9 de março de 2017

'Aparelhamento' da Justiça por militares provoca reação de policiais

Resultado de imagem para aparelhamentoREAÇÃO A MILITARES
Uma dezena de militares (Exército, Marinha e Polícia Militar de São Paulo) em postos chaves provoca reações no Ministério da Justiça.

ASSUNTO DE POLÍCIA
A alegação de experts é que segurança pública é para especialistas policiais. Por isso, desde 1989 quase não há militares no Ministério.

LUGAR RESERVADO
Serraglio nomeou o almirante Alexandre Mota como chefe interino da Secretaria Nacional de Segurança, até Temer encontrar um tucano.

DESPRESTÍGIO
O almirante que virou secretário nacional de Segurança substituiu o delegado Cristiano Sampaio, provocando descontentamento na PF.
DIÁRIO do PODER/montedo.com

Pensando bem...
Militares estão muito mais para o Ministério da Justiça do que uma enfermeira para o Ministério da Defesa, não é mesmo?

11 comentários:

Anônimo disse...

Militares estão muito mais para Ministério da Faxina e da Reclamação, certo?Publique Montedo!

Anônimo disse...

Será que os governos estão achando que ao colocarem um general nas secretarias de segurança os policiais vão ficar com medo de fazerem greves? Acredito até que a antipatia fica maior e aumentam as chances de movimentos de paralisações. Nessa terra do toma lá, dá cá, fica até a desconfiança de utilização da tropa em obras nos estados para conseguirem as indicações. No nosso país tudo é possível, até o impensável.

Marcelo Carvalho disse...

Quando o petista Jaques Vagner nomeou a ENFERMEIRA Eva Chiavon para a secretaria-geral do Ministério da Defesa eu não vi ninguém reclamando... Será que ela entende mais de Defesa do que os militares entendem de segurança pública ?

Anônimo disse...

É muito interessante, os Ministros da Defesa são especialistas em segurança? devem ser, pois nenhum "especialista" se manifestou, agora, por que militares assumem cargos em segurança pública, aí eles começam a dizer asneiras, ou seja, um político é mais capacitado que um oficial General.

Anônimo disse...

Estão com medo de que os Militares façam o negócio funcionar direito?

Rafael Martins disse...

Esse povo tem que trabalhar mais e reclamar menos.

Marcelo Carvalho disse...

Valer-se do anonimato para escrever tamanha asneira é característica dos covardes e dos ignorantes....

Anônimo disse...

"A alegação de experts é que segurança pública é para especialistas policiais. Por isso, desde 1989 quase não há militares no Ministério"
Tá explicado porque a segurança pública no Brasil, desde de 89, está uma "M"

Raposa Blindada disse...

"A farda não abafa o cidadão no peito do soldado".

Mauro Cantanheide disse...

Medo da competência alheia.

Anônimo disse...

FFAA é sinônimo de respeito e PRONTO.

Esse que estão incomodados (....os que DEIXARAM o crime organizado sobrepor os deveres do ESTADO....) com a presença das FFAA em atividades de Segurança Pública, devem ler o Art 42, da CF/88.

As FFAA são os guardiões da CF/88 e dos poderes constituídos. Quando os direitos ali descritos na CF/88, NÃO são protegidos pela alas auxiliares, é DEVER dos TITULARES assumirem.
FFAA já. É Fz neles.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics