21 de março de 2015

Capitão da Marinha é preso por pedofilia no Rio.

Polícia Federal prende militar no Rio pelo crime de pedofilia
Agência Brasil
A Polícia Federal (PF) prendeu em flagrante no Rio de Janeiro um capitão de corveta da Marinha, de 40 anos de idade, que armazenava imagens pornográficas de crianças e adolescentes e as postava na internet, através da rede social Twitter.
De acordo com nota divulgada hoje (21) pelo setor de comunicação social da PF no Rio, o preso foi indiciado pelo crime de pedofilia, com base no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8069/90).
A prisão do militar ocorreu na manhã de ontem (20), durante cumprimento de dois mandados de busca e apreensão no bairro da Ilha do Governador, zona norte do Rio. Os policiais federais constataram que o preso armazenava milhares de imagens com cenas de sexo explícito e pornografia envolvendo crianças e adolescentes.
Conforme a nota, dados colhidos durante a investigação da PF apontavam o upload transnacional de imagens semelhantes. O investigado tinha seguidores na rede social que replicavam as imagens para a Europa e Estados Unidos.
Bocão News/montedo.com

5 comentários:

Anônimo disse...

Vejamos se os órgãos de comunicação social permitirão divulgar a cara e o nome desse "cidadão", como já ocorreu em casos de pedófilos subalternos...

Anônimo disse...

Repugnante,revoltante. Qualquer pessoa igual a essa deve ser enviado para uma penitenciária de segurança máxima. O mal que eles causam e incentivam outros, não tem perdão.

Anônimo disse...

Quando você olha crianças reunidas, se vê o exemplo de como o mundo deveria ser: sem maldade, com alegria,confiante nas pessoas e muito sinceras. Aí aparecem "monstros" como esse para praticarem atos cruéis contra esses seres tão especiais, que jamais esquecerão isso, roubando-lhes a alegria e a inocência.

Anônimo disse...

Infelizmente sujam a honra da força se for real a situação...
Que pagem os culpados no rigor da lei.

Lucio Lucena disse...

Se os fatos forem comprovados, esse 'MONSTRO' realmente deve pagar com todo rigor da lei, mas, não devemos generalizar ou denigrir a FORÇA por causa desse mal isolado. Em todos os seguimentos da sociedade existe débeis igual a esse, e, nas FFAA não é diferente, se bem, até que se detecte. DEUS É MAIOR!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics