20 de novembro de 2016

Embriaguez ao volante e carro clonado: sargento do Exército é preso duas vezes em uma semana no RS

Sargento do Exército é preso com carro clonado na região Central
Santa Maria (RS) - Um sargento do Exército Brasileiro foi preso pela segunda vez neste mês em Santa Maria após ir retirar o veículo de um serviço guincho uma semana após ele ser detido dirigindo embrigado. O carro, um Chevrolet Corsa, é clonado, segundo a Polícia Civil.
O militar será indiciado por adulteração de sinal identificador de veículo, que tem pena de três a oito anos de prisão. Ele foi levada para uma prisão do Exército, onde ficará à disposição da Justiça. Questionado sobre como comprou o veículo, o militar não soube dizer o nome do vendedor.
A descoberta da clonagem do carro ocorreu por acaso quando o dono verdadeiro do veículo tentou realizar a venda do carro em Dois Irmãos. Quando o real dono foi realizar a transferência, o Detran apontou que o Corsa estava apreendido em Santa Maria.
O carro clonado havia sido roubado em Porto Alegre e “reemplacado” com a credencial do veículo de Dois Irmãos. A Polícia Civil investiga o caso.
Plantão RS/montedo.com

4 comentários:

Anônimo disse...

Que lixo!

Anônimo disse...

Além de querer ostentar, também é burro!!! Tem que excluir um elemento mal caráter desses!!!

Anônimo disse...

puts grila, todo errado :|

Anônimo disse...

Sem defender o militar, qualquer pessoa pode cair em um golpe assim. É por isso que temos que ter cautela e checar dados no Detran. Ha muitas fraudes bem feitas. Muitas vezes essas compras são feitas diretamente do "proprietário", confiando cegamente na documentação, fora outras maneiras mais perigosas. Basta entrar em sites de compra e venda e ver a quantidade de veículos que só podem circular no interior(?). São comprados como sucata em leilões ou muito batidos em desmanches e não podem circular. Viram clones ou um verdadeiro "frankenstein", com várias partes diferentes de outros veículos. Dê preferência a lojas que pertençam a associações de revendedores de veículos ou de pessoas que você conhece bem, checando sempre se os documentos estão em ordem.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics