3 de agosto de 2016

À espera das Forças Armadas, RN vive quinta noite de ataques

Em 5ª noite de ataques no RN, criminosos ateiam fogo em quatro ônibus, carros e posto de combustível
Aliny Gama
Colaboração para o UOL, em Maceió
Pelo menos quatro ônibus, alguns carros e um posto de combustível foram atacados por criminosos na noite desta terça-feira (2) no Rio Grande do Norte. Os ataques ocorreram em Natal, Mossoró, Goianinha e São Fernando. Não há informações de feridos até o momento, nem de prisões de suspeitos dos crimes desta noite.
Esta é a quinta noite de atentados criminosos no Rio Grande do Norte. Os ataques começaram um dia depois que bloqueadores de sinal de celulares foram instalados no PEP (Presídio Estadual de Parnamirim), localizado na região metropolitana de Natal.
Em Natal, um ônibus da linha 38 foi atacado no bairro Planalto, na zona oeste. O veículo ficou parcialmente destruído pelo fogo. Criminosos também atearam fogo em um ônibus em Goianinha.
Em São Fernando, região do Seridó, carros que estavam estacionados no pátio da prefeitura foram incendiados. A Sesed (Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social) não soube informar quantos veículos foram atacados pelos criminosos. A informação será repassada às 9h, no boletim das ocorrências registradas nesta madrugada.
Em Mossoró, dois ônibus foram totalmente queimados e um posto de combustível, localizado na Estrada da Raiz, sofreu uma tentativa de incêndio. O fogo foi controlado por funcionários e apenas uma das bombas foi parcialmente queimada.
Os ônibus atacados em Mossoró estavam estacionados no bairro Alto da Conceição e no conjunto Santa Delmira. Segundo o Corpo de Bombeiros, os dois veículos ficaram totalmente destruídos pelo fogo.
De acordo com a Polícia Militar, testemunhas relataram que dois homens tentaram assaltar o posto de combustível em Mossoró e depois jogaram gasolina em uma das bombas. Um dos suspeitos atirou contra a bomba de combustível para que o equipamento explodisse, mas não conseguiu, Em seguida, o grupo usou fósforos para acender as chamas. Funcionários do posto conseguiram controlar o incêndio com extintores. Ninguém se feriu nos ataques.
O fogo que consumiu o ônibus no Alto da Conceição atingiu também cabos de fibra ótica da TV à cabo "Mossoró". A emissora informou que os bairros Alto de São Manoel, Ilha de Santa Luzia, Alto da Conceição, Belo Horizonte e Planalto 13 de maio estão temporariamente sem sinal. A empresa informou que, assim que for liberada a área afetada, equipes de engenharia irão avaliar os dados e efetuar os reparos.
Moradores do Rio Grande do Norte estão assustados com os ataques e evitam sair de casa. Aulas foram suspensas e os ônibus em Natal estão sendo recolhidos no período noturno.
Nesta quarta-feira (3), tropas do Exército e da Marinha estarão chegando a Natal para reforçar as ações de segurança que estão sendo adotadas para coibir atentados criminosos. Cerca de 1.000 homens do Exército e 200 fuzileiros navais, vindos de Pernambuco e da Paraíba, chegam a partir das 8h.
A Sesed (Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social) divulgou um balanço do número de prisões, às 21h25, e informou que 82 suspeitos foram presos ou apreendidos acusados de envolvimentos nos atos de vandalismo no Rio Grande do Norte.
Segundo a Sesed, já foram registradas 81 ocorrências, sendo 47 incêndios, 20 tentativas de incêndios, sete atentados com disparos de arma de fogo contra prédios públicos e proximidades, quatro envolvendo artefatos explosivos e três depredações. O número de ônibus incendiados é de 30.
As ocorrências foram registradas em pelo menos 30 cidades: Natal, Parnamirim, Macaíba, São José de Mipibu, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte, Santa Cruz, Mossoró, João Câmara, Jardim de Piranhas, Assu, Tangará, São Gonçalo do Amarante, Touros, Maxaranguape, São Paulo do Potengi, Goianinha, Florânia, São José de Campestre, Canguaretama, Cruzeta, São Vicente, Tenente Laurentino, Jardim do Seridó, Pedro Avelino, Montanhas, Lagoa Nova, São Tomé e Pendências.
A Polícia Civil informou nesta terça-feira (2) que prendeu um homem apontado como um dos líderes da facção criminosa Sindicato do Crime do RN, acusada de ordenar a série de atentados que vêm ocorrendo em Natal e cidades do interior do Estado.
Segundo o delegado-geral Clayton Pinho, Daniel Silva Carvalho, 29, cumpria pena no regime semiaberto no RN e foi preso usando uma tornozeleira eletrônica. Ele não reagiu à ordem de prisão.
Já cinco presos apontados como líderes de facção e acusados de ordenar a série de ataques criminosos foram transferidos para o presídio federal de Mossoró nesta segunda-feira (1º). Nos próximos dias, ainda serão transferidos outros 20 acusados de participar da articulação dos ataques. De acordo com o governador Robinson Faria (PSB), a transferência do restante do grupo aguarda apenas trâmites burocráticos com o Depen (Departamento Penitenciário Nacional).
Por outro lado, 14 presos escaparam do Centro de Detenção Provisória da Ribeira, em Natal, na madrugada desta segunda-feira (1º).
UOL/montedo.com

6 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia a todos !

Os malditos Ptralhas desarmaram a população, pois se a população fosse armada como os cidadãos americanos, esses marginais seriam recebidos a bala e certamente, já teria mais de uma centena deles no inferno, pois gente ruim só tem esse destino ou seja rder no mármore do capeta.

Vida que segue ....

Anônimo disse...

Se a PM começar matar esses diabos, logo os direitos humanos aparecem pra defender eles e ficar contra a policia. Entretanto, a familia do policial ou dos trabalhadores eles não falam nadinha.

Gente sem noção. Canalhas.

Anônimo disse...

Sempre à espera das Forças Armadas para isso ou aquilo. Falência total da segurança pública.

Anônimo disse...

De que vai adiantar tudo isso se depois vão embora e os bandidos tomam conta de novo?
Dinheiro para investimentos só mesmo para aumentar as mordomias e segurança particular dos parlamentares.

Anônimo disse...

Se tivessem vergonha na cara iriam fazer o que se espera de uma tropa em área de conflito: infiltrar, ocupar, identificar e eliminar.
No RJ todos já sabem como é, qualquer malandrinho de vila discutindo e c... e anda para os militares que fazem patrulhas.
Se chamam o EB para resolver problemas de segurança publica o EB deve ir e resolver, não ocupar e ficar sendo desmoralizado...
Se fizer o que tem que ser feito uma vez só, a conversa mudará rapidinho, mas se o cmdo não dá o necessário suporte para a tropa agir, de que adianta essa função toda???
Primeira ordem do cmdo:
Vamos ocupar o RN para garantir a segurança, criem um novo breve!!! (PQP)

Anônimo disse...

A Nação perdeu as rédeas do criminalidade. Fruto de políticas egoísta e corruptas.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics