19 de julho de 2017

Prepara, Exército! Sem dinheiro, Força Nacional vai desmobilizar 1.500 homens

Coordenador da Força Nacional avisa que, sem reforço de caixa, vai desmobilizar 1.550 homens

Arma e coldre
A suspensão da emissão de passaportes pode ter sido a primeira de uma série de baixas que a crise orçamentária deve impingir a órgãos de segurança. Em memorando, o coordenador da Força Nacional, João Goulart dos Santos, pede suplementação orçamentária de R$ 120 milhões e afirma que, sem isso, será preciso desmobilizar ao menos 1.550 homens do programa. Ele diz que, com o que há em caixa, não é possível garantir o pagamento de passagens aéreas e diárias de seu efetivo.

De papel passado
O documento foi enviado pelo coronel dos Santos ao Ministério da Justiça no último dia 12. Ele afirma que, mesmo se desmobilizasse até o dia 31 de julho 1.550 homens da Força, seria preciso remanejar recursos de outras áreas da pasta para cobrir o deficit de seu grupamento.

Para quem precisa
A Força Nacional apoia corporações de Estados e municípios em situações de urgência ou calamidade. Hoje, parte do efetivo ajuda a conter a crise de segurança pública no Rio.

No calcanhar
Procurado, o Ministério da Justiça informou que “a situação está sob análise” e que, “assim que concluir as avaliações, adotará a solução cabível”.
PAINEL (Folha)/montedo.com

19 comentários:

Maria Francisca disse...

Bom dia.
O melhor que o presidente faz é decretar a extinção da força nacional (gastança nacional).
Muito investimento e pouco resultado.
Apenas para manter um grande efetivo com diárias muito acima do normal.
Esse efetivo seria melhor que fosse totalmente das forças armadas, porque não gastaria tanto com diárias caras, porque o efetivo seria do próprio estado onde houvesse a necessidade de pronto emprego.

Anônimo disse...

Não desmerecendo o trabalho realizado pelos militares da Força Nacional, que cá pra nós, NÃO garante nada de SEGURANÇA. Esses militares deveriam estarem em seus Estados de origens realizando seus trabalhos para os quais foram admitidos, que esses Estados os preparam, treinam, investem em suas formações para garantirem uma melhor qualidade nam segurança pública. Como dizia minha avó, CADA UM EM SEU LUGAR. A FN deveria ser composta por militares das FFAA, isso sim, seria FORÇA NACIONAL.
Abraço a todos que fazem SEGURANÇA PÚBLICA neste Brasil. Que DEUS protejam a todos.

Anônimo disse...

Força Nacional não é uma tropa fixa.. são meros PM dos Estados amontuados com se tropa fossem. Não tem o respeito dos policiais dos Estados por onde passam pois são considerados "gravatinhas".

José Martins da Silva disse...

E preciso mudar as normas de criação da força nacional de segurança que foi criada no governo PTISTA. a força nacional de segurança deveria ser das forças armadas como nos EEUU. porque a logística depende das forças ramadas ex: transporte , alojamento,etc,etc.

Anônimo disse...

Acho que a Força Nacional sai bem mais cara que as FFAA. Isso foi resultado do "carinho e valorização" que o governo Dilma e Lula tinham pelos militares. Não investiram na segurança, tentaram desmantelar as FFAA e criaram uma Força paralela para serem manipuladas à favor deles e pegarem mais dinheiro. As diárias são bem mais caras e as FFAA se tornaram o "Posto Ipiranga" nacional, realizando atividades paralelas mil. Não tem dinheiro para as coisas básicas do país e ainda criam mais um "exército" paralelo? No Brasil, tudo se cria e nada funciona. O dinheiro atual está sendo distribuído para salvar o presidente. Até a promessa de melhoria salarial para os militares, igualando a outras carreiras de estado, foi pro espaço. O dinheiro sumiu, saiu pelo ralo?

Anônimo disse...

Sim, lá vai os severinos! Posto Ipiranga(EB/MB/FAB) se aqueça!

Anônimo disse...

Nada disso está adiantando aqui no RJ, pode devolver essa guarda. O que tem de haver é polícia nas ruas e não de folga. O maior erro, que não querem falar em lugar algum, está nas escalas. Fala-se em falta de policiais, mas a PM tem 42 mil integrantes, a grande maioria promovida a sargento sem a devida capacidade escolar, artifício para melhorar os salários tentando evitar reclamações, mas que não patrulha as ruas. No RJ, ainda tem o agravante de PMs estarem sempre envolvidos com milícias. É comum saber que o PM FULANO é quem manda no lado tal do bairro por estar "fechado" com o "chefe da milícia". O bairro de Campo Grande, RJ, e adjacências são assim! O RJ está uma "terra de malboro" por causa de os integrantes da segurança não fazerem a prevenção, ficam só no paliativo. Vão esperar morrer muito mais gente trabalhadora para, então, pensarem numa solução.

Anônimo disse...

Prepara não, já está ocorrendo. Aqui onde eu sirvo já chegou ordem para licenciar os recrutas em outubro, dois meses antes do previsto.

Anônimo disse...

Força Nacional não serve pra nada mesmo, apenas para maquiar os problemas e receberem diárias, na hora que a coisa aperta chamam as FA que resolvem o problema, por um preço baixo."BOM E BARATO"

Anônimo disse...

Isso é função da "Força Auxiliar",como prevê a Constituição! Se ocorrer um dia a morte de um "Amarildo" da vida durante uma operação militar, a imprensa vai cair em cima dos militares com "pedras" nas mãos.Baseado em nossa triste e frouxa legislação quando o envolvido é marginal e no rigor para os cidadãos de bem, as FFAA serão punidas com o pagamento de altas indenizações e os militares envolvidos terão suas carreiras destruídas e responderão por homicídio doloso!

Anônimo disse...

Fui transferido da selva no ano de 2016. Até a presente data não recebi a diferença da ajuda de custo. Contratei um advogado que foi no local que eu pertencia e descobriu que o Subtenente da Carteira "engavetou" os processos. O cabeça vai ser punido não vai ser QAO. "A arma que mata praça tem divisa no cano". Analisando bem um camarada deste não merece mesmo ser QAO. Valeu galera

Anônimo disse...

Aquece os SEVERINOS e vão atuar sem levar um centavo a mais no contra-cheque.

Anônimo disse...

Chama o Exército é Bom, Bonito e Barato. Na realidade é de graça.

Anônimo disse...

FORÇA NACIONAL .....foi um grande erro formar essa força, estava na cara que não ia dar certo...ainda mais assim, sacaneando a PM dos estados que não recebem diária e acabam sendo eles que se ferram nas operações quando atuam junto com a força nacional...

Anônimo disse...

No Rio, pode colocar até as FFAA nas ruas, servindo de enfeite, que nada muda. O Estado está falido, os bandidos cada vez mais endinheirados com os assaltos e tráfico, os policiais servindo de alvo e, alguns, se corrompendo para sobreviver. Nesse meio, como um cego no meio de um tiroteio, a população desprotegida. Quando pedirem intervenção federal é porque não tem mais jeito. No carnaval, escolas de samba dominadas pelos contraventores; a cidade está cercada por comunidades onde as facções dão as ordens; batalhão da PM que deveria dar segurança, a maioria estava colaborando com a criminalidade; autoridades como o ex governador, roubava mais que os bandidos;Enquanto isso, os governantes atuais estão cantando "cidade maravilhosa..."

Anônimo disse...

No estado do Pará, o governador reluta ha muito tempo em pedir a Força Nacional, apesar das ocorrências desenfreadas. O secretário da segurança é um general do EB e, para piorar a situação deles, houve uma chacina no interior do estado com a participação de policias militares, onde o comandante da área agiu sem ordem e vendia segurança privada para uma empresa de mineração estrangeira usando os policiais do batalhão. Estão todos presos. O futuro do Brasil, será um caos total se as FFAA não intervirem.

Anônimo disse...

Os primeiros a serem desmobilizados serão os militares da reserva da União que estão sendo humilhados por lá. Só vão ficar os PMs e Bombeiros reformados e os da ativa dos estados (estes últimos fugindo de seus estados de origem), todos para tentarem fazer um pé de meia com o dinheiro das diárias. Vai virar um feudo dos Cel PM que vêem na FN um degrau a mais na carreira.

Anônimo disse...

No céu tem pão???

Anônimo disse...

Nós militares das FFAA, estamos na posição de "SENTIDO" em cima da nossa CF/88. Estamos em pleno SÉCULO XXI, as coisas mudaram, evoluíram, mas nós das FFAA continuamos acreditando que tudo vai mudar, par melhor é claro. A única coisa que mudou foi a sociedade civil, evoluíram para PIOR, NEM TODOS, mas grande parte. Pois bem, não devemos ficar na posição de sentido, somente observando o Art 142, vamos evoluir, mudar, abraçar a sociedade, proteger os que merecem proteção. Está na hora de liberar o PODER DE POLÍCIA QUE AS FFAA TEM. Vamos preparar nossas tropas para que nesse século XXI, seja realmente, uma força poderosa, competente e atuante. De que adianta nossa FORÇA se estamos PRESO no século passado. Hoje a realidade é outra. Precisamos atuar, mudar o que tem que ser mudado, teremos baixas, mas foi o nosso compromisso, defender com o sacrifício da própria vida. Nosso Cmt Gen Villas Boas, sempre fala que o nosso norte é a CF, mas os que nos destroem não querem sabem da CF, olhas sempre para o resultado final, que é a destruição da nossa Pátria. Não devemos ficar na posição de sentido, sentindo a guilhotina nos cortar o pescoço. Pois é, estamos inertes, CF/88 fechada para nós (hora de mudar, ajustá-la a nós), observando a destruição na posição de SENTIDO.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics