9 de junho de 2016

RJ: capitão da Marinha morre ao pular de wingsuit da Pedra da Gávea

Corpo de militar que pulou de wingsuit é achado em mata de difícil acesso
Ana Carolina Torres
Rio de Janeiro (RJ) - O corpo do capitão de fragata da Marinha Fernando Brito, de 42 anos, que havia saltado de wingsuit da Pedra da Gávea, no domingo, foi encontrado na tarde desta segunda-feira (6), de acordo com informações do Corpo de Bombeiros. O militar foi achado em uma mata de difícil acesso.

No Instagram, Fernando postou sua última foto antes de desaparecer. A foto foi feita no sábado, na mesma Pedra da Gávea de onde pulou de wingsuit. No texto, o capitão de corveta diz que não saltaria naquele dia: "Acho que hoje não vai ter pulo... Mesmo assim valeu a trilha com o meu amigo".
Justamente em razão da difícil acessibilidade à área onde Fernando foi encontrado, os bombeiros ainda analisam qual será a melhor forma de remoção do corpo.
O Wingsuit é uma modalidade de esporte radical em que o atleta veste uma roupa com asas, usadas para planar. Quase ao fim da queda, um pequeno paraquedas é acionado para o pouso.
EXTRA/montedo.com

2 comentários:

Anônimo disse...

Grande Brito, vá com Deus meu amigo!

Anônimo disse...

Montedo, favor posta de novo a matéria do medico que entrou no eb com soldado analfabeto, formou-se medico e foi FE. Vi a entrevista dele no Jô, fiquei emocionado com a gratidão e o amor que ele demonstrou pela nossa instituição, é um exemplo a muitos que tem tudo na altura dos olhos e não conseguem enxergar. ass 2º sgt com

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics