30 de novembro de 2016

Justiça manda União ressarcir sargento do Exército do valor gasto com aluguel por falta de PNR

Publicação original: 29/11 (15h14min)
Resultado de imagem para justiça federal acre
Rio Branco (AC) - Em sentença proferida no último dia 8 de novembro, o Juiz Federal José Geraldo Amaral Fonseca Júnior, da 4ª Vara Federal do Acre, deu sentença favorável ao Primeiro Sargento Sergio Francisco Lelles que requereu a reparação de gastos efetuados com moradia, pois não lhe foi disponibilizado o Próprio Nacional Residencial – PNR – quando de sua transferência para o Comando de Fronteira do Acre/4º BIS, em Rio Branco/AC.
O juiz reconheceu o direito à habitação para o militar e acolheu o pedido de ressarcimento do valor de R$ 500 mensais, pagos como aluguel pelo militar entre janeiro de 2013 e novembro de 2014, num total de R$ 11.500,00.
Processo 0005264-29.2015.4.01.3000

95 comentários:

Anônimo disse...

Se isso vira moda...

Anônimo disse...

Impossível acreditar que o Exercício Brasileiro, um dos maiores latifundiários da nação não dê moradia aos seus.

Léo disse...

Se todos fizerem o que o amigo fez, mesmo que daqui a vinte anos,eles irão construir,sim,PNRs, ou devolverão o Auxilio-Moradia que de maneira covarde nos tiraram.Só vai mudar desta forma.

Rogério da Silva Gomes - 1ª Sgt disse...

Parabéns ao corajoso Sargento. Que sirva de exemplo para os companheiros e para o Exército, pois em todas as guarnições que servi a Sargentada sofre com a falta de PNRs.

Anônimo disse...

Sempre tive vontade de entrar na justiça prá receber o aluguel, mas como fui voluntário prá servir em local sem esse benefício (pnr), larguei mão. Hoje sou favorável que os camaradas busquem sim, pois não há igualdade de condições prá todos. Vejo caboco morando em pnr por longos e longos anos e não desocupa a moita. Apoio esse pleito. Nos tiraram esse auxílio enquanto políticos e pessoal do judiciário ganham um alto valor.

Anônimo disse...

MÃO AMIGA PROS PAISANOS E BRAÇO FORTE PROS SEVERINOS DA NAÇÃO, OS FAZ TUDO.

Somente assim, os generais vão se preocupar em construir PNRs. Praticamente todas as GU isoladas ou seja com uma OM na cidade, tem PNRs para todos os oficiais na apresentação. Já os ST e Sgt penam em filas por 3 ... 4 ... 8 anos.

Porque essa necessidade nunca entrou na cabeça de todos os Ministros e Cmts do Exército nos ultimos 40 anos! Desde que entrei no EB em 1976, sempre foi essa sacanagem com os graduados. Tenha a santa paciencia, egoismo, meu pirão primeiro tem limites.

O que adianta pegar a grana da transferencia e ao chegar no destino pagar aluguel por anos !!!!

Veja quando dá por exemplo um militar que paga R$ 900 de aluguel por uns 4 anos (48 meses), valor por baixo, pois o normal é acima de R$ 1.100.

Ah inferno.

Anônimo disse...

E o auxilio para os Severinos das FFAA ?
...................
DESNECESSÁRIO

‘AUXÍLIO-MORADIA’ JÁ NOS CUSTOU R$1 BILHÃO ATÉ NOVEMBRO

http://diariodopoder.com.br/noticia.php?i=69585644092

luiz carlos rocha de azevedo azevedo disse...

Kd os comandantes?
Somos muito mal representados...vergonha

luiz carlos rocha de azevedo azevedo disse...

Kd os comandantes?
Somos muito mal representados...vergonha

Anônimo disse...

Isso tem que virar moda!

Senhores, não estamos em guerra, portanto qualquer movimentação - em período de paz - deveria atender a dois requisitos: o primeiro, sendo uma opção do militar, ou seja, o militar deve ser voluntário para movimentar-se; o segundo requisito é oferecer moradia (PNR) ou auxílio-moradia na guarnição de destino.

Se os QCP das diversas OM estão desorganizados, a culpa não é do militar e muito menos de sua família. Movimentar o militar, especialmente a sua revelia, para "nivelar" as OM, além de ser ridículo, é uma prova da incompetência institucional e da injustiça para com o militar, pois, repito, a culpa da desorganização do efetivo não é do militar.

Existem casos que beiram a ilegalidade. Por isso, a única saída é a Justiça.

Simples assim.

Anônimo disse...

Isso deveria ser de praxe, se todos fizessem com toda certeza já teríamos direito a auxilio moradia novamente, caso eu venha a pagar aluguel novamente pode ter certeza que farei o mesmo, vou correr atras do processo para que sirva como jurisprudência!!

Anônimo disse...

O lado bom desse fato é que não vão transferí-lo novamente para um lugar pior, só para prejudicá-lo, já está na "boca pobre". Os tempos são outros, apesar dos regulamentos ultrapassados. Na minha época,em outra Força, todo ano vinha uma comitiva ganhando diárias para divulgar os pre-requisitos das transferências, que em sua maioria, não eram cumpridas. Pessoal que tinha sido designado para servir, obrigatoriamente por cinco anos, dentro do planejamento de um projeto em implantação na amazônia, na maioria, estava sendo transferido antes disso, preterindo os antigões que não estavam enquadrados nesse planejamento e que poderiam ser transferidos. Ficavam impedidos com a desculpa do tempo de serviço próximo à reserva. Resultado: Justiça e... rapidinho mudaram o entendimento e transferiram quem tinha direito.Afinal o militar é militar em qualquer lugar que vá. Quanto mais antigo menos se dá o valor que merece.

Anônimo disse...

Cumpra-se.

Anônimo disse...

Excelente atitude do Militar. Inspirador.

daniel c disse...

Parabéns para o colega que lutou e conseguiu. Já tem um comentarista enrustido que escreveu:"Se isso vira moda..." deve ser inveja porque todos(as) deveriam recorrer à Justiça. É nosso direito e só nós podemos fazê-lo, com a ajuda de advogado ou defensor público.

marc disse...

O exército é engraçado: transfere o militar e manda que ele pague aluguel.
É muito difícil um praça pegar PNR, geralmente a media de espera é de 5 anos; oficiais é mais fácil, pega de cara e em até no máximo 1,5 anos nas guarnições mais difíceis.

Sugiro o limite máximo de 5 anos para de permanência para ocupação dos PNR, para termos rotativodade. Aqui na Guarnição a maioria dos sargentos e subtenentes estão ocupando a mais de 10 anos os PNR

Anônimo disse...

Vejam que a justiça repara os danos causados por nossos chefes que transferem militares que já possuem moradia própria onde estão servindo para localidades onde não há PNR, Ex: São Paulo, Rio de Janeiro, etc..., onde irão pagar alugueis altíssimos, para quem foi transferido sem pedir deve fazer como este militar entrar na justiça e solicitar o reparo econômico causado pelo EB.
E os STen/Sgt que estão no QA e que não serão promovidos devem também entrar na justiça para que seja feita uma varredura na CPQAO, CPS, pois há manipulação da pontuação.

Anônimo disse...

O nome disso é luta! Militância política...Apesar dos militares serem tão despolitizsdos, acreditando q a luta política se constitui SÓ de movimento de viés partidário. Meu povo, organizar-se politicamente se constitui de continuar não se associando ou fazendo greve! No entanto, se organizando da maneira legal q pode! E sempre fazendo bom uso da justiça...Q vamos acreditar q tarda, mas, não falha...rsrs

Anônimo disse...

Tem que fazer isso mesmo. Ou dá PNR ou paga auxílio moradia.

Anônimo disse...

Justo, pois sirvo em Santa Maria e não constroem PNR porque não é interesse, como que na 3^ maior guarnição do país quase não existe PNR, sirvo num quartel em que somos mais de 80 St/Sgts e temos duas casas disponíveis, isso parece até piada, sendo que na própria vila militar há muito espaço para ser construído, puro descaso.

marc disse...

amigos companhas preciso de ajuda de vcs: o que é necessário para pleitear o auxílio na justiça? estou desesperado.
meu caso: sou sgt e vim transferido pro Rio de Janeiro; não sou mais daqui e Pago quase $1.000,00 reais de aluguel, pois tenho uma filha e a mulher tá sem trabalhar, e como vim de fora e essa cidade do RJ é violenta e bagunçada tive que alugar num ponto indicado mais tranquilo e próximo dia da vila militar de Deodoro.
montei casa com os móveis mais baratos possíveis, alguns comprados na OLX. Apenas sobrevivo, pois x em quando tenho que estar na minha cidade.
1.800,00 com gastos fixos mensais médios, sendo: 150,00 de energia, 80,00 de água, 180,00 de seguro do carro, 400,00 de escola, 110,00 de IPVA(por 12m), 800,00 de mercado. coloca ai, por baixo, com algumas despesas mensais 2.800,00. Não conto curso, academia, restaurante, passeio no shopping e parquinho.

Anônimo disse...

Pergunta é: pq somente brasilia oferece PNR, se em outras capitais como rio de janeiro, sao paulo, curitiba o valor do aluguel é equivalente?
Pq la tem multo general e coronel pra pagar aluguel sem poder... Muito oficial que teria que morar longe dos quartéis... Muito praça morando em lugares não "condizentes" com a classe! E isso la é inadmissível! Entao as FFAA fazem o que fazem de melhor, assim como fazem nas inspeção de OM!
Camuflam

Anônimo disse...

PM-DF abre concurso com 50 vagas imediatas e salários de até R$ 11,8 mil

http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2016/11/pm-df-abre-concurso-com-50-vagas-imediatas-e-salarios-de-ate-r-118-mil.html

Guldem Carlos disse...

Todo militar deveria ter residência funcional.

Anônimo disse...

FOI DIVULGADO EM BOLETIM DO EXÉRCITO QUE CENTENAS DE MILITARES INTERESSADOS SABERIAM O NÚMERO DE VAGAS PARA PROMOÇÃO, ATÉ O MOMENTO NADA DA DIVULGAÇÃO NO INFORMEX, RESTA ESPERAR ATÉ MEIA NOITE.

vanderley da silva sousa disse...

Esse sargento vai ser perseguido....

Anônimo disse...

Tem que ter coragem !!! Eu pagaria meu aluguel e ficaria com rabo entre as pernas, pois preciso de conceito para sair oficial QAO.

Anônimo disse...

Não é o primeiro caso. Já virou jurisprudência. Quem entrar, vai ganhar.

Anônimo disse...

Então, num prazo de praticamente 2 anos, já paguei 14000 em aluguel esperando o tal PNR!!!! Vou pedir resarcimento!

Anônimo disse...

O Exercito só cumpre ordens. Recursos para a força e direitos dos militares foram tirados pelos nossos governos nas últimas décadas

Anônimo disse...

Excelente atitude. Corajoso o militar. Espero que não o persigam por ir atrás de um direito.... Parabéns companheiro. Foi-se o tempo em que as praças nada questionavam. Outra era....

Anônimo disse...

Sinto muito mas aqui em João Pessoa onde militares ficam cinco anos na fila esperando PNR pagando aluguel! O Exército vai falir com tanta indenização pra pagar!!!!!!

Davison loureiro disse...

Procure saber mais e verás se é impossível? Veja a realidade dos militares, principalmente os praças!

Doutrina disse...

Esta decisão fere o Estatuto dos Militares, Código Civil e a Constituição. Merece recurso.

Nilson Rodrigues disse...

Parabéns ao sargento pela coragem de exigir o que lhe é de direito. Tomara que todos os vitimados pela situação adversa sigam este caminho

Anônimo disse...

Excelente!!

Se fosse prioridade por Comando a construção de pelo menos 01 PNR já ajudaria bastante.

Anônimo disse...

É o caso todos entrarem com o mesmo tipo de ação na justiça, o amparo está na própria Lei 6880, nosso estatuto. Temos que parar de agir bovinamente achando que nosso comandante vão correr atrás de benefícios para a tropa. A situação atual na Força é a seguinte, farinha pouca, meu pirão primeiro. Chega de descaso.

Anônimo disse...

O EB tá pouco se lixando para PNR. O que importa é transferir o militar a revelia e a "missão".

Anônimo disse...

É uma boa noticia pra nós militares!! Quem souber e puder, que poste aqui essa decisão e se tiver outras desse gênero também. A picada já foi aberta, basta alargar o caminho. Como o companheiro citou em outro comentário,o EB é o maior latifundiário do país, com muitos terrenos valorizados que só servem pra criar postos de guarda e inço. Só não resolvem o problema de moradia do praça por que não querem.

Anônimo disse...

O Exército não constrói PNR, pois os comandantes nao sofrem com filas, onde eles vao tem PNR (funcional) e alem disso os comandates da atualidade sao individualista e querem fazer o nome deles.

Anônimo disse...

Fui transferido à revelia do RJ para Rondônia. Ocupava PNR no RJ, vou ter que pagar aluguel em RO. Muito bom saber disso.

Anônimo disse...

Considero que a NÃO existência de PNR para TODOS os militares que são movimentados a serviço é uma fere a isonomia no trato do pessoal das Forças Armadas, pois trata de forma diferente militares em situação idêntica. Vejamos:
Se dois militares de mesma graduação foram movimentados para uma mesma localidade e um consegue PNR e o outro não, ocorrerá de o que foi agraciado com PNR terá um salário maior do que o que não conseguiu PNR. Explico: enquanto o agraciado com PNR pagará apenas uma TAXA DE USO que terá valor máximo menor que R$ 600,00, o outro militar terá que pagar um aluguel que hoje no mercado não fica menos do que R$ 1.000,00 para um imóvel no mesmo padrão do PNR (número de cômodos e metragem) que o outro militar agraciado gozará.
Acho que existe um fator que deveria ser levado em consideração que talvez mitigasse a escassez de PNR para quem é movimentado a serviço sem ser voluntário: A PROIBIÇÃO DE MILITAR OCUPAR PNR NA LOCALIDADE ONDE ELE JÁ RESIDIA ANTES DE ENTRAR NAS FORÇAS ARMADAS !!!! Ou seja, não há razão lógica que justifique um carioca, por exemplo, ocupar PNR enquanto outros militares são transferidos à revelia para o Rio de Janeiro a lá não encontram PNR's disponíveis porque tem um monte de carioca, muitos QE's, inclusive, que ficam por mais de década agarrados ao PNR e, no caso dos QE's é ainda pior pois estes nunca são transferidos à serviço, somente quando pedem, e muito raramente isso ocorre.
Em relação aos critérios de movimentação, acho que as localidades mais difíceis de serem completadas deveriam ser preenchidas prioritariamente pelos militares mercenários que ficam pedindo transferência de 5 em seis anos, ou aqueles que são voluntários para missão no exterior, pois de fato eles se mostram mais desapegados do local onde vivem e assim provavelmente não darão dor de cabeça à Força com ações na justiça, pois a própria condição de voluntariado para missões no exterior e inúmeros pedidos voluntários de transferência impedirão qualquer argumento jurídico por parte dos mesmos no sentido de alegar prejuízo familiar ou coisa semelhante. Acho que os militares VIAJANTES que gostam de ganhar dinheiro com transferências é que deveriam PAGAR PEDÁGIO nas OM's de difícil completamento.

Anônimo disse...

Os Generais e os Coronéis comandantes de Batalhão que são transferidos recebem o PNR mobiliado, reformado e pronto para o uso. Nem precisam levar mudança. Para os oficiais tem disponibilidade de PNR. Já os praças devem esperar na fila. Muitos tem que abrir mão dos 30 dias de trânsito para receber um PNR no primeiro ou no segundo ano. A maioria fica dois anos nas regiões inóspitas da Amazônia pagando aluguel. E o que os comandantes fazem pra te ajudar? Nada, pelo contrário. Criam uma comissão para fiscalizar se você levou a mudança e o carro declarados. Se não levou, fazem ressarcir o dinheiro recebido, humilham nas formaturas com discursos moralistas. E quem fiscaliza esses bastiões da moralidade? Ninguém.

Anônimo disse...

O praça é fácil transferir ele, joga ele em qualquer buraco do Brasil. Se tiver família o problema é dele, quem mandou não seguir a disciplina
castrense a risco. Afinal tirar R$ 1.000,00 reais do soldo pra pagar aluguel é só o praça quem pode .

2º Ten QAO

Diego H disse...

Vamos lá, se todo mundo entrar na justiça e não ficasse puxando saco de oficiais..iriam fazer alguma coisa devido ao problema dos sargentos...
INFELIZMENTE a maioria não tem peito para isso...

PARABÉNS AO SARGENTO QUE FEZ ISSO.

Nieta K disse...

QUERIA VER COMO SERIA A MULTA PELAS INJUSTAS FATD QUE O EB ABAFA NAS FILEIRAS DO AQUARTELAMENTO

Anônimo disse...

INSTITUIÇÃO FALIDA

Não é o primeiro a receber esse dinheiro na justiça tem outros casos, ou seja quem entrar vai ganhar pois já tornou-se jurisprudência.
Enquanto os militares não correrem atrás dos seus direitos ficaremos recebendo os piores salários das carreiras públicas.
A vida do praça é uma miséria e os oficiais sobreviventes, ninguém está bem!!

Um Gen cmt militar de área fez uma palestra na qual tratou desses assuntos, inclusive sobre a aposentadoria, veja os tópicos:

- Foi feito um estudo em tres grandes exercitos no mundo, e constatou-se que nenhuma FFAA no mundo quem está na ativa recebe o mesmo de quem está na reserva;
- 35 anos é fato, vai ocorrer, pois os civis aposentam com 65 anos e nós com 47 e os mesmos não conseguem compreender as peculiaridades.
- auxilio moradia é um pleito dos cmts junto ao MD, MPOG. Deve sair, inclusive esses órgãos estão trabalhando junto com uma comissaão das FFAA para solucionar nosso problema.
- segundo o general, os cmts estão envolvidos para conseguir melhorias para as FFAA e o mesmo admitiu que estamos ganhando uma miséria.
- a carreira em Y vai ocorrer.
- estão vendo uma maneira de recuperar o anuenio, através de gratificações por conclusões de ESA, AMAN, etc.

Anônimo disse...

Sugestão:

Quem quiser a cópia ou o modelo da ação, basta acessar o DGP, digitar o nome do militar e pedir por e-mail, simples assim.

Pronto, ajudei.

Anônimo disse...

Lições aprendidas (vi essa frase no site do COTER a muito anos atrás )

Pois bem, que os generais entendam, que antes de começar a construir um quartel, comece pelos PNR, fim amparar as familias dos militares. Mão amiga dentro da caserna. Não pensem apenas em si.

Deus ta de olho nos egoistas, que quando estão no poder, não fazem o bem para os seus subordinados e só usam o poder para as suas ambições pessoas, perseguir e oprimir.

Cuidado com o capeta.

Anônimo disse...

Aos leitores do excelente Blog do Montedo, que nos serve com noticias diarias sobre a caserna desde 2009, vamos raciocinar com numeros apenas nos ultimos 40 anos ou seja desde 1976 ...

==> TIVEMOS APROXIMADAMENTE, O SEGUINTE QUANTITATIVO DE AUTORIDADES QUE PODERIAM TER RESOLVIDO O PROBLEMA DE PNR PARA OS ST/SGT E POUCO OU QUASE NADA FIZERAM:
- 10 Ministros ou Cmt Exército;
- 20 Ch do DEC;
- 20 Ch DOM;
- 20 Ch D Patr;
- 20 Cmt de Área;
- 20 Cmt de RM;
- 20 Cmt Bda; e
- 20 Cmt OM.

O que fizeram, onde estão, se arrependem de terem sido omissos ?

Anônimo disse...

Nas OM isoladas, nem capitães e tenentes em inicio de carreira, oriundos da AMÃE, não pagam aluguel quando chegam na OM, pois já tem em média 25 PNR construidos os aguardando, já os ST/Sgt antigões e com varios dependentes se lascam.

Isso é justo ? Vamos discutir isso aqui.

Anônimo disse...

No minha OM tem militar que mora mais de dez anos em PNR, com o que economizou já comprou casa. Eu (bestinha) pago em Barueri R$ 1100,00 pra morar mal. Sem falar que a fila de espera está em quase 7 aninhos. Sou ST da turma de 1995 e nunca morei em PNR.

Anônimo disse...

Pergunto:

Como estão as obras daquele quartel que estão construindo em SINOP-MT ?

Quantos PNRs ?

Se preocuparam em amparar as familias dos militares que irão para lá ?

MÃO AMIGA DENTRO DA CASERNA SENHORES GENERAIS. PENSEM NISSO !

Anônimo disse...

Se os 20 (vinte) generais que passaram DEC/D Patr/DOM/RM tivessem se preocupado em construir pelo menos UM PNR por ano em cada GU nos ultimos 40 anos, hoje teriamos 40 PNR a mais em cada uma, livrando centenas de familias do aluguel exorbitante. Fizeram o que ?

Anônimo disse...

Já citei um caso de um amigo que servia em Fortaleza,morava em vila militar, e a mulher montou um pequeno comércio de roupas para melhorar a renda da família. Por isso, pegaram ele no laço, transferiram sem que ele sequer pedisse para entrar no plano de transferência e nem sabia que o tinham colocado, e mandaram-no para Porto Velho.Quando chegou lá não tinha PNR, e o novo chefe disse que recebeu ordens de abrir uma vaga, exclusiva, na especialidade dele, só para que justificasse a transferência, mesmo não tendo a necessidade. Quantos colegas são transferidos no lugar de outros que desejam isso? É um mistério: quem quer, não vai. Quem não quer, vai.

Anônimo disse...

Trechos da Ação ...

Em suas razões iniciais, o autor afirma que foi transferido para o Comando de Fronteira do Acre/4º BIS, em Rio Branco/AC, e que não lhe foi disponibilizado o Próprio Nacional Relevante – PNR – nome dado às casas destinadas à moradia dos militares. Em razão disso, teve que despender gastos com aluguel de apartamento.
Com fundamentos de direito para seu pedido, afirma que: a) a Lei n. 6.880/80 lhe assegura o direito à moradia quando removido de ofício para servir em outra localidade do território nacional; b) à época, preenchia todas as condições previstas na Portaria n. 277/2008, do Comando do Exército e, por isso, estava apto a ocupar o PNR; c) há discriminação no trato da concessão do PNR, pois os militares removidos para o Distrito Federal somente se apresentam quando o PNR está pronto para ocupação e, d) sua transferência se deu por necessidade do serviço e, assim, teria direito à moradia.
.................
O autor fundamenta seu pedido em suposto direito atribuído
aos militares pela lei.
Com efeito, o art. 50 da Lei n. 6.880/80 prevê que o militar em
atividade possui direito à moradia, compreendendo, aí, o alojamento em
organização militar, quando aquartelado ou embarcado, bem como habitação para
si e seus dependentes, em imóvel sob a responsabilidade da União, conforme
disponibilidade existente. Eis a literalidade da previsão normativa:
Art. 50. São direitos dos militares
[...]
i) a moradia para o militar em atividade, compreendendo:
[...]
2 - habitação para si e seus dependentes; em imóvel sob a
responsabilidade da União, de acordo com a disponibilidade
existente.

Anônimo disse...

C H U P E M mais essa generais de festin

Anônimo disse...

logo logo juizes, desembargadores, ministros do Supremo, serao convidados para viagens institucionais, palestras e almoços de confraternização para divulgar e "ajudar" com estes "problemas"...

Anônimo disse...

Parabéns ao Sargento pela sua atitude corajosa, são atitudes desse tipo que tem mudado o nosso EB, tornando-o um pouco mais justo, porém ainda estamos longe disso...Serve de exemplo para todos nós, tanto aos praças quanto aos oficiais, pois muitos oficiais também ficam em filas aguardando PNR> Aqui em salvador muitos esperam por 4 anos.

Sgt indignado disse...

Vou fazer o msn temos q nos unir

Sgt indignado disse...

Temos q fazer o msm
Nossa classe é mto desunida.

Unknown disse...

Sabe nada de como funcionam a transferência de militares e a quantidade de próprios nacionais para acolher os transferidos

Anônimo disse...

É camaradas, só pra informação, no QA retificado que saiu ontem, tem um subtenente de Comunicações que entrou no referido Quadro por DECISÃO JUDICIAL!
Só assim que se abre a caixa preta?

Anônimo disse...

Parabéns ao nobre companheiro. Ele não é um caso isolado, existem várias ações iguais tramitando. Creio que agora começarão as indenizações. Em Manaus tem militares na guarnição mais de vinte anos e ocupando PNR. Não é somente este local é todo Brasil. Deve existir um prazo para o militar ficar no PNR. Nada contra Sgt QE porém é complicado eles ocupam e ficam até "expulsória" pegar, ou seja, completam o tempo de reserva e não vão embora. Muitos ocupam PNR e compram carros 0 km, sendo que deveriam se preocupar em comprar um imóvel. Outro fato é Oficial QAO era subtenente, quando saem Oficial ficam nos PNR de ST/Sgt esperando vagar PNR de Of. Os Comandantes tem que fazerem um mapeamento e começarem uma "rotatividade", caso contrário poderão serem responsabilizados. A IG de PNR é bem clara que os Comandantes podem fazer adaptações, por exemplo fila única, definir um tempo de moradia e etc.. Espero ter contribuído neste importante espaço onde podemos trocar idéias e sugestões. Os nossos Adjuntos de Comandos aproveitem e levem isto aos Chefes.

Anônimo disse...

As vezes canso de ver este blá blá blá, Oh choro, meu Deus. Todos aqui falam q somos mal representados por nossos comandantes, e daí fica sem fazer nada só chorando neste blog. Alguém já viu o NR de visualização deste blog, é altíssimo, se cada um q chora aqui transferisse seu título e de seus familiares e fizesse algo nas eleições talvez algo melhorasse, contudo a maioria se acomoda e prefere justificar seu voto, 2018 haverá eleições, votem em alguém q possa representar nossa categoria, quem sabe assim algo melhorar.

Anônimo disse...

Sugestão aos Comandantes: o militar ao chegar na OM e for pleitear PNR deve assinar um "TERMO" no qual declara que não possui IMÓVEL EM TERRITÓRIO NACIONAL. Porque isto? Muitos possuem casas e alugam. Conheço um colega que é construtor. Ele tem mais de 15 imóveis alugados. A esposa é Engenheira e o filho estudante de arquitetura. Ele reside em PNR, nunca foi movimentado. Não é ilegal mas na minha opinião é imoral. Chegam os colegas movimentados e ele aluga os imóveis. Existem muitos casos. Com esta declaração o militar poderá ser penalizado judicialmente.

Anônimo disse...

Salvador é capital. Mas nas OM isoladas ainda como tenentes lobinhos, já chegam com PNR a disposição, enquanto o ST/Sgt não tem esse beneficio.

Rogério da Silva Gomes - 1ª Sgt disse...

Primeiramente venho declarar que fiquei muito feliz com a atitude heróica do colega Sargento. Este sim, merece medalhas do pacificador com palmas entre outras e todos os outros colegas que tomam atitudes que visam acabar com as injustiças contra os Praças. Quando servi em Tabatinga, sobrava PNRs para os Oficiais, inclusive solteiros, enquanto a Sargentada pagava aluguel caríssimo. Porquê um Oficial tem direito a um imóvel funcional e um Praça tem que se ferrar pagando aluguel longe do Quartel ? É crime ser Sargento ? É discriminado na alimentação, é sacaneado nas promoções, pois é analisado por uma comissão de promoção covarde. Aqui no Rio de Janeiro sobra PNRs para Oficiais, tanto que tem Generais que alugam seu imóveis na Barra da Tijuca e moram em PNRs pagando uma mixaria com direito a segurança. Viva a Democracia. Viva a Justiça. O Exército Brasileiro é de todos os militares, e não de poucos.

Anônimo disse...

Esse que cobrou o aluguel na justiça é realmente um militar digno. Pois, a nossa força só tem covarde e bicho preguiça. Como a massa falida é a maioria, quem realmente representa a essência da virtude é abafado pelo índigos.

conde de monte cristo

Anônimo disse...

teste

Anônimo disse...

Entra-se pelo Juizado Especial Federal, sem advogado, pela internet. Prescreve em 5 anos, ou seja, só pode pedir até cinco anos dos fatos.

Anônimo disse...

O Exército tem que tomar pra cabeça, pois a Força Aérea e Marinha investem em PNR´s para os seus quadros e o EB não. E tem mais, oficial que ganha mais que os praças recebe casa no máximo em 6 meses e dependendo da Guarnição o praça fica até 10 anos para receber a moradia.

Anônimo disse...

Pensamento mesquinho do nosso colega das 14:59 "Termo"para ser penalizado. É o famoso caldeirão militar. O militar tem uma casa em Jaguarão e aluga ela por R$ 500,00 para compensar o aluguel de R$ 1500.00 no RJ, pois foi compulsado e perderia o direito. Aprenda economia financeira e ao invés de viajar para a Disney ou trocar de carro todo ano compre sua casa. Seja mais solução e menos problema. Por pensamentos assim é que estamos nessa M. Se seu colega teve o senso empreendedor de começar algo e hoje tem 15 casas, não inveje, trabalhe igual. Pobre alma.

Anônimo disse...

15 imóveis alugados a - por baixo - R$ 800,00 cada um, resulta o valor mensal de R$ 12.000,00, mais remuneração da esposa como engenheira, pergunto: o que esse milico ainda está fazendo no EB? E ainda residindo em PNR?

É muito "amor" à pátria!!!

Anônimo disse...

O problema é q isso vai pra ficha de promoção dele. Merecimento esquece.
Ass Monitor AMAN

Anônimo disse...

Não ser transferido?
Faz que nem um sargento de Fortaleza que foi transferido para o o Sul,denunciou toda a roubalheira do batalhão ao MPF e pediu proteção a testemunha.Está dando risada fora do EB

Anônimo disse...

Hoje:

http://g1.globo.com/politica/noticia/2016/11/senado-aprova-projeto-que-reajusta-salarios-de-pf-prf-e-dnit.html

47%

Anônimo disse...

Acho que todos os ST/Sgts que estão sendo prejudicados por transferências ex-oficio em que na OM de destino não há PNR e que foram prejudicados nas promoções pelo fato de não terem cumprido a Portaria nº 006, devem entrar na justiça e pedir ao Juiz que mande a DAProm apresentar a pontuação real de cada militar e a pontuação que ela atribuiu e prove que não manipulação na atribuição dos pontos, assim como o pagamento de aluguéis.
Só assim que nossos Generais irão ver que temos força para mudar muitas coisas no EB.
Coragem senhores, já estou preparando a documentação para quando entrar no QA e não for promovido acionar a Justiça pois terei provas para argumentar na Justiça que não fui promovido por perseguição ou retalharão, pois o que estou fazendo está dentro dos regulamentos e eles não aceitam que praça fique requerendo seus direitos administrativamente ao qual não são reconhecidos, a Justiça com certeza irá reconhecer, pois para a justiça vale o que está escrito e não o entendimento que o EB da nos regulamentos.
Falta muito pouco pra isso acontecer, quem viver verá, logo saíra nesse blog mais uma ação ganha por um praça.

Anônimo disse...

NO é imoral não. A vida é feita de escolhas, você recebe o mesmo salário do cara. Se ele optou por fazer um empréstimo e abrir mão de um monte coisas pra adquirir um imóvel e você preferiu comprar um carro ou sei lá o que, o problema é seu. Cada um fez o que julgava melhor, então não é justo impedir o cara que tem imóvel de ocupar PNR, caso contrário estario aquele que corre atrás estaria sendo desestimulado.

Anônimo disse...

Parabéns por ter dado a cara a tapa, mas vai "morrer" sub...

Anônimo disse...

Suspende o gadernal desse ai...

Anônimo disse...

09:29 comentário, sem noção. Sugestão, vai pra carteira na Fiscalização Administrativa, Patrimônio, bens imóveis.
Lá veja o PDOM.
Faz o levantamento com o QCP da OM, justifica a Qtd mil na fila de pretendentes a ocp PNR, e simplesmente pede a construção de imóveis, junta com o Laudo da CRO e o parecer do Cmt. Encaminha tudo, plantas, orcamentos, projetos, local a ser construído, QCP, NGA PNR, a papelada toda via canal de comando para DGO. Após o terceiro ou quarto ano de peregrinação será atendido. Ou quinto ano para ser atendi no sexto ano de encheção de saco. Dá trabalho mas antes de apedrejar sgt QE, dono de casa local , ou outras ideias covardes. Vai pra fiscalização mudar o mundo. Qtos ofícios para ser atendido pela CRO? Pega autorização do Cmt e liga pra BSB saber a prioridade de ser atendido no recurso de construção de PNR. Como fazer essa receita poucos querem, reclamar do bolo escasso, fácil. O Cmt fica 2 anos, se não quiser colaborar espera trocar e vai no próximo. A 2 bda foi atendida. A 1 bda foi atendida. Qual o proxima? As que pedirem todo ano até ser atendida. Recurso tem.
Encerro por aqui, este assunto é polemico e cada um investe no melhor, carro zero ou casa. Desejo sucesso a todos. E podemos mudar isso, basta trabalhar com as pessoas certas. Pago mil de aluguel e mais cem de iptu, sem lazer, sem ter onde cortar mais gastos, já a 5 anos. Isso dói na família. Mas um dia melhora. Sem invejar ninguém, pois tem gente pior. Hipo.

Anônimo disse...

Vou querer também, estou pagando R$ 1.200 de aluguel á dois anos!!!

Anônimo disse...

A classe militar é muito desunida. A solução é pagar auxilio moradia digno. O ser humano é assim mesmo quem esta na "zona de conforto" não quer sair. O meu vizinho de pnr nunca saiu da cidade 24 anos no pnr esposa tem uma clinica de estética, tem uma amarok 2016. na minha opinião fica até feio carrão e em pnr. A casa não tem garagem é um puchadinho. Camionetão zerado e tirando vaga de outros que chegam na cidade com filhos. opinião minha mandar todos que estão em pnr a mais de 5 anos desocupar, transferir todos com mais de dez anos e pagar auxilio moradia para todos de R$ 1.500. vai resolver o problema. a constituição é clara "todos somos iguais". st no quinto e qa e tomando carona por ser verdadeiro, ter opinião e não ser de opinião firme forte

Anônimo disse...

Uai Montedo !!! Tirastes a cópia da Ação do PNR ! Porque ?

Anônimo disse...

Entrem no site da Justiça Federal do Acre e façam a consulta processual colocando o no do militar que aparecerá a sentença

Anônimo disse...

Ao monitor da AMAN 30 de novembro de 2016 20:58

Conheci ele em Tabatinaga-AM já não era bem quisto pelos oficiais, porém muito educado,inteligente,leal excelente profissional e colega com os companheiros,e pelo que conheço dele está preocupado é com a família!

Provérbio Militar:
Cinza não pega fogo!

Melhor viver um dia de leão, do que cem anos de cordeiro.
Benito Mussolini

Anônimo disse...

Não quer movimentar, vá para um concurso Municipal.

Anônimo disse...

Anônimo de 30 novembro 2016 23:19, tu está corretíssimo. Sempre falo:a vida é feita de escolhas. Então, sargento procure seu imóvel e ostente menos com seu carro financiado.

Anônimo disse...

Preciso da petição inicial.

Anônimo disse...

É muita besteira em apenas um comentário!

Anônimo disse...

Ele acreditoooooou....

Anônimo disse...

Uma coisa é certa, esse morre Subão

Anônimo disse...

Realmente a vida é feita de escolhas, os salários de todos os militares são iguais quando saem da ESA ou AMAN, EsFCEX, eu mesmo tenho muito emprestimos, por causa da minha vida desregrada de quando era lobinho, mas aos poucos vou me ajeitando, renovando um aqui, pagando outro ali, 16 anos de EB e só tenho um terreno pra construir minha casa quando for pra reserva, mas fico pensando se tivesse comprado minha casa, e deixasse de sair pra farra, comprando carro de playboy, não estaria em uma condição melhor hj, Fica a dica aos 3Sgt

Anônimo disse...

Quer morar em PNR? vem pra São Gabriel da Cachoeira, aqui tem PNR sobrando pra praça, aqui são os oficiais que ocupam PNR a titulo precario na vila dos Sgts

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics