23 de novembro de 2016

Comandante do Exército reconhece que militares terão que contribuir para reforma da Previdência

Resultado de imagem para general villas bôas na camara dos deputados
O comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, disse nesta terça-feira (22) aos deputados da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional que os militares sabem que terão que contribuir na futura reforma da Previdência. Mas destacou que é preciso trabalhar com as especificidades das Forças Armadas. O comandante participou de audiência pública do colegiado.
Segundo Villas Bôas, os militares atuam como tripulação de navios por vários meses, distribuem água no interior do Nordeste e lidam com outras situações que não respeitam as jornadas de trabalho dos servidores civis. Ele citou ainda a atuação dos militares nos Jogos Olímpicos do Rio onde um soldado ganhava R$ 30 por dia e um membro da Força Nacional, R$ 550.
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que a reforma previdenciária no âmbito das Forças Armadas só deve ser discutida após a dos servidores civis e do INSS.
CÂMARA NOTÍCIAS/montedo.com

24 comentários:

Anônimo disse...

Militar não tem previdencia, então vai discutir o que?
etc etc etc etc etc

Anônimo disse...

se perder mais algum beneficio eu vou papirar e meter o pé!

1 ten aman

1 sgt inf disse...

general!!!não fale por mim, nem por ninguem, fale por si proprio excelência!!!

Anônimo disse...

Vai nos restar oque? Não temos aliados.

Ricardo Mattos disse...

Em 2001 já houve a reforma; foram retiradas vantagens como o quinquênio, LESM, posto superior na passagem para reserva, supressão das filhas em receber os benefícios,Imposto de renda, e contribuição para a previdência mesmo estando na reserva. Consequências dessa auto flagelação. Somos a categoria dos servidores que pior recebem seus salários, desmotivação da tropa, falta de confiança e percepção de inépcia dos Oficiais Generais, que no ultimo posto recebem algo em torno de 15 mil reais líquidos. Imaginem um SD ou Cabo casados em que estado de penúria estão vivendo !? A copa do mundo foi um exemplo da fraqueza administrativa e política dos militares. Um SD/CB das FFAA recebendo uma diária de R$ 30,00 e um SD/CB da Força Nacional R$ 550,00 pedir mais sacrifícios como !?

Anônimo disse...

Não tem bonzinho nessa história, não existe consideração com os militares. Estamos sendo usados para proteção (policial) do governo (não do país).
As forças de segurança dos estados não vão apoiar (vide RJ) medidas que venham prejudicá-las, o resultado será o caos social.
Depois de aprovadas, com a nossa ajuda, chegará a nossa vez, só que, com o povo machucado e mídia apoiando, exigirão "sangue" e justiça.
O governo olhará para nós (militares) e dirá "o que eu posso fazer, todos tem de contribuir, é o desejo da povo".

jose Alves Firmino. disse...

Isso é o que dá não ter uma bancada de deputados militares. Mas só criticamos a política e não mobilizamos para eleger deputados e senadores. Não adianta reclamar isso já é fato consumado. Não temos salários dignos, MD não vai fazer nada.

Anônimo disse...

Ou seja, os militares vão se ferrar mais ainda. os civis tem associações e sindicatos que vão defendê-los ferrenhamente, enquanto os militares vão dizer, SIM, SENHOR! Não vão escapar de aumento de tempo de serviço. e já tem planos para mexer nos salários. Salve-se quem puder!

Anônimo disse...

Uma FFAA é composta de lideres, mas isso não nos pertence mais.

Anônimo disse...

Pimenta no fiofó dos outros é refresco.

João Luiz disse...

Porque será que ninguém fala para esses sanguessugas do Congresso que nós somos a UNICA classe que mesmo quando passa para a reserva continua contribuindo para a previdência??? que tanto rabo preso esses Comandantes tem para se calarem para tudo e para todos...a unica coisa que se escutam deles mesmos é de retirar algum dos poucos benefícios que ainda temos, se é que se pode dizer que ainda temos algum beneficio...

Anônimo disse...

Exmo Gen Cmt do EB, gostaria que o senhor saiba que ainda não digerimos a malfadada MP 2215, que nos causa enormes prejuízo e perdas de direitos que nos tornou uma das carreiras com salarios mais defasados do funcionalismo federal, onde o nosso salário de final de carreira é o inicial da maioria das outras instituições federais.
Simplesmente não ha em que ceder mais, caso haja mais perdas, a carreira poderá ser inviabilizada.
A confiança nos oficiais generais já está abalada devida a tungada sofrida com a implantação da MP do mal goela abaixo.
Não há nenhuma gordura para queimar.

Natan Borges disse...

Não sei se acredito em tudo que se escreve por AÍ!
MAS, SE ISSO FOR VERDADE!
A palavra de ordem é frouxidão, e incompetência do EMFAA; em deixar que isso aconteça. Civis nos defendem melhor que nossos chefes!
Repito as palavras de um companheiro acima: "não fale por mim!"

Antonio Oliveira disse...

Para os Oficiais é como para os políticos, nunca está ruim, nada os prejudica,são os donos dos quartéis, só regalias,o resto que se dane!

Amiel Ballistra disse...

Vocês podem colocar lá no Congresso 30 Bolsonaros. Nada mudará. Apelar ao Judiciário também não surtirá efeito prático. Dentre as posições que poderiam ser tomadas pelo pessoal da ativa estariam: Em um dia determinado, todos levariam as famílias para dentro dos quartéis, pediriam marmitex e mandariam as contas para o Comandante; em um dia certo, em todo o Brasil os militares, inclusive aqueles que estivessem de serviço, tomariam um purgante e ficariam com diarreia. Será que os Generais iriam punir todos? Naquele dia e no seguinte todas as FFAA do Brasil estariam inoperantes. Ia ser um Deus nos acuda.

Anônimo disse...

É uma "vergonha".Temos que aguentar calados.

Anônimo disse...

Depois de tudo que as FAs tem feito para esse Governo postiço, será que iremos tomar esse revés? O próximo passo será a desvinculação da ativa com a reserva.

sebastiao ferreira mattje disse...

Que dó !!! Que dó !!! Que dó !!! Um oficial general mostrar tanta falta de coragem. O que vai ser de seus comandados? Sim... seus comandados, pois o povo já não espera mais nada do senhor. Que dó !!!









Comunicante disse...

Já houve um tempo que eramos muito bem representados...

Anônimo disse...

Roeu a Corda. Mudou o discurso...como esperado.
Lamentável, por isso faz falta um sindicato de classe.

Anônimo disse...

Será que vão mexer com a Previdência da PF, justiça, MP? Duvido, taí a diferença de quem representação e moral! Esse governo aí so pilantras, Geddel, Renan e outros!

Anônimo disse...

Coincidência, né? Dizer que os militares vão ter que se lascar mais e aparece essa estória de "melhoria" salarial. E a MP do mal, ninguém lembra mais? Apodreceu? Contraditório tudo isso. Credibilidade, zero.

Anônimo disse...

Os Ministros podem falar com o Presidente da República e o Presidente da República pode vetar leis.

Anônimo disse...

Os militares estão associados em um pelotão.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics