20 de novembro de 2016

O Programa Habitacional dos Milicos, as lideranças militares e o desencanto do blogueiro


Já vem de algum tempo meu desencanto com a capacidade de mobilização dos militares na esfera política. Quando digo 'militares', não me refiro ao comando das Forças Armadas, muito menos à sindicalização, greves, motins e outras ações manifestamente ilegais. Definitivamente, não! Este blog prima pelo respeito à Constituição e às regras de um regime que se quer democrático. Por isso, vocês jamais leram ou lerão aqui uma linha sequer deste escriba apoiando a tal 'Intervenção Militar Constitucional', uma aberração linguística que busca rebatizar o velho termo 'Golpe Militar'. O passado pertence aos livros de História e lá deve permanecer.
Quando falo em mobilização dos militares, refiro-me aos cidadãos por baixo da farda, tão refratários a perceberem-se como tal, tão renitentes em assumirem-se como parte importante da cena política. A autofagia notória no meio castrense, bem representada pela figura do 'cesto sem tampa', fez com que, ano após ano,  meu ímpeto de apoiar e estimular lideranças fosse enfraquecendo. Em suma, perdi a fé na nossa classe, meus amigos. Nos acostumamos a condição de 'gado fardado', para usar a expressão de um certo Capitão de Cavalaria.

Porém, vez por outra algumas ações reacendem a tênue esperança que ainda resta. 
A foto aí em cima é de 30 de agosto deste ano e registra o encontro de Genivaldo Silva (AMARP) e Jair Silva Santos (APRAF) com a Doutora Henriqueta Arantes. 
- Quem é a Doutora Henriqueta Arantes, Montedo?
- Nada mais, nada menos, que a Secretária Nacional de Habitação do Ministério das Cidades.
- Qual a pauta do encontro?
- Políticas habitacionais, financiamento e projeto de moradia para os Militares das Forças Armadas!!!
Acredito que este artigo do meu amigo Robson, do site Sociedade Militar, resume a contento a atuação recente de algumas lideranças militares na concretização do Programa Habitacional exclusivo para militares das Forças Armadas, divulgado com estardalhaço pelo ministro da Defesa como se fosse obra exclusivamente sua.
Kelma Costa, Genivaldo, Jair, não façam como eu: não desistam!
BRASIL!!!

Conquistas para a Família Militar – saiba quem são os responsáveis. Imagine se eles possuíssem mandatos parlamentares!
Robson A.D. Silva
Essa semana o Ministério da Defesa anunciou em letras garrafais que os MILITARES serão contemplados com um PROGRAMA HABITACIONAL EXCLUSIVO.
Genivaldo da família militarDesde o início desse ano que lideranças de associações militares, como Genivaldo da Silva e Jair Silva Santos têm se reunido com diversos parlamentares até que conseguiram uma oportunidade de se ancontrar com autoridades do Ministério das Cidades. Na reunião forneceram dados detalhados e expuseram a situação crítica atualmente vivida pelos militares das Forças Armadas.
O deputado Cabo Daciolo também foi procurado pelos representantes dos militares, o parlamentar apresentou no Congresso Nacional uma proposta de financiamento imobiliário para militares.
A mensagem abaixo, das redes sociais, do mês de outubro desse ano, mostra um militar cumprimentando o Senhor Genivaldo pela luta e conquista obtida na questão da moradia para os militares das Forças Armadas.
militares financiamento imobiliarioPor tudo que vimos acima percebe-se claramente que o anunciado benefício para os militares das Forças Armadas não foi alcançado pura e simplesmente por uma iniciativa do Ministro da Defesa. Na verdade foi resultado de muito trabalho nos bastidores realizado por pessoas que sequer possuem mandato parlamentar e inúmeras vezes custeiam de seu próprio bolso os deslocamentos para reuniões com parlamentares e audiências públicas no Congresso Nacional.
Genivaldo, Jair e Kelma Costa, entre outros, são alguns dos representantes que, além das diversas audiências públicas para tratar das condições dos militares, têm obtido vitorias em sua luta para levar até deputados e senadores os problemas sofridos pela família militar nacional.
kelma e genivaldo 17-47-2_No-00Imaginem se eles possuíssem mandatos parlamentares o que não poderiam fazer pela categoria!
A situação vivida pelos militares, sobretudo por aqueles que tem mais de 20 anos de caserna, que têm seu poder aquisitivo corroído aos poucos pela inflação, é crítica.
A Revista Sociedade Militar, com a ajuda de sites como Montedo e Perola do Mamoré, realizou pesquisa detalhada que mostrou que mais de 65% dos militares da ATIVA não possuem casa própria. (Veja a pesquisa completa aqui)
Sem perspectivas de melhor reconhecimento por parte do governo federal muitos militares pensam em abandonar a caserna.
militares pensam em pedir baixa
Sobre o financiamento para “habitação popular”
Entre outras coisas a nota da DEFESA diz que: “O acordo, vigente por no mínimo cinco anos e que pode ser prorrogado, prevê o desenvolvimento conjunto de ações para apoiar os financiamentos imobiliários residenciais para os militares das Forças Armadas, inclusive no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida e … “Hoje trazemos todo o entusiasmo e toda a força que a Caixa tem na produção de habitação popular do País.”
Policiais federais, analistas da ABIN e outras categorias do executivo, que tem o mesmo status e executam atividades semelhantes às exercidas pelos militares, têm se mobilizado ao longo dos anos e conseguiram, por meio de representantes eleitos e associações fortes, manter um poder aquisitivo condizente com suas funções, o que faz com que não dependam de qualquer tipo de assistencialismo para adquirir seus imóveis.
Os financiamentos obviamente são bem vindos. Dada a situação crítica vivida pela categoria nada pode ser dispensado. Contudo, a opinião deste editor é que os militares das Forças Armadas deveriam receber salários justos.
Como foi dito acima. Daqui a aproximadamente dois anos o Brasil terá novas eleições para DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS. OS militares não podem perder mais uma oportunidade de eleger representantes.
Um agradecimento especial aos guerreiros incansáveis Genivaldo, Jair e Kelma Costa.

28 comentários:

1 sgt inf disse...

Do que adianta ter uma casa e não poder, dela, usufruir. quem sabe na reserva, após os belos 35 anos de serviço, eu venha a achar isso uma maravilha, pq por eqto, não vejo motivos para me alegrar.

Sargento Carlos disse...

Entendo que o objetivo da nota é tratar da incapacidade da categoria de unir e mobilizar-se em favor próprio, das maneiras que as normas permitem, porém considero importante colocar que:

É o que acontece quando FHE

(A Fundação Habitacional do Exército (FHE) é uma entidade vinculada ao Exército Brasileiro, criada pela Lei nº 6.855, de 18 de novembro de 1980, tendo sua origem na antiga Caixa de Construção do Ministério da Guerra (Decreto-Lei de 16 de junho de 1932).A FHE é responsável por gerir a Associação de Poupança e Empréstimo - POUPEX.Desde a criação, a FHE concedeu mais de 110 mil financiamentos imobiliários em todo o Brasil.)

Investe em empreendimentos inacessíveis para grande maioria dos seus associados, que mantinham o fundo e agora o abandonam o mesmo e exaltemos que com razão, além de ser cabide de empregos de cidadão que não prestaram concurso para ocuparem tais funções, estando esta instituição a caminho do seu fim!!

E apesar de considerar importante o plano para os militares de menor hierarquia, apenas atesta nossa incapacidade de nos unir como categoria e nos deixa a mercê das esmolas e as benesses do Estado!!!

daniel camilo disse...

Montedo quer nos abrir a mente quanto as possibilidades de conquistas para nossa classe militar se ELEGERMOS candidatos(as) militares ou esposas(os) de militares. Se, sem mandato, conseguiram esse feito(projeto habitacional para militares das Forças Armadas), imaginem se fossem Deputados Federais ou Senadores? É isso. O debate não é somente sobre as casas mas, principalmente, sobre a POLÍTICA. Só mudaremos nossa situação se elegermos militares para lutar por nós.

Anônimo disse...

Se acontecer o que aconteceu com o FAM/POUPEX que cobra o mesmo que um banco, mesmo com a garantia que vai receber,estamos lascados. Quem sabe as coisas mudam Monteiro ano que vem, a gravata, o cadarço do coturno,obrigatoriedade de cueca preta para os comandos e marom para os PQD,coisas importantes para a família militar...esquecí, Adj Cmdo não usará cueca, o que é de fundamental importância pro veterano.Enquanto isso em Gotham city,os bandidos trucidam a população indefesa e até a polícia, com a complacência de nossos chefes e o argumento pífio que o Exército de Caxias está preparado para guerra...não havendo nenhuma neste últimos 100 anos, sim porque na 2 GM, não estavamos preparados,expediente até as cinco, quando a competência deixa dar o toque as cinco.Tudo brincadeira pessoal, não levem a sério, é excelente o pleito da habitação, já estou até de olho num ap que foi do Cabral.

Anônimo disse...

Sem dúvida que o Ministro da Defesa não ia pensar nisso sozinho, até por que quem assessora ele são os altos coturnos, enquanto não definirem um adjunto de comando para ele hahaha, e nenhum deles precisa da Caixa Econômica pra financiar casa própria pq "nóóóóós" já temos a Poupex... hahaha... e por falar nisso, montedo, me passa ai o nome e o nro dessas praças que foram importunar o MD com assuntos sem relevância tentando denegrir a imagem dos comandantes das FA e tentando prejudicar e sabotar essa instituição tããããão séria e importante para o EB que é a Poupex, e pior ainda, sem pedir permissão e sem seguir a cadeia de comando...

Anônimo disse...

Fico imaginando até quando somos capazes de suportar tanta covardia e desleixo com a classe militar, assim observo as intenções do comando e para o bom entendedor pingo no i é letra. Falem em profissionalizar o eb, os altos cortunos rugem iguais a leões, porque teriam que diminuir a vergonhosa quantidade de generais existente no Brasil. A poupex sustentada pela base, ao invés de construir casas para as classes mais baixas, não passa de um cabide de emprego além de financiar aptos de alto padrão para os altos coturnos, cadê uma auditoria externa e séria naquela instituição. A cada dia aumentam as cobranças imbecis, aliadas a uma administração pesada e a uma escala de serviço desumana, por que a praça tira serviço 25 ou 30 anos e oficiais no máximo três anos? Cadê a isonomia? Como ainda se sustenta a discrepância imoral de certas gratificações financeiras com o erário, cadê a isonomia? Exemplo porque o filho do 3 sgt vale menos que o do Coronel? Até quanto vamos aceitar isso, estamos em pleno século 21. A nação têm que saber o que acontece dentro dos portões das armas é ela que paga a conta.

Anônimo disse...

Essa Poupex é um lixo.

Anônimo disse...

MilicO reclama até quando é beneficiado

Anônimo disse...

A Poupex foi instituída, smj, para ser uma empresa canalizadora de recursos e realização de projetos imobiliários para a classe militar. No seu inicio creio q deva ter sido assim. Ocorre que, atualmente, pelo q vemos, virou um cabide de empregos, interesses particulares, qq coisa, menos a atenção com a família militar nas melhores condições para habitação. Corrobora para isso o acesso ao estatuto da empresa, por ex. Qdo perguntamos pelo estatuto, doc q indica a sua razão de existência, eles nos enrolam e não conseguimos saber sobre o rerido doc.
Se o estatuto deixa claro que a empresa é uma arrecadadora de fundos para facilitação de aquisição de imóvel próprio para a família militar, e, ao buscarmos tais serviços, nos deparamos com as mesmas condições aplicadas pelo mercado imobiliário, cabe, com absoluta ctz, ação judicial contra a empresa para fazer valer o que estabelece.
Maj QCO Leonardo

Léo disse...

Caro,Montedo.Antes de tudo,meus Parabéns pelo seu trabalho espetacular e diário em nos proporcionar informações de qualidade.Parabéns! Muito obrigado! Quanto à despolitização dos militares,especialnente das Praças, sabemos que tem sido um movimento muito bem engendrado ,há décadas.O pior de tudo é saber da alienação política consentida e determinada pela omissão e acomodação de Oficiais de baixa patente e praças.Sequer mudam o título de eleitor onde residem.Ou seja,simplesmente justificam o voto.Aí reclamam que os vencimentos são uma vergonha.Claro que é uma vergonha.O próprio Gen Ex Bini disse isso ao Jornal o Globo, há pouco tempo. E vai piorar,e muito.Muito.Já existem vinte PMs no Brasil que pagam melhor aos seus comandados do que a merreca que recebemos.Logo,logo TODOS OS ESTADOS pagarão melhor às suas PMs.Todos! Humilhante mesmo será o dia no qual descobrirmos que Guardas Municipais de cidades pobres pagarão também maiores salários aos seus Guardas ( comparados aos nossos),conforme acontece,hoje ,com as Gloriosas Polícias Militares e Corpos de Bombeiros militares- para não falarmos nas outras Carreiras de Estado-.Não tardará, senhores! Responsabilidade ,acima de tudo, nossa! Esperar que generais se preocupem e se queimem com o presidente da República por causa de nós é ser,no mínimo, ingênuo.O exmo Sr Gen Ex Villas-Boas, Cmt do EB,
,quando esteve ,ano passado, na Comissão de Defesa e Relações Exteriores do Congresso Nacional, deixou um calhamaço de tabelas, lamúrias, quase lacrimejantes, e informações do quanto nossos vencimentos estão beirando à miséria.Só formalidade! Absolutamente nada de efetiva concretização e recuperação remuneratória foi conseguido por ele para seus subordinados.Entregou pessoalmente para o Senador que ali se encontrava na referida comissão. Salvo engano, ao Exmo Sr Senador da República da Lava-Jato, Aluísio Nunes Ferreira-PSDB-SP. Para quem não sabe qual o papel desempenhado por sua excelência, durante à época na qual o Brasil,de um lado,era comandado por Generais-Presidentes e,do outro, tínhamos que conviver com assaltantes de bancos, criminosos,sequestradores de embaixadores estrangeiros, assassinatos de militares por terroristas, procurem se informar,ler e descubram de que lado aquele senador estava.Difícil será saber com qual nome ele era chamado,pois tinha vários. Sabem no que que resultou,amigos,aquele calhamaço de lamúrias entregue ao ilustre senador? " Nada,nada,nadaaaaa!!! " Letra de música.Troquem,atualizem seus títulos eleitorais e votem em 2018.Mesmo que se arrependam depois.Melhor que esperar por comandos que fazem absolutamente NADA, com relação a nos dar vencimentos compatíveis, decentes e justos! Basta lembrar que ,pouco antes de Janeiro deste ano, o próprio comandante do Exército anunciou , publicamente,que naquele mês, receberíamos a miserável parcela do reajuste ,insignificante, a qual mal daria para cobrir a metade da inflação dos últimos doze meses.E o que aconteceu,senhores? Já esquecemos,não é? Vou lembrar-nos: a Sra presidente Expulsa do governo, ex- guerrilha, desmentiu o mesmo.E mudou aquela miséria para agosto próximo passado.E ninguém reivindicou que ela cumprisse o acordado.Ninguém.Estou faltando com a verdade, amigos?Sempre será assim: Quando o Brasil prospera, os bônus vão pros outros e para o saque aos cofres públicos dessa classe política safada e ordinária- Lava-Jato que o diga! - Mas quando o Brasil se arrebenta,quando aquela classe ordinária e cretina quebra o país, quem paga a conta são os mais pobres e nós,senhores!Dúvidas?Parem de esperar que alguém irá mudar esse quadro de penúria, endividamento,empobrecimento e de humilhação no qual nos colocaram.Todos eles, todos que nos comandaram até o dia de hoje não nos deram um só motivo para reverenciá-los ou pensarmos o contrário.Muito pelo contrário. Há décadas, recebemos vencimentos 'VEXATÓRIOS,HUMILHANTES E VERGONHOSOS.E eles continuarão recebendo muitas,muitas,muitas diárias.Embora ridículas,mas muitas.E quanto ao resto? É resto!

Sgt com família disse...

Até porque a FHE Poupex, que seria para ajudar a família militar, não está atuando dessa maneira. Só está visando super lucros e os financiamentos de construção de imóveis para militares estão suspensos.

Anônimo disse...

O Golpe dado nas Forças Armadas - http://montedo.blogspot.com.br/2016/09/o-golpe-dado-nas-forcas-armadas.html

Anônimo disse...

No passado, tentei em duas oportunidades fazer um financiamento pelo FHE mas, por diversas dificuldades impostas pela FHE, acabei optando pela CEF (primeiro com o Construcred e depois com um Financiamento Imobiliário). Agora em minha cidade atual, tentei uma terceira vez, mas o imóvel pretendido (com valor abaixo do mercado) foi avaliado acima do valor que o FHE financia pelo PEM, resultado, taxas mais altas que qualquer banco privado. Essa foi a gota d'água, vou sacar a poupança POUPEX e investir no Tesouro Direto e pedir exclusão do FAM, pois pagar uma Fundo de Apoio à Moradia por mais de 20 anos só pra ter aceso a um empréstimo mais "barato" não compensa. E com relação ao seguro, observem que o prêmio vêm decrescendo ano a ano, sem a plena anuência dos segurados. Como disse um colega acima, o FHE/POUPEX FAM não passa de um grande cabide de empregos para Coronéis na reserva e seus familiares, com empreendimentos imobiliários que só atendem uma minoria de Oficiais em final de carreira.

Anônimo disse...

Diz um ditado: gato escaldado, tem medo de água fria. passei minha carreira inteira militar ouvindo e vendo promessas sobre facilidades para financiamentos residenciais.Estou aposentado, com imóvel comprado pela CAIXA e o terreno que era para construção de apartamentos para os militares ainda está lá, cheio de mato. Não se falou mais no assunto.Foram várias oportunidades dadas, pela POUPEX e CFIAER, mas muitas delas foram para localidades do outro lado do país e com preços proibitivos para grande parte dos graduados. O militar que conseguiu, ainda teve problemas de no meio do financiamento, foi pego e transferido para outra localidade sem ter residência. A esperança... nunca morre e vamos ver o que vão dar de "facilidades". Esperamos que não seja usado para desencalhar os projetos mal feitos,mal localizados, abandonados e invadidos do Minha Casa Minha Vida.Os projetos que vejo do programa do governo ficam em áreas de periferia consideradas de grande perigo ou em outros municípios.

sgt Mat Nel disse...

senhores, percebo que a FHE POUPEX é mais uma instituição financeira

não há vantagens na aquisição de moradias, apenas de empréstimos a juros mais baixos (se bem que sabem que pagarão mensalmente em folha, não há o risco de calote).

Espero por melhorias significantes e estou apoiando essa boa noticia, recebo com esperanças de uma taxa bem abaixo dos bancos e da poupex, pois o que mata alem dos preços caros sao as taxas alta taxas.

e quanto à poupex, aguardo um empreendimento de apartamentos de 60 a 80m3, não mais que isso, a um preço justo e abaixo do mercado.

obrigado

Anônimo disse...

Por o Sargento ou o Cabo não pode presidir a Poupex?

Anônimo disse...

A nomeação da Presidência da Poupex deveria ser por votação dos associados, com uma chapa com representantes de sd, cb, sgt e oficial, concordam?

Anônimo disse...

O grande problema dos militares é que são todos crentes. Crêem em saci-pererê, papai noel, mula sem cabeça, e qualquer um que fale que agora vai, vamos melhorar a situação da família militar. Se eu tivesse esperando a POUPEX/FHE, para comprar um imóvel estava morando de aluguel até hoje. Exemplo, mesmo com o meu salario de praça, procurei a dita cuja, para obter um financiamento para comprar um imóvel, que somado o meu salario com a da minha esposa dava para comprar um imóvel destinado em tese para "oficial superior", conclusão, não podia, eu era praça, apesar de ter renda. Depois dessa, procurei quem realmente resolve o problema, e não pergunta a sua graduação, apenas olha o seu contracheque e avalia a sua capacidade de pagamento, A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL.

Anônimo disse...

baixaria, estamos sendo comparados à classe baixa da sociedade. receber minha casa minha vida é ridiculo, so falta receber bolsa familia.

Anônimo disse...

Companheiros, deixem de se iludir com Poupex. Essa instituição serve para sustentar oficiais da reserva e suas famílias e facilitar o endividamento das praças com o "canto da sereia" de facilidades e juros baixos. Até criança de 8 anos vê isso. Vc consegue um financiamento com supostos menores juros do mercado, mas tem que pagar uma mensalidade de 175 reais que é maior que qlq juro do mercado. Quanto aos valores ínfimos e ridículos que oferecem às praças, não dá pra comprar nem lote em área de invasão, e vc fica o resto da vida pagando. Por mim essa instituição já poderia ter fechado as portas, a algum tempo não dou meu dinheiro a ela, e lhes garanto que é muito gratificante. Lembro tb da persuasão e ameaças perpetradas de maneira velada até um tempo atrás contra os militares que não eram "sócios", que ia de missões inopinadas a não concessão de reengajamento aos não estabilizados, era comum cmt de batalhão, ou Cia reunir todos os militares não sócios da Poupex em auditório e ameaça-los das mais variadas formas a pedido (ordem) do diretor do posto local da Poupex, geralmente um Cel ou Gen da reserva. Covardes, no meu dinheiro nunca mais porão as mãos.

Anônimo disse...

Adj de Cmdo anda meio desprestigiado...aqui onde sirvo o Gen cmt da Bda falou que não vê utilidade nessa função e por ele não precisava. Nem nas formaturas a figura é anunciada, como o previsto. Está servindo de carregador de agenda. Haja vaidade no exercito feudal do Brasil. As coisas não estão saindo como o previsto no manual....kkkkk

Anônimo disse...

POUPEX é "cabide" de emprego. Façam auditoria e vejam quantos familiares de militares trabalham lá. Conheço um que "mamou" e cansou. Já estava na reserva e saiu da POUPEX e deixou a irmã e sobrinha na "boquinha". Qual o critério para trabalhar na POUPEX? Conheço ex taifeiro que hoje anda de terno e gravata e trabalha na POUPEX.

Anônimo disse...

Volto a dizer Jovens que tem um potencial não sejam militares. Sejam médicos, dentistas, engenheiros e outras profissões. Um jovem faz concurso fica 5 anos ouvindo gritos, sofrendo para no final sair Asp ou quem faz a ESA pior ainda ser 3º Sgt. Tem coisas melhores. Quem é Pai e incentiva o filho tem que fazer uma reflexão se realmente quer o bem dele. As Forças Armadas estão igual o "titanic". Para encerrar um técnico de segurança do trabalho em uma siderúrgica recebe NOVE MIL REAIS. Detalhe meio expediente.

Anônimo disse...

Qta infantilidade. Meu irmão foi Tec Seg Trab por 18 anos, ganhava 3,8k brutos, parceiro. Depois de 18 anos, foi mandado embora, e, hoje, com 42 anos, não consegue mais colocação em lugar algum q não pague, no máximo, 2,1k. Então, parceiro, reclame com fatos, não com choros e lamúrias sem fundamento.

Gregório é 3° SGT Reformado disse...

Olá militares,lendo os 23 comentários aqui postados percebo o quanto evoluímos quando descobrimos que existe vida fora do(perímetro)circulo militar,vivendo no centro-oeste brasileiro junto as comunidades carente percebo que a área militar em questão é constituída de ilusões, e que só traz benefícios para os (babão)capachos.Uma vez inserido na vida civil verão que as oportunidades aqui é para todos, estudando filosofia e engenharia, percebi que somos um pouquinho mais valorizados como pessoa , algo diferente do tratamento despinçado a um CAVALARIÇO, e diga-se de passagem nobre função de um SGT QE que fui um dia.Ademais certa ocasião esteve presente presente em uma reunião com alguns colegas de uma associação para debate sobre o mesmo assunto recorrente, MORADIA e hoje percebo que nada mudou.Finalizando tive acesso a uma decisão que ocorreu(salvo engano)em março de 2015, em que a suprema corte por unanimidade não reconheceu o direito de citação de razão ou motivos para provar ou defender um objeto em questão na ocasião por um determinada associação, ora considero perca de tempo ficar dentro de escritório no SCS brincado de guerrinha de papel sem significância, precisamos buscar maneiras mais eficaz para guarnecer nossos direitos.

Anônimo disse...

Vindo de um sujeito que estabilizou sem concurso público - terá sido competência ou outra coisa (?) -, deve ter trabalhado somente 28 anos (levando a LE), utiliza o Fusex, vá saber com qts dependentes, e vem dizer que o EB não o beneficiou. Nosso EB paga o preço mesmo, vou lhe dizer...

Anônimo disse...

Compre sua casa e não desfrute dela, porque mais cedo ou mais tarde a DCEM lhe EXPLODE!

Anônimo disse...

Que "perca " de tempo ler os comentários do 3ºsgt QE reformado, filósofo e engenheiro Gregório e do indefectível Maj QCO Leonardo.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics