargo das polícias. A polícia federal não é comandada por general.Generais ou coronéis são para quando a situação estiver fora de controle com as forças auxiliares. Não adianta autoridade no comando se não há efetivos, meios atualizados, armamentos modernos, etc,etc.Ainda há os policiais envolvidos com a bandidagem que fazem por onde esse comando dar errado.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics