22 de junho de 2016

Onças: o Exército salva a vida desses animais e não o contrário


Vanessa Corrêa, via Facebook
Estou aqui pensando na onça Juma do CIGS - Centro de Instrução de Guerra na Selva em Manaus. Estou absurdamente triste com a perda!
Não... Ela não é a onça que está comigo nas minhas fotos do Perfil e Capa. Esse é o meu amiguinho Jiquitaia(amo!) do CMA. E ele está muito bem, graças a Deus.
Só pra esclarecer pra um monte de gente que tá esculhambando o CIGS e o Exército por desconhecimento:
Eu estive em Manaus convivendo com essa galera até poucos dias atrás... Posso lhes assegurar que se não fosse pelo Exército nem a Juma nem nenhuma das 8 outras onças, assim como as outras centenas de animais que vivem no zoológico do CIGS estariam mais vivos há muuuito tempo. Porque TO-DOS são animais resgatados de tráfico ilegal e maus tratos na Amazônia. Isso acontece com mais frequência que podemos imaginar. E só ficam ali aqueles que não sobreviveriam na natureza mais. Às vezes a população encontra o animal em situação de risco de vida e larga literalmente na porta do CIGS porque sabe que lá eles vão cuidar bem do bicho. O Exército cuida! Não é o caso desses zoológicos nojentos que tem por aí. A história é muito diferente!
As onças do CIGS convivem com as pessoas da cidade com certa regularidade, participam de eventos, como desfile de 7 de setembro, por exemplo. Estão acostumadas, as onças e as pessoas. Isso faz parte de um projeto de aproximar o ser humano do bicho. Despertando o carinho/intimidade nas pessoas, se cultiva a cultura da preservação... O ser humano precisa ser adestrado, sabe... São animais tratados com dignidade, respeito e amor. O Exército salva a vida desses animais e não o contrário. Dá pra entender?
Hoje, infelizmente, alguma coisa deu errada... O Comando Militar da Amazônia já está investigando. Eu chorei a perda. Eu odiei a tocha olímpica. Mas a verdade é que poderia ter sido em qualquer outra situação. Com certeza os amigos do Exército estão sofrendo, porque eles amam aqueles animais. Não julguem o CIGS, não julguem o Exército. Conheçam o trabalho que fazem (mesmo que não possam visitar). Talvez sintam o respeito, orgulho e emoção que eu sinto.

22 comentários:

Anônimo disse...

Exército e CIGS. Parem com essa pratica política e dizer que tudo vai ser apurado sem nunca apresentar a impressa os resultados. Por melhor que seja a trato com os animais recolhidos o Zoo do CIGS, aquele mesmo que não recolhe em GRU o valor das entradas dos visitantes, algum erro aconteceu seja por falha humana ou material. Uma pergunta: será que um dia vamos saber a versão apurada e não fazer como os políticos e dar respostas evasivas que "tudo esta sendo apurado" , "um processo interno já foi aberto" ou "o caso ainda esta sob investigação". Onde estão os reis da SELVA - INSTRUTORES e MONITORES !! sei na cantina ou fazendo um pão na chapa para os camaradas !!!

Anônimo disse...

Por essas e outras que praticamente não posto mais nada. Infelizmente, um espaço como esse poderia melhor ser aproveitado para debate de ideias, melhorias, alcances e organização, no entanto, virou um celeiro de frustrados, recalcados, chorões, reclamões e fracos, que só fazem criticar, espezinhar em assuntos que nem lhe dizem respeito.
Criticar quem faz o COS é de uma ignorância comezinha que chega a ser ridícula. Ficam posando de "bonzões", mas sequer levantam o traseiro para fazer algo digno de registro.
Pior, são uns valentes por estarem no anonimato, pensando que a confrontação aqui lhes garante uma aura de vitória. Minha ignorância - e a de muitos outros colegas aqui - é a resposta mais apropriada a estes.
Pessoas inteligentes, com assuntos condizentes, com sugestões coerentes, aqui, não se vê, infelizmente.
Bom, fica a resposta desta médica veterinária. Parabéns ao CIGS. Parabéns aos guerreiros de selva. Parabéns ao EB.
Maj QCO Leonardo

Anônimo disse...

É claro que o EB cuida dos animais; é também bastante óbvio que qualquer um se apegaria a um animal destes, principalmente porque as pessoas no Brasil e mundo inteiro não tem acesso a eles, quando alguém tem,é natural que sinta afeto pelo animal. O que não se consegue justificar, é usar estes animais como mascotes, como em um circo, como propaganda. Animais resgatados e tratados...sim, ser usado como símbolo do EB...sim, usar para promoção pessoal ou política...Não.

Anônimo disse...

Realmente muito triste, infelizmente os aproveitadores de plantão de um País abandonado e hipócrita estão ávidos a criticar a situação, o CIGS realiza um trabalho excepcional, que deveria ser apoiado pelos Órgãos de preservação do país, mas infelizmente luta sozinho por uma causa abandonada e esquecida pelos lixos de nossos políticos e governantes.
Enquanto a Tocha, deveria ser atochada em nossos governantes, aproveitando o ensejo para empurrar também essa M.... de olimpíadas, que além de estar prejudicando vários Estados da Federação só serve para alimentar a roubalheira de políticos safados.

Anônimo disse...

Cuidado com o recalque...

charles ribeiro disse...

Meus companheiros infelizmente aconteceu essa fatalidade, ninguém do CIGS teve a intenção de matar o animal que é símbolo da AMazônia, qualquer um poderia tomar essa atitude de atirar, até mesmo o comandante pois, mesmo domesticado, é um animal selvagem. O militar que a abateu , experiente, viu o risco que o animal poderia provocar com um ataque ao ser humano, cheguei até presenciar um ataque de uma onça domesticada em 1997 a uma veterinária num quartel de fronteira, onde o felino a atacou deixando seu membro superior mutilado. Infelizmente a gente não sabe o que passa na cabeça do animal, na dúvida o militar teve que atirar no animal indo na direção do companheiro. Caso não fizesse, o amigo estaria morto ou mutilado, como aconteceu com a veterinária na fronteira( "animal manso e domesticado, mas atacou a jovem que vai ficar com sequelas por resto da vida").

Anônimo disse...

Tá vendo, Maj Leonardo, até você chorou!

Anônimo disse...

Falando sério,acho que quem foi contra a morte dessa onça queria a morte de um militar? Sorte que ela não atacou a tocha.Tinha que ser no Brasil essa ocorrência.

Anônimo disse...

A verdade é: MATARAM A ONÇA.Qual foi? Nem o comando sabe?

Anônimo disse...

Os Leões de Alojamento piram.
Bando de frustrados e racalcados.

Anônimo disse...

"Olha a onça dele no chapéu, olha que esta onça é o seu troféu, olha que esta onça não é fácil de se ter, se rala e se sofre pra valer, olha esta onça é como eu quero, olha esta onça toda em preto e amrelo"!
Qual tropeiro nunca ouviu este trecho de canção na boa e velha corridinha mixuruca?
Na minha opinião, a repercussão toda do assunto em questão é fomentada por aproveitadores de plantão, que não tem conhecimento nenhum sobre os cuidados que a instituição EB outorga a animais sob sua guarda.
Aos guerreiros de selva meu respeito, para a Amazônia meu empenho na defesa sempre que puder, e ao BRASIL meu juramento de honra.
Que fique claro que a instituição não deve resposta a ninguém, senão as autoridades constituídas.
A mídia e imprensa de conveniências, deixe que fuçem, nada de irregular encontrarão. Já com os bons profissionais das comunicações, parcimônia e respeito por sua seriedade em apurações.

Anônimo disse...

Concordo com o comentário 23 de junho de 2016 09:27, falou tudo o trabalho do CIGS é excepcional em tratar os animais que chegam em estado lastimável e são tratados com decência e competência, agora uma coisa é estar em um cerimonial com uma multidão, apesar de ter contato com humanos ela ainda era selvagem e animais selvagens são imprevisíveis...ao meu ver nunca deveria ser exposta dessa maneira.

Anônimo disse...

Quanto ao COS: Minha continência a todos os camaradas que foram buscar sua onça. A minha deixei na selva, pois preferi não tentar. Tenho inúmeros amigos que ostentam com orgulho sua onça no peito, dou o maior valor. Isso mesmo guerreiro, seu suor foi derramado na selva em busca de um objetivo. Parabéns nobres combatentes!

Quanto à onça: Nenhum militar gostaria de estar passando por isso, nenhum desejaria matar um belo animal como aquele. Infelizmente, necessário.

Quanto ao CIGS: Belo trabalho, continuem assim.

Quanto ao Major Leonardo e o Charles Ribeiro: Excelentes comentários.

Selva!!! Aço!!!

Anônimo disse...

Não sei o que a tocha olimpica um simbolo de paz e união de povos estava fazendo dentro de um quartel do exercito e em volta de uma onça selvagem. Não tinha nada que a tocha estar lá, a onça sendo usada como embuste. Os EUA tem a aguia como simbolo e nem por isso fica em solenidades passeando com a aguia que tambem é um animal simbolo e em estinção da mesma forma que a onça na amazonia.
Puro embuste, a morte da onça foi necessaria para salvar uma vida, porem injustificada e desnecessaria em estar sendo usada a onça em um evento de trofeu da tocha...
Tem que mesmo as imprensas, Ongs e orgão de preservação animal se rebelar mesmo e pedir apuração do porque a onça estava lá sendo usada como estandarte num evento. Que puna o coordenador do evento o E3 ou S3 do quartel junto com o comando.

Diego H disse...

Queimaram o filma valendo...agora não adianta tentar dar a volta....

Anônimo disse...

Mataram o Gorila, mataram a onça e vão continuar matando e inventando um milhão de desculpas. Colocar um animal num desfile ou pra ver a tocha é ridículo.

Anônimo disse...

ssa morte da onça é tão revoltante quanto a do gorila. Infelizmente vai acabar em pizza. Agora se o culpado fosse um soldado, já tava na mídia: Foi expulso o SD ...

cpires33 disse...

Boa!!!

ALMANAKUT BRASIL disse...

As Forças Armadas do Brasil, outrora com maior respeito, estão pegando carona nas vitrines de eventos, caindo no ridículo em certas ocasiões!


Foi mais fácil exterminar uma onça, do que um mosquito!

Anônimo disse...

Acho que nessa área o Exército faz um trabalho fantástico, assim como em muitas outras. O que não concordo é a subserviência com a qual nos prostramos diante desses paisanos, no caso a tocha olímpica, pra depois ter que aguentar mimimi desses mesmo paisanos, que nada fazem para defender o EB. Pobre da onça, mais uma vítima dessa olimPIADA!

Anônimo disse...

Tudo ilusão meus camaradas. Guerra na Selva é ilusão. O cara vai lá rala muito e o aprendizado qual? Gasta uma grana montando kits. Não conseguiram segurar a onça que era deles, imaginem se vão segurar o inimigo. Tudo ilusão, uma borracha no peito com a cara de uma onça, não quer dizer que um é melhor que o outro. O que vale é o papiro e a conta bancária. Jovens acordem tudo é ilusão. Estudem e o bizu atual concurso para o judiciário, receita federal e cursos superiores na área de saúde e engenharia. Aos comentaristas que pedem solução, é só aguardar onde a midia entra não tem nada escondido. Auditoria Militar, Punição e Exoneração é que esperamos. Estudei Direito e já analisei as leis ambientais, não tem como não serem punidos, foi repercussão mundial.

Anônimo disse...

Quem atirou? Quem? Quem? Quem? O povo brasileiro e o mundo se pergunta quem atirou? Tenho amigos no CIGS e falam que estão apurando quem atirou? como assim? Não sabem o nome de quem atirou?
A equipe de segurança não tinha uma rede? Isto é básico uma rede Tranquilizante custa fazer efeito.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics