10 de junho de 2016

Soldado é preso por assassinato de sargento da FAB em Manaus

Suelen Gonçalves
Do G1 AM (edição: Montedo.com)
O soldado da Aeronáutica Brendo Silva da Silva, de 22 anos, foi preso e confessou ter participado da morte do sargento Melquisedeque da Paixão Dias, de 53 anos, na segunda-feira (6), no Centro de Manaus. Segundo o autor, a motivação para o crime foi uma cobrança de dinheiro feita pelo sargento.
Dias foi morto dentro do próprio carro, um veículo modelo Honda Civic de cor azul. Ele parou em um semáforo no cruzamento da Rua Ramos Ferreira com a Avenida Getúlio Vargas, no Centro de Manaus, e em seguida, foi alvejado pelo soldado que estava no banco do carona.
Brendo e o primo dele Wenderson Matos da Silva fugiram do local a pé após atirar no militar.
De acordo com as investigações, Brendo devia a quantia de R$ 3,2 mil ao sargento e teria cometido o crime para não quitar a dívida. O delegado disse que Dias fazia constantes cobranças, inclusive, havia feito ameaças ao devedor.
Após a exigência para a quitação da dívida, Brendo afirmou que faria o pagamento na segunda - dia do crime. Na data marcada, a vítima e o suspeito se encontraram na Base Área. Breno estava acompanhado de um primo. Os dois entraram no veículo da vítima e seguiram para o centro da cidade. No trajeto, o suspeito revelou possuir apenas R$ 500.
A polícia relata que houve discussão entre eles e, durante o desentendimento, o sargento teria dado um tapa em Brendo. Na ação, o primo - que estava no banco de trás - atirou na nuca do militar. O soldado furtou a arma do sargento e ambos fugiram em seguida.
O delegado Ivo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), disse que câmeras de segurança localizadas na rua do crime mostram o momento em que Brendo e o primo saem a pé. O suspeito guarda a arma do sargento. O primo aparece aguardando algum objeto no bolso.
"No veículo, nós achamos uma boina, o que nos remeteu a um soldado. Fomos na Base Área, conseguimos levantar informações e chegamos no Brendo. Brendo confessou o crime, disse que estava devendo para o sargento e que ele estava cobrando insistentemente. Ele disse que ia pagar e o sargento foi buscá-lo. O que nos chamou a atenção foi que ele (Brendo) chamou um primo, possivelmente porque ele sabia que o sargento andava armado", disse. Segundo o delegado, a perícia da Polícia Civil confirmou que o disparo foi feito por trás da vítima. A arma utilizada foi uma arma calibre 38, que ainda não foi apreendida.
Brendo Silva da Silva foi indicado por homicídio qualificado e subtração de arma. Ele tá preso na Base Aérea de Manaus.

Cúmplice se apresentou a Polícia
Wenderson Matos da Silva, de 22 anos, foi preso, na manhã desta quinta-feira (9).Ele se apresentou na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em Manaus, por volta das 10h30, acompanhado de um advogado.

Um comentário:

Anônimo disse...

Veja essa ..

http://militaresbrasil.blogspot.com.br/2016/06/10062016-stm-condena-seis-anos-de.html

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics