16 de julho de 2016

Imagem do dia

7 comentários:

Anônimo disse...

Na Siria militares tem coragem de enfrentar o governo, diferente do Brasil que falam amem a tudo que o governo nos joga a engolir a seco. Lá generais e coroneis honram e defendem os direitos da sociedade e da Forças Armadas. Quem sabe alguem aqui aprenda com o exemplo, de defender, não digo em dar o golpe aqui e sim em defender os direitos dos militares.

Anônimo disse...

Os militares das FFAA iram enfrentar isso:

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2016/07/tiroteio-fecha-linha-vermelha-rio-e-causa-panico-na.html

Anônimo disse...

"Sabe nada, inocente!" Lá, foram os civis que "abafaram" os militares, retomando o poder. Não viu os noticiários não?!

Anônimo disse...

Aqui os civis também abafam os militares, altos coturnos, com cargos políticos na passagem para reserva...são todos corrdeirinhos manipuláveis, todos dispostos a afogar a tropa em sangue e suor enquanto cortam benefícios da ponta da linha para mostrarem serviço e merecerem uma boquinha numa Eletronorte, por ex. Sindicalização já, e corregedoria, pois só assim acabarão abusos de autoridade como preterição em promoções, caveirinha na DCEM, conceito de comandante que trabalhou um único mês com vc atrapalhar sua vida vários meses, comandante decidindo a portas fechadas pagar 2% ao dia para tropa em missão é devolvendo dinheiro de diárias para mostrar-se eficiente como administrador (as dele ele manteve...). Cada vez me arrependo mais de ter ingressado nessa instituição. Se o EB é modelo para outras instituições, tenho medo destas.

Anônimo disse...

Que exército fraco! Apanham de civis, bando de amadores!

Anônimo disse...

As FFAA não é referencia a nenhuma outra instituição pois tem todos os problemas de falta de dinheiro, corrupção, abuso de poder entre outros como vemos diariamente nos noticiarios das casernas. Ainda vem generais dizer que é uma instituição de maior credibilidade, é porque o civil lá fora não conhece o que acontece aqui dentro das OM. Eu tambem me arrependo de ter ingressado na instituição, graças a deus sou oficial temporario do MFDV em serviço obrigatorio e vou embora no inicio do ano que vem isso se não entrar na justiça com liminar para cair fora antes disso, pois ficar um ano aqui já é pagar pecado aguentando pessoas que acham que sabe mais que voce que fez faculdade na area de saude.

Léo disse...

Eu estive no Regimento Andrade Neves,o velho Segundo Regimento de Cavalaria de Guardas,o REsc, onde tudo começou.Precisava ir lá.Por acaso, fui numa tarde de sexta,sem expediente.Fui muito bem recebido, pela guarda e pelo Oficial-de Dia.Percorri todas as instalações que marcaram minha vida.Senti um sentimento misturado de orgulho por me sentir um vencedor e, ao mesmo tempo, me senti enganado pelo sistema.Tenho muito orgulho em ser militar do Exército de Caxias. Mas eu sei , sem sombra de dúvidas, que nós merecemos mais.Merecemos,sim, comandantes com C assim, maiúsculo.A quadra de futsal, os alojamentos, não são os mesmos. As baias não são as mesmas.Tristeza.Dediquei quase quatro décadas da minha vida ao Exército, acreditando nos meus comandantes.Sinto orgulho de mim.Decepção enorme da maioria esmagadora deles.Morreria pra defender dois.Nenhum dos dois é general.Caxias, com certeza, tem orgulhoso dos dois.O resto? Apenas resto...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics