10 de maio de 2016

Jovem é preso após atirar duas vezes contra quartel do Exército

Notícia recuperada (5/5)

Viviane Oliveira

  


Campo Grande (MS) - Homem de 24 anos foi preso depois de atirar duas vezes em direção ao 9º Grupamento de Logística do Exército, na madrugada desta quinta-feira (5), na Avenida Duque de Caxias, no Bairro Santo Antônio, em Campo Grande. Com o suspeito, Wellyngton da Silva Ferreira, foi encontrado um revólver calibre 38.
Conforme boletim de ocorrência, o rapaz estava com mais quatro colegas em veículo Gol, de cor cinza, quando passou passou pelo local e atirou. A Polícia Militar foi acionada e, em rondas pela região localizou o carro, no Jardim Sayonara, no cruzamento das ruas Nice e Felipe dos Santos.
Foi feita a abordagem dos ocupantes e, durante revista no veículo, foi encontrada no banco da frente do carona um revólver calibre 38 com quadro munições, sendo duas intactas e duas deflagradas.
O motorista do veículo foi questionado e informou que a arma pertencia ao amigo Wellyngton e que só soube do revólver após o rapaz disparar contra o prédio. Wellyngton ainda teria comentado com os colegas que desde que serviu o quartel não atirava.
O rapaz foi preso em flagrante por disparo de arma de fogo. Com uma jovem que estava com o grupo foi encontrada uma porção de cocaína. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.
CAMPO GRANDE News/montedo.com

4 comentários:

Anônimo disse...

Não respeitam mais. Marginais.

Anônimo disse...

Correu o risco ciente que poderia atingir um militar, vai pagar uma fiança e será solto. Se o sentinela tivesse respondido ao tiro, estaria preso.Costumo passar em frente a quartéis e,alguns, os sentinelas parecem soldadinhos de chumbo servindo de alvos.

Anônimo disse...

Querem um exemplo de exposição sem sentido dos militares? No Planalto, para que servem aqueles homens enfeitados com lanças feito estátuas, se a galera já invadiu com a permissão da tresloucada presidenta? Será que um outro cidadão conseguiria subir aquela rampa para protestar a favor do Brasil? Garanto que não.

Anônimo disse...

Como todas as coisas de ruim acontece em Campo Grande. O lugarzinho complicado, para acontecer coisas com militares ou envolvendo militares ou quarteis da região. Tem que benzer Campo Grande.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics