25 de março de 2015

Rio 2016: Defesa vai gastar R$ 580 milhões e empregar 38 mil militares.

JOGOS OLÍMPICOS 2016
Defesa prevê investimento de R$ 580 milhões no Rio 2016

Sergio Moraes / Reuters
Jogos Pan-Americanos 2007, Jogos Mundiais Militares 2011, Rio+20 em 2012, Copa das Confederações e Jornada Mundial da Juventude em 2013 e Copa 2014. A atuação dos militares brasileiros em grandes eventos tem amplo histórico, e os legados são aproveitados de um evento para outro. Nos Jogos Olímpicos, não vai ser diferente: os aprendizados dos últimos anos, sobretudo os do Mundial, serão a base do planejamento, que também prevê novos investimentos - é o que garante o Ministério da Defesa.
“Nosso orçamento atualmente é projetado em cerca de R$ 580 milhões em três anos: 2014, 2015 e 2016. Isso já levou em consideração o legado dos eventos anteriores. Além disso, estamos modernizando sistemas, ampliando a nossa área de comunicação rádio-digital, os sistemas de comando e controle, aprimorando sistemas de aeronaves, navios e das nossas viaturas, e estamos adquirindo equipamentos novos, particularmente na área de prevenção a incidentes químicos, biológicos, nucleares e radiológicos, prevenção à área de terrorismo e cibernética”, explicou o general Jamil Megid Júnior, assessor especial para Grandes Eventos do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) do Ministério da Defesa.
De acordo com ele, a estimativa é que 38 mil militares atuem nos Jogos 2016, especialmente na região de Deodoro. Megid destaca também o legado esportivo-militar para a preparação de atletas ligados às Forças Armadas e revela a meta para o evento: dobrar o número de medalhas obtidas por esportistas militares no ano que vem.
"A meta para 2016 é termos cerca de 100 atletas do alto rendimento militar participando das equipes olímpicas e com certeza dobrarmos o número de medalhas. Então seria em torno de dez medalhas olímpicas. Isso está caminhando muito bem", disse Megid.
Sobre a preocupação com possíveis ataques terroristas, Jamil garante que o Brasil estará pronto para combater qualquer tipo de ameaça. "O histórico dos Jogos indica que há que ter uma atenção maior nisso. Estamos preparando as tropas especializadas, juntamente com Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Civil e Inteligência, para ter essa atenção redobrada, ter um efetivo melhor distribuído, fazer a maior quantidade de medidas preventivas, e estaremos prontos para uma pronta-resposta, se houver necessidade", concluiu.
TERRA/montedo.com

2 comentários:

Anônimo disse...

O país passando a maior crise de roubalheira, sem segurança, sem saúde , sem GOVERNANÇA, e sem PÁTRIA EDUCADORA, tem dinheiro para gastar com atletas e olimpíadas? Depois tudo e todos ficam abandonados e só os amigos dos amigos se beneficiam.

Eringer disse...

Nao quer olimpíadas! Quero educação para os meus filhos, saude, infraestrutura ! O Governo esta tirando tudo do pobre! Ta ferrando a gente!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics