14 de março de 2015

Agora vai! Filho de general, Mercadante, o arrogante, pode assumir Defesa.

TROCA-TROCA
DILMA AVALIA TROCA-TROCA DE MINISTROS PARA RESOLVER CRISE POLÍTICA
DILMA PODE COLOCAR MERCADANTE NA DEFESA E WAGNER NA CASA CIVIL

Cláudio Humberto
O governo avalia um troca-troca de ministros que pode ser a solução dos seus problemas: Jaques Wagner seria deslocado para a chefia da Casa Civil e Aloizio Mercadante passaria para o Ministério da Defesa. Com isso, Dilma atenderia a Lula e ao PMDB, como forma de melhorar a qualidade do diálogo com o Congresso, e colocaria Mercadante, conhecido pela arrogância, num cargo que parece feito à sua medida.
Leia também:
E a Defesa, Ministro? Jaques Wagner articula para tirar Mercadante do governo.


Como pinto no lixo
Mercadante é filho do general Oswaldo Muniz Oliva, de “linha dura”, e tem um irmão coronel. Sentir-se-ia à vontade no Ministério da Defesa.

Ministro Odara
Dilma também cessaria o incômodo dos militares com os “selinhos” de Jaques Wagner e suas atitudes carnavalescas demais para o cargo.

Antítese
Em contrapartida, Jaques Wagner é a antítese de Mercadante: do tipo simpaticão, tem livre-trânsito no Congresso e a estima de Lula e Dilma.

Lorota
O chefe da Casa Civil anda espalhando que, ao contrário de pedir sua cabeça, Lula quer Dilma reforçando seu papel no governo. É lorota.
DIÁRIO DO PODER/montedo.com

Comento
O jornalista que me desculpe, mas o pai de Mercadante, que realmente pertenceu a chamada 'linha dura', deixou de sê-lo há um bom tempo. O general Muniz Oliva é amigo pessoal de Lula e foi o fiador do 'sapo barbudo' junto aos altos coturnos, em 2003.  Lula  consultou o general sobre o critério para indicar os comandantes militares. “Ele foi muito preciso ao dizer o seguinte: ‘Presidente, nas Forças Armadas tem uma fila’. Resolvi trocar todo mundo. Escolhi o primeiro (da fila)”, disse Lula.
Mercadante, o pai e o irmão  foram decisivos para evitar a demissão do General Albuquerque   em novembro de 2004, após a divulgação de uma nota pelo Exército criticando a divulgação de fotos que - supostamente - seriam de Vladimir Herzog nu, na carceragem do DOI CODI de São Paulo. Na verdade, as fotos eram do padre francês Leopoldo d’Astous, apanhado em flagrante pelos agentes da repressão em momento íntimo com uma catequista.
O resto da história, todos sabemos: a mando de Lula, o general Albuquerque retratou-se em outra nota, pôs a culpa no CComSEx e permaneceu no cargo até o final do primeiro mandato do petista, de onde saiu para o Conselho de Administração da Petrobrás. Desmoralizado, o então ministro da Defesa José Viegas acabou substituído pelo vice-presidente José Alencar.
O irmão do ministro, o coronel Oliva Neto, foi um oficial de carreira mediana, quase toda passada em São Paulo. Era assessor de Albuquerque no Comando Militar do Sudeste, em 2002, e este o levou para Brasília quando assumiu o Comando do Exército. Porém, o coronel não permaneceu no Forte Apache por muito tempo. Em 2004, foi nomeado secretário executivo do antigo Núcleo de Assuntos Estratégicos (depois transformado em secretaria) e elaborou o projeto “Brasil 3 Tempos”, um plano de metas estratégicas até 2022. Com a queda de Luiz Gushiken, em 2007, por conta do mensalão,  Oliva Neto chegou a assumir a pasta interinamente, mas deixou o cargo meses depois e afastou-se do governo.
A partir daí, transformou a Penta, pequena consultoria fundada pelo pai, em intermediária de negócios bilionários na área de Defesa. Em 2011, uma reportagem da Isto É tratou-o como 'O poderoso coronel Oliva'.
Como se vê, na Defesa,  Mercadante estaria em casa.
Com informações de Veja, Isto É, Congresso em Foco e O Povo

18 comentários:

Anônimo disse...

Trocar seis por meia duzia, dá no mesmo.Os comandantes, pelo menos os anteriores, pareciam anjinhos de presépio, àqueles que balançavam a cabeça quando se colocava uma moeda.Lá se vai gastar mais dinheiro com os passeios "turísticos" para mostrar o que os militares tem. Esse, pelo menos não é amigo do inimigo, né? Ou não?
Pode vir arrogante, vibrante, etc, pois não engana mais ninguém. O Lula, que continua na presidência,vai afastar amigos transformá-los em inimigos, conforme a situação à favor dele. Nada de novo.

Anônimo disse...

Situação

Aqui na EsSA no curso de Infantaria e Comunicações só tem 2ºSgt Comandando pelotão.Motivo? : Não existem Ten voluntários no Brasil para serem instrutores.Isso é uma vergonha !! Desde a realização do curso CFS o futuro sargento já visualiza a realidade do EB. A debandada e demotivação tá geral, até aqui na escola !!!

Cap Desmotivado

Anônimo disse...

Esse relato aí em cima é uma falácia. Isso decorre de uma mudança q está ocorrendo nas escolas de sargentos EsSA , EASA, EsSLog que estão colocando sargentos em funções de liderança. Na EsSLog o Curso do CAS é todo tocado por Sgt, não existe Of comandando a Cia. E outro , existe um negócio chamado transferência por necessidade de sv, não se lembra ??? Vamos discutir sobre verdades, não inventar coisas.... Tá parecendo petista , caramba !!!

Anônimo disse...

esses sgt cmt pel na ESA tem o direito de receber como tenente, é sé entrar na juju (justiça)

Anônimo disse...

O FHC também é filho e neto de generais, lascou a gente!

Anônimo disse...

Agora é só esperar o Mercadante brincar de soldado, assim como fazia o Jobim. Ambos tem o mesmo perfil, arrogante, prepotente, egocêntrico. Vai começar outro baile a fantasia. Ministro fantasiado de soldado e nossos gloriosos generais, mui respeitosamente, prestando suas vigorosas continências e curvando-se disciplinadamente ao excelentíssimo ministro, que tudo entende da vida militar.

Anônimo disse...

Montedo olha aí bolsonaro falando do soldo das forças armadas recentíssimo https://www.youtube.com/watch?v=t8UjZeCX3fk

Anônimo disse...

Se fosse assim tenente (qao, aman, temp etc) qndo em funcao d cmt su ou s alguma coisa tbem teriam direito a funcao de cap ou maj

Anônimo disse...

Se só sargento vai colocar a máquina para funcionar, então paguem adicional de chefia.Os oficiais estão aonde? Viajando?

Anônimo disse...

NADA ESTÁ TÃO RUIM QUE NÃO POSSA PIORAR.

Anônimo disse...

Dentro da estrutura organizacional, mais especificamente os claros e cargos do QCP e do QC para Comandante de Pelotão devem ser preenchido por TENENTES....Sargento comandando pelotão na EsSA não é novidade...me lembro dos atritos, para não dizer quebra de disciplina, que haviam nos anos 90 quando os pica-fumo da AMAN não queriam chulas e deixavam tudo nas costas dos sargentos...a situação foi resolvida: mudou-se a legislação dando aos sargentos a dupla função de instrutor e monitor.

Anônimo disse...

Pronto! Nossos problemas acabaram!...

Anônimo disse...

Montedo, cadê aquelas cifras milionárias, mencionadas alguns dias atrás, relacionadas a uma instituição "sem fins lucrativos" que gerencia o estudo à distância no glorioso EB!? Vale a pena relembrar sobre algumas notícias. Siga o link https://www.youtube.com/watch?v=sQ7o1DvPG44.

Anônimo disse...

Atenção senhores! Esta é mais uma passagem de bola dos nossos valorosos comandantes, os quais acham que sabem o valor da liderança sobre seus subordinados. É fácil jogar a responsa nas costas do Sargento. Ainda bem que os valorosos Sargentos acordaram para realidade.!!!

Anônimo disse...

Nunca esse General poderia se manifestar contra, pelos seguintes motivos: medo de perder a boquinha que ocupa desde 2010, por indicação do Lulara'pio.Vale ainda lembrar que já são quase 60 anos de serviços prestados a Nação.
Alguém já viu General contrariar civil? Todos leões de alojamento, só servem para apertar subtenente, dizer que a barraca está desalinhada, só coisas fúteis.

Anônimo disse...

Calma pessoal o Sr Mercadante não é bobo, conhece de berço a vida castrense, terá um papel bastante facilitado pelos nossos chefes, tendo em vista, que receberá uma tropa acéfala, perfilada e mumificada, porém, ainda respirando com ajudará de aparelhos: "POUPEX, CAPEMI, PREVIMIL, GBOEX" e outros.

Anônimo disse...

Agora vai o que? O FHC também é filho de general e nos deixou 8 anos sem aumento e assinou a MP do mal ainda. É só mais um DNA de Sangue de melancia.

Anônimo disse...

Mercadante na Defesa é a pior coisa que os militares poderiam ter. Realmente, a Defesa é relegada a terceiro ou quarto plano.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics