10 de janeiro de 2017

Falta privatizar as Forças Armadas

Como estamos no Brasil, ninguém se espante caso o governo Michel Temer dê início à privatização das Forças Armadas. Que tal o PCC financiar o Exército, o CV, a Marinha, e a Família, a Aeronáutica?
Resultado de imagem para forças armadas papel de parede
Carlos Chagas
Fica difícil informar quando começou a privatização das penitenciárias. Possivelmente no governo Fernando Henrique Cardoso, ainda que tudo viesse cercado de sigilo. A iniciativa não contava com a simpatia da opinião pública, sempre cheirou a perigo, para não falar de corrupção. Assim o sociólogo recomendou silêncio, seguido pelo Lula e Dilma. Agora, a bomba estourou nas mãos de Temer, ainda que contra a sua vontade.
Isso porque a operação cheira mal desde o início. Grupos econômicos empenhados em faturar o máximo e oferecer o mínimo tem lucrado centenas de milhões. Por certo que separando vultosos percentuais nos períodos eleitorais, financiando mais de um candidato a governador nos Estados de onde tiram quantias milionárias. Até os meios de comunicação omitiram a lambança, só agora forçados pela natureza das coisas a expor as operações celeradas.
Trata-se de uma das maiores distorções do capitalismo. Ganhar dinheiro com a desgraça alheia, no caso das prisões, só perde para a prática de certos laboratórios farmacêuticos que carregam no preço dos remédios. Mesmo assim, os resultados se equivalem. A privatização das cadeias determinou o crescimento das quadrilhas envolvidas com o tráfico de drogas, além da transformação dos presos em animais. Também os remédios em alta permanente de preços terão levado muitos cidadãos à morte prematura por impossibilidade de adquiri-los.
Nos Estados Unidos, essa moda está em extinção, ainda mais porque o criminoso rico transforma sua cela em hotel de luxo, mediante pagamento extra às empresas encarregadas de administrar o conjunto. Aliás, aqui também, porque os chefes dos diversos grupos que vivem do tráfico oferecem churrascos, feijoadas e bailes de arromba a seus protegidos, em alas privilegiadas das prisões.
Seria o caso de o poder público cancelar todas as privatizações e terceirizações, ainda que depois dos recentes massacres seus dirigentes tenham começado a reagir, alegando que os governos não tem recursos para sustentar as prisões estatais. Só que é mentira, pois os Estados destinam horrores para a privataria tornar-se a verdadeira controladora das penitenciárias.
Em suma, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Caberia ao Congresso antecipar-se ao jamais concretizado Plano Nacional de Segurança. Proibir o ingresso da iniciativa privada na gestão dos estabelecimentos penais e ainda investigar o roubo nos contratos celebrados no país inteiro, para as devidas punições e o ressarcimento.
Como estamos no Brasil, ninguém se espante caso o governo Michel Temer dê início à privatização das Forças Armadas. Que tal o PCC financiar o Exército, o CV, a Marinha, e a Família, a Aeronáutica?
DIÁRIO do PODER/montedo.com

12 comentários:

Anônimo disse...

nos EUA as penitenciárias são privatizadas, e funcionam muito bem pq tem a FISCALIZAÇÃO!

E vamos parar com esse papo de Fernando Henrique pq qm decide é o Gov. do Estado e tivemos 13a de outros governos (inclusive o atual como vice).

Anônimo disse...

Por que não privatizar o EB e os presídios? Não dizem que o governo é incompetente e corrupto? E que privatizando, tudo isso acabaria? A OI e a Odebrecht estão aí para demonstrar essa teoria. O ensino fundamental e médio em alguns estados estão sendo privatizados, sob a alegação de que assim serão mais eficientes. Privatizado, o EB não seria mais eficiente?

Anônimo disse...

Não importa se é público ou privado, no Brasil... o que importa é quando a ética se tornará uma coisa comum em nossas vidas? Só assim pro Brasil caminhar rumo ao futuro, senão é rumo ao lamaçal mesmo.

Anônimo disse...

Quando o jornalista Carlos Chagas cita uma hipotética privatização das forças armadas, é óbvio que ele está sendo extremamente irônico. Mas, se no mundo do "faz de conta" ocorresse tal privatização, a primeira coisa que iria sumir, seria este monte de postos e graduações.A empresa privada se sustenta no lucro e ninguém estaria disposto a investir dezenas de bilhões numa empresa com tamanho grau de complexidade e sem fins lucrativos.

Catarina Lopes disse...

Governo civil e comunista, uma dupla que destruiu tudo de bom que temos, com exceção das FFAA

Anônimo disse...

Privatizar, acho impossível, mas as Forças Armadas já fazem papel de empresas terceirizadas. Sai bem mais barato, se não, alguém está ganhando com isso.

Anônimo disse...

Menos Carlos Chagas...menos..bem menos.

Anônimo disse...

Meus amigos, privatização só serve para encher os bolsos dos espertalhões, que querem ganhar dinheiro fácil do povo. Se não for fácil, eles não vão atrás. Por isso que eles só se interessam por serviços (públicos) que garantem o recebimento do pagamento, tal como luz, água, esgoto...etc. Dinheiro do imposto a você. É só mais uma forma de escravidão, porque ficamos nas mãos deles para nos explorarem cada vez mais.
Essa mídia safada vende que o Estado está inchado. Mentira.
O Brasil tem apenas 12 funcionários públicos por 100 habitantes, índice pífio quando comparado aos países ricos, que é de 23 por 100 habitantes, e fica longe dos 33 por 100 dos países nórdicos.
Vocês sabem o que isso significa? Que a população tem menos escolas, menos saúde, menos segurança e aí vai em relação aos outros países. Mas vendem que ele está inchado. Parem de comprar bobagens. Quem vendem essa informações erradas são os que querem faturar em cima, são os próprios milionários, principalmente, os donos das mídias (Globo, Veja, Bande, etc).
Vejam o que ocorreu nos presídios privatizados, observem quanto custou para a população e vejam o que eles forneceram. Pergunto, quem ficou com esse dinheiro?
Antigamente, tínhamos escolas e saúde de qualidade. Aí surgiu a escolas particulares em peso e os planos de saúde e vejam quanto progredimos.
É isso que querem para as FFAA?

Anônimo disse...

Privatizar as Forças Armadas?
Certamente apenas alguns segmentos darão retorno financeiro outros somente prejuízo.

Sem contar que serão suprimidos muitos cargos de chefia.

O aluguel dos militares serão muito onerosos, não compensando o custo x benefício.

Atualmente compensa a utilização dos militares para as mais diversas atividades, mesmo não tendo a qualificação necessária para exercê-la, neste caso compensa o custo x benefício.

Anônimo disse...

Tem que acabar com as FFAA mesmo, e se precisar chama os bLack witer ou a legião estrangeira garanto que fazem as coisas muito melhor que nas FFAA atual...

Anônimo disse...

Boa parte dAs operações logísticas como de segurança das bases em ambiente operacional já é privatizado pelo exército americano,

Anônimo disse...

Não serviu um dia no EB e fica falando ...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics