9 de junho de 2016

Atleta de tiro, sargento da Marinha é baleada após fugir de falsa blitz no RJ

Atleta de tiro é baleada na cabeça após fugir de falsa blitz na Zona Norte
Anna Paula Cotta é psicóloga da Marinha e inscrita na Federação de Tiro Esportivo do Estado Rio
RIO - Uma jovem tranquila e disciplinada. Atleta de tiro esportivo, Anna Paula Cotta, de 27 anos, foi baleada na cabeça, no fim da madrugada desta quinta-feira, ao tentar fugir de assaltantes na Avenida Pastor Marthin Luther King Junior. Tudo aconteceu a 300 metros da delegacia do bairro (44ªDP), na altura da estação do metrô, por volta das 5h. Mesmo ferida, a vítima, que é psicóloga e sargento da Marinha, ainda conseguiu dirigir por alguns metros, mas bateu em um muro.
Socorrida no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, Anna Paula passou por cirurgia e foi transferida à tarde para o Hospital Naval Marcílio Dias, no Lins. Seu estado de saúde é estável. Parentes e amigos ficaram de vigília e fizeram uma oração antes de começar a operação, que durou cinco horas. Filha caçula de Marcos Antônio Cotta, de 62 anos, Anna Paula tinha saído de casa no Lins e seguia para a empresa do pai, na Avenida Itaóca, no Complexo do Alemão, quando foi atacada. Segundo a família, ela deve ter percebido que dois carros à sua frente estavam sendo abordados pelos bandidos e, assustada, tentou fugir. O carro da vítima, um Kia Picanto, foi atingido por cinco disparos. Um deles atingiu a atleta na testa.
Sair muito cedo de casa havia se tornado um hábito de Anna Paula, que, ultimamente, pela manhã dava expediente na empresa da família para ajudar o pai, que está em tratamento de um câncer.Angustiado, Marcos Antônio ressaltou o apoio que recebe da filha no dia a dia.
— Ela faz esse trajeto todos os dias porque me ajuda na empresa antes de seguir para as suas obrigações como atleta e militar. Quero que ela se recupere logo porque tenho câncer no pulmão, estou doente e preciso dela — desabafou Marcos Antônio.
Há dois anos, Anna Paula já havia passado por uma situação semelhante. Ela fugiu de uma tentativa de assalto no Buraco do Padre, no Engenho Novo. Na ocasião, o carro dela foi atingido por um tiro, mas ela não se feriu.
Anna Paula é atleta da categoria pistola de ar e faz parte do Programa Olímpico da Marinha (Prolim). Confederada há três anos, ela chegou a participar das seletivas para a Olimpíada do Rio, mas não conseguiu vaga. Em 2015, foi vencedora na categoria pistola de ar feminino. No mês passado, participou de um campeonato mundial da Alemanha, onde não ganhou medalha, e, no próximo sábado, participaria da quinta etapa do Campeonato Brasileiro.
— É uma atleta dedicada e uma pessoa muito centrada — disse a amiga Ilke Castanheira, que também atleta.
A Polícia Civil investiga o caso e busca imagens de câmeras que possam ajudar a identificar os criminosos. Na delegacia, uma outra vítima dos mesmos bandidos, que ficou sem celular e carteira, fez registro de ocorrência.
O comandante do 3°BPM (Méier), coronel Luiz Teixeira, acredita que os ladrões sejam da região. A PM fez operação nas comunidades Juramentinho, Galinha e Engenho, mas ninguém foi preso.
O Globo/montedo.com

Um comentário:

Anônimo disse...

Sociedade covarde sempre ficará esperando o governo salvador que resolverá seus problemas. Brasil país de gente covarde e individualista.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics