27 de maio de 2016

Parte do armamento roubado da Base Aérea de Fortaleza é recuperado

Em coletiva de imprensa, o tenente coronel aviador Frederico Casarino, comandante do órgão, garantiu que a pistola 9mm e o carregador estão próximos de ser encontrados

Três fuzis roubados do paiol da Base Aérea de Fortaleza na última sexta-feira (20) foram encontrados na madrugada desta quinta-feira (26) na comunidade 7 de Setembro, no Grande Bom Jardim. Um carregador de fuzil e uma pistola calibre 9mm não foram recuperados.
Os fuzis HK33 calibre 5.56 foram encontrados em uma sucata naComunidade e estavam escondidos em um saco repleto de cal abaixo de uma árvore.
A ação resultou na prisão de dois militares envolvidos no roubo. Três acusados civis já foram identificados, porém ainda estão foragidos.
A ação envolveu diversas instituições, como a Força Aérea Brasileira (FAB), o Exército Brasileiro (EB), as polícias Federal (PF) e Militar (PM), além do Ministério Público e da Justiça Militar.

Coletiva

Em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (26), na Base Aérea de Fortaleza, o tenente-coronel aviador Frederico Casarino, comandante do órgão, explicou como os três fuzis roubados da Instituição na última sexta-feira (20), foram encontrados na madrugadas desta quinta-feira.
Segundo ele, a Base recebeu uma ligação na madrugada de quarta-feira (25) através de um disk denúncia que foi montado para ajudar na resolução do caso.
"Através de um telefone nosso, que estabelecemos aqui, recebemos uma informação na madrugada de ontem que foi dada como quente pelo nosso pessoal da área de inteligência. Mais uma vez montamos um operação rapidamente, com o nosso pessoal de pronta resposta, com o auxílio da Polícia Militar do Estado do Ceará, agora, em especial, da Força Tática, e fomos até o local onde esse armamento, segundo a denúncia, se encontrava. Ao chegar, a denúncia se confirmou".
Ainda faltam ser encontrados a pistola 9mm e um carregador de fuzil. "Estamos muito próximos de reaver esse armamento", garantiu o tenente-coronel.

Detalhes

Ainda durante a coletiva, o comandante deu detalhes de como ocorreu o roubo na Base Aérea de Fortaleza.
"O que aconteceu no último dia 20 foi um arquétipo tático de cavalo de troia. Foi o pessoal interno que trouxe dentro de um carro o inimigo para o quartel. Esse pessoal adentrou a Base por meio de soldados da Base. Ele estava escondidos dentro de um veículo, um no porta-malas e outro no banco traseiro".
"Inicialmente eles renderam o pessoal da garagem, porque havia um dos militares nessa ação que pertencia a garagem e sabia qual a viatura que o oficial de dia geralmente usava. Depois da garagem, foram até o paiol e fizeram toda a sinalização idêntica a do oficial de dia. O pessoal da guarda do paiol relaxou, pois achou que era o oficial de dia".
"Felizmente, tivemos uma rápida reação. A equipe do Raio fechou o perímetro da Base Aérea, que logo começou as buscas internas. Nós conseguimos logo prender um dos soldados envolvidos. O outro voltou pro quartel achando que o plano dele tinha sido perfeito. Ele não sabia que a gente tinha detectado que ele era um dos culpados. Os dois militares envolvidos na ação já estão presos e um Inquérito Policial Militar foi instaurado".
"Hoje é um dia muito feliz para a Base Aérea de Fortaleza porque esse tipo de armamento que foi roubado é utilizado para assaltar bancos, carro-forte, para fuga de presídio e é esse tipo de armamento que mata o nosso policial. Pra gente, hoje é um dia de alegria", completou o tenente-coronel aviador Frederico Casarino.
O comandante da Base Aérea ainda fez questão de agradecer o apoio das diversas instituições que se envolveram na resolução do caso.
"Agradeço imensamente a atuação dos agentes de inteligência da Força Aérea Brasileira, o apoio incondicional dos agentes de inteligência da 10ª Região Militar, cuja atuação foi brilhante e ainda estão em campo atrás do armamento. Nós estamos tendo o apoio da Polícia Federal. A Polícia Civil da região auxiliou imensamente nas atividades, porque são eles conhecem o campo, os bastidores. Sou eternamente grato à Polícia Militar pelo empenho. A Base Aérea ainda está tendo todo o apoio do Ministério Público e da Justiça Militar aqui em Fortaleza.
Diário do Nordeste/montedo.com

9 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns!!! aos agentes que atuaram na recuperação do armamento, e também ao Comandante da Base Aérea que não se acovardou perante aos direitos dos "manos".
O Espírito é esse.

Anônimo disse...

Parabéns ao cel, isso que se espera de um comandante, atitude de militar e não ficar em cima do muro.

Unknown disse...

Antes de tudo inteligência

Anônimo disse...

Parabéns Comandante!

Anônimo disse...

Oficial aviador com colete tático,nesse eu boto FÉ!!!

Anônimo disse...

https://odireitodomilitar.blogspot.com.br/

Militar acometido de doença ou lesão adquirida durante o serviço militar não pode ser licenciado

União condenada em ação judicial pela excessiva demora do Exército em conceder a reforma de militar portador de leucemia

Anônimo disse...

26/05/16 ==> Alteração no reajuste do Judiciário ( As FFAA top top ... 5% e tem gente contente ! Bah mil vezes !!! )

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/2016/05/26/alteracao-no-reajuste-do-judiciario/

Como tem alienado heim !!!!!

Anônimo disse...

Oficial aviador, ainda coronel usando colete tatico não é por fé no militar e sim puro embuste e querer mostrar que esta fazendo algo a chefia para sua cabeça não rolar pela falta de segurança e roubo dos armamentos. Pois o roubo de um material belico dentro de um quartel suja a carreira de muitos e em especial do comandante. Pois a segurança faz parte do plano de ação de comando, na qual envolve cmt, scmt fiscalização e 2 seção.

Anônimo disse...

As estatísticas são de que em mais de 90% dos casos de ações contra instalação militar tem colaboração de algum integrante ou ex-integrante do Quartel....
Fique atento!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics