4 de agosto de 2016

Ministro da Defesa e comandante da Marinha defendem aposentadoria diferenciada para militares

Raul Jungmann quer a segregação de regimes civil e militar e afirma que conversa com o governo 'caminha muito bem'
ctv-sqz-jungmann wilson-dias abr
Tânia Monteiro,
O Estado de S.Paulo
BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Raul Jungmann, saiu em defesa da manutenção do atual sistema de aposentadoria diferenciado para os militares. Pela atual legislação, os militares podem passar para a reserva remunerada após 30 anos de serviço, repetindo uma regra que existe na maior parte das Forças Armadas no mundo.
O governo Temer quer mudar isso e discute a possibilidade de unificar as aposentadorias de civis e militares. Segundo Jungmann, o tema está em discussão e a conversa "caminha muito bem". Para ele, é preciso que "continue a haver esta segregação e, não, necessariamente, a unificação".
Jungmann tem reiterado que os militares são "funcionários de Estado" e que, pela especificidade das funções que executam, não podem ser submetidos às mesmas regras que os servidores civis. "
"Então, eu acho justo, do meu ponto de vista, que continue a haver essa segregação", emendou. O ministro reconheceu, no entanto, que "esta é uma questão a ser discutida", mas assegurou que as conversas estão sendo bem sucedidas. "Eu acho que é uma questão em discussão. Mas eu entendo que nós temos duas carreiras: a civil e a militar e que o militar se obriga a uma série de renúncias em termos de direitos que, exatamente, o servidor civil tem", declarou o ministro da Defesa.
As declarações de Jungmann foram dadas após a cerimônia de apresentação dos oficiais generais promovidos ao presidente em exercício Michel Temer. O comandante da Marinha, almirante Eduardo Barcellar Leal Ferreira, também defendeu a necessidade de os militares terem aposentadoria integral, diferenciada, com 30 anos de serviço. "Nós não temos horário ou dia de trabalho, não temos FGTS, não temos direito a sindicalização, a hora extra, a fazer greve", disse o almirante, ao Estado, repetindo o discurso do comandante da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Rossatto, que afirmou que não concorda com a ideia proposta pelo Palácio do Planalto de criar um regime único de Previdência Social, que incluiria civis e militares no mesmo sistema.
Segundo o almirante Leal Ferreira, todas as peculiaridades da vida do militar que, no caso da Marinha, passa meses a bordo de um navio, por exemplo, "tem de ser levado em conta". Ele lembrou ainda que as convocações feitas aos militares são compulsórias, assim como as transferências e isso não existe na vida civil.
"Nos já tivemos uma grande reforma em 2001, onde vários de nossos direitos foram tirados como auxílio moradia, gratificação por tempo de serviço, vantagem de ir para a reserva ganhando um posto acima ou licença a prêmio de seis meses", comentou ele, incluindo aí a questão do fim da concessão de pensão para as filhas, que também acabou. Muitos destes benefícios que os militares perderam, lembrou, continuam a existir para várias carreiras civis.
O almirante citou ainda que se se pegar o percentual do Produto Interno Bruto (PIB) que se gasta com pensão e inatividade, ele está diminuindo, e já passou de 0,8% para 0,5% do PIB, por conta da reforma de 2001. "E a tendência é de diminuir muito, de cair mais ainda e depois, estabilizar", comentou ele, lembrando que as forças Armadas em geral estão promovendo várias reformas internas para reduzir seus custos.
Como exemplo, o comandante da Marinha se referiu à substituição do pessoal de carreira, por pessoal temporário, que é obrigado a deixar a Força, depois de oito anos de trabalho, sem ter qualquer indenização ou direito à aposentadoria. Com isso, salientou, o número de pessoas aposentadas cairá muito, gerando uma grande economia para os cofres públicos.

18 comentários:

Léo disse...

O Sr Pedro Dalari, líder da chamada Comissão da Verdade, que acusou muitos militares, principalmente do Exército, de serem assassinos e torturadores, postou uma reportagem vazia de verdade, hoje, no Jornal do Brasil, onde acusa uma suposta tentativa de golpe contra a sua estimada presidenta e afirma que o Capital Internacional conspira para tal.O mesmo cidadão só não fala que a quadrilha petista, composta de corruptos, ladrões, canalhas, pixulequentos,Saqueadores das Estatais Brasileiras ,muitos dos quais assaltantes na décadas de sessenta e setenta, chegaram ao poder central e, rapidamente, esqueceram que a mesma Lei de Anistia que os perdoou, também teria perdoado quaisquer supostos crimes dos militares.Desafio um petista safado a provar que apenas um ,entre os cinco Generais Presidentes que o Brasil teve, entre 1964 e 1985, tenha ficado bilionário ou deixado para seus familiares riquezas escusas.Agora , se quiserem, eu posso começar a citar quantos petistas canalhas que, naquelas décadas citadas ,nada ou quase pouco tinha de patrimônio.E, hoje, estão sendo investigados, denunciados, acusados e presos por: Corrupção, lavagem de dinheiro, embaraço, sonegação de impostos, formação de quadrilha e Organização criminosa.Canalhas, ratos,sim.E ainda tenho que ler, no mesmo Jornal do Brasil, escrito pelo senhor Mauro Santayana , que afirma ser uma conspiração Norte-Americana a nova safra de Juízes e Procuradores nacionais -orgulho dos brasileiros- para destruir as nossas riquezas.Ambos , Pedro Dalari e Mauro Santayana ,só não dizem que essa corja do PT foi quem destruiu a credibilidade internacional que a Petrobrás já teve um dia.Persenguem as Forças Armadas e quem paga o preço são as patentes mais inferiores e as Praças, com vencimentos aviltantes e empobrecedores, para não utilizar outros adjetivos.E ainda querem nos impor 35 anos de serviço e 65 de idade para passagem para reserva.Saquearam, roubaram, locupletaram-se com os impostos pagos pelo país,a duras penas, estão muito ricos, e agora querem que a baixa oficialidade e as Praças paguem a conta da roubalheira.Não vamos nos calar novamente, como nos calamos em 2001, quando destruíram nossos vencimentos e nossas experanças em darmos ,aos nossos familiares, uma vida proba, mas digna.Canalhas.Ratos.

Anônimo disse...

Adivinhem qual dos 3 comandantes não abriu a boca? Muito Obrigado Exmos Srs Almirante e Brigadeiro por representarem respectivamente cada um a sua Força Armada, e de lambuja a tropa do EB que até o presente momento parece não ter representante.

Anônimo disse...

Os mais preocupados e interessados em defender os interesses da tropa são sempre os Comandantes da Marinha e da Aeronáutica. Se dependêssemos somente dos oficiais do Exército, da sua tradicional truculência, a tropa estaria ferrada. É incrível a mentalidade tacanha do Exército chega a ser um misto de sadismo com masoquismo para com a tropa. E quando falo em Oficiais incluo todos até os QAO's que quando saem promovidos se transformam querem se comportar como jovens tenentes da AMAN, pintando o cabelo, usando roupinha apertadinha e adquirindo uma pistola 9 mm, mas a cara parecendo um maracujá de gaveta !!!

S Ten irado indo p/ o 4º QAM.

Silvano Siqueira Sagaz - S Ten 90 disse...

Agora só falta o nosso glorioso Comandante do EB se manifestar, ou vai ficar calado pra não perder a boquinha na reserva ?

ESPEDITO RIO DE JANEIRO disse...


AGRADECIMENTO, agradeço por poder ter tantas pessoas que possam ler este desabafo. Umas leram parte e não iram assimilar por indiferença ou covardia. Umas leram tudo e terão um sentimento parecido com o meu, mas irão calar-se. Mas creio que muitas aceitarão o convite para realizarmos o primeiro CONGRESSO NACIONAL DA FAMÍLIA BRASIL. Precisamos dar um basta enquanto as pessoas de bem são maioria, eu, você, nossos pais e filhos, amigos e vizinhos, trabalhadores e cidadão de bem. O BRASIL PEDE SOCORRO MORAL, ÉTICO, IDEALISTA.
BASTA!!! O GRANDE PROBLEMA É NOS OMITIRMOS, SABEMOS QUAL, QUEM E ONDE ESTA O PROBLEMA.

joao Vieira disse...

S Ten irado ia te dar nota 10 pelo seu comentário mas ai falou merda no final sobre os QAO, ai te dou só o M1A1 5,0. Se todo QAO após fosse promovido ficasse revoltadinho vc acha q ainda existiria esse quadro? Se trabalhando já qerem acabar com os QAO imaginem se eles ficassem tal como soldados da 3ª baixa ?! Parabens pelos Comandantes da MB e FAB pois esses o são com C maiúsculo! O problema do EB é q desde q entramos nele somos doutrinados a ser tão mediocres e inuteis, lavando privada e fazendo faxina pra visita de general, que ficamos antigos achando q o país nos faz apenas um favor em nos deixar existir, como nao produzimos nada como as outras 2 forças, nossos cmts tem vergonha de emitir opinião contrária às decisões do governo mesmo que elas venham a ferrar com nós mesmos, sob o velho pretexto da disciplina como se esta própria fosse fruto da mendicancia, e não a virtude mais valiosa que mereça uma nação, para não ter que ser compensada. E assim vamos, cada vez mais, ficando mais covardes e perdendo os parcos direitos.

Ten QAO/91

Anônimo disse...

O "Vida-Boa" é apagado que nem o "Enzo" , é surdo e mudo também !!!

Cap Com/2006

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Os mais preocupados e interessados em defender os interesses da tropa são sempre os Comandantes da Marinha e da Aeronáutica. Se dependêssemos somente dos oficiais do Exército, da sua tradicional truculência, a tropa estaria ferrada. É incrível a mentalidade tacanha do Exército chega a ser um misto de sadismo com masoquismo para com a tropa. E quando falo em Oficiais incluo todos até os QAO's que quando saem promovidos se transformam querem se comportar como jovens tenentes da AMAN, pintando o cabelo, usando roupinha apertadinha e adquirindo uma pistola 9 mm, mas a cara parecendo um maracujá de gaveta !!! e a pura verdade me desculpe meus amigos QAO são todos cagão como o nosso cmt do exército. tem medo de perder a tetinha de serem cordinha ou as boquinhas depois de irem para reserva pobre dos praças..

Marcelo disse...

Nada mais que um Ctrl C, Ctrl V.

Unknown disse...

Que isso tem a ver com aposentadoria de militares?

Anônimo disse...

Ao sr st irado indo para o quarto QAM: se depender deste QAO, o sr irá para o 5º,6º', 7º,8º....etc. O bem estar e os direitos dos sten e sgts do EB, não dependem apenas dos oficiais, sejam QAO ou não, mas de demonstração de profissionalismo, dedicacação e competência dos senhores também. Apesar de ser QAO, NUNCA, EU DISSE NUNCA deixei de cobrar de meus superiores respeito e sempre levei a eles o que precisavam ouvir e nao o que queriam ouvir, sempre bati de frente nas questões de trabalho enunca puxei o saco de quem quer que seja para chegar onde cheguei e faço isso até hoje. Se vc e a maioria esmagadora de sten e sgts se colocassem em seus lugares e fizessem o que o regulamento manda o exercito nao seria essa merda que é hoje. Nao é admissível que um sten ou sgts com muitos anos de servico seja apenas submissos a um bando de moleques com estrelas no ombro, sejam oriundos de academia ou cpor, sejam homens e façam a sua parte e parem de chorar sobre a própria incompetência demonstrada ate aqui. Tenho dito.

Ten QAO / CFS 1989

Anônimo disse...

Sr. Ten QAO / CFS 1989, em suas palavras o Sr. acabou de demonstrar o pensamento da grande maioria dos oficiais, qual seja: "se depender deste QAO o Sr. nunca será promovido".

Anônimo disse...

Sr Ten QAO/ CFS 1989 ao passar para a reserva exija que devolvam seu cérebro e também sua personalidade. O estrago que lhe causaram é bastante grave.

Anônimo disse...

Duas observações:

1. "maracujá de gaveta" foi hilário; e

2. lembro de quando o atual comandante foi nomeado apareceram inúmeros comentários elogiosos sobre a sua preocupação com a tropa, "ele é um líder", "agora temos um comandante", "já servi com ele, é um verdadeiro líder", etc, etc. Na época não comentei nada, mas fiquei na dúvida. Pois é, aí está a resposta para a minha dúvida: o nosso comandante é um "mais do mesmo". Não tem jeito, somente com uma mudança da cultura "arcaica" de formação da Aman é que teremos líderes!

Edson Vargas disse...

Então o companheiro acima afirma que o EB é uma merda? É o que a maioria dos S Ten/Sgt corroboram com isso? Seu comentário foi bom até estas infelizes afirmações.

Anônimo disse...

Doa a quem doer, é a pura verdade, não tiro uma virgual do que disse...

Anônimo disse...

Doa a quem doer, é a pura verdade, não tiro uma virgula do que disse...Corroboram, como já disse, sendo submissos a maleques com estrelas, não comprindo com suas obrigações na esfera de sua atribuições, conforme preconizado nos regulamentos, se omitindo em questões de trabalho, deixando que os mesmos moleques, determinem como as coisas sejam feitas, mesmo quando contrariam o regulamento, dando golpes na escala de serviço, simulando doenças inexistentes, etc, etc, etc e uma infinidade de mazelas que se perpetuam a cada dia, sob a desculpa que receberam ordens. No entando não fazem nada para mmudar isso, ou se os praças assumissem suas obrigações, zelassem pelo bom andamento do serviço com suas atitudes e trabalho de forma correta, seriam todos presos? Acho que não. Como também já disse durante todo meu tempo de Graduado, sem pre acessoria da melhor forma possível meus chefes e quando não sabiam o que estavam fazendo (o tempo todo) me recuzei a errar junto com eles, me escondendo sob o manto da omissão, alegando que eram ordens dos oficiais...preciso esplicar mais ou preciso fazer um desenho? tenho dito

Sérgio disse...

Que covardia !
País falido...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics