25 de março de 2015

Londres reforçará o dispositivo militar nas Malvinas.

AFP
O ministro da Defesa britânico, Michael Fallon, anunciou nesta terça-feira que reforçará o dispositivo militar nas Malvinas (Falklands, para os ingleses) porque continua existindo uma ameaça muito séria a este arquipélago reclamado pela Argentina. "É uma ameaça muito séria, temos de responder a ela e responderei nesta tarde", declarou Fallon em uma entrevista à rádio BBC.
"A ameaça aparentemente persiste, e também nosso compromisso de totalmente claros de que os habitantes da ilha têm o direito de continuar sendo britânicos e o direito de ser corretamente protegidos por nossas forças", acrescentou. "Necessitamos modernizar nossas defesas lá, assegurar que temos tropas suficientes e que as ilhas estão defendidas de forma correta", acrescentou.
O anúncio de Fallon acontece depois que a imprensa britânica disse que a Rússia ofereceu aviões de bombardeio à Argentina. "Esse acordo em particular não foi confirmado", afirmou o ministro.
ISTO É Independente/montedo.com

2 comentários:

Anônimo disse...

Não consigo entender como um(a)presidente consegue convencer comandantes para guerrear contra a Inglaterra sabendo que vão perder.Os líderes, claro, ficam atrás de suas mesas na segurança e conforto de seus lares enquanto mandam jovens para a morte certa. Acho que é algum resquício de vírus da loucura dos nazistas que viveram por lá.

Anônimo disse...

Pais que pensa em seu povo investe e da a segurança a sua população atraves da garantia da lei, da ordem e da soberania nacional. Parabens a Inglaterra pelo seu ato, o Brasil devia seguir o seu exemplo.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics