17 de novembro de 2016

Dispensa o garçom! MEC cancela edital com erro ortográfico para “viajem” aérea

O edital de licitação determinava a prestação de serviços de alimentação em aeronaves da Força Aérea Brasileira no valor de 198.000 reais
O ministro da educação, Mendonça Filho, cancelou um edital de licitação que determinava a prestação de serviços de alimentação em viagens a trabalho em aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) no valor de 198.000 reais. O documento que determinava o custo das refeições, que incluíam entrada, prato principal e sobremesa, continha erros ortográficos grosseiros.
Segundo o texto, a contratação do serviço seria justificado para dar mais conforto ao ministro da educação e sua comitiva, com média de dez integrantes:
“[…] ao ano são 198 viagens (16,5 *12) e sendo a média de 10 pessoas por viajem se chega a um total anual de 1980 transportes que a um gasto médio estimado de 100 reais por viajem (ida e volta com 2 refeições e 2 bebidas) se chega a 198.000 reais”, dizia o documento.
O Ministério da Educação (MEC), por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou que o documento é de 2014. Segundo a pasta, Mendonça Filho não tinha conhecimento da continuidade do edital e “após ser informado do ocorrido, o ministro determinou o cancelamento imediato do processo”.
Veja/montedo.com

6 comentários:

Anônimo disse...

Cara de pau. Viajam de graça e ainda querem mordomias.

Enquanto isso, o povo top top n ... vezes

Anônimo disse...

https://www.stm.jus.br/informacao/agencia-de-noticias/item/6681-cabo-do-exercito-e-condenado-a-5-anos-de-reclusao-por-atentando-violento-ao-pudor-a-vitima-uma-crianca-de-11-anos

Anônimo disse...

Querem economizar? Copiem as empresas aéreas civis que dão apenas um saquinho com torradinhas miniaturas e apenas água e refrigerante, não coca-cola.Afinal, as vigens pela FAB geralmente são sem escalas e duram menos.

Anônimo disse...

Um edital feito pelo Ministério da EDUCAÇÃO "continha erros ortográficos grotescos"!

Eita país porreta esse Brasil, sô!!!

Anônimo disse...

Esse governo só mudou de nome e fachada, mas continuam com os mesmos costumes. Quem não sabe que, quando anunciam cortes e restrições, eles já extrapolaram as despesas antecipadamente? É só para o povão pensar bem deles. Cortem a distribuição de dinheiro publico para os partidos, que são uns 31, e não querem diminuir. no Brasil se sustenta com dinheiro do contribuinte os políticos e os marginais nas penitenciárias, enquanto o cidadão que trabalha e paga um absurdo de impostos, não tem nem o direito de ter a tabela de IRPF reajustada adequadamente.

Anônimo disse...

O PSDB age igual ao PT. Tenta gastar, se alguém denunciar diz que a culpa é dos outros e cancela mas se não houver denúncia,.....vamos aproveitar que o povo é besta.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics