11 de outubro de 2016

Previdência: militares terão projeto independente

Governo fará reforma da Previdência de militares em projeto independente, diz fonte
"Os militares não vão entrar nessa. Eles são diferentes. Mesmo na Constituição há servidores públicos e militares", disse uma fonte à Reuters
Resultado de imagem para militares
BRASÍLIA (Reuters) - O governo vai encaminhar um texto com uma proposta de reforma exclusiva para os militares, que incluirá algumas das modificações previstas para os trabalhadores civis, mas adaptadas às especificidades das Forças Armadas, informou à Reuters uma alta fonte palaciana.
"Os militares não vão entrar nessa. Eles são diferentes. Mesmo na Constituição há servidores públicos e militares. Mas estão de acordo que a gente aplique a eles algumas regras dentro de um outro projeto que será mandado depois, com coisas que sejam mais aplicáveis a eles. Tem que ter tratamento separado", afirmou a fonte.
Entram nessa diferenciação, por exemplo, a adaptação da idade mínima para determinadas funções. A idade mínima de 65 anos não poderia ser exigida para todas as funções militares, explicou a fonte. Em algumas, que exigem carregar muito peso ou acuidade visual, por exemplo, seria difícil exigir a manutenção da idade mínima.
Outra mudança que deve ser feita é em relação à pensão por morte. No regime geral, a pensão deixará de ser integral para ser de 50 ou 60 por cento do salário, mais 10 por cento por dependente. "Quando você chama o militar para a ativa você o chama para morrer. Tem que ter um tratamento diferente", disse a fonte.
Inicialmente, o governo queria enquadrar os militares nas mesmas regras do regime geral da Previdência, mas enfrentou enorme resistência das Forças Armadas, apoiadas pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, vem negociando com as forças há várias semanas para tentar construir um texto mínimo que inclua mudanças e alivie o déficit.
A Previdência das Forças Armadas representou, em 2015, 45 por cento do déficit do servidores públicos, com os custos superando em 32,5 bilhões de reais a contribuição dos militares.

ESTADOS E MUNICÍPIOS
A proposta de reforma foi entregue na semana passada ao presidente Michel Temer, mas novas modificações estão sendo estudadas a pedido dos governadores. Entre elas, o aumento da contribuição dos servidores públicos dos atuais 11 por cento para 14 por cento do salário bruto.
"Eles querem que a gente mude o sistema previdenciário dos Estados e municípios. Querem taxar mais os servidores, mas não querem ter o desgaste", disse a fonte.
A proposta foi defendida por um grupo de nove governadores em reunião com Temer, na semana passada. Alguns Estados já fizeram modificações nas leis locais para se aproximar desse limite, mas uma mudança incluída na reforma da Previdência facilitaria a vida de governadores e prefeitos.
Temer, no entanto, pediu ao grupo que traga uma proposta defendida por todos os 27 governadores para que então o Planalto a inclua na proposta de reforma a ser enviada ao Congresso.
As mudanças pedidas pelos governadores ajudaram a atrasar ainda mais a apresentação do texto final, que já não tinha mais data para ser enviada ao Congresso. Inicialmente, estava prevista uma primeira reunião com sindicalistas na terça-feira, mas não foi confirmada.
"Não tem prazo. Quando o presidente voltar de viagem se reúne com as centrais, com as corporações e com as bancadas. Só então o texto será enviado", disse a fonte.
InfoMoney/montedo.com

54 comentários:

Anônimo disse...

Se as carreiras civis que tem força para gritar estão sendo massacradas...imagina a gente que não tem ninguém para brigar por nós...
Daqui a 20 anos quem sabe a gente tem um aumento....

Anônimo disse...

É pura mentira, balela, não há déficit....eles não contabilizam a parte da arrecadação do governo, que é prevista na constituição.

No caso dos militares, cadê a contribuição do patrão(o governo federal)??????

Tudo isso é para que se garanta o pagamento dos juros exorbitantes da dívida feita pela esquerda junto aos bancos(usura). Todo ano o país paga uma fábula de juros.

Anônimo disse...

Xiii!! Lá vem paulada de novo.Desse jeito vão ter que terceirizar as Forças Armadas.Me digam apenas uma reforma que foi feita e beneficiou os militares? Com a PEC do teto de gastos, a "luz" do fim do túnel, apagou.Joga a chave fora, o último a sair.

Anônimo disse...

imaginem se eles enquadram igual e recebermos hora extra ou compensação, adicional noturno, escala de 24/72h - 12/36h e insalubridade? $$$$$

Anônimo disse...

Reforma para militares separada da reforma para civis não significa que estaremos em melhores condições que eles, apenas que iremos nos ferrar separados dos civis.

Anônimo disse...

E a pec? Os caras consrguiram retroceder o país a nada, agora sim estamos ...

Anônimo disse...

O nobre colega Bolsonaro disse na semana passada que seria contra a PEC 241 porque representava retrocesso na remuneração dos militares...
No domingo ele foi no jantar do Temer e mudou de ideia...
O que será que serviram lá???

Sansão disse...

O Golpe dado nas Forças Armadas - http://montedo.blogspot.com.br/2016/09/o-golpe-dado-nas-forcas-armadas.html

Anônimo disse...

Nestes termos, parece improvável. Se eles criarem duas categorias de militares, uma formada por aqueles que carregam peso, que precisam de acuidade visual, e que, por isso, precisam de menos tempo de trabalho para a passagem para a reserva; e outra pelos demais, que trabalhariam até 65 anos de idade, os que pertencem a uma categoria poderiam recusar missões que são, tipicamente, da outra.Exemplo: um 2º sargento que trabalha da 2ª Seção, ou seja, que pertence à segunda categoria, e que se "aposentará" mais tarde, poderia se negar a assumir funções no pelotão de morteiros, formado, em tese, por militares que passariam para a reserva mais cedo. A atual sistemática permite que jovens oficiais e sargentos trabalhem com jovens cabos e soldados. Com o que, supostamente, se propõem, para que um oficial passe para a reserva mais cedo ele precisaria ficar no pelotão por toda a vida. Ou seja, haveriam pelotões formados até por coronéis kkkk. Não parece coerente...

Léo disse...

Seria uma excelente oportunidade para os silentes comandantes das Forças Armadas ( já faz mais de trinta anos que nada de bom eles têm para nos falar) incluírem no projeto de reforma da previdência dos militares todos os direitos e vantagens os quais nos foram RETIRADOS da TROPA de forma covarde- covarde,sim, pois todos os generais de então levaram TODAS AS VANTAGENS que nos foram retiradas.Covardes,sim,e desleais-,na calada da semana de fim de ano quando publicaram a atual LRM. Ontem encontrei um amigo feliz da vida,dirigindo um carro lindíssimo-e não era o chamado popular- na cidade onde moramos.Disse-me que acabara de chegar do Rio de Janeiro.Havia trabalhado mais de 120 dias ,junto com a Força Nacional.Recebeu somente de diárias R$ 75.000,00( setenta e cinco mil reais).Detalhe: meu quartel esteve também lá.Recebemos de diárias,dependendo do posto ou graduação, a quantia enriquecedora que variou de R$ 3.000,00 a 6.000,00 reais ,aproximadamente,pelo mesmo período e mesmos riscos de vida.Por essas e por outras o silêncio de quem nos comanda G RITA aos nossos ouvidos: VENCIMENTOS 'VEXATÓRIOS,HUMILHANTES E VERGONHOSOS. Parabéns a todos os Comandantes das Gloriosas Polícias Militares e Corpos de Bombeiros no nosso amado e saqueado Brasil.E nas Forças Armadas, o que podemos esperar de notícias melhores? Claro que nada !- Quando o Brasil tinha um PIB de quase 10% ao ano nos deram migalhas,imagina agora depois do saque aos cofres públicos realizados de forma criminosa pela quadrilha dos canalhas da classe política brasileira: Pixulequentos,mensaleiros,quadrilheiros,ladrões, formadores de organização criminosa,lavadores de dinheiro sujo, sonegadores de impostos, corruPTos.Continuem calados ,comandantes.Quem nada de bom tem a dizer,calado ficar menos ruim.

Anônimo disse...

Quer dizer que vou pagar menos de pensão militar daí. Se hj o que desconto é para ser pago 100% do meu salário aos dependentes e futuramente só vão receber 60% , a lógica é também me descontaram somente os 60% também, além de me devolverem o que paguei a mais todos estes anos. Alguém me explica algo diferente deste raciocínio.

Anônimo disse...

As Forças Armadas abriram mão demais do protagonismo nacional em troca do nada,desprezaram o belo retrospecto institucional, esqueceram a história, amofinaram-se na mudez da disciplina conveniente, na esperança de uma solidez democrática cultuada por farsantes desonestos. "Teto" no Brasil só vale para os "sem-teto" e para os mudos...

Anônimo disse...

Preparem-se, pois será mais uma mostra do quanto somos bem comandados.
Certamente sofreremos novas perdas e isso será encarado como normal! Escutaremos aqueles discursos gravados de sempre e tudo acabará com o velho: "se não está feliz vá embora".
Infelizmente será assim! Perderemos mais uma vez!

Anônimo disse...

"De onde menos se espera,é dali que não vem nada", de bom. Quem tira serviço 24 horas durante trinta anos é muito justo que vá para reserva com trinta anos; que tira serviço os primeiros cinco anos e depois não tira mais, pode muito bem ficar até os cem anos. E os vampiros? por mais de trinta anos ouvi que ninguém é insubstituível no EB, por que existe vampiros então???

Anônimo disse...

Que país é este que só o executivo paga a conta? e o legislativo e o judiciário? afinal, o pagamento deles é feito com o dinheiro dos impostos de marte? seremos a primeira e única nação neste século a adotar o regime de servidão? ou o país é mais de uns do que de outros? Não existe ninguém com moral para bater na mesa? pior é que não.

Anônimo disse...

Isso será realidade, já estão conformando a tropa, e os direitos que não temos, será wue vão nós conceder? Estamos acéfalos!

Anônimo disse...

Sonha

Anônimo disse...

Já era, pessoal! Os "severinos" da ativa serão oferecidos mais uma vez como "boi de piranha". A "reforma à parte" terá como prato principal os 35 anos. E quem nos oferece para o banquete, com certeza não será prejudicado em nada.

Anônimo disse...

ao anonimo alguns comentarios acima , o dep. bolsonaro nao foi ao jantar do temer , deveria saber disso, ele conversou com ministros e comandantes militares para tomar sua decisao , por que em vez de apoiar ele , como um dos mais ferrenhos defensores dos militares , vcs so sabem critica-lo?

Anônimo disse...

Se fosse assim haveria escala pra entrar na escala ...

Anônimo disse...

Os militares não são muito inteligentes. Tem raiva da esquerda, mas a verdade é que eles nunca fizeram nada para nos prejudicar, assim como os assalariados em geral. Foram 16 anos sem qualquer maldade.
Agora, com poucos meses, todos são ameaçados, incluindo nós, antes, tinha sido o FHC. Porém, era tolerável porque ele tinha ganho as eleições com voto popular. O atual, nem isso.
Essa historinha de comunista comedor de criancinha já cansou, temos de acordar e peitar esse governo sem voto.

Anônimo disse...

SE A CAGADA É GRANDE, CHAMEM OS MILITARES...
MAS NÃO CHAMEM SE É PARA TRAZER UM PAGAMENTO JUSTO A TODOS...
FATOS IRREFUTÁVEIS:
- A PF não quer ir pra fronteira porque a diária é pouca, chamem os Militares, que vão ao preço de uma tabela que está defasada desde 1992;
- A PM faz greve porque o salário é baixo, chamem os Militares!
- A ANVISA não quer inspecionar gado no campo, chamem os Militares!
- Os corruptos ganham milhões e não constroem as estradas, chamem os Militares!
- As chuvas destroem cidades, chamem os Militares!
- Desabrigados? Chamem os Militares!
- A Dengue ataca? Chamem os Militares!
- O COB precisa treinar e pagar atletas? Chamem os militares!
- Ações humanitárias no Brasil e no exterior, transportes de donativos em tragédias? Chamem os Militares!
- Investigação e remoção de corpos em acidentes aéreos de grande porte? Chamem os Militares!
- Transportes de órgãos, presos, corpos de autoridades, ministros, etc.? Chamem os Militares!
- O Carnaval, Ano-Novo, ou qualquer festa com pouca segurança? Chamem os Militares!
- Copa do Mundo, Olimpíada (Consultem as providências da Olimpíada Rio 2016), Reunião de Presidentes, Jogos Mundiais? Chamem os Militares!
- Certeza de eleições livres? Chamem os Militares (Os Governos de 16 Estados da Federação requisitaram a permanência das Forças Armadas para as eleições 2016 – Ah! Distribuir urnas eletrônicas nos mais remotos locais do País? Chamem os Militares!
- Presidentes, Primeiros-Ministros e visitantes importantes de outros países vão chegar? Chamem os Militares!
- Estado incompetente e uma Polícia mal paga e despreparada? Chamem os Militares!
- Força de Pacificação do Complexo do Alemão, do Complexo da Maré já que a Polícia não tem capacidade pra resolver, chamem os Militares!

ALÉM DISSO: (NÃO TEM DIREITO A NENHUM DOS ITENS ABAIXO):
- Adicional noturno? Não tem!
- Periculosidade? Não tem! (Onde está a isonomia de tarefas que querem imputar em uma Reforma Previdenciária?
- Escalas de 24 por 72 horas? Não tem!
- Hora extra? Não tem!
- FGTS? Não tem!
- Reconhecimento? Não tem, exceto da Opinião Pública;
- Residência fixa? Não tem!
- Certeza de descanso no fim de semana? Não tem! inclusive mal alimentados, pois fazem jus a somente R$ 8,25 / dia / Militar como Etapa de Alimentação. Vejam o valor de outras categorias visando o mesmo fim!
- Licença-Especial? Perderam!
- Salário adequado? Não tem! Vejam os reajustes de outras categorias e comparem com a dos Militares! A classe militar teve seu reajuste aprovado em determinada Comissão efetuada por apenas quatro (4) Senadores presentes à Reunião da referida Comissão;
- Reajustes com base na inflação? Nunca tiveram!
- Quer conhecer alguém que ama o Brasil acima de tudo e faz de tudo por ele? Aí sim, é o Militar!
- As Forças Armadas são um dos últimos pilares de patriotismo, seriedade, integridade e idealismo deste País. Elas homenageiam os Símbolos Nacionais e não se “envergonham” de cumprimentá-los com seu cumprimento (A continência regulamentar), apoiadas na Constituição e no Estatuto dos Militares); e - O salário de um Primeiro-Sargento da ativa é inferior ao do Soldado (PM-DF); sendo que o dinheiro vem da mesma fonte pagadora: a União! - O salário de um Coronel Aviador (Militar com 25 anos de serviços e com todos os cursos que a carreira impõe), é inferior ao do piloto de elevador do Congresso.
- O salário de um Oficial-General, com mais de 45 anos de serviço, é igual ao salário de um Agente de Segurança, de Portaria do Congresso.

O MILITAR JURA “DEDICAR-SE INTEIRAMENTE AO SERVIÇO DA PÁTRIA E DEFENDÊ-LA COM O SACRIFÍCIO DA PRÓPRIA VIDA,” MAS NÃO JURA A PASSAR PRIVAÇÕES, MUITO MENOS A SUA FAMÍLIA!

Anônimo disse...

Alguém vai ganhar com isso, assim como o Gleuber e o Albuquerque ganharam, um cargo bem pago na Petrobrás, e o resultado já sabemos, compraram uma sucata de refinaria nos EUA, imagina levar lucro na terra dos yanques! Mas os prejuízos para a tropa e para a Nação foram reais!

Anônimo disse...

Seu raciocínio é coerente, mas não se aplica ao EB nem ao Brasil. Vão meter a mão no nosso dinheiro, mais uma vez! É a triste realidade!

daniel camilo disse...

Que o regime de previdência dos militares é diferente dos civis todos sabemos. Está na Constituição Federal. É só ler. Mas como tem aqueles que não sabem, o governo ilude dizendo que vai beneficiar os militares continuando separadas as previdências e por consequência os militares terão que dar sua parcela de contribuição à Nação deixando de receber reajuste salarial por vááááários anos.

Anônimo disse...

Esta é vida q sempre quis
Sou .... estou feliz.

Me engana, sou tolo, etc etc etc, MAS NÃO SOU BURRO.

Quem procura/provoca acaba encontrando.
Não irrite quem esta quieto.

cortar ministerios, não pode.
cortar mas de 100 mil comissionados, não pode.
cortar o auxilio de moradia de quem ocupa pnr (dep/juiz/etc) não pode.
combater corrupção, esta louco, não pode.
tentar brecar juquinha atrapalhador & cia, não pode.

estou cansado de tanta passividade.
putz

Anônimo disse...

Infelizmente irei para a reserva sem promoção a 2 Tenente, depois de inúmeros QA.

Não posso confiar nas pessoas que me representam, principalmente depois da facada nas costas da MP, que me retiraram muitos direitos como posto acima.

Rezo para não desvicularem a remuneração do pessoal da ativa e da reserva, tampouco extinguir a graduação de Subtenente das Forças Armadas, como planejam, seria uma perda é tanto para os Subtenentes que estão na reserva remunerada.

Anônimo disse...

35 anos a vista aí gente e sem transição, dançamos mais uma vez!

Anônimo disse...

todos saberão das mudanças a 7 chaves via ccomsex,informex, DOU e BE, menos da boca dos vossos cmt. se és praça te prepara...

Anônimo disse...

Sabidamente, os militares pertencem a uma categoria que não foi feita para viver na riqueza, na ostentação, mas em contrapartida, também não JURARAM a passar privações, como atualmente se encontram.

Os militares são dignos servidores brasileiros. Antes todo servidor público se comportasse como eles. O que se está fazendo é retirar deles sua cidadania. É transformá-los em súditos do Estado, com muitas obrigações, mas sem direito algum. É manter os mesmos apenas SUBSERVIENTES! Hitler não faria melhor.

Anônimo disse...

Na reforma para isonomia aos direitos dos militares ninguém fala: passagem aérea, metragens de auxílio transporte, auxílio natalidade entre outros! E os privilégios dos políticos e do judiciário? Tem muita banha para queimar aí! Mais uma vez vamos pagar o pato, acho que agora vai dar merda!

Anônimo disse...

Fhc é o Ronald Reagan de tão conservador. Estuda um pouco.

Anônimo disse...

Diz teu nome e idt seu comunista pao com mortadela!

Léo disse...

Ano passado,o Gen Villas-Boas,Cmt do EB, juntamente com o Gen Etchegoyen estiveram na Comissão de Defesa e Relações Exteriores e entregaram um calhamaço de lamúrias,lamentações, tabelas -os papéis quase lacrimejavam -em um esforço hercúleo por melhorias dos vencimentos dos seus subordinados.Sabem o que eles conseguiram, caros leitores? Mais cinco ,cinco,mais cinco longos anos para os Sargentos se lascarem na tropa recebendo vencimentos 'VEXATÓRIOS,HUMILHANTE E VERGONHOSOS.Entra presidente e sai presidente.Entra comandante e sai comandante.E nada,nada, absolutamente nada muda nos nossos vencimentos.Ou melhor: muda,sim! Para pior.E muito! A cada ano que passa.Eles,os Generais, completam os seus vencimentos 'VEXATÓRIOS,HUMILHANTES E VERGONHOSOS com movimentações, gratificação de comando, e muitas,muitas,muitas diárias- também são ridículas e mixurucas.E quanto à TROPA? Que se lasquem.Claro!!! E quanto à famosa lealdade? Que lealdade?

keko marques disse...

"Escala pra entrar na escala" kkkkkk Melhor comentário !!!

Chapa Quente!! disse...

Bom dia! Meus amigos, da ativa e da reserva. Como já havia comentado anteriormente, em uma postagem aqui do blog do nosso amigo Montedo. Onde nosso ministro da defesa falava sobre previdência dos militares. Volto a reiterar "A questão do tão falado rombo na previdência dos militares é fácil de resolver, sem penalizar aqueles que já carregam uma cruz tão pesada" Todos os militares da ativa e da reserva, são obrigados a descontar a título de previdência, 3% dos vencimentos brutos para fusex, 7,5% para pensão militar, e mais 0,4 ou 0,5% destinados aos dependentes,e existem aqueles que optaram a pagar mais 1,5 % também do bruto, para não perder os benefícios da lei 3765/1960(Lei de Pensões). Aí vem a Solução aos cabeças pensantes do nosso Glorioso Exército, a nossa Constituição Federal garante igualdade a todos os Brasileiros. Se somarmos o efetivo de militares da Ativa de todas as forças, não chega a metadade do efetivo dos pensionistas do Exército, Marinha e Aeronáutica, estou falando de viúvas e filhas. Existem pensionistas que recebem pensão de seus pais e maridos. E não contribuem com a Pensão Militar de 7,5% . contribuem apenas com os 3% do fusex e 0,3 ou 0,4 % destinados aos dependentes. Aí, muitos vão dizer aqui que elas não contribuem, porque suas pensões não serão deixadas pra ninguem. Então vamos mudar nosso raciocínio, então contribuam com os 7,5% para a pensão militar, com a finalidade de manter os benefícios que hoje recebem, e poder garantir, para as futuras gerações, uma aposentadoria tranquila e integral, a todos. Fica a dica aos que tem o poder da decisão. É chegado a hora de todos se unirem e dar sua parcela de contribuição, não apenas os Ativos e Inativos , mas também vcs pensionistas, (Filhas e viuvas) se todos derem sua parcelinha de contribuição, os militares da ativa e Inativos não terão seus descontos alterados de 11% para 14%, como se cogita, a final nenhum pensionistas vai querer perder a paridade com seus pares da ativa. Um grande abraço a todos e um excelente feriado.

Anônimo disse...

Todos nós sabemos. Quando oficiais generais entram em uma negociação, eles não estão preocupados com a tropa mas sim com seus bolsos. Eles não pensarão duas vezes em "VENDER" a tropa por algumas medidas que sejam benéficas a eles.

Anônimo disse...

Não há problema nenhum colocar os militares na reforma da previdência, bastam conceder - lhes os mesmos direitos concedidos aos cidadãos comuns (Hora Extra, Insalubridade, 40 horas semanais, adicional noturno, FGTS, sindicalização e outros), afinal somos todos iguais segundo a Constituição, não é! E a regalias dos políticos e do judiciário, irão cortar? E os juros abusivos dos banqueiros, vão mexer? E a reforma tributária justa, cobrando mais impostos dos mais ricos, vão fazer? Esse Brasil está me dando nojo!

charley disse...

http://www.planobrazil.com/sobre-a-previdencia-dos-militares/

charley disse...

Parabéns amigo. Estou contigo. Boas palavras.

Anônimo disse...

Srs a mídia ta batendo muito nesta questão, então comente em todas as matérias, pois temos que defender as falácias contra a classe militar:
"Sobre o extinto direito de Pensão para filhas:
O direito de pensão para filhas mesmo maiores e casadas já se extinguiu em 2001. Hoje somente é possível a percepção de pensão pelos filhos até os 24 anos enquanto estudantes universitários, mas em regra até os 21 anos, seja filha ou filho;
A opção pelo desconto dos 1,5% como percebe-se no percentual não é possível "bancar" uma pensão integral por 25, 30, 40 anos. Basta fazer uma simulação na calculadora do cidadão do BCB (Banco Central do Brasil). Ou alguém acha que pagando R$ 250 ou R$ 300 ao mês numa previdência privada é suficiente para o pagamento de uma renda de R$ 20.000,00, por exemplo ? Vejamos: um General com renda de R$ 13.000,00 desconta R$ 300,00 referente a 1,5%, será que com este valor aplicado numa previdência privada ou noutro tipo de investimento seria suficiente para bancar uma pensão para sua filha por décadas com valor igual à remuneração do pai General falecido ? Eu acho que não, aliás, tenho certeza, pois a matemática prova isso."
*Texto retirado deste blog

Anônimo disse...

A única coisa que os militares vão se equiparar aos civis é aumento de descontos e ser prejudicado no tempo de serviço. As indenizações quando vão para a reserva, esqueçam.

Anônimo disse...

calma pessoal o Grande Adjunto de Comando esta comprometido com a causa, a qual causa não sei se, as dos generais ou da boquinhas do coleguinhas das diretoria como sempre, e tropa chupa o dedo com as migalhas. vamos acreditar o Adjunto de comando vai nos salvar.

Anônimo disse...

foi assim que a MP do mal foi aprovada
https://www.youtube.com/watch?time_continue=6&v=Z6EaukSjPDc
nada como um jantar após outro para um grande homem mudar de ideia
https://www.youtube.com/watch?v=Y2nya2Ih0t4
a tropa resta seguir sofrendo as mazelas de sempre eles estão com a vida ganha, a única esperança que resta é o Adjunto de Comando.

Anônimo disse...

Só queria receber o valor pago de 1,5% desde 2001. Acho que ajudaria bastante quando for prá reserva. É só emplacar uma nova opção. Acredito que muitos gostariam de cancelar esse desconto e receber o que pagou até o momento.
Sub véio.

Anônimo disse...

Adjunto de Comando!????? Kkkkkkk. Só rindo mesmo. Acorda pra vida Inocente!!!

Anônimo disse...

Pelo visto o Adj Cmdo magoou vc. Que foi? Ele nao te escreve mais? Nao telefona...

Anônimo disse...

Senhores,por que a mídia não bate em cima dos salários e aposentadorias do judiciário e legislativo?? Será por que se começarem a falar algum juiz ou desembargador vai lembrar a eles sobre os processos engavetados que poderão começar a andar? Será que o legislativo ameaça nao votar os incentivos e concessões às grandes mídias? Nessa guerra injusta que se trava nos bastidores pra ver quem vai perde menos temos de um lado o judiciário e legislativo negociando com regras próprias e do outro as FA,com um pires na mão rezando pra não tirarem até o pires...mas nosso excelentíssimo ministro da defesa ainda fala em "proteção social das Forças Armadas".

Anônimo disse...

Sem direito a sindicalização só iremis perder direitos e cada vez mais nossos salários serão defasados, fica muito fácil bater em alguém com mãos atadas! Mas as Forças Auxiliares protestam e sempre estão cada vez mais valorizadas, com bons salários, 40 horas semanais e têm dignidade!

Anônimo disse...

Esse óculos é padrão subtenência? Show.

Anônimo disse...

Os mais baixos salarios e a gritante defasagem em relação as outras carreiras de estado é o grande legado que as gerações que os militares nossos antecessores estão nos legando.
Quantas e quantas gerações foram "doutrinadas" por nossos antecessores que militar é "SACERDÓCIO", que militar "nao entra na profissão para ser rico", "militar é superior ao tempo", "militar tem que se virar com pouco", "ser militar é administrar pobreza"....etc, etc, etc..

E ai de quem questionasse estes "DOGMAS" dos "todos poderosos" nossos antepassados. Ai de quem pedisse melhorias ou mudanças que fossem contra os "mantras sagrados" dos doutrinadores.
O que acontecia se alguem fosse contrario a estas ideias dos "ILUMINADOS" militares antepassados? Os todos poderosos taxavam de "LIDER DE SINDICATO", de "MERCENARIO", de "VAGABUNDO", de "CHORAO" , "LIXAO", Etc, Etc, ETC...
Então, com essa "lavagem cerebral" de pobrismo, de quem nao engolia essa historia de "VOTO DE POBREZA" FRANCISCANO, nossos antepassados estão, principalmente os que não foram contra as perdas da MP 2215, a MP do MAL, estão nos legando mais de 20 anos de defasagem salarial e perdas.....
E agora...muitos destes antepassados na reserva, reformados ou nao...estao aí....com salrios de fim mde carreira pior do que salario inicial da maioria das outras carreiras de Estado civis....
Nos legou uma categoria totalmente apática, desunida, propositalmente, desunida, analfabeta politica e cada vez mais desmotivada.
Então "TACANHOS" (Expressao muito adorada por eles) antepassados militares...orgulhosos de seus legados aos atuais integrantes das FFAA???

Anônimo disse...

FHC, PSDB...
Tmb são de Esquerda meu amigo

Anônimo disse...

Os próprios militares não se ajudam: campos com saída domingo e retorno sexta de tarde, sem dispensa pq agora recebemos grat representação, um monte de escalas de serviço e após o sv o pracinha vai cumprir o expediente (nenhuma PM que hj recebem salário maior faz isso, todos serviços de PM são escala 12 por 36h), cheio de documentos inúteis inventados pra mostrar sv, mil sistemas de informatica, promoções com interstícios cada vez maiores, inventam cursos como o ch qao, adj cmdo, trocar as divisas emborrachadas (que na verdade só vai servir para a tropa gastar mais nas alfaiatarias das OM), cobrar a apresentação da mudança do militar transferido, escala para missões que não tem nada a ver com o serviço militar, que para qualquer outro tipo de servidor público seria motivo para processo por desvio de função, sem contar os eventos em que além do militar a família acaba sendo escalada, etc...
Se a gente não se ajuda não é político que vai ajudar...
Afinal nesta proposta da reforma da previdência algum corte será feito para algum cargo político?
Lógico que não...

Anônimo disse...

O Adjunto de Comando me ligou, disse que estava transtornado com a atual situação e que iria voltar a beber, pois só assim consegue desempenhar tão Nobre função!?Acorda pra vida Inocente!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics