7 de março de 2015

AM: soldado do Exército é preso suspeito de assaltos com arma de brinquedo.

Homem teria cometido três assaltos em estabelecimentos da capital.
Prisão ocorreu na tarde desta quinta-feira (5), na Estrada da Ponta Negra.
Suspeito possuía mandado de prisão preventiva expedido em janeiro, segundo informações da Polícia Civil (Foto: Marcely Gomes/Polícia Civil)
Suspeito possuía mandado de prisão preventiva expedido em janeiro, segundo informações da Polícia Civil
(Foto: Marcely Gomes/Polícia Civil)
Jamile Alves
Do G1 AM
Um soldado do Exército, de 23 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (5) em cumprimento de mandado de prisão por assaltos a estabelecimentos comerciais de Manaus. A prisão ocorreu por volta das 13h30, na Estrada da Ponta Negra, na Zona Oeste da capital. Segundo a Polícia Civil, o suspeito usava uma arma de brinquedo para realizar as abordagens.
Os crimes ocorreram em janeiro e fevereiro deste ano. Conforme a Polícia Civil, o soldado chegou a ser abordado pela Polícia Militar com o revólver de brinquedo, no dia 9 de fevereiro. Ele foi encaminhado ao 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), mas foi liberado por falta de provas.
O homem possuía um mandado de prisão preventiva expedido no dia 23 de janeiro. Conforme a polícia, o soldado atuava com um adolescente, que ainda não foi apreendido. De acordo com as investigações, eles são suspeitos de assaltar uma panificadora e de ter cometido outros dois assaltos a uma mesma farmácia. Os dois estabelecimentos estão situados no bairro Petrópolis, na Zona Sul.
As imagens de segurança dos estabelecimentos auxiliaram na prisão e no reconhecimento do soldado pelas vítimas. Ele será autuado por roubo majorado e corrupção de menores. Após os términos dos procedimentos na unidade policial, ele deve ser encaminhado ao Batalhão de Polícia do Exército.
G1/montedo.com

Perguntinha
Como um soldado do Exército com prisão preventiva decretada demora 45 dias para ser preso?

Um comentário:

Anônimo disse...

A prioridade deveria ser a motivação da tropa. Nao sei o que passa na cabeça desses comandantes, agem como estivesse tudo uma maravilha. A MP 2215/2001 foi a maior injustiça para com os miitares. Uma MP que é provisória só na nomenclatura. A defasagem no nosso soldo é uma aberração Vida que segue...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics