13 de maio de 2016

Ministro do GSI de Temer, general 'não nasceu de susto'



Sobre o General  Sérgio Westhpalen Etchegoyen,  pode-se afirmar que 'não nasceu de susto', como se diz lá em Bagé, quando se quer dizer que alguém é desassombrado.
Tão logo foi confirmada sua nomeação por Temer para o recriado GSI (Gabinete de Segurança Institucional), a mídia tratou de desencavar um episódio marcante da carreira do general.
Lembra Lauro Jardim, em sua coluna de O Globo: como capitão, Etchegoyen amargou oito dias de prisão por ter enfrentado o temido general Newton Cruz. Em  1983, no fim do governo Figueiredo,  Cruz chamou de mau caráter quem fosse depor numa CPI do Congresso. Como seu pai, o general Léo Etchegoyen, era o mais notório dos depoentes, Sérgio levantou-se, rebateu Cruz e foi preso no ato.
Em episódio recente, a inclusão do nome de seu pai no relatório final da Comissão da Verdade gerou a única manifestação de um oficial da ativa em relação ao documento. Em nota, ele o classificou como 'leviano'.
Como se vê, o general está longe do perfil político/carreirista/servil que caracteriza boa parte dos integrantes da cúpula militar das Forças Armadas. Certamente, Dilma não teria peito para expulsá-lo do elevador privativo, como fez certa vez com o General Elito.

36 comentários:

Anônimo disse...

No geral, são todos um bando de frouxo....

2° Sgt 2002

Osvaldo Aires Bade - EducaOK disse...

Chumbo neles!

Anônimo disse...

Graças a Deus! um se salvou, ou melhor, dois, seu pai também.

Anônimo disse...

Montedo e seus herois.

Anônimo disse...

Meus olhos não viram brigas por melhorias, pnr, salários, ajuste nos adc... Nada me surpreende, certamente é competente, mas não diferente dos outros. Não suja seu nome em prol de melhorias para a força. Hj pensei, se em ano de olimpíadas e real emprego do EB a miséria e a falta de perspectiva está assim, em alto nível, imagina a partir dos jogos como ficará a coisa, quando o exército voltar a ser esquecido, voltando a era do pow pow, marche marche! Probe da família militar, em especial a dos praças que recebem muito mal e não desfrutam das regalias da farda.

Anônimo disse...

Uma "luz" no fim do túnel? Vamos aguardar, então, mas nunca esqueço o que ouvi de dois senhores humildes conversando no ônibus, lá no interior de São Paulo, com aquele sotaque de língua enrolada:" Político é tudo igual, é igual a macarrão. Todo mundo é durão, mas quando entra na panela, fica molim, molim."

Anônimo disse...

Etchegoyen,ótima escolha. Temer não é bobo não.

ESTA É A HORA, CONCORDAS? disse...

peitar newton cruz era assombroso, poucos faziam...o nobre general bem podia assumir a Defesa.

Anônimo disse...

Se o Gen Etchegoyen não fosse carreirista/político jamais teria chegado ao último posto da hierarquia militar.

Anônimo disse...

Temer não é bobo. Escolheu o cara que na atualidade é ou era o único na ativa que coloca a boca no trombone para dizer que o salário dos militares, principalmente dos praças, estão defasados. Aquém do que merecemos.

Anônimo disse...

Muita Falácia, pouca ação.

Anônimo disse...

Então vai mudar o Cmt da Força? Já que o Gen Etchegoyen é mais moderno que o VB...

Anônimo disse...

Vocês não sabem quem é esse General.
Ele apoia a inclusão dos militares no INSS, com tempo de serviço igual aos dos servidores civis. Isso ele falou na ECEME. Os Coronéis quase se indisciplinaram.
Ele defendeu, na verdade, que o seu pai general não pertenceu a ditadura e que não torturou pessoas.
Tem boa entrada política e nada fez para a votação da MP do MAL, nossa LRM de 2001. O que fez de bom para os militares?
É familiar e amigo do JOBIM.
Preparem-se para trabalhar, pelo menos mais 5 anos. Sendo que o objetivo dele é a aposentadoria,para os militares, com idade mínima de 60 anos.
Aguardem e preparem-se.
Detalhe: para ele, oficial de AMAN não conhecer os EUA e EUROPA é inaceitável. Pior, para esse nobre SANGUE AZUL, os PRAÇAS, vivem muito bem e não tem problemas financeiros. Ele diz desconhecer.

Anônimo disse...

Oba agora vamos receber o 28,86 %!

Anônimo disse...

Quer dizer que oficial com cadeia pode chegar ao último posto, e graduado que recorre a justiça em defesa, quando justa, de algum direito, tem que escutar de chefes boçais que " pode esquecer da promoção ao QAO". Viram senhores, faça o que eu digo e nao o que eu faço, devia ser o lema da força.

Anônimo disse...

Quem na carreira militar não viu oficiais serem punidos e, logo depois, serem presenteados com uma nova transferência para um lugar melhor e continuarem as promoções, como se nada tivesse acontecido? Já para os "Severinos", as fronteiras são o destino.Para um general trabalhar até os 65 anos, com s mordomias e facilidades, é moleza, já para o resto da galera, é escravidão.

Anônimo disse...

Faça-me o favor, Montedo. Foi escolhido pq se alinha a determinado perfil. É mais um carreirista que não nos representará em nada.

Anônimo disse...

Se preparem pois no futuro não muito distante estaremos trabalhando até os 65 anos e o fusex não existira e estaremos a merce do INSS...
Sera o fim de muito pouco que ainda temos. Pois tudo acabara da mesma forma que já acabou com a MP do mal. Estamos perdidos, que tiver que ir para reserva que vá pois quem ficar estara na pior.

Anônimo disse...

Engraçado desde quando um militar com punição de prisão pode chegar a general???
Se para chegar a oficial general o militar tem que ter boa ficha e ser indicado para a promoção de oficial general...
Agora vi que no Brasil pode tudo mesmo, basta ter alguém por trás para ser o padrinho...

Anônimo disse...

Para mim, isso tudo pouco tem de significado. Foram linhas e mais linhas do que ele andou dizendo. Quero saber do que ele REALMENTE FEZ ao longo desses anos todos.

Anônimo disse...

Sou de carreira,mas sei da história dele em Santa Maria,ele que encarcerou os 12 condenados(Sgts QE),não queria saber da promoção dos camaradas.Tocou horror nas transferências e etc...

Anônimo disse...

já trabalhei com ele. Quem trabalha bem não tem o que reclamar. Pelo contrario: valoriza a família militar, as condições de trabalho dos mais modernos, pensa o Brasil e pensa o miúdo. Mas quem está acostumado com vagabundagem... esses são apertados. Ou seja, se nem JCristo agradou aos preguiçosos...

Anônimo disse...

Realmente, esse nobre General é muito carreirista e sangue azul, na época seu servia em uma das OMDS da 3ª DE que ele comandava como Gen Div. Inventou até um tal de projeto (rolha) de leitura (como se não tivéssemos o que fazer) em que cada militar deveria ler um livro sobre História militar, daí fazer uma resenha e depois apresentar em instrução de quadros. Detalhe: a leitura deveria ocorrer nos horários fora do expediente. Senhores, quem chega a General de Exército é porque muito "politicou" durante toda a carreira, se formos ver as suas medalhas, provavelmente em quase 50 anos de serviço, quanto muito tem a medalha corpo de tropa de bronze (de apenas 10 anos na tropa).

Praça insurgente.

Anônimo disse...

Militar vai ser sempre capacho. 22 anos de serviço e só promessas. Continuo sendo obrigado a servir em diversos lugares e o meu aluguel eu que me vire para pagar, enquanto isso os oficiais se protegem e sempre tem seus pnr"s funcionais. Os mais bastados que se virem, sirvam onde não querem e arquem com as despesas. O inimigo nosso mas voraz é interno. Como ainda dizem na caserna azar militar...

Anônimo disse...

Com a saída da guerrilheira muitos Comandantes inertes vão vestir o pijama... so ai farão revendições a tropa...

Anônimo disse...

Se estava ruim agora, prerarem-se para o pior.

Anônimo disse...

Ser mais um para puxar para trás não dá, que esse cidadão não esqueça que o seu êxito, teve grande participação de Oficiais e principalmente das praças, com seu trabalho honesto dia a dia, que o fizeram se destacar dos demais, e com isso chegar aonde chegou, vamos ver, quem viver verá.

Anônimo disse...

Já era pra ter feito alguma coisa de concreto para tirar os praças da penúria salarial em que vivem. Pelo menos gritar. Condenado esse herói.

Anônimo disse...

Muitos heróis e muita miséria.

Anônimo disse...

Chefe da Segurança do Temer, essa é a função do general por enquanto, a chapa Dilma-Temer ainda pode ser cassada pelo STE, aí entra outro no lugar, ou não; sangue-azul e carreirista, todos os generais de Exército são assim, está se lixando pros outros militares.

Anônimo disse...

Bom ou ruim, melhor ou pior,alguns fatos são inegáveis:
- como Ch da Sec/Gab Seg Institucional, terá pouca ou nenhuma influência nas questões militares,de defesa e nem de segurança pública, assim como nenhum de seus antecessores tiveram.
- é herdeiro, talvez o último dos generais que ainda seja, de uma histórica família de militares com marcantes passagens na história de nosso país: Seu avô foi expulso do EB e reintegrado como parte do Comando Revolucionário de Getúlio na revolução de 30, mais tarde em 1954, assinou o manifesto de generais que pediram a saída de Getúlio, sendo preso novamente, nessa e em outras ocasiões; Seu pai, também general,foi chefe de Policia do III Exército no primeiro ano da revolução de 64, desempenhou várias funções, e se envolveu, junto com seu filho, na famosa polêmica com o General mais linha dura da ditadura, o Newton Cruz. O filho defendeu o pai e foi preso na hora pelo Gen Newton Cruz , e o pai, que já estava na reserva, mas se manifestou em defesa do filho, foi preso dias depois.
- ficou conhecido por ser o primeiro Of Gen da ativa a se manifestar contra o relatório da Comissão da Verdade, claro que se manifestou em nome da família, não como Militar e, sim, como familiar (filho) de um militar acusado de tortura no dito relatório.
- conheço, pessoalmente, diversos praças, inclusive cabos, que foram auxiliados de alguma forma pelo Gen, o que mostra que apesar de vir de uma família tradicional de generais, não é tão sangue-azul assim.
- seu pai e avô, também generais, tiveram forte atuação política nos principais fatos históricos do Brasil no século passado, e pelo jeito, o General Etchegoyen também tem afeição pelo poder político.

Anônimo disse...

Militar trabalhando até os 60 anos?
Os militares vão também vão cumprir a carga horária CLT rigorosamente?
Vamos ter direito a FGTS?
Hora extra ou compensação com folgas pelos serviços de escala 24 horas?
Isso não bate...como vão ficar os interstícios das promoções, já que os militares vão ficar mais tempo na ativa?

Léo disse...

Se o Marechal Deodoro da Fonseca chamasse meu pai de safado ou de torturador certamente não teria tido tempo de Proclamar a república.

Léo disse...

Destemido,é? É pra rir?

Andre Luiz disse...

É... pelo visto, o outrora glorioso Exército de Caxias ACABOU...

GAME OVER

Bem vindos à Republica Socialista Bolivariana do Brasil.

Que o último apague a luz e não esqueça de puxar a descarga...

Jonathas Nunes disse...

de fato é estranho um oficial punido com oito dias de prisão por desacato ou comportamento incompatível com a disciplina militar chegar ao posto de general de exército. Conheço mais de um caso de oficial punido com prisão quando ainda era cadete na AMAN e teve, por essa "mácula", sua vida profissional limitada a atingir o posto de coronel na ativa. Méritos morais, intelectuais e militares o general Sergio tem em demasia, mas a "disciplina militar prestante" no EB é outra: oficial punido com prisão raramente terá condições de chegar ao generalato. Alguma coisa de muito especial deve ter havido no caso em tela.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics