23 de novembro de 2016

Enquanto isso, em algum quartel do Brasil...

O Comando a serviço do arbítrio.
Será que, algum dia, isso mudará?

46 comentários:

Anônimo disse...

Ainda bem que lhes foram dadas duas opçõe... Não é mesmo!!! (Lamentável isso!)

Anônimo disse...

Publica o nome, Montedo.
Até parece que você recebeu sem a identificação na mensagem.

Por isso tem gente que às vezes fala que o blogue é tendencioso.
Tem coisas que você edita, outras não.

Garivaldino Ferraz disse...

Aparentemente, o relacionamento desse comandante com sua tropa não é o ideal.
Já passei por isso na tropa, chegando ao cúmulo de ter que ser feita uma "escala" para um "jantar social" Isto foi no tempo em que havia gente com consciência sobre seu profissionalismo. Os três escalados compareceram fardados e sem suas esposas, alegando que elas não concorriam a escalas de serviço. Acabou a frescura!
Trocado o comandante, o novo realizou um jantar social para os Oficiais e Sargentos com esposas. Foi dado um "voto de confiança" e tudo saiu perfeito, naquele e em outros eventos. A melhor do primeiro jantar foi que o comandante anterior também havia sido convidado e, por ocasião da saída do primeiro casal do local (meu compadre e esposa), foram cumprimentar o anfitrião e esposa. O mal-quisto ex-comandante, então, aproveitou para fazer gracinha e reclamou ao Sargento: "nos meus jantares você não vinha!" E a resposta foi fulminante: "se eu soubesse que o senhor estaria aqui, não vinha neste também!"
Coisas de Cavalariano!

Anônimo disse...

deve ser mentira de whatsapp

Anônimo disse...

Te ferra o ano todo ! E na véspera de natal vem com o papinho de família militar .! Um absurdo ! Uma vez fiz aniversário da minha esposa no PNR e fui chamado a atenção pq não chamei o comandante e o sub comandante .

Anônimo disse...

Isso só mudará quando tivermos líderes e não chefes de ar-condicionado.

Anônimo disse...

Nada mais do que a forma padrão de liderança de nossos chefes. Resta saber se esse tipo de liderança é ensinado na AMAN ou na ECEME!!

Anônimo disse...

Gostei da piada! kkkkkkkkkkkkkkkkkk... não é piada, não??? Então, com esse veneno todo exposto, eu optaria pelos exercícios no dia do feriado de Natal. Que tal uma caminhada começando no dia anterior economizar verbas? Já que querem fud..., então fu.. e meio.Pelo menos manteria a saúde em vez de ficar com gastrite de ficar ouvindo falsidades em uma festa com "formatura" e ainda ter que colaborar financeiramente com isso.Prefiro comer um pão com ovo em casa.
Como dizia um gaúcho amigo meu: tu joga as ferradura daí, que eu jogo as minhas daqui!
Olhem, em uma época, em uma fronteira isolada da amazônia, em pleno Natal, os chefes esqueceram dos que estavam lá, longe da família e isolados, literalmente por terra e água. Não mandaram nem um frango, nem uma pipoca, enquanto se esbaldavam nos coquetéis. O Natal foi ótimo,de verdade, a base de bolacha maria e refresco de pacotinho. Foi o um dos mais sinceros, onde lembramos de Jesus de sua humildade e não dos valores dos presentes recebidos e abraços e votos falsos. Só tinha os amigos e companheiros. Ninguém morre por falta de festa, sai fortalecido.

Anônimo disse...

Coisa de cmdo frustrado. Sem liderança e moral com a tropa tem q ser na ameaça pra tentar fazer sua social.

Anônimo disse...

Vivemos isso todos os dias, de festas e representações obrigatórias, ao atraso da liberação pra ir embora..

Anônimo disse...

Já houve Cmt OM que foi exonerado por escalar toda a Unidade para apoiar um evento de organização particular no fim de semana em um certo campo de instrução no centro do País! E sem falar que manteve todos aquartelados até altas horas enquanto procuravam um cachorro (mascote)que desapareceu numa área de 25km x 64 km! Só seriam liberados depois que o bicho aparecesse!

Para um chefe (não merece ser chamado de comandante)desses, taca-lhe pau MPF!!!!!

Anônimo disse...

Infelizmente não se exige nenhum teste de capacitação psicológica para comandar no EB, e alguns comandantes se imaginam senhores feudais cercados e servidos por vassalos. Lamentável e desnecessário esse tipo de atitude. Pena não termos corregedoria, ao menos para apurar esse tipo de conduta. Cadê o Adj de Cmdo? O Cmt da bda? Falando em Adj de Cmdo, o mesmo anda desprestigiado, já postei em outro Post, que o de sirvo o Gen falou que por ele nem precisava de Adj de Cmdo, e nem mesmo o protocolo de anuncia-lo nas formaturas (o Adj de Cmdo) está sendo seguido....parece que na vida real, o manual nao funciona.....tal figura, Adj de Cmdo, anda cabisbaixo e sem saber o que fazer pelo QG, virou carregador de agenda.

Anônimo disse...

é pegadinha isso né?! não pode ser verdade. Existem muitos boatos por aqui.
Mas se for pra descontrair, valeu!

Anônimo disse...

se a tropa tiver o mínimo de auto-respeito escolherá a missão... eu escolheria..

Anônimo disse...

Uai ! Cadê os 100 (cem) ST e Sgt da OM, que até agora não comentaram aqui ? Estão com medinho.

Anônimo disse...

Comer no 0800 não tá bom ?

Anônimo disse...

Não é piada não, fato ocorrido em menos de 76hs, mas o ADM do blog poderia ter colocado o print de inteiro teor.
Imaginem como deve ser o clima na organização militar deste comandante.

Anônimo disse...

Aqui na minha OM nem precisa disso os "baba-ovo" vão em peso...

Anônimo disse...

Amigo, informa o QG... se o q vc diz eh verdade e o caboclo ai nao esta desempenhando, que saia fora!

Anônimo disse...

Não é pegadinha não... é mais um lord do feudal e atrasado EB.

Anônimo disse...

Só pode ser piada...Pois se tal exercício ocorrer, estar-se-á diante de uma flagrante improbidade administrativo, porquanto viola manifestamente o princípio constitucional capitulado no art. 37 da Constituição Federal, a saber: impessoalidade. O ato, conforme noticiado, não visa atender ao interesse público, seja ele mediato, seja imediato, mas sim interesse privado, causando, inclusive, prejuízos ao erário, ´que já vive na UTI há algum tempo. É por isso que entendo que só pode ser piada de fim de ano...

Anônimo disse...

Tinha que colocar a conversa toda. O trecho é muito pequeno. Pelo que eu soube, o quartel é normal, sem estress. Ninguém fica depois da hora e não tem sargento e nem oficial punido. A reclamação é que tiveram que fazer marcha de 24Km, campo, instrução e treinamentos para formaturas. Se fosse quartel de infantaria não teria motivo para reclamação, ainda mais a festa sendo de graça. Foi o q fiquei sabendo!

Anônimo disse...

Prefiro expediente do que puxar saco desses oficiais frouxo.

Anônimo disse...

Exercício com muita munição real, de preferência.

Anônimo disse...

Anonimo de 23 de novembro de 2016 13:51, procurei o botão de like mas nao tinha companheiro! Ta aqui entao!!!

Anônimo disse...

já servi em unidade q o comando era tão querido que tinha que apelar para essas artimanhas...kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Montedo caso julgado conveniente favor divulgar o seguinte tópico sobre a criação, pelo MPM, de um grupo específico para investigar casos de corrupção nas Forças Armadas:


https://agencia-brasil.jusbrasil.com.br/noticias/407087656/ministerio-publico-militar-cria-grupo-para-investigar-casos-de-corrupcao

Anônimo disse...

Infelizmente já penei como uns tipinhos como esse daí....
Já nao basta salarios defasados, falta de PNR, missoes rolhas ("severinos"), falta de equipamentos, viaturas, munição, materiais obsoletos e ainda me aparecem uma figuras dessas para infernizar os quarteis...
Já servi em certo quartel em que o clima de trabalho era péssimo, o chefe e o subcomandante (trazido pela figura) era pior ainda, mongol e babão ao extremo, tudo queria enquadrar no RDE, viviam de reuniões, fazendo proselitismos e assedio moral, botando apelido nos subordinados, o resultado nao foi outro se nao capitães fazendo concurso pra sair do EB, Sargento e até Subtenente passando em concurso pra sair fora pois além, das dificuldades inerentes e conjunturais da profissão , ainda aparecem figuras pra infernizar nosso local de trabalho.
É muita cara de pau, nos ferram no quartel o tempo inteiro, ambiente péssimo de trabalho, sem camaradagem nenhuma e sim trairagem e depois vem com essa de querer "reunir a familia militar"...
Vao as favas!!!

Anônimo disse...

Galera, isso acontece mto !!! Principalmente nos embustes dos quartéis da Força Aérea ...

Anônimo disse...

Não é piadinha, tá rolando em vários grupos de whatsapp, no original tem o nome e telefone do Cmt, fica ruim mesmo expor o tel do Coronel, que nem que me matem vou entregar que é de Artilharia, e por incrível que pareça, é de OM logística aqui do sul. Mas já foi aberta sindicância para apurar os fatos. Querem saber quem difundiu fora do circulo a dita mensagem (pior que isso também não é piada).

Anônimo disse...

Qual é o Militar que nunca presenciou esse tipo de coisa dentro do quartel?
Qual é o Militar que nunca presenciou o comandante se referindo a unidade como sendo dele?
Será que eles esquecem que apenas ocupam um cargo?
Qual será o motivo de trabalhar depois do expediente? No domingo também?
Que as Forças Armadas trabalham a qualquer hora é em qualquer lugar é um fato concreto. O que deveria existir é uma regulamentação para evitar autoritarismo e imposição da vontade como o exemplo que acabamos de ler. Na minha opinião ainda temos que melhorar algumas cabeças que estão no comando em diversos níveis para desenvolvermos cada vez mais a confiança entre superiores e subordinados e quem sabe participarmos cada vez mais de missões reais.
Para quem já esteve em missão real de caráter crítico e trabalhando com profissionais sabe que este tipo de coisa como este exemplo que acabamos de ler não existe ou simplesmente não tem espaço.
Comentarista Oportuno!

Anônimo disse...

Uma vez servi em uma unidade que o barbeiro ( soldado ) tinha que andar com uma maleta de madeira ( virava mesa e dentro havia material para corte de cabelo) a procura do Comandante para cortar o cabelo dele. Para variar o referido barbeiro nunca achava o cmt e quando achava o mesmo determinava que queria cortar o cabelo em sua residência depois do expediente.

Anônimo disse...

Essas babaquices que ainda perduram tem um remédio bom e amargo: Ministério Público Militar e imprensa! Isso mesmo ! Denunciem as irregularidades administrativas e crimes contra a administração - principalmente os envolvendo licitações - que os soberbos imbecis do Cmdo ficarão ressabiados e mansinhos. E melhor, façam eles perceberem que as denúncias são mesmo retaliações pelo tratamento dado à tropa.

Anônimo disse...

Demonstração nítida de abuso de poder, falta de tato, descontrole emocional, violação de princípios constitucionais, improbidade administrativa, ausência de liderança e empatia para com a tropa, sem mencionar que o referido Comandante denota ser um imenso egocêntrico e radicalista. Vejamos até qual século essas espécies de atitudes perdurarão.

Anônimo disse...

Mostrem união e realizem o exercício.

Anônimo disse...

O Blog não pode se expor.

Cadê o felizes militares da referida OM Logistica lá do Sul ?

Anônimo disse...

Lembro de um causo verdadeiro: em uma certa unidade, a chefe, passou o ano todo pegando no pé e punindo a sargentada, principalmente uma que não tinha papas na língua, e quando chegou próximo ao final do ano, fez uma reunião para saber quem iria participar do amigo invisível. Essa sargento não assinou a lista dos participantes e a chefe quis saber o porquê. A militar não se acanhou e largou: a senhora passa o ano todo ferrando a gente e no final do ano vem com essa estória de "amigo" invisível? Não sei qual o resultado, mas deve ter sido escalada de serviço no ano novo.

Anônimo disse...

Estranho, festa é uma atividade militar?
Existe previsão orçamentária para festas? Ou está ocorrendo desvio do gêneros alimenticios da tropa para realização de festas?
Existe algum regulamento de festas, com os respectivos cerimoniais, aprovados pelo Comandante do Exército.
As instalações militares são destinadas a festas?
Os organizadores e trabalhadores das festas são militares escalados (desvio de função) ou são civis contratados?
Tudo muito estranho.....

anonimo disse...

A pouco mais de 10 anos, numa unidade de ARTILHARIA o Cmt fez uma festa para civis e militares (civis amigos dele) como a presença era por adesão e como quase nenhum militar queri ir o distinto Cmt determinou que quem não fosse a festa para"festar" iria para trabalhar. Nunca vi tanto sargento numa area de estacionamento. Como era casado e sem filhos passei a noite toda no "berçario".

Anônimo disse...

Se o print for real, configura abuso de autoridade e assédio moral. Deveriam denunciar no MPF. Um lixo desses não tem condições nenhuma de comandar nada, nem sua própria casa, mas infelizmente ainda existem muitos comandantes nesse nível... já tive um assim: incompetente, puxa-saco de general, egocêntrico, vaidoso, hipócrita, mentiroso e sem a mínima condição de comandar pessoas. Espero que esse tipo de comandante lixão esteja em extinção.

Anônimo disse...

Camaradas, quem nunca passou por uma situação parecida?
Em uma certa OM de Artilharia, na terra de Érico Veríssimo, o Cmt organizou um jantar, e quem não colocou o nome da lista ganhou missões extras para o jantar.
Em outra ocasião, foi agendado um almoço num final de semana. A grande maioria, para não receber uma missão extra, colocou o nome na lista de presença. Muitos foram sozinhos, sem suas esposas. Chegando ao local do almoço, estava lá o Cmt da OM acompanhado de uma bela e jovem senhorita, que pelo que se sabia, tratava-se de uma garota de programa.
Histórias que acontecem no Exército de Caxias.

Anônimo disse...

É meus amigos, dê autoridade a uma pessoa que você o conhecerá de verdade. Eu e um colega, já fomos preterido em avião, por causa de um quarto de boi que era encomenda de um coronel. A desculpa foi excesso de peso. Regressando para a capital, por dispensa sanitária e vindo de fronteira, a serviço. A piriguete do piloto seguiu viagem. Foi interessante a cara pálida do meu chefe que foi cobrar explicações desse preterimento e voltou com o "rabo" entre as pernas quando soube que o boi era do grande superior dele. kkkkkk Voltamos de comercial, no maior conforto.Deve ter saído mais barato.

Anônimo disse...

E vc acha que já não tentaram expor a mídia. ... Mas ela acoberta pois o mesmo obriga seus recrutas a frequentar a escola. E puni o qual faltar escola.... Nem parece que são maiores de idade.
Palavras dele....Deus no céu e ele na referida unidade.
Que verganha.

Anônimo disse...

Pessoas incapazes no cargo, competentes pela patente apenas.Tratam seus subordinados como se estivesse numa senzala, descumprindo os regulamentos, e depois quer que todos gostem dele. Quer elogios. Respeito você conquista e não se impõe, educação, se traz de casa.

Anônimo disse...

Boa tarde, pessoal.
Ao companheiro que comentou que deve ser "mentira do whatsapp", já respondo: não é não, infelizmente. Antes fosse.

Com relação ao questionamento sobre esse tipo de liderança (sé é que podemos chamar assim) ser supostamente ensinado na AMAN ou ECEME (ou ESA, ou qualquer outra escola do EB), a resposta é idêntica: Não, não é. E não mesmo.

Infelizmente esse tipo de arbitrariedade ainda surge da cabeça de alguns. Muito triste. Mas se a cabeça não pensa, o corpo paga.

Gabriel disse...

Se sabe que não é mentira, então de nome aos bois

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics