22 de julho de 2016

Soldado reformado do Exército invade delegacia, agride e causa fratura no braço do delegado

Delegado sofre fratura após agressão de militar reformado, diz polícia
Caso ocorreu na quarta-feira, na cidade de Pindaí, sudoeste da Bahia.
Suspeito foi a delegacia quando mulher prestava queixa contra ele.

Do G1 BA
Pindaí (BA) - O titular da delegacia de Polícia Civil do município de Pindaí, região sudoeste da Bahia, Nilo Ebraim, teve o braço fraturado ao ser agredido por um soldado reformado do Exército dentro da unidade policial, na quarta-feira (20).
De acordo com Clécio Magalhães, da 22ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin), situada na cidade Guanambi, a situação ocorreu quando a companheira do militar prestava queixa contra ele por violência doméstica. O homem foi preso em flagrante e continua detido nesta sexta (22), na sede da 22ª Coorpin.
Segundo a polícia, a mulher do militar foi à delegacia alegando ter sido agredida pelo companheiro e, quando prestava queixa, o homem foi até o local apresentando comportamento agressivo. “Ele [soldado] falou pra ela voltar para residência e, nesse momento, desacatou e ameaçou o delegado. O delegado tentou conter ele. Eles entraram em luta, o delegado tentou mobilizar e fraturou o braço esquerdo”, conta Clécio Magalhães.
A Polícia Militar foi chamada e deu voz de prisão ao suspeito. Segundo o coordenador, o militar ainda ameaçou os policiais militares e danificou o telefone funcional de um deles. O homem foi contido, preso e levado para a 22ª Coorpin. Ele foi autuado pela agressão contra a mulher, com base na Lei Maria da Penha, por lesão corporal grave, por danos ao patrimônio público, por desacato e por resistência à prisão. De acordo com Clécio Magalhães, o militar reformado deve ser encaminhado para uma unidade prisional do Exército.
O delegado foi atendido no hospital municipal de Pindaí e passa bem. Por conta da lesão, o delegado está afastado, cumprindo recomendação médica. O G1 entrou em contato com o Exército na Bahia, por meio da assessoria de imprensa, e aguarda retorno do órgão com posicionamento oficial sobre o ocorrido.
G1/montedo.com

8 comentários:

Anônimo disse...

Esse soldado deveria estar na Ativa porque, brabo desse jeito, o inimigo não lhe resistiria.

Anônimo disse...

Pô ! Esse reformado está muito bem de saúde heim !!!

Anônimo disse...

Muitos reformados se passassem pelos peritos do INSS, voltariam pra ativa rapidinho kkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Esse "doido" já deve estar quietinho agora, com o rabo entre as pernas. Vai ser enquadrado em vários crimes e, com o salário que recebe, não vai ter como pagar fiança. A mulher, como sempre, é a maior vítima pois vai ter que se esconder dele, mesmo que tenha uma medida protetiva.

Anônimo disse...

É um "verdadeiro" Comandos!!! Deve estar no combate aos barbudos terroristas.

Edu disse...

Pense numa "brutaldade da mulesta" homi.

Anônimo disse...

Delegado chamou a PM ? É isso mesmo que eu li ? Mas os delegados não são autoridades policiais ???
Me ajudem a entender aí !!!

Anônimo disse...

O delegado poderia dar voz de prisão, porém no caso acima ele é vítima, assim é necessário que outro policial, civil ou militar seja o condutor da prisão e um outro delegado a receba.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics