15 de novembro de 2016

Contra poder de ONG’s, parte das lideranças indígenas apoia general para Funai

Resultado de imagem para general Franklimberg Ribeiro de Freitas


Severino Motta
Diversas lideranças indígenas do Norte e Centro-Oeste querem que Michel Temer nomeie o general reformado Franklimberg Ribeiro de Freitas, que atua no Comando Militar da Amazônia, para a Funai.

Leia mais 
 
Até mesmo entre os índios já há movimentos para dar mais poder à Funai frente às ONG’s nacionais e internacionais que atualmente dominam o setor das políticas indígenas.
Radar On-Line (Veja)/montedo.com

4 comentários:

Anônimo disse...

Com um monte do ONG's fajutas e mesmo as verdadeiras, elas estão querendo mandar e desmandar nos assuntos indígenas, beneficiando estrangeiros. A FUNAI existe para tomar conta dos assuntos indígenas e deve ser a instituição que deve tomar a liderança e colocar esses falsários para correr.Não vai adiantar o general comandar uma instituição sem estrutura adequada e, principalmente, sem verbas. Se a FUNAI e IBAMA tivessem as verbas que tem direito, sem desvios, não precisariam acionar tanto as Forças Armadas ou Força Nacional. Como não ha previsão de melhora no ambiente econômico, os índios acham que o general vai mandar a qualquer momento o Exército intervir. E corre-se o risco de isso acontecer com mais frequência.Manda os índios passarem lá no... POSTO IPIRANGA e chamarem os "Severinos".

Anônimo disse...

"General REFORMADO..." Queria entender porque a grande maioria dos oficiais generais e coronéis vai reformado para a reserva...será que é para fugir do leão da receita? Já vi general reformado por surdez demostrar uma aguçada audição em uma palestra que proferia, ao solicitar silêncio absoluto, e fim dos murmúrios no fundo do auditório. "Chá de estrelas" em junta médica é para quem pode...

2º Sgt MB Armt/2003 disse...

EXCELENTE INDICAÇÃO DO REFERIDO GENERAL.

Ele é nascido e tem origens indígenas, torço por sua vitória, nomeação e êxito na função.

Anônimo disse...

Condições para usufruir da isenção
As pessoas portadoras de doenças graves são isentas do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) desde que se enquadrem cumulativamente nas seguintes situações (Lei nº 7.713/88):

1) Os rendimentos sejam relativos a aposentadoria, pensão ou reforma; e

2) Possuam alguma das seguintes doenças:

a) AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida)

b) Alienação Mental

c) Cardiopatia Grave

d) Cegueira

e) Contaminação por Radiação

f) Doença de Paget em estados avançados (Osteíte Deformante)

g) Doença de Parkinson

h) Esclerose Múltipla

i) Espondiloartrose Anquilosante

j) Fibrose Cística (Mucoviscidose)

k) Hanseníase

l) Nefropatia Grave

m) Hepatopatia Grave

n) Neoplasia Maligna

o) Paralisia Irreversível e Incapacitante

p) Tuberculose Ativa

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics