25 de março de 2015

Militares do Exército evitam que criança seja atingida em tiroteio na Maré.

Atualização: 0h de 25/03
Força de Pacificação protege criança no Complexo da Maré (RJ)
Incidente ocorreu durante patrulhamento na Vila Pinheiro, quando um pelotão recebeu disparos de rojão e de pistola
EB For paf
Militares salvaram criança (Imagem: CComSEx)
Militares da Força de Pacificação no Complexo da Maré (RJ) evitaram que uma criança fosse atingida por disparos de rojão e de pistola, segundo informações divulgadas no site do Exército Brasileiro.
O fato ocorreu durante patrulhamento na Vila Pinheiro, quando um Pelotão da Força-Tarefa Patriota recebeu disparos de rojão e de pistola. Uma criança brincava em uma piscina de plástico, próximo à posição da tropa e foi retirada, imediatamente, do local pelo 1º Tenente Sá Peixoto, após a piscina ter sido atingida por um dos tiros.
Em segurança, a criança foi entregue à mãe dentro de sua residência. A ação só foi possível graças à cobertura que os 3º Sargentos Diego e Charlyton deram ao oficial.

Operação São Francisco
A Operação São Francisco, de emprego de homens das Forças Armadas para a pacificação do Complexo de Favelas da Maré (RJ), contabiliza a realização de mais de 65 mil ações na região, de acordo com dados apresentados pelo atual comandante da Força de Pacificação, general Antônio Carlos de Souza.
Destaca-se a efetuação de 559 prisões, 222 recolhimentos de menores que cometiam atos infracionais e quase 1,2 mil apreensões de drogas, armas e munições, além de veículos e motos em situação irregular.
Agência Brasil (EB/MD)/montedo.com

12 comentários:

Anônimo disse...

Esse tipo de ato heróico (sim, o Ten podia ter morrido) a midia não divulga.

Anônimo disse...

Logo vão aparecer os comentários dizendo que os heróis são os sargentos. Piada.

Anônimo disse...

Se vão comentar se os heróis eram Sargentos ou Oficiais é o que menos importa. Agora importante é saber se os Oficiais e Praças que praticaram um ato nobre serão indicados para receber a Medalha do Pacificador que é portada por heróis, militares e autoridades que se destacam em um determinado setor, pessoas que praticam um ato nobre e pasmem marginais condenados pela justiça.

Anônimo disse...


Ao comentário a seguir:

"Anônimo Anônimo disse...
Logo vão aparecer os comentários dizendo que os heróis são os sargentos. Piada."

24 de março de 2015 19:05

CALMA VALENTE....

Anônimo disse...

Os heróis são os sargentos. (a pedido)

Anônimo disse...

caro colega, não há esse ou aquele herói, heróis são todos, como sabes, progresso em combate é assim, um apoia outro desloca. Parabéns à tropa que bem cumpriu a missão. Brasil !

Ten Reis disse...

Desculpe discordar do anonimo de 24 de março de 2015 23:29, mas a Medalha do Pacificador hoje só serve para ser colocada em corruptos, ladrões, terroristas, etc...militares mesmo é muito raro.

Anônimo disse...

Se alguém se acha que é indestrutível que vá na frente de peito aberto, mané!Todos correm o mesmo risco, são uma equipe. Do cachorro vira-lata, mascote cheio de pulgas, que dá o alarme, até o comandante.Estão no lugar errado, no serviço errado. Depois que inventaram de mandar as tropas para o Haiti, agora acham que os militares das FFAA viraram polícia.

Anônimo disse...

Caramba, ficam se digladiando por algo que é nossa obrigação. Princípio básico que aprendemos nos bancos acadêmicos e escolares.
Militar sem coragem, sem destemor, sem iniciativa não é militar.
Não importa se foi o Praça ou Oficial, o que importa, é que foi um integrante da Instituição Exército Brasileiro.

Anônimo disse...

Infeliz o comentário do "Anônimo" aí, cheio de ironia com os Sargentos.
Acho que ele nunca ouviu falar sobre trabalho de equipe, muito menos de liderança.
Espero nunca ser comandado por um elemento assim, se é que já não estou sendo, por que infelizmente esse não é um exemplar único da espécie.

Anônimo disse...

Sempre nessa briguinha de oficias e praças. Todos no mesmo saco. Que saco!

Anônimo disse...

Eita, a classe continua a mesma, desunida! Se tivessem baleado a criança ou algum militar, estariam dizendo o quê?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics