7 de julho de 2016

Forças Armadas terão 21,8 mil militares no Rio durante a Olimpíada

MARCO ANTÔNIO MARTINS
DO RIO
As Forças Armadas terão um reforço de 3.000 militares na cidade do Rio durante a Olimpíada. Inicialmente, o planejamento previa a utilização de 18 mil homens de Exército, Marinha e Aeronáutica. Agora serão 21.845.
Todo o efetivo estará na cidade a partir do dia 24 de julho. Outros 20 mil militares estarão espalhados em cinco capitais que sediarão os jogos de futebol do evento.
"Não faltará dispositivo de Defesa e Segurança para o evento. E se for necessário mais efetivo será disponibilizado", disse o ministro da Defesa, Raul Jungman.
O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (6) por Jungman e pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em apresentação no CML (Comando Militar do Leste), no centro do Rio.
O aumento do efetivo foi definido a partir de um pedido do governador do Rio, Francisco Dornelles. O grupo que ficaria restrito a ocupar unidades estratégicas, patrulhamento marítimo e cuidar do espaço aéreo agora ganhou funções na segurança pública.
Haverá militares com blindados nas vias expressas usadas pela chamada família olímpica: Linha Amarela, que liga a zona norte do Rio a Barra da Tijuca, na zona oeste, e a TransOlimpica, de Deodoro a Barra.
Os militares cuidarão também de parte da Linha Vermelha, a partir dos acessos do aeroporto internacional do Galeão e de parte da avenida Brasil, próximo ao bairro de Deodoro, onde haverá competições como hipismo e canoagem slalom.
Seis estações de trem no caminho para Deodoro, na zona oeste da cidade, e para o estádio do Engenhão, na zona norte, também serão patrulhadas.
Diferentemente do que se planejava há um ano, quando a segurança do evento deveria ser discreta, sem blindados na rua, agora a situação mudou. Os pontos são a crise financeira do Rio e o aumento da violência na cidade.
Além de navios no mar, serão vistos blindados na rua. A ideia dos militares é mostrar forte presença em áreas sensíveis para a segurança como a via expressa e o bairro de Deodoro.
A um quilômetro do Parque Olímpico de Deodoro estão as favelas do Chapadão e Pedreira, local de maior incidência de roubo de cargas da cidade do Rio e de conflito constante entre facções criminosas.
"Os turistas estrangeiros podem vir com absoluta tranquilidade para os Jogos", afirmou Moraes.

TERRORISMO
Como havia falado na terça-feira (5), no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, Moraes voltou a informar que a probabilidade é baixa para ataques terroristas.
"Nós não temos nenhuma probabilidade de ato terrorista em território nacional. A possibilidade existe no mundo todo", disse.
"Nós não estamos aqui para brincadeira. Eu sei que é uma preocupação dos senhores com a deterioração do Estado do Rio a partir de março, mas estamos trabalhando constantemente", afirmou Jungman.
Folha/montedo.com

21 comentários:

Anônimo disse...

Diminuíram o efetivo da força nacional e aumentaram o das forças armadas para conter gastos. A diária deles é de 3 a 4 vezes o que as forças armadas pagam e eles não dormem em barracas jogadas em campo de futebol como, volta e meia, nós somos obrigados a fazer...simples assim...a imagem escondida por trás deste militar em cima deste blindado não reflete o estado de ânimo da tropa.

Anônimo disse...

A Globo só fala bem das FAs quando é beneficiada, a exemplo do apoio a essas Olimpíadas, onde a Globo lucra milhões com patrocinadores, assim como foi na Copa do Mundo também. Passando esses eventos, ela senta o pau nos militares (Ditadura, Aumento para FAs, etc). Mídia lixo!

Anônimo disse...

uma VERGONHA, ssempre foi e sempre será assim. Bucha de canhao isso é o que somos...milhoes em contratos com empresas e migalhas para nós.

Anônimo disse...

A pão e água... (2%). Malditos...

Anônimo disse...

Cadê o vídeo do Bostonaro? O grande defensor dos milicos. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Léo disse...

As Forças Armadas participarem na manutenção da segurança nacional nos Jogos Olímpicos do Rio não temos que questionar absolutamente nada.Constitucional e ponto.Agora, na hora que se cogita reajustes dos vencimentos,salário decente, aí o comando anuncia uma merreca de 5,5% em janeiro de 2016( NÃO IRIA CUBRIR SEQUER A INFLAÇÃO), dias depois é desmentido por aquele governo petista de corruptos e Saqueadores dos cofres publicos e,simplesmente, se cala.Enquanto as Forças Armadas recebem soldos ridículos , o que vemos? Oficial general sendo preso e acusado de fazer parte do citado saque ao país.Vergonha.Revoltante.Parabéns à toda gloriosa Polícia Militar e Corpo de Bombeiros militares do Brasil ,as quais, em vários estados federados, já recebem muito acima das Forças Armadas.Vergonha.

Diego H disse...

Os militares sempre levando a pior, escalas de serviço apertadas, missões, um enchendo o saco de outro de cima para baixo, um envelhecimento precoce dos militares, das famílias, dos salários, etc...o vida sofrida...

Anônimo disse...

Bolsonaro só vai aparecer falando alguma coisa se tiver algum grupo LGBTFGHJKL... falando também. Sempre ouvi que não devemos subestimar o "inimigo" e não existe segurança 100%, então.

Anônimo disse...

Não entendo porque todos os integrantes do Exército de corpo de tropa no Rio não estejam ganhando 10%. Em Manaus ,estão ganhando 20% (nada contra) em regime de meio expediente e no Rio é missão desde 1992.

Anônimo disse...

Cadê o feijão estamos comendo arroz isso é uma vergonha.

Anônimo disse...

http://militaresbrasil.blogspot.com.br/2016/07/06072016-suspeito-de-matar-medico-do-28.html

Anônimo disse...

Se a segurança no Rio não existe, chama as Forças Armadas! Eles trabalhão com um pão e um copo de café! Cumprem qualquer missão!Tem coisa melhor? A força nacional é diária, a PF é diária. ..
Ainda tem uma media dúzia de ridículos que quando alguém quer reivindicar melhorias, vem dizer que se não está contente que vá embora!
Sigamos tapando os furos da nação, a preço de banana, pois os Cmt precisam de conceito!

Marinho disse...

Talvez o Bolsonaro não apareça porque ele sabe que no meio dos militares tem muito vagabundo que só vive reclamando de salário mas não tem coragem de sair. Então, é melhor brigar por questões mais abrangentes como o agronegócio, a soberania nacional e a melhora da educação.

Anônimo disse...

Tô partindo! para quem fica boa sorte. Para quem tá chegando cuidado com o bizureu. Bizu de quem se F...O negócio que dá dinheiro é concurso para os órgãos do ministério da justiça. Assim que aprumar, parti, parti feroz, que vale a pena.

Anônimo disse...

Sou R1, ate hoje não entendi como se calcula os "famosos" 2%.
Podem me ajudar, dando uma explicação.
Pois calculei sobre o soldo e pagamento mensal, e sobre 4 mil daria 80 reais mensais.
diaria de 80 reais, é pior q ajudante de pedreiro.
lembro q 4 mil é só para base de calculo e a maioria ganha bem menos.
grato

Anônimo disse...

Partindo para a força auxiliar com 3 anos de carreira!boa sorte pra quem fica! abraço amigos!

Anônimo disse...

Cada vez que vejo estas noticias de colocar as FFAA nas ruas tenho receio dos problemas de colocar um monte de militares despreparados que acham que são os bons, sem um minimo de treinamento serio e digno. Pois hoje nas FFAA só existe ralação em cursos em vez de instrução, achando que correr é ser bom para uma missão de policiamento.
Se querem fazer as FFAA ser uma Guarda Nacional que nem nos EUA que profissionalizem os militares, mudem as leis e deem oportunidades aos militares dentro da força se especializar.
Temos uma FFAA falida, sem equipamento, sem treinamento e que vive de embuste sem preparo nenhum, vivendo de formaturas e TFM somente...

Anônimo disse...

E, depois das OlimPIADAS, vão querer que as forças fiquem por lá, ouvindo as declarações cínicas dos governantes,gastando o dinheiro extra recebido.

Anônimo disse...

Não entendo como alguma pessoa reclamam de grupo de comunicação, como a Globo, por falar bem ou não dos militares. Como a Globo, os outros só querem sobreviver a todas as situações do país. O que manda é o dinheiro, audiência chama dinheiro. Deixem eles falarem bem ou mal, contanto que os militares façam a coisa certa para o povo.

Anônimo disse...

Sobre a dúvida de ganhar 10% ou 20%, quando estava na ativa, em outra Força, era conforme a classificação de localidades consideradas "especiais", por causa das dificuldades locais e custo de vida mais cara, etc, etc. Com o tempo, no meu caso, até diminuíram de algumas que eram 20% e passaram para 10%, com a justificativa de que as dificuldades já não eram como antes. Isso servia de "atrativo" para os militares que não conheciam a região norte e achavam e acham que só vão encontrar índios selvagens nas ruas. Olhem o exemplo do Rio!? Mais "selvagem" do que hoje, está difícil. Se me pagassem 50% para morar lá, eu não iria. Militar do Rio tinha que ganhar extra pelo perigo constante del e de seus familiares e pela falta de moradia oficial.

Anônimo disse...

Chega de mi mi mi. Vamos ao que interessa. E ai DGP e DCEM, este pessoal que esta em Brasília mais de décadas serão movimentados ou não? Observamos militares que são movimentados pegam uma grana no norte e nordeste e voltam para Brasilia. Qual o critério???????? Tem militar que fica toda carreira em Brasilia, no final sai e volta, pedi reserva e pega boca de PTTC. Pode isto? E nos tropeiros da amazônia??

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics