26 de maio de 2016

Soldado da Aeronáutica é preso suspeito de traficar drogas sintéticas em Canoas

Entorpecentes apreendidos poderiam abastecer até 10 traficantes menores
Um militar da Aeronáutica foi preso por agentes do Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico (Denarc) na madrugada desta quarta-feira em Canoas, na região Metropolitana por suspeita de tráfico de drogas sintéticas. O jovem, de 23 anos, foi detido em flagrante em um posto de gasolina no Centro da cidade, próximo à BR 116. Conforme a Polícia Civil, ele era investigado há cerca de três semanas.
Os investigadores descobriram que, durante a madrugada, o militar iria repassar uma grande quantidade de ecstasy para outro criminoso no posto de combustíveis. Assim que o soldado deixou o veículo, os policiais saíram das viaturas e o prenderam. A namorada do militar o deixou, jogando os comprimidos de ecstasy pela janela do carro. Ela chegou a ser perseguida pelos policiais.
De acordo com o titular da 4ª Delegacia do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (4ª DIN/Denarc), Maurício Barison, os policiais desistiram da perseguição temendo que a mulher, que dirigia de forma perigosa, causasse um acidente. Ela já teve um pedido de prisão preventiva decretada.

Drogas poderiam abastecer até 10 traficantes
Com o militar, os policiais encontraram cerca de 400 comprimidos de ecstasy. Sete frascos com uma substância conhecida como "essência", uma espécie de lança perfume também estavam em posse do soldado. O militar não possuía antecedentes e foi encaminhado para a Aeronáutica. Segundo o delegado Barison, as drogas poderiam abastecer até dez traficantes menores e são avaliadas em até R$ 8 mil no atacado, podendo render até R$ 40 mil se comercializadas para usuários.
Correio do Povo/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Já está solto. Não ficou nem 24 horas preso.

Anônimo disse...

São os militares na busca do segundo emprego.

Anônimo disse...

Tem imbecil que paga cinquenta paus para comprar apenas um comprimido dessa porcaria, imaginem a tentação para esses jovens faturarem muito em uma noite.A "riqueza" dura um certo tempo, depois é cana.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics