30 de dezembro de 2016

Em resposta mais forte que a do Exército, Facebook deleta página apócrifa de crítica aos Colégios Militares


Eles são incansáveis. Em nova ofensiva contra a qualidade do ensino dos Colégios Militares, uma página no Facebook foi criada na última terça-feira (27). Nesta quinta (30) virou matéria do Correio Braziliense, segundo o qual o espaço apresenta relatos de humilhações, racismo e até tentativas de estupro que teriam ocorrido nas escolas. Um circo de horrores, enfim. Muito diferente do exemplar sistema de ensino que a esquerda brasileira - não sem motivo, se é que me entendem - tenta derrubar há décadas.
"Em entrevista ao Correio, pela internet, a pessoa que administra a página afirma, sem querer se identificar, que a ideia surgiu após uma conversa com ex-alunos de uma dessas instituições. "Estávamos conversando sobre situações abusivas pelas quais passamos e sobre como nada foi feito pela instituição, mesmo depois de termos recorrido ao setores que seriam destinados justamente a nos ouvir", conta a pessoa, que preferiu não dar detalhes pessoais, como sexo, idade ou estado onde mora."
Por coincidência, justamente enquanto estava pesquisando, a página #NomeuColégioMilitar foi retirada do ar pelo Facebook. O mesmo ocorreu no Twitter (@nomeucmm)
Mas durante os minutos que pude acessá-la, foi possível ler algumas das denúncias postadas. O debate entre os comentaristas da página é alimentado por postagens de alguns professores da rede pública, que ostentam em suas linhas do tempo imagens de invasões de escolas com o indefctível #ForaTemer!, homenagens a El Comandante Fidel, Che Guevara e outros ícones da esquerdalha.
Enfim, o objetivo é muito claro.
 A meu ver, deixou muito a desejar a resposta do Exército aos questionamentos do jornal. Na defensiva, a nota do Centro de Comunicação Social do Exército choveu no molhado ao ressaltar as virtudes, qualidades e resultados do projeto pedagógico do Sistema Colégio Militar do Brasil, Ora, os excelentes resultados obtidos pelos Colégios e seus alunos em todas as avaliações, exames e concursos estão aí para comprovar isso, não é de hoje. Mas, vá lá, por vezes, se faz necessário relembrar o óbvio. 
Estranho, para dizer o mínimo, é o fato da nota não criticar, e com veemência, à condição apócrifa da página, cujo autor usa do anonimato para estimular denegrir de forma tacanha a imagem de um case de sucesso que representa um dos maiores orgulhos da Força Terrestre.
Mais corajoso que o Exército, o Facebook não hesitou em defenestrar a página. Parabéns.

30 comentários:

Anônimo disse...

Esse mimimi de colégio militar já está enchendo o saco...
Todo mundo sabe dá qualidade dos Colégios militares..
O grande problema é que eles têm razão..O aluno regido pela conduta militar são totalmente adestrados...
Não tem personalidade própria e não possuem o poder contestador.
Temos coisas mais importantes para brigar...

Anônimo disse...

tenho amigos professorzinhos desse tipo aí. Na verdade até cortei relação

uma amiga professora se queixou de nao fazermos nada e aposentar com 30 anos. a filha da mae vai se aposentar aos 25, sem fazer nada e vive dispensada e ainda apoia o sindicato

ela mama nas tetas e fala de nos

Anônimo disse...

Quer dizer que colégios bons são os da rede municipal e da rede estadual? Essa cambada não quer estudar de verdade e ainda não aceitar aquele que quer.

2º Sgt 2001 disse...

CAROS AMIGOS E MONTEDO, SOU SEGUNDO SARGENTO E FUI CONCURSADO CLASSIFICADO
Não ganharei o valor abaixo, ganharei pouco mais de 8.000 de soldo e montante de uns 9.500, mas quero postar aqui pra animar nossos companheiros

Conheça os 10 cargos que receberão mais de R$ 17 mil a partir de 2017!

Olá, amigo concurseiro!

Tudo bem?

O ano de 2016 foi repleto de aumentos salariais para diversas carreiras, as quais cito a seguir:

Poder Judiciário da União (STF, STJ, TST, TRF´s, TRT´s, TRE´s, etc…)

Polícia Rodoviária Federal

Poder Legislativo (Câmara, Senado, Câmara Legislativa do DF…)

Tribunal de Contas do DF

Tribunal de Contas da União

Polícia Federal

DNIT

2º Sgt da caserna disse...

parabéns sargento aprovado, mesmo saindo do exercito vc ainda tem moral e nos incentivar

bom futuro na nova carreira; ainda falta um pouco pra terminar a faculdade. Tirei alguns cursos como guerra na fronteira e pqd, ganho os 20%, mas confesso que me entristece outras seguranças publicas ganharem bem mais que nós

boa sorte companheiro

selva operacional!!!

Anônimo disse...

Chato pra caramba.

Anônimo disse...

Teu recalque bate no meu alamar e volta.

Anônimo disse...

Colégio militar: disciplina e aprendizagem. Contestar oque nessa idade? O pt, o congresso, a imprensa adestrada? O stf? O tcu? Escola sem partido, já!

Joseana Celiza disse...

Não sei quantos você conheceu para chegar a esta conclusão... Mas achei engraçada esta opinião, visto que os alunos do sistema CM são bem argumentativos e críticos.

BOMBEIROS DF disse...

Parabéns pela matéria foi replicada no www.bombeirosdf.com.br

Anônimo disse...

Ao anônimo de 30 de dezembro de 2016 12:43


Gostaria de saber do anônimo, baseado em que você diz que "O grande problema é que eles têm razão..O aluno regido pela conduta militar são totalmente adestrados..."[sic]

Pergunto, Como você construiu esses argumentos? em achismos? ora amigo poupe a mim e todos os leitores dessa fala leviana.


"Não tem personalidade própria e não possuem o poder contestador"[sic]. Sinceramente o que me deixa aliviado e até feliz é que vivemos em uma democracia onde qualquer imbecil pode argumentar sem fundamentação e conhecimento sobre assuntos que talvez nunca lhe serão pertinentes.

"Temos coisas mais importantes para brigar..."[sic]. Com certeza você não é militar para falar uma asneira dessa. Isso facilmente é identificável quando utiliza a 1ª Pessoa do plural, esse "Temos" que você utiliza não pertence a "Nós" militares de verdade. Brigamos sim! pode ter certeza disso, e "nossas coisas mais importantes" são as nossas famílias, salários dignos, reconhecimento da nação pelos serviços que prestamos e também, anônimo, um estudo de qualidade que poder abrir portas futuras para nossos filhos e filhas que só os colégios militares podem proporcionar. Faça um pequeno favor amigo, quando responder alguma coisa em um Blogger voltado para assuntos militares, tenha muito cuidado com a utilização do pronome "Nós", fica a dica.

Turma 1991 Art ESA

Anônimo disse...

Diga isso de você. A aptidão para generalizar já possui em si uma total ausência se senso crítico sobrenome assunto. Senso crítico, aliás, que pude desenvolver de forma bastante aprofundado nesta instituição de ensino.

proview disse...

Fala-me o nome de um aluno que "não possui o poder contestador". Fala-me o nome de um aluno "adestrado".

Pelo contrário, querido colega. Talvez ainda mais eficaz que as ditas 'universidades federais', que se dizem "proclamadoras de conhecimento", quando não passam de meras compartilhadoras de ilusões e utopias.

Sou de colégio militar, com orgulho, e com a certeza de que minha principal virtude é saber o que é certo e o que é errado, socialmente falando.

Antes de ler qualquer coisa na internet, procure conhecer e conviver com alunos e, principalmente ex-alunos, de colégios militares.

Obrigado pela leitura.

Anônimo disse...

Fui aluno do CM durante 7 anos da minha vida e posso afirmar, com toda a certeza, que tu estás redondamente enganado. Não existe qualquer tipo de adestramento dentro do CM. Além do mais, a cobrança do RI/CM muitas vezes (pra não dizer sempre), a fim de aliviar o aluno.

Anônimo disse...

Incrível demonstração de ignorância esse comentário! Como em qualquer lugar, muitos tem opinião própria SIM, ao mesmo tempo que muitos se deixam influenciar por opiniões e pensamentos alheios (e infelizmente,pelo comentário de mente POBRE, imagino que possa ser o caso...). Não dá pra generalizar nada, ainda mais quando não se sabe do que tá falando, isso é preconceito.

Raphael Alvarenga disse...

A certos tipos de matéria que não precisam de contestação, morrem por si mesma por total falta de credibilidade. Responder a estas matérias seria como latir de um lado da rua para espantar um chihuahua do outro lado.

Anônimo disse...

Como se os demais não estivessem sendo adestrados também, só que com valores marxistas, sem qualquer disciplina e sem cultuar os valores culturais necessários para nosso país deixar de ser uma nação de alienados. No Colégio Militar além das crianças aprenderem desde cedo o valor da disciplina e respeito à hierarquia e às instituições, elas ainda aprendem matemática, física, química, literatura, português, história, geografia... e aprendem mesmo, enquanto em outras escolas o que vemos é uma preocupação irresponsável em ensinar as mais perversas ideologias que não servirão pra nada a não ser criar mais um esquerdista fracassado que depende ou dos pais ou do estado pra fazer qualquer coisa.

Anônimo disse...

Adestrados e sem o poder contestador? Realmente um comentário totalmente desprovido de conhecimento sobre o assunto. Talvez o exemplo dos zumbis doutrinados invadindo escolas teleguiados por canalhas ideológicos, seja um "grande" exemplo de "poder contestador"

Anônimo disse...

No mundo "moderninho" de hoje, onde ha liberdades demais, é de se estranhar a forma militar dada aos alunos dos colégios militares.Basta comparar os resultados dos que tiveram uma educação mais rígida e os que "podem" tudo. Ha muita inveja porque ainda ha instituições que tentam educar e dar um rumo certo aos jovens, em vez de ensinarem apenas a baderna, fumar maconha, fazer protestos e ser um desempregado no futuro.

Bairros disse...

Tirei alguns cursos?
Guerra na Fronteira?
Kkkkkk

Anônimo disse...

Existe uma grande diferença em ser filho de Oficial e ser filho de Praça. Tratamentos diferentes. Conheço um camarada colega de CFS que foi monitor de CM, ele pegava os Boletins dos Alunos da Companhia que ele era Sargenteante que eram filhos de Oficiais e com seu próprio veículo realizava a entrega, ficava na parte da tarde rodando nos quartéis. Um dia perguntei porque ele não entregava dos filhos de Praças também e ele falou: "Quem decide alguma coisa no EB é Oficial e tenho que pensar no meu futuro, quero uma missão no exterior e uma boquinha em Brasilia". O que ele quis dizer? que fazendo esta "média" com os Pais dos alunos ele teria um retorno. A prova que os filhos já colocam o nome de guerra dos Pais para uma melhor identificação. Na minha opinião os CM tinham que ser de acesso de todos e por Concurso sem a "peixaria" de entrar por ser filho de militar.

Anônimo disse...

O problema é o "comodismo". Em Colégio Militar existem militares que chegaram como Capitão e ficaram até a reserva. Os Comandantes são de segundo Comando, ou seja recebem este Comando porque não serão General. Geralmente após passarem o Comando arrumam uma "vaguinha" em Brasilia-DF e lá ficam até a reserva. Outro fato é o "excesso" de Oficiais Temporários e Professores Civis. Os Professores tem que serem Oficiais QCO. Não vamos muito longe observem nos dias atuais o número de Alunos de Colégio Militar que seguem a carreira militar? São poucos? Algo de errado tem? Será que ficaram decepcionados com o sistema? Tem que existir uma reestruturação no Sistema. Por exemplo colocar um Sargento Guerra na Selva de monitor ele não tem uma formação para trabalhar com crianças. Para ser monitor tem que ser militar possuidor de Curso no CEP este é o principal requisito. Um militar deste tipo (operacional) começa fazer pressão e uma criança que esta em fase de formação, pode até se tornar um adolescente doente. (nevosismo e ansiedade).

Anônimo disse...

Hoje temos o Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA. Qualquer problema de "bullying" basta contratar um Advogado que ele ingressa com uma Ação Judicial e com certeza as autoridades serão penalizadas até com a perda do Cargo. O autor (es) do "bullying" penalizados e os responsáveis podem pagar indenização. Tem ocorrido muito isto no Brasil. Inclusive os Conselhos Tutelares podem dar inicio, eles levam o caso a Juizado da Criança e do Adolescente que realiza a "denúncia". Quanto aos Colégios Militares na minha opinião tem retirar a parte do militarismo. Mudar o nome para Colégio Militar do Brasil (exemplo). O Comandante ser da Reserva.

Fernando disse...

aposto que quem fez esse bosteio (comentário), era um dos apoiadores da pagina bloqueada!
ta falando isso só pra tumultuar, pessoal!

Marcelo Costa disse...

Muito cômico o comentário de alguns leitores. Teve um que chegou a confirmar que o Sistema Colégio Militar adestra o alno, retirando sua capacidade de pensar por si próprio ou de contestar. Que bobagem sem pé nem cabeça!
Muitos alunos de Colégios Militares foram famosos contestadores do establishment em sua épocas e nem por isso deixaram de amar seu Colégio.
Para citar apenas um exemplo, cito o humorista Agildo Barata Ribeiro. Filho do comunista Agildo Baltazar Barata Filho, nunca foi muito bem quisto pelo governo militar. Era apenas tolerado muito mais pela amizade de seu pai com Ernesto Geisel do que por qualquer outro motivo. Mas nem por isso deixou de dar suas espetadas no sistema.
Será que ele era mesmo um "robô" sem capaacidade de criticar ou de pensar por si próprio?
Por outro lado, o que pensar sobre as "madrassas ideológicas", que são as escolas rurais do MST? Será que lá eles ensinam a pensar, a criticar e a fazer a dialética que os socialistas alegam realizar?
Acho que chegou a hora desses socialistas (inclusive alguns poucos que costumam frequentar este site para tentar infectar os verdadeiros patriotas com suas ideias malucas) a arranjar uma carteira de trabalho e ajudar a tirar esse país da crise econômica, social e ética que eles mesmos criaram.

daniel r disse...

o PT saiu mas ainda tem seus tentáculos estendidos em outros partidos com a mesma ideologia comunista: Psdb, Pc do b; Pstu, Psol,.....O PMDB foi aliado do PT e até agora não demitiu os milhares de petistas infiltrados em todas as instituições. Esses petistas agora escondidos fazem o serviço sujo. As Forças Armadas são constantemente bombardeadas com o fim de ficarem desacreditadas. Se a esquerda conseguir derrotar as FA, seremos uma nova Venezuela, com certeza. Michel Temer está descapitalizando a população e isso é um forte sinal do avanço do Comunismo. Contudo, ninguém acredita!

Anônimo disse...

O pmdb rouba mais que o pt, mas as FAs apoiou esse golpe e tomaremos mais cinco anos.

Anônimo disse...

Você sabe ao menos qual é a gênese dos Colégios Militares (CM)? Existem regras para se entrar nos CM. O Exército não é o Ministério da Educação. Os CM existem para assistir à família militar, que está constantemente sendo deslocada para todo o território nacional, por necessidade do serviço, ou seja, não tem escolha. Você imagina a sua família sair de uma cidade com bons colégios e ser enviada para um lugar distante, onde a educação é uma brincadeira de mal gosto? O EB procura amenizar de alguma forma. Infelizmente, como em qualquer profissão, encontramos gente com a mentalidade a que você se refere. Porém, hoje (e já faz um bom tempo) os pais acompanham os resultados de seus filhos pela INTERNET.

Anônimo disse...

Nos últimos 06 anos uns 10 (dez) ex-comandantes de CM foram promovidos a General, em pleno exercício do comando. A missão do EB não é manter Colégios Militares, mesmo assim são mobilizados o equivalente a uma Brigada de Infantaria Motorizada para esse fim. O professor civil e o oficial temporário são importantes para o sistema e para o Exército.

Anônimo disse...

Gostaria de saber como você descobriu esta verdade. As FFAA, por meio de seus comandantes, têm sido enfáticas em afirmar que só agirão dentro da legalidade, da constitucionalidade e pela estabilidade. Estão equidistantes dos partidos políticos e têm as suas MISSÕES bem definidas na Constituição.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics