17 de janeiro de 2017

Crise carcerária: Temer autoriza uso das Forças Armadas nos presídios

Forças Armadas poderão atuar em presídios para reforçar segurança
Paulo Victor Chagas e Débora Brito – Repórteres da Agência Brasil
O governo federal autorizou hoje (17) a atuação das Forças Armadas nos presídios para fazer inspeção de materiais considerados proibidos e reforçar a segurança nas unidades. O anúncio foi feito depois de reunião entre o presidente Michel Temer e autoridades de todos os órgãos de segurança e instituições militares do governo federal para discutir estratégias de segurança pública.
“Em uma iniciativa inovadora e pioneira, o presidente coloca à disposição dos governos estaduais o apoio das Forças Armadas. A reconhecida capacidade operacional de nossos militares é oferecida aos governadores para ações de cooperação específicas em penitenciárias”, disse o porta-voz da presidência, Alexandre Parola.
Segundo o governo, é preciso que os estados concordem com o trabalho dos militares enviados pelo Ministério da Dfesa, mas a segurança interna continua sob responsabilidade dos agentes penitenciários e policiais. “Haverá inspeções rotineiras nos presídios com vistas a detecção e apreensão de materiais proibidos naquelas instalações. Essa operação visa restaurar a normalidade e os padrões básicos de segurança nos estabelecimentos carcerários brasileiros", disse Parola.
Participaram do encontro, no Palácio do Planalto, os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha; da Justiça, Alexandre de Moraes, do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen; da Fazenda, o interino Eduardo Guardia; das Relações Exteriores, José Serra; da Defesa, Raul Jungmann e representantes do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, do Exército, Aeronáutica e Marinha.
Estiveram também presentes no encontro representantes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), da Receita Federal, do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e integrantes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal. A reunião foi fechada e durou pouco mais de uma hora.
De acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, a revista nas celas pelos homens do Exército, da Marinha e da Aeronáutica terá como objetivo a busca de armas e drogas.
Os participantes da reunião integram o Conselho Consultivo do Sistema Brasileiro de Inteligência, a Sisbin, que reúne órgãos para troca de informações de inteligência. A agenda de reuniões entre autoridades de segurança estaduais e federais se intensificou depois do agravamento da crise do sistema penitenciário, que desde janeiro já provocou pelo menos 119 mortes em Manaus (AM), Boa Vista (RR) e Nísia Floresta (RN).
A cooperação entre os entes locais e federais no combate ao crime organizado e na modernização dos presídios é um dos alvos do Plano Nacional de Segurança, lançado pelo governo federal há dez dias. Amanhã (18), Temer receberá os governadores para discutir a implementação das medidas emergenciais de segurança.
Durante o pronunciamento, Alexandre Parola afirmou que os governos estaduais são os "responsáveis constitucionais pelos estabelecimentos carcerários", mas disse que, devido à crise penitenciária ter ganhado "contornos nacionais", é exigida uma "ação extraordinária do governo federal".

Comissão com os Três Poderes
Segundo ele, Temer determinou a criação de uma comissão com o objetivo de reformar o Sistema Penitenciário brasileiro. O órgão, de acordo com o porta-voz, será formado por integrantes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e da sociedade civil organizada.
No campo da inteligência, o governo pretende intensificar a integração entre os órgãos da área, inclusive estaduais, a exemplo do que ocorreu durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, no ano passado.
"Haverá intensa troca de informações no combate integrado a ação de grupos criminosos que atuem no país. Também se determinou comunicação ainda mais próxima com os setores de Inteligência dos Estados, para dar maior eficiência, foco e resultados concretos no combate ao crime organizado", afirmou Parola.
O porta-voz informou também que está sendo criado um comitê de integração e cooperação na área de inteligência, a ser composto pelos Ministros da Justiça, da Defesa e do Gabinete de Segurança Institucional.
O encontro no Palácio do Planalto ocorreu após reunião entre Alexandre de Moraes e Secretários Estaduais de Segurança Pública. O ministro da Justiça também recebeu o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, que anunciou a transferência dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) que estão na Penitenciária de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, para presídios federais (LINK).
Edição: Denise Griesinger
Agência Brasil/montedo.com

18 comentários:

ALMANAKUT BRASIL disse...

Temer oferece Forças Armadas para operações em presídios


TVNBR - 17/01/2017


https://www.youtube.com/watch?v=aDNU_mZTxvc


Vai passar nas redes sociais?

Os bandidos transmitem lá de dentro, o que a mídia não mostra!

Aliás, após gastos e gastos, o mosquito está aí, inclusive com febre amarela, e o "legado Olímpico" está sendo uma maravilha!

Anônimo disse...

E tome fumo, será que vão remunerar igual aos agentes carcerários federais? Cadê a isonomia?

Anônimo disse...

Legado olímpico...só roubalheiras de todas as legendas políticas, principalmente do pmdb!

Anônimo disse...

Mão de obra barata dá nisso o EB não pode ser dito nem como puta do governo pq até a puta ta ganhando mais

Anônimo disse...

Mais uma lambança do desgoverno comunista. Desvio de foco. Ou alguém está ouvindo falar da lava jato?

Anônimo disse...

Antigamente, susto só no HALLOWEEN. Hoje, se não estiver em dia com o HEART, é barro!

Anônimo disse...

Só o que faltava, agora milico ser babá de presos, esse Pais está mesmo sem rumo. Isto é, a falência do Sistema Penitenciário, culpa desses governadores corruptos e corruptores, além, da herança maldita dos petralhas.

Anônimo disse...

Estou tao triste com isso tudo. Meu Deus o que fiz ? Enterrei minha vida nessa carreira !Jovem nao comentam esse erro...sejam homens livres...hoje sou careca, depressivo e com salario que nao me da prosperidade. Trabalhem em supermercado, vendam balas...mas nao sejam militares...estao fazendo tudo de ruim conosco e nao vejo um general nos ajudar...nenhum consulta publica com as praças...o clima nos quarteia é de tensao..somos usados como bombril !Triste fim...eu so quero criar meus filgos e norrer pois doi muito meu peito, triste demais...ser praça é ser infeliz !

Anônimo disse...

Era só que faltava para ferrar o "milico" de vez. Aqui no Rio de Janeiro, já está muito difícil. O militar não pode nem andar com sua identidade ou com telefone com agenda de outros amigos seus identificados como militares. Andar fardado nem pensar, só falta mesmo uma medida estapafúrdia como esta, para a bandidagem começar a caçar milico igual estão fazendo com os PMs.

Anônimo disse...

Se as FFAA não tomar também conta das ruas em conjunto com a PM e Polícia Civil, os criminosos vão começar a matar militares das FFAA. Já matam todos os dias PM e ninguém faz nada.

Anônimo disse...

SE A CAGADA É GRANDE, CHAMEM OS MILITARES...
MAS NÃO CHAMEM SE É PARA TRAZER UM PAGAMENTO JUSTO A TODOS...
FATOS IRREFUTÁVEIS:
- Selvageria nos presídios? Chamem os Militares!
- A PF não quer ir pra fronteira porque a diária é pouca, chamem os Militares, que vão ao preço de uma tabela que está defasada desde 1992;
- A PM faz greve porque o salário é baixo, chamem os Militares!
- A ANVISA não quer inspecionar gado no campo, chamem os Militares!
- Os corruptos ganham milhões e não constroem as estradas, chamem os Militares!
- As chuvas destroem cidades, chamem os Militares!
- Desabrigados? Chamem os Militares!
- A Dengue ataca? Chamem os Militares!
- O COB precisa treinar e pagar atletas? Chamem os militares!
- Ações humanitárias no Brasil e no exterior, transportes de donativos em tragédias? Chamem os Militares!
- Investigação e remoção de corpos em acidentes aéreos de grande porte? Chamem os Militares!
- Transportes de órgãos, presos, corpos de autoridades, ministros, etc.? Chamem os Militares!
- O Carnaval, Ano-Novo, ou qualquer festa com pouca segurança? Chamem os Militares!
- Copa do Mundo, Olimpíada (Consultem as providências da Olimpíada Rio 2016), Reunião de Presidentes, Jogos Mundiais? Chamem os Militares!
- Certeza de eleições livres? Chamem os Militares (Os Governos de 16 Estados da Federação requisitaram a permanência das Forças Armadas para as eleições 2016 – Ah! Distribuir urnas eletrônicas nos mais remotos locais do País? Chamem os Militares!
- Presidentes, Primeiros-Ministros e visitantes importantes de outros países vão chegar? Chamem os Militares!
- Estado incompetente e uma Polícia mal paga e despreparada? Chamem os Militares!
- Força de Pacificação do Complexo do Alemão, do Complexo da Maré já que a Polícia não tem capacidade pra resolver, chamem os Militares!
ALÉM DISSO: (NÃO TEM DIREITO A NENHUM DOS ITENS ABAIXO):
- Uma Lei de Remuneração? Está enterrada nos porões do Congresso como MP 2215-01, há mais de quinze anos, com mais de 600 emendas.
- Adicional noturno? Não tem!
- Periculosidade? Não tem! (Onde está a isonomia de tarefas que querem imputar em uma Reforma Previdenciária?
- Escalas de 24 por 72 horas? Não tem!
- Hora extra? Não tem!
- FGTS? Não tem!
- Os 28,86%? Jamais!
- Reconhecimento? Não tem, exceto da Opinião Pública.
- Residência fixa? Não tem!
- Certeza de descanso no fim de semana? Não tem! Inclusive mal alimentados, pois fazem jus à somente R$ 8,25 / dia / Militar como Etapa de Alimentação. Vejam o valor de outras categorias visando o mesmo fim!
- Licença-Especial? Perderam!
- Reajustes com base na inflação? Nunca tiveram!
- Salário adequado? Não tem! Vejam os salários e reajustes de outras categorias do funcionalismo e comparem com a dos Militares!
- O salário de um Primeiro-Sargento da ativa é muito inferior ao do Soldado (PM-DF e do Policial Rodoviário Federal); sendo que o dinheiro vem da mesma fonte pagadora: a União! - O salário bruto de um Coronel Aviador (Militar com 25 anos de serviços e com todos os cursos que a carreira impõe), é inferior ao do piloto de elevador do Congresso.
- O salário de um Oficial-General, com mais de 45 anos de serviço, é igual ao salário de um Agente de Segurança, de Portaria do Congresso.
O MILITAR JURA DEDICAR-SE INTEIRAMENTE AO SERVIÇO DA PÁTRIA E DEFENDÊ-LA COM O SACRIFÍCIO DA PRÓPRIA VIDA, MAS NÃO JURA A PASSAR PRIVAÇÕES, MUITO MENOS A SUA FAMÍLIA!

Anônimo disse...

Tomara que "as tias" não entrem em greve, porque senão os "senhores lealdade" nos colocam no lugar destas. Tá complicado, estão criando uma geração de inconformados, só para agradar.

Léo disse...

Com liçenca...Deixem passar...
O exército está chegando.Vamos contar? Um assassino.Dois assassinos.três traficantes...A instituição de maior credibilidade nacional e a que pior remunera seus quadros está chegando para resolver o problema da insegurança estadual e entrar nos presídios lixos do Brasil.E,é claro, o governo Temer,e o Exécito concorda, evidentemente, pagará entre R$ 25 e 60 reais à tropa ,por dia trabalhado,enquanto a Força Nacional,ao nosso lado ,dentro dos presídios,receberá, do soldado ao seu comandante,R$ 550,00 reais pelo mesmo risco de vida.Realmente,Gen Villas Bôas, as instituições estão perfeitas e amadurecidas...Tão amadurecidas que estão caindo de podre!!! VENCIMENTOS VEXATÓRIOS,HUMILHANTES,VERGONHOSOS E RIDÍCULOS É O QUE ESTA NAÇÃO DE BANDIDOS TEM PARA NÓS!!! Meu amigo deu tanta risada ,agora há pouco,lembrando--me da cor e do uniforme do Posto Ipiranga!

Anônimo disse...

E agora José????

Anônimo disse...

"Qualquer missão, em qualquer lugar, a qualquer hora e de qualquer maneira." Traduzindo: Peixe morre pela boca. Verdadeiros severinos camuflados.

Anônimo disse...

Ele tá pensando que isso é olimpíada??? Quem vai ter coragem para ordenar a invasão e contenção dos facínoras? Lembram do Carandiru?

Anônimo disse...

Isso lembra a ordem "inteligente" do, então, presidente Collor para combater a inflação cavalar da época e sumiço da carne nas prateleiras, dizendo que os criadores de gado estavam escondendo os animais nos pastos e mandou avião da FAB fotografar os rebanhos.Se o presidente Temer vai usar os militares federais, certamente vão ficar muito tempo nessa missão.

Anônimo disse...

Tire minha dúvida Montedo. Se as monitoras de creches ousarem fazer greve, também seremos chamados?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics