16 de março de 2015

Intervenção militar? Fala sério! (IV): vocês nunca leram essa baboseira aqui!

Como acontece sempre com os boatos na web, esse 'troço' reaparece com alguma regularidade na rede mundial. 

General nega autoria de 'Alerta dos militares à Nação'
Artigo, que circula na web e Whatsapp, pede conflito armado contra forças leais ao "desgoverno petista"
O falso artigo está veiculando na internet desde 2014, afirma o general da reserva Pedro Luis Braga Foto: Asmir-PB / Reprodução
O falso artigo está na Internet desde 2014, diz o general
(Reprodução:Asmir-PB)
Um artigo com o nome de vários militares da reserva que estaria evocando um golpe contra a presidente Dilma Rousseff e que tem ganhado força na web próximo aos protestos do domingo (15) é falso.
O Terra entrou em contato, na tarde desta sexta-feira (13), com o suposto militar que teria escrito o texto, o general de exército Pedro Luís Braga e ele negou veemente a autoria do documento.
"Eu não publiquei. Isso é falso. E os nomes publicados na lista são falsos", afirma o general. "Quem publicou isso não tem coragem de assumir e usa o meu nome indevidamente, como uma muleta".
O documento intítulado "A estupidez da provocação" diz que forças militares estariam prestes a entrar em um conflito armado com "forças desleais ao desgoverno petista".
No falso artigo, pelo menos 200 militares do alto escalão da reserva são citados.
Procurada, a Associação dos Militares da Reserva Remunerada, Reformados e Pensionistas da Paraíba, que publicou o artigo em seu site, negou que o texto tenha ligação com eles. Um secretário da instituição, que preferiu não identificar-se, nega conhecer o texto ou o general, embora ele confirme que o endereço do site é real.
"Eu peço até a ajuda de vocês para desmentir isso", pede o militar. "Há um ano estou enfrentado perguntas sobre isso. O Clube Militar já até publicou uma nota para esclarecer a verdade".
Na nota publicada pelo Clube Militar, o grupo do qual o general é presidente do Conselho Deliberativo, afirma que o manifesto é "fraudulento".
Terra/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Esqueçam essas besteiras publicadas por "agentes" do mal e que as pessoas desnorteadas pelas redes sociais divulgam como verdades.
O que aconteceu ontem, sim, é verdadeiro,exemplo de civilidade, democracia verdadeira, que os petistas não gostam mas falam tanto.Se fosse em qualquer outro pais civilizado, o(a) presidente pediria para sair, mas aqui, eles inventam uma declaração com possíveis medidas para mascarar a pouca vergonha e continuarem no poder com as mesmas intenções.

Anônimo disse...

Ah, Montedo, já cansei de receber essa mensagem. Não passa de provocação para desgastar e criar embaraço à Caserna. Futricas para testar a paciência e a disciplina. Faz parte da psicopatia dos atuais políticos para justificar e encobrir comportamentos patológicos.

Anônimo disse...


Exército nega boatos sobre
possível guerra civil http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/551295/Exercito-nega-boatos-sobre-possivel-guerra-civil


COMANDANTE DO EXÉRCITO
RECHAÇA GOLPE MILITAR http://www.brasil247.com/pt/247/matogrosso247/181052/Comandante-do-Ex%C3%A9rcito-recha%C3%A7a-golpe-militar.htm


PALAVRAS DO GENERAL EDUARDO
DIAS VILLAS BOAS "Não é papel das Forças Armadas fiscalizar o governo,
derrubar o governo ou interferir na vida política do país", afirma; ele
acrescentou ainda que, conforme a constituição, o Exército "deve
obediência à presidente da República, que é nossa comandante-em-chefe"

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics