10 de novembro de 2016

Sargento da Marinha morre em acidente com elevador, no Rio

Militar morre em acidente em elevador de prédio da Marinha, no Rio
Acidente ocorreu em prédio na Praça Mauá, no Centro.
Processo administrativo foi instaurado.

Do G1 Rio
Um militar da Marinha morreu após um acidente em um elevador no prédio Almirante Tamandaré, do Primeiro Distrito Naval, na Praça Mauá, no Centro do Rio, no fim da tarde desta segunda (7).
A Marinha chegou a acionar o Corpo de Bombeiros e o socorro médico para o sargento Marcos Ubirajara Alves, de 50 anos, que não resistiu e acabou morrendo.
Segundo outros militares, ele fazia um trabalho de manutenção no elevador quando o acidente aconteceu. "Ele estava fazendo manutenção no elevador. Estava ele e mais um. O outro conseguir se salvar, mas ele foi esmagado pelo elevador", conta o colega.
Um processo administrativo foi instaurado para averiguar os fatos. A Marinha do Brasil afirma ainda que a causa da morte será determinada pelo Instituto Médico-legal (IML) e que está prestando apoio à família do militar. 
G1/montedo.com (Imagens: reprodução G1 Rio)

12 comentários:

Anônimo disse...

Sabem o motivo deste acidente??? Amadorismo das Forças Armadas!!!! Os chefes acham que militar pode fuçar tudo, que é mestre da improvisação. Manutenção de elevador é coisa séria, tem até legislação própria que exige inclusive que os locais que dispõem de elevador tem que contratar empresa ESPECIALIZADA para fazer a manutenção preventiva e corretiva. Mas na prática o que ocorre é os Oficiais mandando os militares eletricistas mexerem nos elevadores. A família deve acionar a União na justiça requerendo indenização pela morte deste militar, assim como processar civilmente o imbecil que deu a ordem para que os militares não habilitados fossem fuçar o elevador. Que essa notícia sirva de exemplo para os imbecis que acham que o militar tem autoridade legal e intelectual para fazer de tudo um pouco, mesmo contrariando a legislação administrativa civil e, na maioria das vezes, o BOM SENSO!

alvimcs disse...

Mostre sua face. Não use de covardia como anônimo. Então de que adianta ficar culpando e ofendendo.

Anônimo disse...

Meus pêsames para a familia desse trabalhador e batalhador, que certamente era um faz tudo ou seja um severino da Força. Deus o receba em seus braços.

Fica com Deus todos.

Marinho disse...

Até nisso a culpa é dos Oficiais????

Rodrigo Freire disse...

Realmente esse amadorismo existe mesmo. De pintor a cozinheiro, de mecânico a eletricista. Atualmente por causa da legislação o enfermeiro tem que ter qualificação técnica civil para isso, até dez anos atrás não existia qualificação técnica para essa função.
A culpa é do oficial sim, ele é o responsável pora tudo, para quem não sabe na academia é ensinado que o praça é IRRESPONSÁVEL. Todas suas atividades tem de ser supervisionadas.

Anônimo disse...

Comandante ou chefe do militar em questão que ordenou tal atividade é oficial? Se sim,a responsabilidade é dele,pois deveria ter verificado as condições de execução do serviço bem como saber se a vítima tinha habilitação para tal. Com certeza a justiça comum entenderia assim. Já a justiça militar...

Anônimo disse...

Quem sabe não pode se pronunciar.
Cumprir e depois ponderar.
Uma frase que muitos escutam!
Não somos ninguém para julgar nem achar culpados, meus sentimentos a família e com toda a certeza do mundo ele era uma alma prestativa sempre pronto a ajudar.

Anônimo disse...

Não devemos acusar ninguém sem antes ter uma averiguação dos fatos.Muitas vezes é uma somatória de erros que culminam numa fatalidade como esta.Os fatos deverão ser apurados para que tal acidente não volte a ocorrer.Quanto aos culpados,aguardemos o fim das investigações para as devidas providências legais a serem tomadas.Antes disso,tudo tem caráter especulativo!

Anônimo disse...

scmivla disse...

Legal é um cara chamado "alvimcs" mandando mostrar a cara !!!!

Anônimo disse...

Não adianta culpar os oficiais, ou o se o cara é um profissional ou não,pois todos sabemos(e estamos careca de saber)que os militares em geral,fazem "das tripas coração" para que as coisas funcionem em suas respectivas unidades.Somos um faz tudo,uns "severinos" da caserna.Ou não?Então a culpa é de todo o sistema,e não de alguém em particular.Usando o meu direito natural de opinião,e assim que penso.Mas é óbvio que sempre haverá alguém para dar as ordens,até por que sempre foi assim,e sempre o será,por isso sempre haverá um inquérito para apurar fatos como este, ou outros.Às vezes sobra pra todo mundo,às vezes não dar nadica de nada pra ninguém!Meus pêsames aos familiares enlutados.

Anônimo disse...

Boa noite , venho em primeiro lugar entregar nas maos de Deus essa família que com certeza esta precisando de um apoio espiritual e queria concordar com as pessoas que vêem a mesma situação que eu vejo..os oficiais são sim culpados, culpados pelo destruição das ffaa, culpados por serem covardes, e aceitarem calados todas as sacanagens que esses governos vem fazendo.. Na forca aérea p um avião voar, 10 tem q ta no chão doando suas peças para q pelo menos um levante vôo.. Ai eles (oficiais)ficam se escondendo a traz de um regulamento arcaico para serem homens ...queremos homens de verdade como nossos comandantes pq esse q estão ai nao merecem os postos.

Anônimo disse...

Uma vez um tenente do exército me disse que lá no exército não existia a palavra mas.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics