8 de janeiro de 2017

Cabo do Exército morre ao participar de 'racha' no Pará

Cabo do Exército morre após bater de frente com outra moto em Santarém
Acidente aconteceu na madrugada de domingo (8), na Nova República.
Vítima morreu na hora e o outro motoqueiro foi levado ao Pronto Socorro.
Do G1 Santarém
Santarém (PA)  - Um cabo do 8º Batalhão de Engenharia de Construção (8º BEC), identificado como Inácio Cavalcante Cruz, de 22 anos, morreu na madrugada deste domingo (8) ao bater a moto que pilotava contra uma outra motocicleta, na rua Tancredo Neves, no bairro da Nova República, em Santarém, oeste do Pará.
De acordo com informações de testemunhas, duas pessoas vinham fazendo um racha desde a Avenida Cuiabá e quando chegaram a um determinado trecho da pista as duas motocicletas bateram. O cabo do Exército Brasileiro morreu no local e a iutra vítima envolvida no acidente foi levada para o Pronto Socorro Municipal (PSM)
A Polícia Civil confirmou que os dois motoristas participavam de um racha e irá investigar se eles estavam sob o efeito de álcool.
O G1 solicitou nota ao Pronto Socorro Municipal sobre o estado de saúde do outro motoqueiro.
G1/montedo.com

6 comentários:

Anônimo disse...

http://mujahdincucaracha.blogspot.com.br/2017/01/fidel-paredon-castro.html

Saber nunca é demais.

Anônimo disse...

Triste noticia, o pior de tudo que cada dia que passa estamos vendo isso acontecer com mais frequencia. Isso é culpa da politica de educação de transito, falta de orientação de comando entre outras. Meus pesames a familia.

Alexandre Pedro disse...

Servi no btl 5 anos como oficial e SEMPRE, SEMPRE são repassadas orientações com relação a moto , inclusive nas formaturas, palestras, avisos na companhia e nas vésperas de festas na cidade ou feriadões. O exército tem grande preocupação com relação a isso e sempre faz campanhas e vídeos institucionais sobre o assunto. O número de acidentes de moto são monitorados pelo batalhão e pelo escalão superior. Portanto, não procede a info quanto a falta de informação do batalhão. Eh injusta essa Colocacao.

Alexandre Pedro disse...

São repassadas = foram repassadas

Anônimo disse...

Caro Alexandre Pedro

Acho que seu exercito é diferente do meu, pois falar não é orientar, deve se fazer campanhas de orientação não em formatura onde o militar não ve a hora de acabar e nem se quer presta atenção no que o Cmt fala.
Tem que se ter instrução seria em sala de aula, sem ladainha e com papo de orientação por profissionais que sabem o que falam, exemplo policia de transito ou transito municipal...
Colocar um Of ou sgt que prepara uma instrução rolha não adianta nada e o militar ao final esta dormindo...

Alexandre Pedro disse...

Companheiro Anônimo 10/01/17 das 22:00 hs.
1- avisos e formaturas na Cia não são ladainha e, caso seja a forma como vc se porta, devo lhe dizer que está postura eh bastante equivocada.
2- além da ladainha como vc citou, são apresentados vídeos institucionais e instrução de quadro sobre direção defensiva para auto e moto.
3- muitas vezes a culpa, infelizmente, eh da imprudência e irresponsabilidade dos motoristas envolvidos nos acidentes.
4- eh Moda nesse blog reclamar do cmdo e dos oficiais. A verdade eh que noto muitas pessoas frustradas que só vem aqui reclamar da vida.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics