12 de dezembro de 2016

Exército diz que 'malucos' apoiam intervenção militar no caos político. E compara Bolsonaro a Donald Trump.

Estadão Conteúdo Em Brasília
O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, diz que há "chance zero" de setores das Forças Armadas, principalmente da ativa, mas também da reserva, se encantarem com a volta dos militares ao poder. Admite, porém, que há "tresloucados" ou "malucos" civis que, vira e mexe, batem à sua porta cobrando intervenção no caos político.
"Esses tresloucados, esses malucos vêm procurar a gente aqui e perguntam: 'Até quando as Forças Armadas vão deixar o país afundando? Cadê a responsabilidade das Forças Armadas?'" E o que ele responde? "Eu respondo com o artigo 142 da Constituição. Está tudo ali. Ponto".
Pelo artigo 142, "as Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem."
O que o general chama hoje de "tresloucados" corresponde a uma versão atualizada das "vivandeiras alvoroçadas" que, segundo o marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, primeiro presidente do regime militar, batiam às portas dos quartéis provocando "extravagâncias do Poder militar", ou praticamente exigindo o golpe de 1964, que seria temporário e acabou submetendo o país a 21 anos de ditadura.
"Nós aprendemos a lição. Estamos escaldados", diz o comandante do Exército.
Reunião com Temer
Ele relata que se reuniu com o presidente Michel Temer e com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e avisou que a tropa vive dentro da tranquilidade e que a reserva, sempre mais arisca, mais audaciosa, "até o momento está bem, sob controle". De fato, a crise política, econômica e ética atinge proporções raramente vistas, mas os militares da ativa estão mudos e os da reserva têm sido discretos, cautelosos.
"Eu avisei (ao presidente e ao ministro) que é preciso cuidado, porque essas coisas são como uma panela de pressão. Às vezes, basta um tresloucado desses tomar uma atitude insana para desencadear uma reação em cadeia", relatou o general Villas Bôas, lembrando que há temas mais prosaicos do que a crise, mas com igual potencial de esquentar a panela, como os soldos e a Previdência dos militares.
Na sua opinião, Temer "talvez por ser professor de Direito Constitucional, demonstra um respeito às instituições de Estado que os governos anteriores não tinham. A ex-presidente Dilma (Rousseff), por exemplo, tinha apreço pelo trabalho das pessoas da instituição, mas é diferente".
Em entrevista ao Estado, na sua primeira manifestação pública sobre a crise política do país, o comandante do Exército admitiu que teme, sim, "a instabilidade". Indagado sobre o que ele considerava "instabilidade" neste momento, respondeu: "Quando falo de instabilidade, estou pensando no efeito na segurança pública, que é o que, pela Constituição, pode nos envolver diretamente".
Aliás, já envolve, porque "o índice de criminalidade é absurdo" e vários Estados estão em situação econômica gravíssima, como Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Minas Gerais. Uma das consequências diretas é a violência.
Ao falar sobre a tensão entre o Judiciário e o Legislativo, depois que o ministro Marco Aurélio Mello afastou o senador Renan Calheiros da presidência do Senado por uma liminar e Renan não acatou a ordem judicial, o comandante do Exército admitiu: "Me preocupam as crises entre Poderes, claro, mas eles flutuam, vão se ajustando".
O general disse que se surpreendeu ao ver, pela televisão, que um grupo de pessoas havia invadido o plenário da Câmara pedindo a volta dos militares. "Eu olhei bem as gravações, mas não conheço nenhuma daquelas pessoas", disse, contando que telefonou para o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) para se informar melhor e ouviu dele: "Eu não tenho nada a ver com isso".

Bolsonaro
Bolsonaro, um capitão da reserva do Exército que migrou para a vida política e elegeu-se deputado federal, é uma espécie de ponta de lança da direita no Congresso e não apenas capitaneia a defesa de projetos caros às Forças Armadas, como tenta verbalizar suas dúvidas, angústias e posições e se coloca como potencial candidato à Presidência em 2018.
"No que me diz respeito, o Bolsonaro tem um perfil parlamentar identificado com a defesa das Forças Armadas", diz o general, tomando cuidado com as palavras e tentando demonstrar uma certa distância diplomática do deputado.
É viável uma candidatura dele a presidente da República em 2018, como muitos imaginam? A resposta do general não é direta, mas diz muito: "Bolsonaro, a exemplo do (Donald) Trump, fala e se comporta contra essa exacerbação sem sentido do tal politicamente correto". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
UOL/montedo.com

73 comentários:

Anônimo disse...

O cidadão não fala por mim ou por minha familia. Ele deveria ter deixado o cmt com a queda do pt, pois pelo pt foi colocado, e, sabido é, que tinha que seguir a cartilha.
A sua permanencia mão encontra eco com a sociedade, e o mantra por ele repetido, já cansou.
Toda vez que vejo politico atacando é pq esta com medo, mas com medo de q?

Anônimo disse...

Quem é esse General para criticar Donald Trump? Mais um melancia nas FFAA.

Anônimo disse...

Esse General se realmente representasse o GLORIOSO EXÉRCITO DE CAXIAS E DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, NÃO deixaria a classe militar passar privações, com uma remuneração vergonhosa e humilhante. A pior remuneração do funcionalismo público, onde o vencimento de um Coronel da ativa (Militar com 25 anos de serviços e com todos os cursos que a carreira impõe) é inferior ao do motorista do Senado; onde o vencimento LÍQUIDO de um SUBOFICIAL, da ativa (FFAA), com 30 anos serviço é de R$ 5.500,00. Bem menos que um soldado da PM-DF em início de carreira, SENDO QUE O DINHEIRO VEM DA MESMA FONTE PAGADORA: A UNIÃO. Onde o vencimento de um Oficial-General, com mais de 45 anos de serviço, é igual ao salário de um Agente de Segurança, de Portaria do Congresso. Isso sem falar na MP 2215-01 (LRM), que usurpou direitos dos militares e seus pensionistas, que está enterrada nos porões do Congresso há mais de 15 anos, levando a perda do poder aquisitivo da classe em torno de 45%. Sabidamente, os militares pertencem a uma categoria que não foi feita para viver na riqueza, na ostentação, mas em contrapartida, também NÃO JURARAM a passar privações, como atualmente se encontram. O que esse General fez para mudar esse cenário lamentável que aflige os guardiões da nação e suas famílias? Absolutamente nada!

Lopes 87 disse...


Comandante, o sr calado é um poeta!

Anônimo disse...

Agora sim... meu voto é definitivamente Bolsonaro!
Quero ouvir este discurso "ocasiocionista" em novembro de 2018.

Anônimo disse...

Realmente não há espaço para atos insanos como a volta das forças armadas ao poder. Não compare o momento com 1964.São épocas distintas,contextos diferentes,e não se esqueçam do apoio,projeto e principal motivador daquela revolução que tinha por trás o poderoso Estados Unidos da America e os seus interesses acima de tudo e de todos. Parem de supor que a solução dos problemas do Brasil estão nas forças armadas.É de uma ingenuidade tão absurda que os militantes que a apoiam de forma incondicional são vistos como malucos,esquizofrenicos e até companheiros de loucura dos vermelhinhos do MST. Se os militares "tomam" o poder ,as instituições se dissolvem e o caos se instala.Vejam a Venezuela,comandada a mão de ferro e com sua economia baseada no petróleo totalmente arrasada e seus filhos fugindo pro Brasil para não morrerem de fome.

Anônimo disse...

Não nos esqueçamos que no meio do caos político e social foi-se eleito políticos da classe do Hitler e do Mussolini, se auto-proclamavão salvadores da pátria, defensores do povo e prometiam tempos áureos para suas respectivas populações, deu no que deu e o resto já sabemos. Outra coisa que fico espantado é a mania do brasileiro querer comentar política externa (vide eleição do truMP e da saída do RU da UE) se nem ao menos conseguimos por políticos decentes no executivo e no legislativo.

Cb de esquadra

Anônimo disse...

General foi infeliz na sua fala .

daniel camilo disse...

1- O General foi diplomático. Como ele iria defender publicamente uma Intervenção sendo que a Constituição proíbe?
2- O General falou o óbvio, que a Democracia está bem e que os soldados não vão interferir.
3- Ele advertiu que "a panela de pressão pode explodir", se continuar assim.
4- O Gal não é contra Donald trump. ele disse que Jair Bolsonaro tem os mesmos pensamento que Trump quando NÃO defende o excesso do "politicamente correto" O que é isso? Explico: Sou negro, e se algum colega na rua me chamar de negão e eu não reclamar, outra pessoa pode denunciar quem me chamou de negão, mesmo eu não querendo. E se eu defender quem me chamou, vamos nos dois presos pois crime racial não tem fiança; é cadeia mesmo. isso já aconteceu!

Anônimo disse...

Líder!

ST Inf - DGP

Bento Franca disse...

Como ele se tornou cmte do exército? Foi por bravura em combate? Terá sido por relevantes serviços prestados à sociedade brasileira?

1 sgt inf disse...

General, eu nunca preenchi pesquisa de opinião sobre meu estado moral, sobre o que penso da situaçao do país, sobre a minha opinião sobre intervenção. Por isso, eu pergunto, de onde V Exa tirou esses dados para embasar vossas palavras?

Anônimo disse...

Kkkkk Parabéns comandante. Colocou os coxinhas no seu devido lugar. Excelente. Eu imagino que o militar que gosta de golpe milita odeia a razão de defesa. Sim , essa é uma conquista da democracia. Ou vocês também não sabem disso?

RENATO disse...

Faço uma aposta: Com esse ministro da defesa e com os generais das 3 forças que temos a "reforma da previdencia" dos militares inventada pelos civis sai antes da reforma da previdencia necessária para os civis. O arranjo para dar uma melhorada nos salários prometido pelo ministro da defesa sai depois ou não sai. Faltam chefes militares e civis de verdade!

Anônimo disse...

O Bolsonaro é "ponta de lança...", presidente, Donald Trump? Não estaria mais para o Donald, o pato nervoso da Disney. Claro que, quem tem juízo normal, não quer um golpe militar, como muitos petistas adorariam para confirmar o "golpe" que eles propalaram e ter vantagens políticas depois, mas do jeito que esse "calhambeque"- só funciona no tranco- chamado Brasil está, os militares vão começar a se envolver, acionados por um dos três poderes. Pernambuco, Rio, Rio Grande do Sul, Minas... e outros estados e capitais entrarão nessa fila. O dinheiro infinito, acabou, o país está quase falido de novo. Voltamos a estaca zero e vamos ter que amargar mais uns dez anos para voltar a se organizar e torcer para que os surrupiadores não voltem, o que duvido.

keko marques disse...

Sério???

Anônimo disse...

Esperar o que de alguém que bate continência a um comunista e ladrão?
Que baixa a cabeça ao PT e sua quadrilha?
Esperar o que de quem oprime os seus comandados e os submete a morar e casas caindo e a achatamento salariais?

Anônimo disse...

Um General que critica o movimento de 64 (que livrou o Brasil do comunismo, Graças a Deus, Graças as "vivandeiras alvoroçadas" e Graças aos GENERAIS PATRIOTAS e DEMAIS MILITARES), não pode ser chamado de melancia, isso é muito pouco. É ser comuna mesmo.

Anônimo disse...

TIRO AMIGO!!!!

Anônimo disse...

Concordo plenamente com V. Exa! a mensagem foi muito bem dada.

Cb Rolla.

Anônimo disse...

Suponhamos que aconteça a tal tomada do poder pelos militares: Todo o capital externo , empresas multinacionais aqui instaladas, investimentos "joint venture", acordos de mercado internacionais, credibilidade do país , tudo isso irá sumir da noite pro dia. Com o comércio exterior estagnado, empresas nacionais que dependem deste comércio irão paralisar suas funções, desemprego em massa ,muito mais grave do que estamos vivendo atualmente. Polícia das três forças nas ruas, tentando por bem ou por mal conter a fúria dos "esquecidos". Cala a boca geral na imprensa, punição severa aos contrários a qualquer medida , "imposta"( vejam bem, imposta) pelo chamado "governo provisório"( até quando julgarem necessário, o que pode levar anos),destruição dos laços diplomáticos e perda de apoio da maioria dos países. Em suma, para aqueles que não conhecem a história de Cuba e o seu governo revolucionário, que combateu o imperialismo americano praticando o silêncio e o comando a mão de ferro e punições severas aos contrários ao regime imposto, além de submeter o seu povo à pobreza e à ausência de liberdade de expressão, fica o alerta.

Anônimo disse...

Lider e verdadeiro Cmt..
1 sgt querendo ser Sub, ser QAO !!!

João Luiz disse...

Depois de 32 anos de serviços prestados ao Exército, vejo que tudo o que aprendi durante esses anos sobre patriotismo, comprometimento com a nação e honra, vão por água a baixo. Esperar o que de um General escolhido por Dilma e que é amigo declarado de comunistas como Aldo Rabelo, entre outros. O país está sem governo, sem controle e não se sabe quem manda. Os poderes estão totalmente corrompidos e até o pescoço de tanta corrupção e roubalheira. o Brasil hoje, está totalmente a deriva e ainda sou obrigado a ver um Comandante de uma das Forças Armadas vim bostejar isso em público. extremamente lamentável Exmo Sr Gen Villas Boas suas palavras, tenho certeza que a tropa e o povo esperava bem mais do senhor. lamentável. Senhor general, se o senhor tiver o minimo de dignidade, peça para ir embora pois definitivamente o senhor não representa o anseio do glorioso Exército de Caxias e da população brasileira

Anônimo disse...

O General Villas Boas não deveria ter falado que ligou para Bolsonaro e nem fazer comparação com Trump. Bolsonaro é contra a intervenção! A mídia cai pesado em cima. Tem que ver se a reportagem não foi manipulada e colocado no texto logo após falarem de MALUCOS. Podem ter falado nos dois assuntos mas em momentos diferentes. Vários meios de imprensa estão colocando a foto de bolsonaro como o tal maluco....kkkk Sub veio

Anônimo disse...

Eu gostaria de conhecer as OM's onde servem/serviram os companheiros de farda que acham que uma intervenção militar vai consertar o país. Nesses meus 20 anos de serviço, tudo que eu vi e ainda vejo me indica justamente o contrário.

Anônimo disse...

É apenas um General, que serve a grupos políticos e não a sua pátria e a seu povo.

Daniel - MB disse...

Concordo que a chance zero do Exército tomar alguma providência pois os Generais com peito para isso já morreram e existe sim generais ocupando cargos importantíssimos e recebendo as regalias e o respeito devido ao cargo, mas líder não existe nenhum. Quanto a reserva não existe nada sobre controle o que existe são militares disciplinados e pacientes mas se convocar para qualquer manifestação em qualquer lugar do Brasil comparecerão milhares.

Anônimo disse...

Qual era a situação geral do Brasil em 1964?
Seria pior que a atual?
O Brasil não se desenvolveu nesse período?
É claro que hoje teria a reação dos que estão envolvidos nesse mar de lama contra qualquer envolvimento da Forças Armadas e fariam tudo para enxovalha-las.
Está correto o comandante, principalmente se conseguir modificar os soldos dos militares no próximo ano.

Anônimo disse...

http://blogs.oglobo.globo.com/ancelmo/

Democracia é melhor

12/12/2016 09:00

Raul Jungmann, que no passado militou no PCB, encontrou-se sexta à noite no Rio com um velho camarada que estava meio Ubaldo, o paranoico, sobre o papel dos militares na atual crise política. O ministro da Defesa tranquilizou o amigo e se disse encantado com o grau de profissionalismo, competência e apego à Constituição das Forças Armadas. Melhor assim.

Léo disse...

Quando prederem o Lula e a turma do Stédile pegar em armas e começarem os ataques ,no campo e nas cidades, contra pessoas inocentes, aí eu quero ver se os parâmetros para as Forças Armadas assumirem o comando do país da roubalheira, do saque ,dos PIXULECOS E BACALHAUS ,do Caju, do Santo ,do Mochila, do Boca Mole, do Polo, do Justiça e do Caranguejo serão norteados apenas pelo Art 142 da nossa atual Constituição.Teremos,sim senhor, que sairmos da zona de conforto se não quisermos ver invasões de quartéis para prenderem e fuzilarem oficiais e praças.Exatamente como aconteceu no passado recente aqui.E de joelhos! E eu não tenho a menor dúvida que os canalhas estão anos-luz mais preparados do que em 1964: milionários,armados e com um poder de comunicação jamais visto. A panela de pressão está bastante quente,
de ambos os lados!!! Deles, pela frustração do projeto de poder.Nosso,pelos vencimentos vexatórios,humilhantes e vergonhosos!!!

Anônimo disse...

Fatos que percebi nesse cenário político do Brasil:
1° Milico no poder só ia piorar!Não conseguem nem comandar e organizar seus quartéis, que dirá um país ou um setor da economia, da sociedade. O cenário é MUITO MAIS complexo que 64 (Esses incapacitados de hoje, que querem fazer tudo no grito, não iam durar uma semana;
2° A crise que o país vive é moral e ética. As instituições e a democracia como muitos prolataram, não funcionam. Ou então teríamos dúzias de políticos presos diariamente, junto com juízes, desembargadores e auditores. Geralmente é pessoal que acoberta as falcatruas do outro e recebe apadrinhamento em troca;
3° A CF de 88 foi um endosso a bandidos! Explico: A maioria dos textos refere-se a direitos e vantagens, quase nunca a obrigações e deveres. Quando volta-se a deveres/obrigações existem ou querem fazer existir, interpretações ambíguas, que dão margem a outros entendimentos - vide o que aconteceu com Renan Calheiros x STF nos últimos dias - volto ao segundo item por conta disso( parece que no alto escalão das decisões, todo mundo tem o rabo preso com todo mundo;

4° O problema do Brasil, é o brasileiro; Se nos importássemos 10 % com política e problemas sociais de fato, com o que nos importamos com outras coisas (futebol, carnaval, novelas...)

Anônimo disse...

Não aceito ninguém falando por mim.

Anônimo disse...

Quem apóia intervenção mmilitar é maluco, doido varrido, inconsequente. Países que adotaram o a ditadura estão na M... o povo vota errado e depois fica choramingando. Excelente entrevista General.

Anônimo disse...

Li esta reportagem em vários sites na internet e a opinião dos civis. Não pegou nada bem para os civis as declarações do GeneraL. Não tenho nada contra o General, reconheço que o trabalho dele não seja fácil.
Talvez tenha agradado ao governo ou alguns setores isolados (principalmente a imprensa), mas não agradou a a maioria da população.
O país está afundado em corrupção e parece que a instituição não está preocupada com isso. RESUMINDO, DEVERIA TER FICADO CALADO.

marcelo augusto silva disse...

Sou Major da reserva da Polícia Militar do Estado de São Paulo, iniciei minha carreira militar no Exército Brasileiro (1° RCGd), fui sargento da FAB e em 1988 ingressei na PM de SP, portanto fui militar por toda minha vida, era exatamente o que eu queria ser e tenho orgulho extremo por todas as Organizações por onde passei, por tudo que fiz e por tudo que essas Organizações praticavam, nunca, jamais ouvi e jamais proferi o ensinamento de algo errado, por mais insignificante que fosse, portanto entendo plenamente e concordo com o que o Cmt do EB defende, apesar de eu ser um intervencionista,mas que tipo de intervencionista? O tipo que acredita firmemente que se pela força da lei, as Forças Armadas tiverem que assumir o governo do país, governarão melhor do que qualquer governo civil que já tivemos; sabem o porquê? Porque por trás de qualquer militar que governasse o país, teria o peso e a força da disciplina e da hierarquia, pilares de qualquer Organização militar, esses homens não iriam errar, não iriam roubar, não iriam ignorar coisas importantes para o povo brasileiro e por isso o país iria crescer novamente, mas não como aconteceu nos 20 anos de governo militar, pois como alguém bem disse nos comentários acima, desta vez não iríamos contar com o financiamento do governo americano. Quanto ao salário dos militares, nunca me enganaram, sempre me disseram que seria pouco, mas constante. Quanto a nossa previdência, acredito que o governo irá cumprir o que prometeu e não irá nos prejudicar, pois nosso regime trabalho é muito diferenciado ao dos civis, mas se percebermos que algo será modificado, cabe a todos nós, lutarmos por nossos direitos, pois não acredito que em contrapartida receberemos fgts, horas extras, direito de greve, adicional noturno, salário desemprego e outros benefícios, então precisamos defender nossos direitos.E por fim, quanto às eleições de 2018, voto em Jair Bolsonaro e se tivermos sorte ele será para nós o que Donald Trump vai ser para os americanos, porque quero um país onde novamente haja ordem, decência, honestidade,desenvolvimento para gerar empregos e que as pessoas de bem, possam novamente se sentirem livres e valorizadas. Isso é um sonho? Então irei persegui-lo.

ALMANAKUT BRASIL disse...

General nomeado por comunista, está perdendo a credibilidade da maioria dos brasileiros!

Deveria se preocupara mais com o estado calamitoso da Nação, do que com aposentadoria!


E RESPEITAR A MEMÓRIA DOS MILITARES QUE SALVARAM O BRASIL DAS TREVAS COMUNISTAS E DEIXARAM UM LEGADO DE AVANÇOS QUE OS PEÇONHENTOS AJUDARAM A APODRECER!

Anônimo disse...

Lula em 2018! Mimimi em 3, 2, 1.....

Anônimo disse...

Parabéns, somos dois.

Anônimo disse...

32 anos de EB sem estudar dá nisso. Carregou a cangalha por anos e não aprendeu nada. Triste.

Anônimo disse...

Meus amigos,não se pode nem pensar em intervenção militar, seria uma verdadeiro caos, os militares estariam no verdadeiro caldeirão do inferno, com tanta incompetência, com tanta arrogância, com tanto desmanado dos Comandantes que não respeita nenhum direito dos subordinados, que já são poucos. Todos os milicos torce que cheque o fim do ano de instrução (mês de dezembro) dando um arejamento com os meios expedientes, você acredita que o expediente em uma Unidade começa às 07:00 e é previsto a termino às 12:00, mas tem um Cmt que só libera a tropa às 14:00, trabalhamos 07 horas consecutivo (sem almoço), é mais que um expediente completo, e este Cmt acha que está dando meio expediente, pode! uma peste negra dessa, uma peste bubônica,uma cão do inferno dessa Governar um PAÍS.

Joao Lobo disse...

Me entristece saber que os generais ainda sao oelego de politicos. Se, ele chamou o art. 142 da constituicao para responder sobre uma possivel intervencao militar, a qual sou contra nesse momento, deve o Sr. Vila Boas se lembrar que nos nao cumprimos apenas o art. 142, por que se assim o fosse, nao estariamos realizando missoes da PM. PF. PRF. FORCA N SEGURANCA E outros tantos.
Deveria se lembrar que foi posto pelo PT e a ele deve obediencia, e com ele deveria ter saido.
Esperar o que de um chefe que ganha muito bem e nao se preocupa com a tropa em todos os sentidos.
Em guerra, o fogo amigo e pior que o do inimigo.

Anônimo disse...

1000% BOLSONARO..

Anônimo disse...

Pelo nível dos comentários, fico até com vergonha de querer melhores salários e mais respeito dos governantes para com nós, militares. Gente quase no ano de 2017 falando aina em "comuna", defendendo o golpe de 64, outros querendo a volta do PT, porque "éramos felizes e não sabia", uns atacando o Bolsonaro de inútil, outros defendendo, muitos criticando o Cmt EB, a maioria o presidente e a que foi impedida. Qual a parte de "...com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República..." os senhores não entenderam? Em suma, querem virar uma farândola, um bandão sem comando, não querem hierarquia nem disciplina, preferem ser leões de alojamento, destruindo o EB por dentro, é isso? Peçam pra ir embora senhores, procurem um emprego, não fiquem escondidos nos pelotões estudando para concurso, sugando seus colegas, saiam já, deem espaço para quem quer fazer por merecer. E antes de tudo, estudem, ouçam, leiam, conversem com pessoas diferentes, militares, civis, profissionais liberais, larguem um pouco as redes sociais e aprendam algo para não continuarem a falar bobagens. Caro blogueiro, desculpe o desabafo, mas tem gente que tem coragem de falar no "Exercito de Caxias", ÉDCCDB, com o perdão da palavra.
STen Honório.

Anônimo disse...

Alguns falam como se o aumento salarial dependesse única e exclusivamente do Cmt EB. Outra coisa, vcs acham mesmo que o Cmt EB vai defender a intervenção militar em uma entrevista qualquer? 1964 foi bem diferente, outro contexto.

Anônimo disse...

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/bom-dia-rio-grande/videos/v/itaqui-tera-reducao-no-efetivo-militar/5506903/

Anônimo disse...

http://g1.globo.com/pernambuco/videos/v/forcas-armadas-e-policia-militar-trabalham-juntas-no-grande-recife/5507873/

Anônimo disse...

http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/ministro-defende-criacao-de-guarda-permanente-sob-comando-das-forcas-armadas.ghtml

Anônimo disse...

Militar que não segue as ordens de seu Cmt NÃO É MILITAR!!!!!!! É um bandido fardado!!! se não me engano estamos em uma instituição pautada pela hierarquia e disciplina... e não adianta vir com argumentos de baba ovo, isso é desculpa esfarrapada dos incompetentes que se acham donos da verdade. Se não te adaptas, se não quer obedecer, se não te ajustas a profissão, simples CAIA FORA!!! pois aqui na minha profissão você não serve, TRAIDOR!!!

Anônimo disse...

Não conheço o Bolsonaro pessoalmente mas o acho um boçal por tudo que fala e representa. Já o Cmt não acha, tem certeza. porque ter mais acesso.

Anônimo disse...

Este comandante do EB já deveria ter ido embora junto com a queda da ex presidente Dilma. Não sabe o que faz lá...

Anônimo disse...

Minha casa ontem encheu e minha esposa perguntou o que fiz da minhsña vida com um salarip que mal paga um teto na favela. Meu Deus o unico mal que fiz foi a prova da EsSA...meu filho e esposa estao sofrendo por minha culpa e por falta de uma politica salarial digna meu Deus 35 anos Rogai por nos !!!

SO FAB RR disse...

O que vejo, na verdade, é que em diversos comentários aqui expostos, é visível o desespero de um enorme contingente de endividados. Não só os salários dos militares, mas da imensa maioria dos trabalhadores brasileiros, não são suficientes para cobrir as despesas obrigatórias o que os levam a se sujeitarem aos empréstimos caríssimos com juros exorbitantes e impraticáveis que simplesmente arruínam qualquer orçamento familiar. Devemos então "economizar" na alimentação? Como?(aliás , não como?),no aluguel? no condomínio? na luz?(ventilador no Rio de Janeiro em janeiro????),na medicação?(compro então um bem mais barato com efeito placebo?). Também ,como muitos desejam, gostaria de "arrancar" do poder , esta corja de inúteis que continuam a delapidar o erário público, mas nesta hora ,a função dos militares é respeitar e defender as Instituições. Não sejamos ingênuos de uma intervenção armada. Iríamos arruinar o Brasil e o caos político/econômico/social se instalaria e o descontrole teria que ser combatido com violência(acham que não????). Se duplicassem os nossos salários hoje e nos dessem a seguinte ordem:" Todos os militares, da ativa e da reserva, estão convocados a se aquartelarem e se prepararem para confrontos. Todos irão para as ruas e estão obrigados a permanecer nelas sob o comando irrestrito de seus comandantes. Desertores serão punidos severamente e não serão tolerados quaisquer questionamentos, sendo estes considerados crimes contra a ordem pública e certamente os questionadores serão exemplarmente punidos." Quando o caos reina em absoluto, a corrupção que tanto odiamos também cresce vertiginosamente, portanto, volto a afirmar que nossa função é defender as instituições, pois o não cumprimento das leis e as práticas ilícitas é que jogaram o Brasil neste mar de lama. Somos Brasileiros, somos a segurança desta nação, levamos décadas para limpar a sujeirada da ditadura de 64 (financiada, apoiada e vigiada pelos EUA), somos seres humanos, chefes de família e estamos nas forças armadas por vontade própria. Vamos conquistar nossos objetivos mas pela força da lei e não agindo de forma emotiva, desequilibrada, violenta. Onde tem violência , tem mortes, de ambos os lados. Se necessário for, entraremos em ação, mas de forma coesa, organizada, amparada na nossa legislação. lembrem-se, somos militares, não somos uma milícia de revoltosos e somos o plano B, como em qualquer nação do mundo,quando as instituições se degradam por completo.

Anônimo disse...

O nível dos comentários continua baixo, dentro das Forças Armadas ainda impera o "Nós", os oficiais, e o "Eles", os praças. Generais, os que querem alcançar o generalato e os apaniguados que formam o séquito dos dois primeiros grupos citados vivem uma outra realidade, aos demais o choro e o ranger de dentes.Espero que não apareça ninguém com o velho mantra: Pede pra sair !

Marinho disse...

Que eu saiba o Bolsonaro nunca foi a favor de intervenção nenhuma. Ele apenas enalteceu os militares pelo fato de parte da população querer a volta dos militares.

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Militar que não segue as ordens de seu Cmt NÃO É MILITAR!!!!!!! É um bandido fardado!!! se não me engano estamos em uma instituição pautada pela hierarquia e disciplina... e não adianta vir com argumentos de baba ovo, isso é desculpa esfarrapada dos incompetentes que se acham donos da verdade. Se não te adaptas, se não quer obedecer, se não te ajustas a profissão, simples CAIA FORA!!! pois aqui na minha profissão você não serve, TRAIDOR!!! -13 de dezembro de 2016 06:54

- OK, próximo...

OBS : Tu tira serviço ainda ? Ou melhor, tira serviço e dorme no quartel ??

Anônimo disse...

Na falta de fazer esse General comandante do EB inventa de criticar Donald Trump? Quem é esse General para criticar Donald Trump? Um general de exercito de 3° mundo criticar o presidente do 1° mundo... Piada...

Anônimo disse...

Ao anônimo das 10:17, 13 dez; Já que pediu, toma: "Pede pra sair, gênio da lâmpada!" Que comentário magnífico o seu. kkk.

Anônimo disse...

Quem toma iniciativa são pessoas. Os poderes são pessoas?

Anônimo disse...

E se o comandante mandar você comer merda?

Anônimo disse...

O SO DA FAB,??????

DEIXA DE SER PERNOSTICO. vc não viveu o periodo, então vá ler o q o partido manda. Vc nãO sabe de nada.
Tenho minhas duvidas sobre as suas "boas intenções", tira uma de bonzinho, mas....., milico vc não é. não venha com bla bla bla, não cola em milico experiente.
E nem pense q visto outra cor.
Apareceu e vai sumir como um infiltrado.
Os seguidores do blog já conhecem bem as artimanhas.
E sujeira é o q vcs e seus cumpanheiros fizeram.
Antes de 64 e agora q abandonaram a "fisiologia" e mostraram a verdade, são: cleptocratas.

Anônimo disse...

CAROS AMIGOS,
Sei que todos tem o direito de se expressar e devemos respeitá-la, contudo tem opiniões que são fora da realidade, contexto também, entrei na força porque acreditava que era uma instituição séria, utilizava-se jargões que era única da linguagem de militar como: oficial tem fé de ofício, acredite em seus superiores, e, eu acretiva e depositava a confiança nessa instituição que tanto amei. Porém, hoje, os jargões que nosso superiores utilizam são outros como : salve-se quem puder, faz coisas erradas e não assume, pra se safar fala que seu subordinado não o orientou, fala que não viu nada, vou te dá um péssimo conceito, te darei uma razão de defesa. É cômico e antagônico um oficial passar na Espcex 1 ano e na AMAN 4. Total, 5 anos se tornando oficial de carreira e pode chegar ao posto de General de Exército, realiza EsAo, ECEME e são considerado o BAM BAM BAM, quando ele caga pau, viram-se para seus superiores e dizem que não foi orientado pelo seu subordinado sargento, que, em sua formação de 01 ano em uma escola xexelenta “a vista da AMA” tem que orientar uma um oficial, este sim que deveria orientá-lo para que não ocorresse erro e se ocorresse quem deveria ser responsabilizado seria O MILITAR COM MAIS CONHECIMENTO e não querer colocar a culpa no pracinha. É fácil um superior falar “Militar que não segue as ordens de seu Cmt NÃO É MILITAR!!!!!!! É um bandido fardado!!! se não me engano estamos em uma instituição pautada pela hierarquia e disciplina . Se não te adaptas, se não quer obedecer, se não te ajustas a profissão, simples CAIA FORA!!! pois aqui na minha profissão você não serve, TRAIDOR!”, olhando do ponto de vista que falei quem se torna babaca, quem é o verdadeiro bandido, quem é o INCOMPETENTE, quem é o TRAIDOR. Todos entraram através de concurso não dependendo de você, e que sei a profissão pertence a um grupo e não é só sua, militar incompetente é aquele que se ampara na hierarquia e disciplina para intimidar os outros.zé m

Anônimo disse...

Suboficial RM1 - Para início de conversa não tem essa de minha profissão ... é nossa profissão ... Não creio que nenhum companheiro aqui quer ser insubordinado, mas apenas demonstram suas tristezas por conta desse quadro. mas algumas pessoas parecem querer tolir esse direito. Nos cumpriremos todas as ordens, concordando ou não, mas o direito de ficar triste, esse ninguém pode nos tirar. Os cidadãos, sejam eles militares ou civis, estão angustiados com tudo isso, ou será que deveríamos aplaudir? Não somos especialistas em política ... até porque, qualquer ideia ou opinião que apresente uma teoria para "CONSERTAR" o país, ainda que pautada em estudos realizados por pessoas com muita capacitação técnica, não passaria de especulação. Ninguém pode afirmar qual seria o desfecho desse ou daquele plano, mas uma coisa podemos afirmar: Somente a efetiva participação do povo pode mudar essa quadro. Somos 206 milhões de habitantes, cuja maior parte diz estar insatisfeita, mas que mal consegue levar 1 milhão de pessoas para protestar contra isso tudo. Não existem heróis ... ou o próprio povo vai às ruas para mostrar sua indignação e defender seus interesses ou nada irá melhorar. "Todo poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido." Se o povo julga que o poder não está sendo exercido em seu nome, é esse mesmo povo que deve tomar o poder para si e eleger outos que sejam dignos de fazer isso em seu nome ... Como se diz na Marinha do Brasil, almirantado é cargo político. A carreira militar vai de SD/MN até CMG/Cel e todos nós sabemos disso. Sabemos também que todo cachorro é manso até decidir morder. Esses dias meu cachorrinho manso atacou meu filho, mas se ele pudesse avisar que o ataria, o que eu faria? Continuaria com ele na minha casa? Acho que não .... O povo brasileiro é acomodado, pois foi educado para ser assim, ou melhor, foi deseducado para se conformar e uma minoria inconformada é como uma abelha sozinha querendo tirar onda, onde o resultado é chinelo no traseiro dela, mas se falarmos em enxame a conversa muda de figura, mas isso não ocorrerá ... pelo menos eu não acredito ... Protesto com 1,5 milhão de pessoas em um país com tantos habitantes é insignificante. ... o povo precisa amadurecer e parar de querer terceirizar uma responsabilidade que é sua, não das FA, tampouco do Dep Jair Bolsonaro. O povo é culpado por tudo que está acontecendo. Ignorar a verdade não faz de ninguém um inocente. O povo que errou deve corrigir.

Anônimo disse...

Tem pessoas que acostumou-se só em receber. Não reconhece mais o momento que o chama para doar.

SO Soares disse...

Com certeza.... acostumados e conformados com a dominação, são como pássaros de cativeiro que preferem mudar de dono do que busar a liberdade e lutar por um alimento novo, rejeitando a ração de migalhas que seus donos oferecem. Não adianta abrir suas gaiolas, eles jamais sairão de perto delas. Não importa quem seja seu dono, Tudo que ele lhe oferecerá serão migalhas comparado ao que eles comem. Está mais do que na hora de quebrar as gaiolas da ignorância e começar a pensar como pessoas livres. Só precisam de heróis aqueles que estão sendo dominados. Herói só existe um: JESUS!!!

Anônimo disse...

Fico triste com a submissão de nossos comandantes . Sou militar 24 horas . Sou voluntário para rtodas as missões . Sou E no Taf e no TAT . Vibro muito . Acho que é mais que obrigação ter bom rendimento . Tenho curso superior e mestrado . NÃO SOU MELHOR E NEM PIOR QUE NENHUM MILITAR . Mas outro dia fui expressar minha tristeza com a atual situação e fui orientado por um oficial superior a ficar calado . Por que os Generais fazem vista grossa ? A tropa desmotivada . Sou primeiro sargento participo de exames de contra cheque , entro na escala de sindicância ,mas não posso assinar um cartão de cabelo de soldado EV na Companhia pois somente oficiais podem assinar . Não faço questão de assinar esse mísero cartão de cabelo .Mas esse papinho de família militar não cola mais !

Anônimo disse...

Concordo.

Anônimo disse...

Verdade também.

Anônimo disse...

Comentarista das 13h45min do dia 13 de dezembro: Que gracinha que você é, o padrão de militar bobalhão que infesta o EB, o engraçadinho, o espirituoso, sempre com uma piadinha pronta, a alegria do alojamento e da cantina. FP

Anônimo disse...

Toda da minha família diz...

BOLSONARO PRESIDENTE. OK, fora general Petista!

José gilson de Alcântara Bezerra disse...

Tem todo meu apoio

SO FAB RR disse...

Não tiro o seu direito de criticar o que escrevi,afinal ainda vivemos numa democracia. Apenas uma correção : Sou milico da reserva da Força Aérea, 9 anos de Amazônia, alguns milhares de horas de voo,muito lançamento de PQD,muita missão conjunta com o EB,muitos serões, muitos finais de semana trabalhando com mecânica de aviação, muitas toneladas de carga transportadas no Brasil e no mundo,muita missão de ajuda humanitária. Quanto às suas dúvidas,é um direito que vc tem de ter!Obrigado por ter lido a minha opinião.

Anônimo disse...

https://youtu.be/ABq0rXvVAQQ
Resposta às infelizes colocações do General petista.

ronaldo fontes disse...

Se sua Exa. O General Vilas Boas vem a público concordar com intervenção. No segundo seguinte tem que tomar a decisão de intervir. Muito bem. quem serão os elementos "salvadores da pátria " nesse delicado momento?
O General e seu Alto Comando possuem todos os elementos para identificar o que é melhor para o Brasil.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics