25 de maio de 2016

Raul Jungmann promete se empenhar para evitar cortes na Defesa

Brasília (DF), 16/5 - O novo ministro da Defesa, Raul Jungmann, tomou posse com a promessa de se empenhar ao máximo para evitar cortes orçamentários nas Forças Armadas. Jungmann disse que buscará centralizar as demandas de recursos para conclusão de projetos específicos, como o de construção do submarino nuclear, e que se reunirá com o os ministros da Fazenda e do Planejamento para tratar do fluxo de recursos para assegurar o cronograma desses projeto.

12 comentários:

Anônimo disse...

Pode cortar tudo, não tem problema, apenas melhorem nosso salário. Ninguém consegue enxergar isto?

S Ten Silva disse...

se por ventura, e devido ao momento de crise atual do Brasil, for cortado parte do orçamento
é só enxugarmos nossos quadros de temporários e reduzir o QCP e OM talvez temporariamente. E não apenas enxugar o EV.

Anônimo disse...

Para os seus integrantes foi confirmado que na bunada vai dinha.
Sempre com a opção entre centimetros e polegadas.

Anônimo disse...

Eu, acreditôooo! Com o exemplo dos políticos "honestos e sinceros" que estão sendo afastados e investigados, justamente por isso, será muita inocência acreditar em promessas.

1 sgt inf disse...

Sinecramente, isso eh o q menos me interessa. Eu quero saber eh da melhoria de salarios, devoluçao do meus direitos roubados, e reformulaçao do plano de carreira/promoçoes.

Diego H disse...

Que piada essa conversa...

Léo disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkk...Piada super engraçada.E os vencimentos,oh...

Anônimo disse...

Esse não representa nem a si próprio, quem dirá as Forças Armadas. Finja que manda que fingimos que lhe obedecemos.
Essa indiferença institucional é fruto de sua insignificância política e total inapetência técnica e cognitiva para ocupar tal cargo.

Anônimo disse...

Sempre ocorreram estes cortes e não sejamos ingênuos de acreditar que não ocorrerão mais uma vez! As autoridades têm é que adequar o "o pasto escasso com as vacas magras!" Não dá pra cumprir a meta anual se não há recursos suficientes para atendê-lá. Flexibilidade e prioridades devem ser as palavras de ordem para a "subsistência " das forças!

Anônimo disse...

Minha risada sem motivação. K

Anônimo disse...

S Ten Silva disse das 25 de maio de 2016 09:44

Se cortar os temporarios e os soldados EV, é a mesma coisa que acabar com as FFAA. Tendo em vista que os carreristas vão as OM para tomar cafe, fazer TFM e conversar e reclamar da caserna com os colegas.
Já os temporarios trabalham fazendo o que os carreristam não fazem, por não quererem ou por não ter conhecimento tecnico profissional, tem os seus descontos em folha do fusex, vão embora após 8 anos e nem sequer recebem nada a não ser a pecuniaria. Sendo que ajudaram a aposentadoria dos carreristas em ter uma aposentadoria plena.
O que tem que fazer é diminuir o numero de alunos das escolas de sargentos e de oficiais, pois estes sim dão gastos. Tem que se ter uma FFAA de temporarios onde o soldado ao coronel seja temporario, pisou na bola e não fez o serviço correto tchau...

Anônimo disse...

O atual ministro deve ABRIR O OLHO, pois está cercado de infiltrados colocados pelo PCdoB no proprio Ministério da Defesa. Tem um parente da Senadora Vanessa GRAZZIOTIN no Controle Interno do MD. http://www.transparencia.gov.br/servidores/Servidor-DetalhaServidor.asp?IdServidor=1254267

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics