9 de março de 2015

Raio atinge o Batalhão da Guarda Presidencial e deixa 31 militares feridos.

Todas as vítimas estão estáveis e fora de perigo, garantem o Exército e o Samu
Imagem ilustrativa
Thiago Soares , Guilherme Pera
Um raio caiu no Batalhão da Guarda Presidencial (BGP), no Setor Militar Urbano (SMU), por volta das 15h50, durante a chuva que atingiu o Distrito Federal nesta tarde de segunda-feira (9/3) e deixou 31 pessoas feridas.
Chegando ao local, o Samu encontrou cinco pessoas "com sinais de dormência no corpo". Duas foram encaminhadas para o Hospital de Base e as outras três iriam para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT), mas os militares dispensaram o serviço e as encaminharam para o Hospital Militar de Área de Brasília (Hmab). Todos estão estáveis e fora de perigo.
Em nota, o Exército Brasileiro informou que o raio caiu próximo ao local onde militares estavam em instrução. As vítimas foram levadas pelos "meios de transporte do Batalhão com apoio do Samu".
CORREIO BRAZILIENSE/montedo.com

17 comentários:

Anônimo disse...

Como todos os feridos estão estáveis e, portanto, fora de perigo, vale uma piada.

Esse raio é a primeira vingança do deus da guerra nórdico, contra os guerreiros aqui da terra que não estão fazendo por merecer um lugar na classe!

Anônimo disse...

Eu vi qdo começou a chuva. Eu estava no QG. Por um minuto pensei: a incorporação dos recrutas foi semana passada, logo, neste momento, tem alguém ralando e molhando. Não deu outra. Vimos o raio clarear tudo. Mas tarde a notícia. Sirva de lição! Pobre dos recrutas.

Ademir Evaristo Ambrosi disse...

DEUS SEMPRE PROTEGE OS INOCENTES.

Anônimo disse...

Quem sabe agora pensem em parar de realizar formaturas, TFM e instruções em baixo de chuva sem necessidade.
Espero que agora aprendam com a calamidade ocorrida.

Anônimo disse...

Se fossem brasileiros traficando ou em atividade de guerrilha com certeza seriam lembrados pela chefe dessa geringonça.

Anônimo disse...

Se fossem brasileiros traficando ou em atividade de guerrilha com certeza seriam lembrados pela chefe dessa geringonça.

Anônimo disse...

Não foi possível entender o que o anônimo sábio e onisciente do QG quis dizer com "sirva de lição". Se quiser contribuir com sua sabedoria e espírito de liderança militar devotada ao Exército (sic), basta entrar em contato com o S3 do BGP, identificar-se, e então esclarecer o que quis dizer, mas provavelmente não o fará, dada a possibilidade de navegar no anonimato inconsequente. Um viva à internet e seus comentaristas brilhantes.

Anônimo disse...

PQP ACERTOU A CIDADE MAS ERROU O ALVO ZEUS... PQP...MAS OK..JA ESTÁ NO AZM.

Anônimo disse...

Tanto lugar lugar mais adequado para cair raio em Brasília, e ele cai logo aí?

Oxalá, estejam todos bem.

Anônimo disse...

Somente quem nao conhece a Unidade (BGP) para dizer que estavam tendo instrução debaixo de chuva... todos estavam em uma área coberta com telhas e em cadeiras o problema que todo o local é muito arborizado e isso sim contribuiu para o ocorrido.

Anônimo disse...

A sabedoria é não fazer atividades quando estiver chovendo. Basta se recolher e por em prática hinos e canções, etc ...


Até em treinos de futebol, ao começar a chuva, os profissionais se recolhem. Já teve casos no São Paulo F.C, etc ...

Militar não é superior ao tempo não.

Já pode até usar guarda-chuva, após uns 300 anos de falta de inteligência.

Inteligência, só isso.

Anônimo disse...

Estamos tão fu..... que, além de sem grana, ainda tem raio caindo em cima.

Anônimo disse...

Sou do BGP e no momento do acidente não havia chuva. A chuva começou 10 minutos após o raio. A instrução estava prevista em QTS e de acordo com o previsto. Foi uma fatalidade.

Anônimo disse...

Promessa antiga de um comunista

Presidente Lula promete que Brasil resgatará dívida com Forças Armadas

dezembro 17, 2007 | Categorias: Notícias.


Share on facebookShare on twitterShare on emailShare on pinterest_shareMore Sharing Services0

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou na última terça-feira (11/12), em discurso aos oficiais-generais das três Forças, durante almoço no Clube Naval de Brasília, o compromisso de recuperar as Forças Armadas…







O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou na última terça-feira (11/12), em discurso aos oficiais-generais das três Forças, durante almoço no Clube Naval de Brasília, o compromisso de recuperar as Forças Armadas. “As Forças Armadas passaram quase três décadas reduzindo aquilo que tinha sido construído ao longo de tantas e tantas décadas, ao longo de séculos”, disse o presidente.





Segunda Lula, o Brasil mudou de patamar no cenário internacional, e precisa ter Forças à altura. “Eu não conheço país nenhum do mundo, que queira ser respeitado, que não tenha Forças Armadas altamente equipadas e altamente preparadas. Ninguém respeita um país que não se respeita”, afirmou.





O ministro da Defesa, Nelson Jobim, também em discurso, ressaltou que o Brasil abandonou sua fase de baixa auto-estima, e agora busca um futuro de grandeza. “Creio, senhor presidente, que esta determinação de vossa excelência tem produzido frutos no sentido de se perceber que a posição de grandeza do Brasil, reitero, exige e reclama que tenhamos Forças Armadas com poder dissuasório absolutamente efetivo para que possamos nós ter voz na agenda nacional, e não só isso, mas ter voz internacionalmente, como poder constante da região”.





O comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Júlio Soares de Moura Neto, falando em nome de todas as Forças, manifestou a confiança no fortalecimento do sistema de Defesa brasileiro. “Temos registrado os avanços gradativos das verbas orçamentárias liberadas, permitindo esboçar uma recuperação no aprestamento. Estamos seguros de que caminhamos para construir um amanhã melhor”. O comandante manifestou em seu discurso a expectativa de recuperação, não apenas dos equipamentos, mas também de remuneração dos militares. O Ministro Jobim informou que os estudos sobre o tema estão em fase conclusiva.





Ao encerrar seu discurso, Moura Neto ressaltou o aspecto simbólico da cerimônia de cumprimento dos oficiais-generais ao presidente da República. “Esta confraternização revigora a convicção de que os horizontes vindouros serão retratos de construções que hoje imaginamos. Enfatizo, também, a fiel crença dos militares nos princípios democráticos e o comprometimento de lealdade para com o nosso Comandante Supremo”.


Leia a íntegra do discurso do presidente:


https://www.defesa.gov.br/mostra_materia.php?ID_MATERIA=31777

Anônimo disse...

Calma Valente:

Anônimo Anônimo disse...
Não foi possível entender o que o anônimo sábio e onisciente do QG quis dizer com "sirva de lição". Se quiser contribuir com sua sabedoria e espírito de liderança militar devotada ao Exército (sic), basta entrar em contato com o S3 do BGP, identificar-se, e então esclarecer o que quis dizer, mas provavelmente não o fará, dada a possibilidade de navegar no anonimato inconsequente. Um viva à internet e seus comentaristas brilhantes.

9 de março de 2015 23:36

Anônimo disse...

Esse raio aí, ao lado das duas "torres" não parece uma bruxa voando? será que era "ela" passeando e soltando raios de raiva?

Anônimo disse...

Que pena que não caiu no Congresso e no Planalto, mas a hora se aproxima.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics