17 de novembro de 2016

Que vai servir de garçom? MEC vai gastar R$ 198 mil em lanches para o ministro nos voos da FAB

E A CRISE, MINISTRO?
MEC QUER GASTAR R$ 198 MIL PARA MENDONÇA FILHO LANCHAR EM VOOS DA FAB
MENDONÇA FILHO PRECISA DE CONFORTO, FRUTOS DO MAR E SALADA CAPRESE

O Ministério da Educação (MEC) divulgou edital de licitação que prevê gastos de até R$ 198 mil por ano exclusivamente para o ministro Mendonça Filho e sua equipe lancharem enquanto voam nos jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB).
Igonorando a crise financeira que assola o País, a pasta explica que é preciso aumentar o “conforto” de Mendonça Filho nos voos para “aumentar a eficiência” do ministro. “Esta contratação tem como objetivo possibilitar ao MEC viagens aéreas mais confortáveis e com recursos próprios quando da utilização em aeronaves, prover também alimentação e serviços de bordo às aeronaves que atendem ao Senhor Ministro da Educação”.
Segundo o edital, fornecer comida ao ministro de Michel Temer é, também, uma forma de fazer o MEC cumprir sua “função institucional” e proporcionar “menor nível de estresse” a Mendonça Filho.
“Na dinâmica das viagens de avião, existe um momento que cabe o fornecimento de refeições para o Senhor Ministro e sua comitiva e que este fornecimento proporciona diversas vantagens como tranquilidade, menor nível de estresse, disponibilização de boas condições de trabalho, fornecimento de água, dentre outras vantagens onde também sabe-se que no transcurso do voo não se tem como adquirir alimentos e bebidas pois são aeronaves de uso restrito, daí a contratação de empresa especializada nestes serviços aeroviários é uma maneira de cumprir as funções institucionais.”
A explicação é falsa uma vez que ministros e servidores já têm direito a diárias quando viajam, incluindo aí valores para alimentação. A diária para ministros pode ser de até R$ 580. O próprio Mendonça Filho já recebeu R$ 10 mil desde junho.
A licitação é na modalidade menor preço. Para chegar aos R$ 198 mil de referência, o MEC calcula até 198 viagens com dez pessoas, com custo estimado de R$ 100 por pessoa. O termo de referência prevê bandejas de frutas a R$ 119 e refeições a R$ 54, incluindo saladas caprese ou de macarrão), prato principal, que pode ser carne, frango ou até frutos do mar e sobremesas (pudim, musse e tortas). Há ainda itens específicos, como iogurte de ameixa e água tônica.
O pregão será no final deste mês.
Mendonça Filho está na lista dos ministros que fizeram viagens não justificadas em aviões da FAB. O caso é alvo de inquérito civil do Ministério Público Federal.
DIÁRIO do PODER/montedo.com

8 comentários:

Anônimo disse...

A equipe do ministro vai gastar só com comida o equivalente a um salário de coronel todo mês. Brincadeira, pode ser legal mas é Imoral!!!!

Anônimo disse...

Brasil, terra de ninguém e terra do mal.

Anônimo disse...

É justo. Os militares não tem a regalia do catanho, quando viajam a serviço nas luxuosas "5 Ton"?

Anônimo disse...

Lanche de bordo ao custo de cem reais a unidade. Um lanche padrão FAB consta de um sanduiche simples(pão com queijo, hamburguer ou ambos), uma fruta, uma barra de cereal, um doce e um refrigerante em lata ou achocolatado , e a refeição consta de arroz com peito de frango e molho de milho ou carne picada com algum molho e legumes. Além disso,tem à bordo café e água. Levando-se em conta a posição de Ministro , 50 reais por pessoa já estaria de bom tamanho. O sacrifício do povo brasileiro tem que partir de seus representantes. Os argumentos citados para justificar tais gastos são hilários e chegam a provocar uma vontade imensa de dar um chute bem forte, calçando um coturno com bico de aço ,na bandeja recheada de nobres e caras iguarias destinadas ao ilustríssimo senhor ministro da educação adquiridas com o sofrido e suado dinheiro da população.

Anônimo disse...

Olha o disparate:em voo comercial nacional, no qual se paga muito caro, na GOL, só faltam te matar afogado. Só servem água com umas torradinhas miniaturas, que parecem brincadeira de criança ou amendoim(sou alérgico).Se quiser algo melhorado,tem que pagar na hora.Vinte reais no sanduba de peito de peru com refrigerante que não seja coca-cola. Com coca-cola é mais caro. Na LATAM, não vendem, mas o lanchinho de brinquedo permite escolher entre, água, café, refrigerante ou suco. como gosto muito de café, em voo pela manhã, caí na tentação de querer café com leite, que é menos irritante para o estômago. Passei vexame. O comissário com a cara de felicidade, informou com uma vontade de me esganar que, CAFÉ COM LEITE SÓ EM VOOS INTERNACIONAIS. Imagine! Deve ser um leite importado. Da próxima vez, ja decidi, vou levar meu lanche.Corro menos risco de passar fome. Nos aeroportos, os lanches são para milionários os parlamentares. Os preços são um absurdo.

Anônimo disse...

Tem molho pesto na sala de autoridade no pátio militar, não precisava !!!

Anônimo disse...

Pelo que relataram no blog, os lanches da FAB estão ganhando de dez sobre as companhias particulares.

Anônimo disse...

olha o naipe da criança...come pra caralh.....

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics